A luz

1,386 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,386
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
43
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A luz

  1. 1. Prof: Helena Felgueiras
  2. 2. • A parte da Física que estuda os fenómenos luminoso chama-seóptica.• A principal fonte de energia é o SOL, razão pela qual é consideradouma fonte de energia primária.
  3. 3. Fontes naturais – são aquelas que possuem e emitem luzprópria. Por exemplo: Sol e as estrelasFontes artificiais – são aquelas que não possuem luzprópria mas, através de diversos processos, a energiaenvolvida transforma-se em energia luminosa, o quepermite a sua emissão para o exterior. Por exemplo: vela aarder, lâmpada acesa, semáforos da via pública…
  4. 4. Corpos luminosos – são aqueles que possuem luz própria.Corpos iluminados – são corpos que não possuem luzprópria.
  5. 5. A luz propaga-se, a partir das fontes luminosas, em todasas direcções e sempre em linha recta (num meiohomogéneo).Corpos transparentes – são todos aqueles que se deixamatravessar totalmente pela luz.Corpos translúcidos – são todos aqueles que se deixamatravessar parcialmente pela luz ( uma parte da luz incidente noobjecto é reenviada para trás enquanto a outra parte atravessa ocorpo).Corpos opacos – são todos aqueles que não se deixamatravessar pela luz, que é totalmente reenviada.
  6. 6. A reflexão da luz é o fenómeno que acontece quando um raio de luz incide numasuperfície e é reenviado, ou seja, reflectido. Existem dois tipos de reflexão:- Reflexão regular - acontece quando os raios luminosos incidem numa superfíciepolida, os raios são reflectidos na mesma linha em que incidiram e é possível observar-se o reflexo. O exemplo de algumas superfícies polidas são um espelho ou um lago emque a água esteja lisa.
  7. 7. Reflexão difusa ou difusão - acontece quando a superfície em que o raio incide érugosa e por isso reflecte os raios numa linha diferente e já não é possível observar-seum reflexo.
  8. 8. Leis da reflexão da luzQuando a luz se reflecte:- o raio incidente, o raio reflectido e a normal estão no mesmo plano;- os ângulos de incidência e reflexão têm a mesma amplitude
  9. 9. Os espelhos esféricos podem ser côncavos ou convexos. Nos espelhos côncavos, a superfície polida é a parteinferior de uma superfície esférica. Nos espelhos convexos,a superfície polida é a parte exterior de uma superfícieesférica.
  10. 10. Nos espelhos côncavos os raios incidem paralelos ao eixoprincipal quando são reflectidos convergem para umponto. Ex: lanternas, focos, faróis dos carros.
  11. 11. Nos espelhos convexos, os raios incidentes paralelos aoeixo principal quando são reflectidos divergem. Osprolongamentos dos raios reflectidos encontra-se numponto, o foco principal do espelho.
  12. 12. A imagem, de qualquer objecto, obtida num espelho plano:• é virtual (não se consegue projectar num alvo) e pareceestar atrás do espelho);• é do mesmo tamanho do objecto;• a distância do objecto ao espelho é igual à distância daimagem ao espelho;• é direita e simétrica.
  13. 13. As características das imagens obtidas num espelhocôncavo dependem da distância do objecto face aoespelho.Se o objecto está próximo do espelho, a imagem obtidaapresenta as seguintes características: é virtual (não se consegue projectar num alvo) e pareceestar atrás do espelho; é direita e simétrica; é maior que o objecto e tanto maior quanto maispróximo do espelho estiver o objecto.
  14. 14. Se o objecto está afastado do espelho, a imagem obtidaapresenta as seguintes características:• é real ( consegue projectar-se num alvo);• é invertida;• o tamanho da imagem varia conforme a distância doobjecto ao espelho.
  15. 15. A imagem de um objecto obtida num espelho convexo: é virtual (não se consegue projectar num alvo); é direita e simétrica; é mais pequena que o objecto e tanto mais pequenaquanto mais afastado o objecto estiver do espelho.
  16. 16. A refracção da luz é o fenómeno que ocorre quando a luzpassa de um meio para outro, onde a velocidade depropagação é diferente. Quando a luz é refractada, sofremudança de direcção, excepto se a incidência forperpendicular à superfície de separação dos meios. - o raio refractado aproxima-se da normal quando a velocidade no segundo meio é inferior à velocidade no primeiro meio, caso contrário, afasta-se da normal. - não há mudança de direcção quando o ângulo de incidência é de 0º ou seja, quando o raio incide perpendicularmente à superfície de separação dos meios. Em simultâneo com a refracção, pode ocorrer reflexão na superfície de separação dos meios.
  17. 17. Um meio óptico é tanto maisrefrangente, quanto mais os raiosrefractados se aproximam da normal.A luz ao passar de um meio menosrefrangente para um meio maisrefrangente aproxima-se da normal.
  18. 18. A refracção da luz em meios transparentes levou o Homemà descoberta das lentes e à sua utilização em diversosdomínios.Lente – é uma porção de materialtransparente, geralmente de vidro ou de plásticotratado, limitada por duas faces curvas ou uma face curvae outra plana.
  19. 19. Lentes convergentesAs características das imagens obtidas por uma lentedependem da posição do objecto em relação a ela.-Se o objecto está entre a lente e o foco, a imagem obtidaé: virtual, direita e maior que o objecto.-Se o objecto está entre o foco e o centro de curvatura, aimagem obtida é: real, invertida e maior que o objecto.- Se o objecto se situa atrás do centro de curvatura, aimagem obtida é: real, invertida e menor que o objecto
  20. 20. Lentes divergentes:As imagens obtidas por uma lente divergente são: virtuais,direitas e menores que o objecto.
  21. 21. O olho humano é uma esfera com cerca de 2,5 cm de diâmetro e7 g de peso. É constituído pela Íris e pela retina, no entanto aretina é a parte fundamental que permite a sensação das cores.Como é de salientar, a luz tem uma interferência directa naforma como vemos as coisas e obviamente as suas cores.No olho humano, a luz atravessa, em primeiro lugar, a córnea,passa pela íris, que é a responsável por regular a quantidade deluz que está a ser recebida, através da pupila (conhecida comomenina dos olhos). Seguidamente é focada pelo cristalino eprojectada na retina. Esta última, por sua vez, é composta pelosBastonetes e pelos cones. Tanto os cones como os bastonetesestão distribuídos de forma diferente pela retina.
  22. 22. Os cones e os bastonetes, não são mais do que as célulasfoto - receptoras, que compõem a retina, sendo que asprimeiras são as responsáveis pela visão das cores,nomeadamente do azul, vermelho e verde.O que acontece é que existem grupos de cones queapenas distinguem o azul, outros o vermelho e outros overde, e é através da interacção entre estes diferentesgrupos de cones que, o ser humano consegue distinguirtoda a vasta série de cores que, ao nossos olhos, existem.De salientar que, a falta de um destes grupos de conesleva à tão conhecida doença de Daltonismo.
  23. 23. Astigmatismo – surge devido à existência de variações nacurvatura da córnea ou do cristalino, diminuindo a qualidade daimagem projectada na retina. Não se vê bem, nem ao perto nemao longe. Corrige-se com lentes cilíndricas.Presbiopia ou vista cansada – surge devido à perda de elastecidade do cristalino
  24. 24. Cada tipo de lente apresenta uma distância diferente docentro ao foco da lente: essa distância focal condiciona opoder convergente ou divergente dessa lente.A vergência de uma lente ou POTÊNCIA é a medida dopoder convergente ou divergente, exprime-se em 1/m edesigna-se DIOPTRIA ( símbolo D). V =1/f V – vergência da lente ou potência f – distância focal
  25. 25. Uma lente convergente com uma dioptria é aquela que tem um metro de distância focal,isto é, faz convergir os raios incidentes à distância de um metro da lente.A Vergência de uma lente convergente chama-se CONVERGÊNCIA. O valor daconvergência é POSITIVA.A Vergência de uma lente divergente chama-se DIVERGÊNCIA . O valor da divergênciaé NEGATIVA.
  26. 26. A luz branca pode separar-se num conjunto de radiaçõesde cores diferentes, que s e apresentam sempre com amesma sequência (vermelho, laranja, amarelo, verde,azul, anil e violeta).Este fenómeno da luz ocorre quando a luz incide nasuperfície de separação de dois meios ópticos diferentes(gotas de chuva, prisma óptico) e sofre um desvio devidoà alteração no valor da velocidade de propagação da luz. A radiação vermelha é a que sofre menor desvio e a radiação violeta é a que sofre um desvio maior.
  27. 27. A cor dos objectos depende não só do material que é feito(opaco ou transparente), como também das condições deiluminação e do tipo de luz com que são iluminados. Se nãohouver luz, não existe cor! Cores ópticas primárias - Vermelho, verde e azul. As cores primárias quando sobrepostas dão branco. Cores Ópticas Secundárias - Ciano, magenta e amarelo. As cores secundárias quando sobrepostas dão branco. Cores òpticas complementares - Azul e amarelo, vermelho e ciano, verde e magenta. A cor que um corpo apresenta é a complementar da que absorve preferencialmente. As cores complementares quando sobrepostas dão branco.
  28. 28. A cor dos objectos opacosOs objectos opacos ao serem iluminados com luz brancaabsorvem parte da luz e reflectem a restante. A cordesses objectos resulta da luz que é reflectida e que, porsua vez, chega aos nossos olhos.
  29. 29. A cor dos objectos transparentesOs objectos transparentes ao serem iluminados com luz branca absorvem parte da luz e transmitem a restante. A cor desses objectos resulta da luz que é transmitida e que, por sua vez, chega aos nossos olhos.Assim um objecto transparente que:transmite toda a luz branca que recebe, ou seja, não absorve luz é INCOLOR.transmite o verde, absorvendo as outras cores é verde.
  30. 30. Cor dos objetos quando observados através de filtrosUm objecto que, ao ser iluminado com luz branca, reflecte ou transmite a luz verde é VERDE. Esse objecto verde se for visto através de um filtro verde, será visto verde. Esse objecto verde se for visto através de um filtro vermelho, será visto preto porque a luz vermelha é absorvida e nenhuma luz é reflectida.

×