Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

rfid

673 views

Published on

Published in: Engineering
  • Be the first to comment

rfid

  1. 1. Marcos AV Silva Setembro - 2008
  2. 2. 2 A tecnologia de RFID tem suas raízes nos sistemas de radares utilizados na Segunda Guerra Mundial. No começo da década de 90, engenheiros da IBM desenvolveram e patentearam um sistema de RFID baseado na tecnologia UHF (Ultra High Frequency).
  3. 3. 3 Funcionamento O Leitor emite continuamente sinais RF, e observa os sinais de dados em RF recebidos. A presença de um Tag (ex: Tags Passivo (PT)) modula o campo de RF e o mesmo é detectado pelo leitor. O Tag Passivo absorve uma parte da energia emitida pelo leitor, e inicia a transmissão da informação, pela modulação do campo de RF. O Leitor demodula os sinais recebidos pela antena do Tag e os decodifica passando a informação para seu processamento
  4. 4.  Aplicações  Hospitalar Pesquisadores da área de saúde sugerem que um dia um pequeno chip RFID implantado embaixo da pele, poderá transmitir seu número e automaticamente acessar um completo registro de sua saúde. Funcionários do hospital, remédios e equipamentos também podem ser etiquetados, criando um potencial de administração automática, reduzindo erros e aumentando a segurança. 4
  5. 5.  Implantes humanos Implantes de chips RFID usados em animais agora estão sendo usados em humanos também, como uma solução para identificar fraude, segurança em acesso a determinados lugares, acesso a computadores, banco de dados de medicamento, iniciativas anti- seqüestro entre outros. 5
  6. 6.  Industrial No setor industrial os sistemas de RFID têm várias aplicações. Podendo ser usado na identificação de ferramentas, identificação de recipientes, embalagens e garrafas, principalmente em produtos químicos e gases, onde um erro na hora de embalar pode causar sérios danos. 6
  7. 7.  Comercial Os leitores de RFID podem ser instalados em aparelhos que fazem parte do dia-a-dia das pessoas, como os celulares. Colocando um destes celulares em frente a um produto com RFID obtém-se seu preço, por exemplo, assim como suas especificações. O celular também pode ser usado para compras, através da leitura do RFID de um determinado produto. 7
  8. 8.  Uso em bibliotecas Em bibliotecas e centros de informação, a tecnologia RFID é utilizada para identificação do acervo, possibilitando leitura e rastreamento dos exemplares físicos das obras. 8
  9. 9.  Segurança Além do controle de acesso, um sistema RFID pode prover na área de segurança outros serviços, um deles são os sistemas de imobilização. A tecnologia dos transponders de RFID verifica a autenticidade da chave, assim o sistema antigo cuida do alarme e destravamento, e a tag RFID da imobilização. 9
  10. 10. 10 Frequência Características Aplicações típicas Baixa freqüência < 135KHz • Em uso desde os anos 80. • Bom funcionamento próximo de metais e água. • Menor taxa de transferência. • Uso em curtas distâncias • Identificação Animal • Automação industrial • Controle de acesso. Alta freqüência 13.56 MHz • Em uso desde os anos 90. • Faixa de leitura maior que os Tags de BF. • Custo menor que os Tags BF. • Perde desempenho próximo a metais. • Cartões fidelidade (Smart Cards) • Controle de acesso. • Rastreamento de livros, bagagem, etc. • Identificação de pessoas. UHF 433MHz/860 a 930 MHz • Em uso desde os anos 90. • Faixa de leitura maior que os Tags AF (> 3m). • Custo reduzido. • Perde desempenho próximo a metais e água. • Aplicações em logísticas, tais como gerências de armazéns, Rastreamento de cargas, etc. Microondas 2,45 GHz a 5,8 GHz • Várias décadas de uso. • Alta taxa de transferência. • Faixa de leitura próxima dos tags UHF. • Perde desempenho próximo a metais e água. • Controle de Acesso. • Pagamento eletrônico. • Automação industrial.
  11. 11. 11
  12. 12. O Transceptor ou leitor é o componente de interação entre o sistema RFID e os sistemas externos de processamento de informações. A complexidade dos leitores depende do tipo de etiqueta (tag) e das funções a serem aplicadas. Os mais sofisticados apresentam funções de checagem (check) de paridade de erro e correção de dados. Uma vez que os sinais do receptor sejam corretamente recebidos e decodificados, algoritimos podem ser aplicados para decidir se o sinal é uma repetição de transmissão de uma tag. 12
  13. 13.  Tag RFID Passivo (PT): Este Tag não contém uma bateria. A alimentação é fornecida pelo leitor. Quando as ondas de rádio do leitor encontram o Tag passivo, a antena espiralada dentro do Tag forma um campo magnético. O Tag drena energia deste campo, alimentando seus circuitos. O Tag,então, manda a informação codificada em sua memória.  Tag RFID Ativo (AT): Este Tag é equipado com uma bateria que pode ser usada como uma fonte completa ou parcial de energia para os circuitos e a antena. Alguns Tags ativos contém baterias substituíveis após anos de uso. 13
  14. 14. 14 Conversor AC/DC Demodulador Modulador Codificador Decodificador Circuito De Controle Lógico Memória Antena
  15. 15. Os sistemas de RFID também podem ser definidos pela faixa de freqüência em que operam:  Sistemas de Baixa Freqüência (30 a 500 KHz): Para curta distância de leitura e baixos custos. Normalmente utilizado para controle de acesso, rastreamento e identificação de animais.  Sistemas de Alta Freqüência (433 MHz, 850 a 950 MHz e 2,4 a 2,5GHz): Para leitura em médias ou longas distâncias e leituras em alta velocidade. Normalmente utilizados para leitura de tags em veículos ou coleta automática de dados em uma seqüência de objetos em movimento.  Quanto mais baixa a freqüência menor é a distância necessária para leitura.  Quanto mais alta é a freqüência menor é a capacidade de atravessar barreiras (uma porta por exemplo). 15
  16. 16. 16 Source: IDTechEx RFID Forecasts, Players & Opportunities 2008-2018 Projeção do mercado mundial de RFID. O que fazer para acompanhar o uso dessa tecnologia dentro do mercado brasileiro?
  17. 17. 17

×