Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Henry Jenkins     CULTURA DA CONVERGENCIAquinta-feira, 2 de junho de 2011
HENRY JENKINS  −	Professor de Ciências Humanas e fundador e diretor do programa de Estudos de      Mídia Comparada do MIT ...
HENRY JENKINS  −	Autor e/ou editor de 11 livros:      −	Youtube: Online video and participatory culture (2009)      −	Cult...
IMPORTÂNCIA DO AUTOR    “O progresso tecnológico está transformando todo o planeta, reduzindo-o às    proporções de uma al...
CONVERGÊNCIA    Fluxos de conteúdos através de múltiplos suportes midiáticos, à cooperação entre    múltiplos mercados mid...
CONCEITOSquinta-feira, 2 de junho de 2011
CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA    PROCESSO CULTURAL, NÃO TECNOLÓGICO.    O processo tecnológico (criação de novas plataformas midi...
CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA    ARGS: Batman (desenvolvimento de uma Gotham online), Walking Dead (zumbi em    estádios de futeb...
INTELIGÊNCIA COLETIVA    Conhecimento = Poder    Uma nova fonte de poder, para todos e não para um.    Várias pessoas cola...
CULTURA PARTICIPATIVA    Positivo ou negativo?    Fãs de filmes e seriados criam histórias alternativas às contadas nas tel...
CULTURA PARTICIPATIVA    Autor critica conservadores cristãos que atacam a globalização e a lógica da    convergência midi...
CONCLUSÃO    Convergência midiática traduz mudanças no relacionamento do público com os meios    de comunicação.    Estamo...
OBRIGADOquinta-feira, 2 de junho de 2011
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Henry Jenkins - Cultura da Convergência

7,126 views

Published on

Published in: Education

Henry Jenkins - Cultura da Convergência

  1. 1. Henry Jenkins CULTURA DA CONVERGENCIAquinta-feira, 2 de junho de 2011
  2. 2. HENRY JENKINS − Professor de Ciências Humanas e fundador e diretor do programa de Estudos de Mídia Comparada do MIT – Massachusetts Institute of Technology. − A instituição sedia o C3 – Convergence Culture Consortium, instituto que tem como patrocinadores: MTV Networks, Grupo Turner, Yahoo INC., GSDM&Idea City e Fidelity Capital.quinta-feira, 2 de junho de 2011
  3. 3. HENRY JENKINS − Autor e/ou editor de 11 livros: − Youtube: Online video and participatory culture (2009) − Cultura da Convergência (2008) − Fans, Bloggers and Gamers – Midia Consumers in a Digital Age (2006) − The Wow Climax: tracing the emotional impact of popular cultures (2006) − Democracy and New Media (2004) − From Barbie to Mortal Kombat (2000) − The Childrens culture reader (1998) − Publicação mensal em revistas como: Technology Review e Computer Games − Mantém um blog de ensaios em: www.henryjenkins.orgquinta-feira, 2 de junho de 2011
  4. 4. IMPORTÂNCIA DO AUTOR “O progresso tecnológico está transformando todo o planeta, reduzindo-o às proporções de uma aldeia.” (Marshall McLuhan) Essa transformação é vista atualmente quando o público, dentro das novas mídias, deixa de ser um simples receptor de informações. E este mesmo público está apto a transmitir conhecimento. Ao investigar o alvoroço das novas mídias, Henry Jenkins apresenta um insight crucial sobre o inesperado futuro do mundo em que vivemos.quinta-feira, 2 de junho de 2011
  5. 5. CONVERGÊNCIA Fluxos de conteúdos através de múltiplos suportes midiáticos, à cooperação entre múltiplos mercados midiáticos e ao comportamento migratório dos públicos dos meios de comunicação, que oscilam entre diversos canais em busca de novas experiências de entretenimento. Tríade de Jenkins: Convergência midiática Inteligência Coletiva Cultura Participativaquinta-feira, 2 de junho de 2011
  6. 6. CONCEITOSquinta-feira, 2 de junho de 2011
  7. 7. CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA PROCESSO CULTURAL, NÃO TECNOLÓGICO. O processo tecnológico (criação de novas plataformas midiáticas) existe por haver uma necessidade e um apelo das pessoas para isso. A falácia da caixa preta: engano de achar que a convergência ocorre por meio de aparelhos multifuncionais. Narrativa transmidiática como referencial da noção de convergência. Exige maior envolvimento do público, o conteúdo espalhado em diferentes canais midiáticos deve ser seguido, proporciona uma maior recepção na experiência de entretenimento. Storytelling: a partir das diferentes mídias contar uma história, em diferente espaço de tempo e em formato.quinta-feira, 2 de junho de 2011
  8. 8. CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA ARGS: Batman (desenvolvimento de uma Gotham online), Walking Dead (zumbi em estádios de futebol) e Matrix (Site, Gibi, jogo e episódios Animatrix).quinta-feira, 2 de junho de 2011
  9. 9. INTELIGÊNCIA COLETIVA Conhecimento = Poder Uma nova fonte de poder, para todos e não para um. Várias pessoas colaboram com fragmentos de conhecimento, ou seja, mais pessoas tem poder. O conhecimento não é mais individual, pertence ao coletivo. Refere-se à uma nova forma de consumo. Expert: deixa de ser uma pessoa, um corpo limitado e se torna o coletivo. Que sempre evolui e adquire mais conhecimento.quinta-feira, 2 de junho de 2011
  10. 10. CULTURA PARTICIPATIVA Positivo ou negativo? Fãs de filmes e seriados criam histórias alternativas às contadas nas telas. EXEMPLO: Star Wars e Harry Potter. Positivo: essas pessoas criam essas histórias por gostarem da original, serem apaixonadas. Negativo: os diretos e donos de negócio podem achar que as pessoas estão denegrindo a imagem, ou desvirtuando a história, e começar a censurar os fãs. Ocorre o bizarro embate entre fãs x ídolos.quinta-feira, 2 de junho de 2011
  11. 11. CULTURA PARTICIPATIVA Autor critica conservadores cristãos que atacam a globalização e a lógica da convergência midiática que sustentam a ideia que as pessoas não podem perder tempo criando universos ficcionais, e sim enfrentar os problemas do mundo real. As pessoas buscam uma maior conexão com aquilo que consomem. Crowdfounding (www.catarse.me) Exemplos: Lost, Canon Photo Chains, Survivor e Dont Tell Ashton.quinta-feira, 2 de junho de 2011
  12. 12. CONCLUSÃO Convergência midiática traduz mudanças no relacionamento do público com os meios de comunicação. Estamos experimentando uma reconfiguração através da nossa relação com a cultura popular e o entretenimento comercial. Essas habilidades adquiridas durante esse processo de convergência vai acabar implicando em mudanças no jeito como trabalhamos, aprendemos e como participamos de procedimento político. Habilidades desenvolvidas no entretenimento comercial aplicadas no: Trabalho → Coworking, Crowdsourcing Financiamento de projetos: Crowd Founding Político/Social → criação de ferramentas com objetivo dentro da concepção políticaquinta-feira, 2 de junho de 2011
  13. 13. OBRIGADOquinta-feira, 2 de junho de 2011

×