Módulo saúde do trabalhador doenças ocupacionais

1,890 views

Published on

Curso Jovem Aprendiz SENAR Módulo Saúde do trabalhador doenças ocupacionais.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,890
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
66
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Módulo saúde do trabalhador doenças ocupacionais

  1. 1. 16/02/2014 Serviço Nacional de Aprendizagem Rural CETEP Bacia do Rio Grande Programa Jovem Aprendiz Instrutor: Eng. Agr. Marcio Claro de Oliveira MÓDULO: SAÚDE DO TRABALHADOR ACIDENTES E DOENÇAS DO TRABALHO ACIDENTES DE TRABALHO Os acidentes de trabalho constituem o principal agravo à saúde dos trabalhadores no Brasil e podem ser definidos como: “É o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa ou pelo exercício do trabalho dos segurados referidos no inciso VII do art. 11 desta lei, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária da capacidade para o trabalho.” (BRASIL, 1991)  ACIDENTES DE TRABALHO As estatísticas brasileiras de acidentes de trabalho são elaboradas a partir dos registros de CAT realizados junto ao INSS;  Estão excluídos dos dados oficiais os acidentes que ocorrem com trabalhadores domésticos, autônomos, servidores públicos, trabalhadores informais, ou seja, “a maior parte dos trabalhadores brasileiros”  Isso nos leva a acreditar que o número real de acidentes que ocorrem no país seja bem maior que os divulgados pelas estatísticas oficiais.  1
  2. 2. 16/02/2014 ACIDENTES DE TRABALHO Tradicionalmente os acidentes de trabalho no Brasil são divididos em: a) Acidentes típicos: São aqueles que ocorrem no local e horário de trabalho ou fora dele, quando o trabalhador está executando ordem a serviço da empresa, viajando a serviço ou prestando espontaneamente serviços ao empregador; - Nesta categoria estão os acidentes com máquinas, equipamentos e ferramentas, quedas, queimaduras, etc., incluindo-se também atos de violência praticados no ambiente de trabalho, como agressões, homicídios, etc.  ACIDENTES DE TRABALHO b) Acidentes de trajeto: Ocorrem no percurso de casa para o trabalho ou vice-versa, não importando o meio de locomoção. - Esses acidentes relacionam-se intensamente com as condições de transporte dos trabalhadores e a violência do trânsito nos grandes centros urbanos. ACIDENTES DE TRABALHO c) Doenças relacionadas ao trabalho: Incorporam doenças que são necessariamente causadas pelo trabalho (doenças profissionais) e as que são precipitadas, desencadeadas ou agravadas por ele. - Para fins legais e previdenciários, as doenças relacionadas ao trabalho são consideradas acidentes de trabalho. 2
  3. 3. 16/02/2014 ACIDENTES DE TRABALHO 3
  4. 4. 16/02/2014 ACIDENTES DE TRABALHO ACIDENTES DE TRABALHO ACIDENTES DE TRABALHO 4
  5. 5. 16/02/2014 ACIDENTES DE TRABALHO ACIDENTES DE TRABALHO ACIDENTES DE TRABALHO 5
  6. 6. 16/02/2014 ACIDENTES DE TRABALHO ACIDENTES DE TRABALHO ACIDENTES COM TRATOR 6
  7. 7. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 1) SAÚDE MENTAL NO TRABALHO:  O bloqueio da relação Homem X Trabalho ocorre quando o trabalhador não pode fazer nenhuma modificação nas tarefas para adaptálas às suas motivações. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Quando existe vários sentimentos podem surgir: a) Indignidade: Vergonha de ser visto como máquina ou apêndice dela; b) Não percepção pelo indivíduo do significado do seu trabalho no conjunto da organização; c) Desqualificação: O indivíduo não enxerga perspectiva em seu trabalho.  7
  8. 8. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL  Esses sentimentos nas características individuais, predisposição e/ ou história de vida, podem se tornar persistentes ou mesmo evoluir para um quadro depressivo, uso de drogas ilícitas, alcoolismo, ansiedade, medo e angústia. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL A) Estresse no trabalho: É uma reação do organismo a um evento ameaçador que existe desde os primórdios da humanidade. - Quando um indivíduo é exposto a uma situação ameaçadora o seu corpo se prepara para 2 coisas: Lutar ou Fugir. - Para isso vários hormônios são secretados, especialmente, adrenalina e cortisol, provocando algumas reações: Aumento da frequência cardíaca e respiratória, sudorese, força muscular, disponibilização de glicose na corrente sanguínea, aumento da pressão arterial, etc. ESTRESSE NO TRABALHO RUIM AFASTAR INTERPRETAÇÃO DO CÉREBRO BO M APROXIMAR PERIGO LUTAR OU FUGIR ESTRESSE 8
  9. 9. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL É nesse ponto que pode surgir o adoecimento, caso não haja uma intervenção.  Várias são as doenças relacionadas ou passíveis de piorarem com o estresse: - Alergias; - Hipertensão; - Distúrbios (ex. do sono); - Dores osteomusculares; - Ansiedade e Depressão.  9
  10. 10. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL  - - - Intervenções para o controle do estresse: Controle da mente (meditação e/ ou atividade física); Mudanças na alimentação (diminuição do consumo de refrigerantes e café); Psicoterapias (cognitivas comportamentais); Incremento das atividades de lazer; Constituição de uma rede social de apoio. VÍDEO 10
  11. 11. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Saúde mental: Ser saudável mentalmente significa o seguinte: a) Desfrutar da sensação de bem-estar; b) Ser capaz de entender as convenções sociais e perceber limites; c) Alcançar objetivos valiosos no contexto social.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL A motivação é o meio que o ser humano utiliza para iniciar, sustentar e definir atividades psicológicas ou físicas.  Na maioria das vezes é cognitiva, voluntária e tem objetivo extrínseco, organizando a pessoa para definir o seu comportamento.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 11
  12. 12. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL  - - No ambiente de trabalho, são ações importantes para a motivação: Existir estímulos para expressão de seus próprios valores; Ser reconhecido; Ser informado sobre os eventuais impedimentos existentes para o desempenho das atividades; Disponibilizar os meios necessários para a realização de tarefas. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL B) Depressão e seus subtipos: É uma doença que envolve o corpo, o humor e os pensamentos;  Ela afeta a maneira da pessoa se alimentar, de dormir, de se relacionar, de pensar;  Depressão é uma doença diferente de tristeza.   12
  13. 13. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL As principais características que fazem a tristeza ou estado depressivo passageiro se tornarem uma depressão são as seguintes:  Persistência: Quando não há retrocesso nos estados emocionais;  Incapacitação: Quando esses estados emocionais referidos incapacitam para as atividades normais;  Desproporção: Quando há um nível exacerbado do sentimento em relação a fatos que podem ser considerados comuns ou de pequena importância.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Os transtornos depressivos ocorrem de diferentes maneiras e podem durar semanas, meses ou anos. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL     Os principais tipos são: Depressão (maior): Manifesta-se por uma combinação de sintomas que interferem na capacidade do trabalhar, estudar, dormir, alimentar e apreciar atividades anteriormente prazerosas; Pode ocorrer como um fato isolado (uma vez) ou como episódios repetidos; Sintomas: Humor persistente triste, sentimentos de desespero ou pessimismo, culpa, impotência, energia diminuída, insônia, perda de apetite, pensamentos de morte ou suicídio, cefaleias, dores crônicas. 13
  14. 14. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL  Distimia (depressão menor): Envolve sintomas crônicos e de longa duração, mas não incapacitam, porém impedem que o indivíduo funcione bem ou se sinta-se bem. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Transtorno bipolar: caracteriza-se por alterações cíclicas do humor: graves altos (manias) e baixos (depressão);  As oscilações do humor são dramáticas e rápidas, porém graduais.  No ciclo depressivo, o indivíduo pode ter qualquer um ou todos os sintomas de um transtorno depressivo;  No ciclo maníaco, o indivíduo fica muito ativo, falante e com a sensação de ter muita energia;  A mania afeta o pensamento, o julgamento e o comportamento social.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Transtorno bipolar:  Sintomas: Euforia anormal ou excessiva, irritabilidade fora do comum, menor necessidade de sono, ideias de grandeza, falar demais, pensamento acelerado, aumento do desejo sexual, juízo crítico deficiente, energia muito aumentada;  Tratamento: Uso de antidepressivos, que podem ou não estar associados à psicoterapia.  14
  15. 15. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL C) Ansiedade generalizada: É basicamente uma preocupação ou ansiedade excessiva, ou com motivos injustificáveis ou desproporcionais à ansiedade observada.  Sintomas físicos: tensão muscular, inquietação, fadiga, falta de ar, taquicardia, sudorese, tontura, boca seca, micção frequente, diarreia, dificuldade de dormir, problemas de concentração, irritabilidade e cefaleias;  Ansiedade normal ≠ Ansiedade generalizada: 1) Restringe-se a uma situação, 2) Estende-se por longos períodos (superior a 6 meses);  Tratamento: Terapia e medicamentos (antidepressivos). DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL D) Fobia:  Fobia social: Intensa ansiedade quando é submetido à avaliação de outras pessoas;  Concentra-se sob tarefas ou circunstância bem definida;  É desproporcional ao nervosismo que a situação exigiria das pessoas em geral, e isso é reconhecido pelo paciente. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Fobia: Fobia específica: Medo acentuado e persistente de objetos ou situações claramente discerníveis e circunscritas.  Normalmente o medo de animais ou de água são os mais comuns  A exposição ao estímulo fóbico provoca resposta imediata de ansiedade, que pode assumir a forma de um ataque de pânico, ligado à situação ou desencadeado pela situação.   15
  16. 16. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Agarofobia: Representa o comportamento de evitação provocado por lugares ou situações em que o escape seria difícil ou embaraçoso caso tenha alguma crise ou um mal-estar;  O paciente é dependente de outras pessoas para executar algumas tarefas, como sair de casa, ir ao trabalho ou à escola;  Tratamento: antidepressivos, terapias cognitivo-comportamental.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL E) Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC):  É um estado em que se apresentam obsessões ou compulsões repetidamente, causando grande sofrimento à pessoa;  Obsessões são pensamentos, ideias ou imagens que invadem a consciência da pessoa.  Há vários exemplos, como dúvidas que sempre retornam (se trancou a porta, se desligou o chuveiro, se fechou o gás) e fantasias de querer fazer algo que considera errado (xingar, bater);  Tratamento: Antidepressivos, terapia cognitiva, terapia de grupo. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 2) Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) ou Lesões por esforço repetitivo (LER):  LER – Sigla para Lesões por esforço repetitivo;  LER – Foi criada para tentar agrupar um grupo de afecções do sistema musculoesquelético (tendão, nervo, músculo, ligamento, osso, articulação, disco internerval, etc.), que podem ser decorrentes de sobrecargas mecânicas causadas por certos tipos de trabalho. 16
  17. 17. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DORT – Sigla para Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho:  Foi introduzida para substituir a LER por duas razões: a) A maioria dos trabalhadores com sintomas no sistema musculoesquelético não apresenta evidência de lesão anatômica; b) Além do esforço repetitivo (sobrecarga dinâmica), outros tipos de sobrecargas no trabalho podem ser nocivos para o trabalhador como por ex. sobrecarga estática (uso de contração muscular por períodos prolongados para a manutenção de postura não fisiológica.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL  - - - O termo DORT abrange todos os sintomas e todas as espécies de sobrecargas biomecânicas que possam surgir no cenário ocupacional. Excesso de força empregada para execução de tarefas; Uso de instrumentos que transmitem vibração excessiva; Trabalhos executados com posturas inadequadas. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DORT 17
  18. 18. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Epidemiologia e fisiopatologia:  Os distúrbios osteomusculares mais frequentes relacionados ao uso excessivo ou incorreto do aparelho locomotor são as: Tendinites (particularmente do ombro, cotovelo e punho), e as Lombalgias (dores na região lombar).  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 18
  19. 19. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 19
  20. 20. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL São de evolução insidiosa e têm como principal sintoma a dor.  No início, têm fraca intensidade, é as vezes caracterizada como sensação de peso, tende a se agravar com a contínua exposição aos fatores de risco, podendo impedir o bom desempenho do trabalho e a comprometer as atividades da vida diária;  Outros sintomas comuns são perda de força muscular, dormência e formigamentos, edemas, nódulos, contraturas musculares, hipotrofias musculares e alterações de temperatura local.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL  - Principais fatores organizacionais no ambiente de trabalho que podem favorecer ao aparecimento da DORT: Técnicas para execução de tarefas; Ambiente físico adequado (piso, superfície, barulho, umidade, ventilação, temperatura, iluminação, etc.); Ferramentas, utensílios, acessórios e mobiliário adequado à tarefa; Duração das jornadas de trabalho; Intervalos apropriados; Posturas corretas e fisiológicas; Respeito aos limites biomecânicos do ser humano (força, repetitividade, manutenção de posturas específicas) DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Portanto, um ambiente de trabalho organizado minimiza muito a possibilidade de um indivíduo desencadear um distúrbio musculoesquelético;  Estimular o cultivo do estilo de vida saudável, bom preparo físico e manutenção da saúde geral também são de vital importância para a prevenção desses distúrbios.  20
  21. 21. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 3) Lombalgia ocupacional: - É a denominação que se dá à chamada “dor nas costas”; - Trata-se de um sintoma comum. - Estima-se que 65 a 80% das pessoas já tenham vivenciado, pelo menos, um episódio de dor lombar ao longo da vida, principalmente após os 50 anos. - Acomete principalmente adultos jovens e é a maior causa isolada de transtorno relacionado ao trabalho, incluindo absenteísmo e incapacidade total ou parcial para o trabalho. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL A relação das lombalgias com o trabalho podem acontecer de três modos: a) Aqueles que têm o trabalho como causa direta do adoecimento; b) Aqueles para as quais o trabalho é um dos fatores envolvidos; c) Aqueles em que o trabalho pode funcionar como agravante de problemas já existentes.  21
  22. 22. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Fatores de risco: a) Individuais: Idade, sexo (as mulheres são acometidas com maior frequência), excesso de peso, alterações osteomusculares (escoliose, lordose, cifose – as três são alterações de forma da coluna), fraqueza, força, sedentarismo e doenças associadas;  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Fatores de risco: b) Em relação ao trabalho: - As posturas incorretas adotadas em decorrência de distorções no ambiente e na organização do trabalho; - Ofícios que envolvem carregamento de cargas; - Tarefas que acarretam flexão e/ ou rotação do tronco; - Tarefas que exijam posturas de agachamento.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 22
  23. 23. 16/02/2014 LOMBALGIA VERIFICAR O RÍTMO DA DOR Dor de caráter mecânico Dor inflamatória ou mista Lombalgias secundárias: Doenças reumatológicas, sistêmicas, metabólicas, infecciosas. Lombalgias primárias: Osteoartrite, hérnia discal, contraturas musculares Sem sinais de alerta Tratamento para as causas mecânicas, analgésicos, corticóides, fisioterapia, etc Com sinais de alerta Investigação suplementar e tratamento específico conforme diagnóstico. Investigação suplementar e tratamento específico conforme diagnóstico LOMBALGIA OCUPACIONAL 23
  24. 24. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL VÍDEO DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 24
  25. 25. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Prevenção: Adotar orientações posturais,  Manter uma vida ativa fisicamente;  Peso corporal adequado;  Controle do estresse;  Executar seu ofício em ambiente que adote orientações ergonômicas físicas e organizacionais, observando as pausas necessárias e evitando turnos prolongados de trabalho.   DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 4) Perda da Audição Induzida pelo Ruído – PAIR: - É resultado de lesão permanente e irreversível das células ciliares do ouvido interno, sendo de natureza neurossensorial; - Manifesta-se inicialmente nas frequências mais altas ou mais agudas do som; - Além de redução da audição, os trabalhadores podem queixar-se de zumbidos nos ouvidos; - É detectada na audiometria tonal, que deve ser realizada pelo menos uma vez ao ano. 25
  26. 26. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 26
  27. 27. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 27
  28. 28. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Prevenção:  Isolamento de máquinas ou operações ruidosas;  Boa manutenção das máquinas;  Utilização de máquinas e equipamento menos barulhentos;  Utilização de EPI, como protetores auriculares de concha e inserção.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL  Além da exposição ao ruído, exposições a produtos químicos – metais pesados, monóxido de carbono e alguns solventes – também podem lesar o ouvido, levando à perda da audição. 28
  29. 29. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 5) Intoxicação pelo Chumbo:  Estima-se que o metal seja utilizado em mais de 200 processos industriais diferentes, em especial na produção de baterias automotivas;  Como também: Na indústria de plástico (PVC); Instrução e aprendizado de tiro, Reparação de radiadores de carros, Sucatas de chumbo e Soldas à base de chumbo. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL     Em contato com o organismo, o chumbo não sofre metabolização, sendo absorvido, distribuído e excretado. As vias de contaminação podem ser inalação de fumos e poeiras – mais importante do ponto de vista ocupacional – e ingestão. Sua via preferencial de eliminação é a urinária. Vários sistemas fisiológicos são comprometidos pelo chumbo: Sistema nervoso central, Hematopoiético, Renal, Gastrintestinal, Cardiovascular, Musculoesquelético e Reprodutor. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Os sintomas clínicos em adultos podem se manifestar a partir de concentrações sanguíneas de chumbo de 25 µg/dL. Os sintomas são sutis e inespecíficos, envolvendo o sistema nervoso (fadiga, irritabilidade, distúrbios do sono, cefaleia, dificuldades de concentração, redução do libido), o gastrintestinal (cólicas abdominais, anorexia, náusea, constipação intestinal, diarreia) e dor nos membros inferiores. 29
  30. 30. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Situações crônicas de mais gravidade manifestam-se com redução da eliminação de uratos, insuficiência renal crônica, encefalopatia crônica com alterações cognitivas e de humor. Intoxicações agudas decorrentes de exposições intensas por períodos curtos são excepcionais. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Tratamento: Afastamento da exposição ao metal;  Hidratação oral;  Uso de drogas chamadas quelantes (ácido etilenodiaminotetracético – EDTA), sob a forma de sal cálcico-versenato ou cálcio.   DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL         Prevenção: Isolamento das operações que utilizam o metal; Utilização de EPI, como máscara de filtro químico, luvas e uniformes; Manutenção da limpeza da área de trabalho por via úmida (evitar varrição); Adequada deposição de rejeitos contendo chumbo; Não consumo de bebidas, alimentos e tabagismo no local de trabalho; Proteção de depósitos de água; Informação aos trabalhadores quanto ao riscos decorrentes da exposição. 30
  31. 31. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL VÍDEO DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 6) Intoxicação por Agrotóxicos:  Consideram-se Agrotóxicos:  [...] produtos e componentes de processos físicos, químicos ou biológicos destinados ao uso nos setores de produção, armazenamento e beneficiamento de produtos agrícolas, nas pastagens, na proteção de florestas nativas ou implantadas e de outros ecossistemas e também em ambientes urbanos, hídricos, industriais, cuja finalidade seja alterar a composição da flora e da fauna, a fim de preserválas da ação danosa de seres vivos considerados nocivos, bem como substâncias e produtos empregados como desfolhantes, dessecantes, estimuladores e inibidores do crescimento. (BRASIL, 2001) 31
  32. 32. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL SUBSTÂNCIA QUÍMICA ORGANISMO EFEITO NOCIVO DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL  Esses produtos podem ser acaricidas, fungicidas, herbicidas, raticidas, bacteriostáticos, moluscidas ou nematicidas, segundo o tipo de praga ou doença a que se destinam. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL CLASSE USADO NO COMBATE À INSETICIDA INSETOS FUNGICIDA FUNGOS HERBICIDA ERVAS DANINHAS FORMICIDA FORMIGAS RATICIDA RATOS ACARICIDA ÁCAROS NEMATICIDA NEMATÓIDES 32
  33. 33. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Segundo a toxicidade aguda, esses produtos são classificados em quatro classes, em ordem decrescente de toxicidade: 1) Classe I: Extremamente tóxicos, tarja vermelha; 2) Classe II: Altamente tóxicos, tarja amarela; 3) Classe III: Medianamente tóxicos, tarja azul; 4) Classe IV: Pouco tóxicos, tarja verde.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Classificação química: Organofosforados; b) Carbamatos; c) Organoclorados; d) Piretróides.  a) 33
  34. 34. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL  Estão expostos ao risco de intoxicação os trabalhadores envolvidos na produção e distribuição de agrotóxicos e no preparo e aplicação, aplicadores de inseticidas em ambiente urbano, no combate a endemias, trabalhadores e população que vivem em áreas contíguas àquelas onde são aplicados os agrotóxicos e indivíduos que consomem alimentos contaminados por esses produtos. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 34
  35. 35. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL A toxidade da maioria dos defensivos é expressa em termos do valor da Dose Média Letal ( DL50 ), por via oral;  Representada por miligramas do produto tóxico, por quilo de peso vivo, necessários pra matar 50 % de ratos e outros animais teste.  Assim, para fins de prescrição das medidas de segurança contra riscos para a saúde humana, os produtos são enquadrados em função do DL50.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Classe Toxicológica Toxicidade I Extremamente Tóxico ≤5 Vermelha II Altamente Tóxico Entre 5 e 50 Amarela III Medianamente Tóxico Entre 50 e 500 Azul IV Pouco Tóxico Verde Fonte: PERES e MOREIRA, (2003). DL 50 (mg/Kg) Entre 500 a 5000 Faixa colorida SBQ <http://qnint.sbq.org.br> DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Para qualquer aplicação de agrotóxicos, existem normas de seguranças a serem seguidas, como por exemplo o uso dos EPIs (Equipamentos de Segurança Individual);  Os EPIs mais utilizados são : Máscaras, óculos, luvas impermeáveis , chapéu impermeável de abas largas, botas impermeáveis e avental impermeável;  Os EPIs a serem utilizados, são indicados via receituário agronômico e no rótulo dos produtos.  35
  36. 36. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL As recomendações relativas aos EPIs são: - Devem ser utilizados em boas condições, de acordo com a recomendação do fabricante e do produto a ser utilizado; - Devem possuir Certificado de Aprovação Do Ministério do Trabalho; - Os filtros das máscaras e respiradores são específicos para defensivos e têm data de validade; - As luvas recomendadas devem ser resistentes aos solventes do produto; - O trabalhador deve seguir as instruções de uso dos respiradores; - A lavagem deve ser feita usando luvas e separa das roupas da família; - Devem ser mantidos em locais limpos, secos, seguros e longe de produtos químicos;  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL  Logo após o uso dos agrotóxicos, as embalagens devem ser descartadas em local adequado, local esse pré estabelecido na nota fiscal de compra, determinado pela ANVISA. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 36
  37. 37. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 37
  38. 38. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL PRINCIPAIS FORMAS DE PULVERIZAÇÃO Mecanizada Aérea Manual CONSEQUÊNCIAS DA UTILIZAÇÃO DOS AGROTÓXICOS  Úlcera cancerígena 38
  39. 39. 16/02/2014 CONSEQUÊNCIAS DA UTILIZAÇÃO DOS AGROTÓXICOS  Alergias sem cura CONSEQUÊNCIAS DA UTILIZAÇÃO DOS AGROTÓXICOS  Manchas causadas por câncer CONSEQUÊNCIAS DA UTILIZAÇÃO DOS AGROTÓXICOS  Câncer na língua devido a desentupir os bicos de pulverização com a boca. 39
  40. 40. 16/02/2014 CONSEQUÊNCIAS DA UTILIZAÇÃO DOS AGROTÓXICOS  Câncer no local da alça da máscara, devido a falta de higienização do EPI. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 7) Dermatoses ocupacionais:  Compreendem as alterações de pele, mucosas e anexos causadas, mantidas ou agravadas pelo trabalho;  80% das dermatoses ocupacionais são provocadas por agentes químicos que podem irritar ou sensibilizar a pele;  As dermatites de contato correspondem a mais de 90% das dermatoses ocupacionais, sendo que as dermatites de contato por sensibilização correspondem ao menor número, e as dermatites de contato irritativa formam a maioria dos casos. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Podem ser provocadas por agentes biológicos, bactérias, fungos, leveduras e insetos;  Agentes físicos, como o calor, frio, umidade, eletricidade, radiações;  Agentes mecânicos, vibração, laser, etc,;  Fitodermatoses: Provenientes de substâncias de vegetais como madeiras.  40
  41. 41. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Diagnóstico: Relato de surgimento das lesões no trabalho, melhora com afastamento da atividade;  Exame clínico (vesículas, úlcera, fissuras, prurido);  História ocupacional;  Testes epicutâneos (reexposição controlada da pele a substâncias químicas em concentrações não-irritantes – quando for dermatose por sensibilização).   DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Tratamento: Avaliação da exposição ao agente causal ou do agente suspeito;  Uso de medicação específica como corticoides tópicos ou orais, anti-histamínicos, antibióticos, solução de permanganato de potássio, etc.   DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DERMATITE 41
  42. 42. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DERMATITE CAUSADA POR CIMENTO DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL PRURIDO 42
  43. 43. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL PRURIDO DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL ÚLCERA VÍDEO 43
  44. 44. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 8) Pneumoconioses:  Das doenças respiratórias relacionadas ao trabalho, essa é a categoria mais notificada no Brasil;  Trata-se de fibroses intersticiais pulmonares causadas pela reação do organismo à presença de poeiras fibrogênicas;  O quadro mais comum é o as Silicose, que decorre da inalação de partículas muito pequenas (menores que 10µ) de sílica livre, no ambiente de trabalho. DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Doença insidiosa; Manifestando-se radiologicamente após longos períodos de exposição (superiores a 10 anos);  Antecedem às queixas clínicas;  Dispneia aos esforços.  Diagnóstico:  Radiografia de tórax;  Lesões nodulares intersticiais;  Tomografia axial computadorizada;  E excepcionalmente a biópsia pulmonar.   DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL A silicose pode ser complicada ou agravada por doenças pulmonares obstrutivas crônicas (associada ao tabagismo), infecções pulmonares de repetição, tuberculose, câncer de pulmão, etc.  Não existe tratamento efetivo para a doença, que pode evoluir mesmo cessada a exposição.  Os pacientes com diagnóstico confirmado devem ser afastados definitivamente da exposição à poeira de sílica.  44
  45. 45. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 45
  46. 46. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL VÍDEO DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Asbestose: Decorrente da inalação de fibras de asbesto ou amianto;  Semelhante à Silicose;  Manifesta-se radiologicamente por fibrose intersticial irregular, principalmente nas bases dos pulmões;  Amianto – banido em mais de 40 países;  Brasil – ainda é usado na indústria do cimento amianto (caixas d’água e telhas), e lonas e pastilhas de freio;   46
  47. 47. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL O amianto provoca derrame pleural benigno, espessamento e placas pleurais e é carcinogênico, causando mesotelioma de pleura e câncer de pulmão;  Diagnóstico: os mesmos da Silicose;  Não existe tratamento, sendo a prevenção a melhor alternativa;  Prevenção através de mecanização e umidificação de processos e o isolamento, instalação de exaustores nas operações que gerem poeira.  DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL Placa no diafragma 47
  48. 48. 16/02/2014 DOENÇAS OCUPACIONAIS DE GRANDE IMPACTO SOCIAL 48
  49. 49. 16/02/2014 REFLEXÕES REFLEXÕES REFLEXÕES 49
  50. 50. 16/02/2014 MUITO OBRIGADO!!! Marcio Claro de Oliveira, Eng. Agr. CREA/BA 60323 Pós graduando em Saúde e Segurança do Trabalho marcio_claro@agronomo.eng.br marcio_claro@hotmail.com (77) 9800-8883 / 8126-6198 50

×