Successfully reported this slideshow.

Schlatter - O Ensino de Língua Estrangeira na Escola:

612 views

Published on

  • Be the first to comment

Schlatter - O Ensino de Língua Estrangeira na Escola:

  1. 1. Educação Linguística – PPGLA – UNISINOSProf. Dra. Ana Maria Stahl ZillesConie SmolinskyLisiane RauppRaquel Salcedo GomesSCHLATTER, M. O ensino de leitura emlíngua estrangeira na escola: umaproposta de letramento. Calidoscópio,Vol. 7, n. 1, p. 11-23, jan/abr 2009.
  2. 2. Introdução Buscar caminhos possíveis para repensar o ensino de LE na escola;PCNs (EF-1998) eOrientaçõesCurriculares do EM(2006)Escola deve promover o letramento -práticas sociais que envolvem aleitura e a escrita na língua materna ena LE. A aula de LE deve criar condições para o educando engajar-se ematividades que demandam o uso da língua a partir de temáticas relevantes aseu contexto; O ensino deve visar ao letramento, através de tarefas pedagógicas combase no gênero do discurso (situações de comunicação com diferentespropósitos e interlocutores, em determinadas condições de produção erecepção);
  3. 3. Introdução O objetivo da aula de LE é tornar-se um espaço para reflexão, autonomia esensibilização do outro na busca por uma compreensão de sua própriarealidade e de uma ampliação de sua participação em práticas sociais onde alíngua estrangeira e as práticas de leitura e escrita são produtos culturais esimbólicos valorizados. O ensino através de textos (como interações dialógicas e situadas) e daexploração de recursos linguísticos, de modo a terem uma função claranessas situações de comunicação, pode se constituir em educaçãolinguística;Educação linguística = valorização dalíngua como produto cultural esimbólico
  4. 4. Objetivos de ensino de línguaestrangeira na escolaEducação linguísticaLetramento“[…]estado ou condição de quemnão só sabe ler e escrever, masexerce as práticas sociais de leiturae de escrita que circulam nasociedade [...], conjugando-as comas práticas sociais de interaçãooral” (Soares, 1999, p. 3)
  5. 5. Objetivos de ensino de línguaestrangeira na escolaDiferentes graus de proficiência:a) reconhecer a língua estrangeira em um texto escrito ouoral e não virar as costas a esse texto;b) compreender textos orais e/ou escritos em línguaestrangeira em determinadas situações comunicativas;c) interagir (oralmente e/ou por escrito) na línguaestrangeira em diferentes situações comunicativas.
  6. 6. 6Objetivos de ensino de línguaestrangeira na escolaLetramento =Cidadão plenamente letrado, que recebe nasua educação linguística em LE, o queBourdieu (1998) chama de capital cultural.Perguntas norteadoras da educação linguística em LE (Garcez,2008, p. 52):• Quem sou eu nesse mundo?• Quais são os limites do meu mundo?• Quais são as minhas comunidades de atuação?• Onde está essa língua?• De quem é essa língua?• Para que serve essa língua?• O que é que essa língua tem a ver comigo?
  7. 7. 7Objetivos de ensino de línguaestrangeira na escolaCIDADANIAINTERDISCIPLINARIDADE,TRANSDISCIPLINARIDADE E TRANSVERSALIDADETEMÁTICAS RELEVANTES PARA A COMUNIDADEESCOLAR
  8. 8. 8Objetivos de ensino de línguaestrangeira na escolaO ensino de LE visa a:ampliar as possibilidades de comunicação do educando para alémde sua comunidade linguística restrita própria e conscientizá-lo daheterogeneidade contextual, social, cultural e histórica no uso dequalquer linguagem;conscientizar o educando de que há diversas maneiras de organizar,categorizar e expressar a experiência humana e de realizarinterações sociais por meio da linguagem;desenvolver a sensibilidade linguística do educando para ascaracterísticas da LE em relação à sua língua materna e em relaçãoàs diversas práticas de uso de uma língua na comunicação cotidiana;promover, através de experiências bem-sucedidas no uso da LE, aconfiança do educando para lidar com textos em LE (e LM) eenfrentar os desafios de diversas práticas sociais cotidianas,adaptando-se, sempre que necessário, a diferentes usos dalinguagem em contextos diversos (OCEM, 2006, p. 92).
  9. 9. O conceito de leituraLer é (re) agir criticamente de acordo com a expectativacriada pelo gênero discursivo.Atividadesintegradas:Decodificar – mecânica do texto;Participar – relação do texto com oconhecimento prévio;Usar – (re)agir de acordo com asexpectativas discursivas;Analisar o texto – ser crítico – inferir ideologias, entrelinhas...
  10. 10. O planejamento de materiais didáticospara ensino de LE Escolha de temas norteadores relevantes e gênerosdiscursivos que sirvam aos propósitos do tema; Selecionar textos coerentes; Decidir habilidades que deverão ser focalizadas; Elaborar atividades de uso da língua em diferentes etapas:• Preparatórias;• De compreensão;• De resposta ao texto;• De resposta aos textos dos alunos;• Oportunidades para a prática da língua;
  11. 11. • Escolha e produção de materiais autênticos,contextualizados;• Reflexão sobre aspectos culturais;• Reflexão sobre a língua;• Atividades para além da sala de LE;• Avaliar atividades.
  12. 12. Uma aula que visa à participaçãoem língua estrangeira Atividade com texto que promove a discussãosobre o voluntariado, problemas coletivos,moradia...; Gênero – anúncio; Texto curto, para trabalhar recursos linguísticosbásicos contextualizados;
  13. 13. Conclusão Objetivos: formar cidadãos mais participativos; Ensino comprometido com reflexão e participação crítica; Professor-autor  relacionar:teoria e prática;reflexão e ação;objetivo em LE e contextualização do ensino; Busca de autonomia e autoria por parte dos alunos; Para a LE importa criar oportunidades para leitura e escrita em queos participantes possam engajar-se em práticas proficientes comoanalistas de textos; Promover projetos conjuntos com outros professores de outrasdisciplinas;
  14. 14. 14OBRIGADATHANKSGRACIAS

×