ESSÊNCIA TERAPÊUTICA 
MT MARCELO 
PERESTRELO
PALESTRA DE MUSICOTERAPIA 
E.C.PINHEIROS 
SÃO PAULO 30 DE NOVEMBRO DE 2011
Rui Marcelo Mendonça Perestrelo 
Bacharel em Musicoterapia pela Faculdade 
Paulista de Artes - SP 
Músico 
Produtor Musica...
MUSICOTERAPIA 
E 
A MELHOR IDADE
INTRODUÇÃO 
Definição de musicoterapia 
Origem da musicoterapia 
Importância da música em nossas 
vidas 
A melhor idad...
DEFINIÇÃO 
 Musicoterapia é “a utilização da música e/ou de seus 
elementos (som, ritmo, melodia e harmonia) por um 
prof...
ORIGEM DA MUSICOTERAPIA 
Alguns estudiosos dão como primeiras 
escritas sobre a terapêutica musical 
realizada por David, ...
ORIGEM DA MUSICOTERAPIA 
GRECIA ANTIGA
ORIGEM DA MUSICOTERAPIA 
Platão e Aristóteles os precursores 
da musicoterapia. 
Platão recomendava música para 
saúde m...
ORIGEM DA MUSICOTERAPIA 
Após a Primeira Guerra 
Mundial, os hospitais de 
veteranos nos Estados Unidos, 
passaram a contr...
ORIGEM DA MUSICOTERAPIA 
Os resultados positivos de algumas destas 
experiências atraíram a atenção dos 
médicos, desperta...
ORIGEM DA MUSICOTERAPIA 
Em 1950, foi criada a NATIONAL ASSOCIATION 
FOR MUSIC THERAPY, com as finalidades: 
 Colaborar n...
ORIGEM DA MUSICOTERAPIA 
A partir da associação, muitas universidades 
americanas incluíram em seus departamentos 
musicai...
IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS 
A música, eu a considero, em princípio, 
como um indispensável alimento da alma 
h...
IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS 
A música sempre esteve presente na 
vida do homem. 
Povos antigos atribuíam valor 
...
IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS 
Segundo BAÑOL (1993), “Tudo o que é acompanhado com 
música fica gravado com mais ...
IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS 
 A música acontece em todos os lugares, instantes, 
condições, situações e de dife...
IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS 
COMO SENTIMOS ESTA 
MÚSICA???????????? 
Através da audição, percepção, 
vibração,...
IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS 
IDENTIDADE MUSICAL 
 Segundo Schaeffer “Ouvir música é uma experiência 
profundame...
IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS 
 BRIAN ENO e a “Ambient Music” 
(MÚSICA AMBIENTE) 
 ESCUTA DIFERENCIADA 
 MÚSICA...
IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS 
 ...“A música acompanha cada homem desde antes de seu 
nascimento até o momento em...
A MELHOR IDADE 
 “Na sociedade contemporânea, a 
velhice não é algo raro, mas sim, um 
fenômeno cada vez mais presente. N...
A MELHOR IDADE 
NOVO PERFIL DO IDOSO 
Numero cada vez maior de pessoas da terceira 
idade; 
 Maior atenção para esta cat...
A MELHOR IDADE 
 No Brasil, o crescimento da população de 
idosos vem ocorrendo de maneira muito 
rápida, e estima-se que...
A MELHOR IDADE 
 Os desafios trazidos pelo envelhecimento é um processo normal, 
inevitável e irreversível e, portanto, d...
A MELHOR IDADE 
 Porém, envelhecer no Brasil não é algo tão 
fácil assim. Além das limitações físicas que 
o idoso enfren...
A MELHOR IDADE 
Portanto, ter um olhar cuidadoso para 
com o idoso pois eles refletem nossa 
existência amanhã, somos nós...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
 A musicoterapia pode ser de grande valia para passar 
com dignidade e ter bom aproveitam...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
INICIAÇÃO SONORA 
No desenvolver intra-uterino, a acústica que 
o feto é exposto é bem din...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
 Segundo o autor Oliver Sacks em seu livro 
Alucinações musicais, relata bem este evento ...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
 De acordo com o pensamento 
Benenzoniano, ouvir um certo tipo de 
música limita-nos em o...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
A MÚSICA INVADE 
SER 
ALMA 
CORPO 
FUNÇÕES COGNITIVAS
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
AFETIVIDADE E SONORIDADE 
A afetividade é transmitida através da 
música, ela pode contri...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
PREVENÇÃO 
E 
REABILITAÇÃO
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
DEPRESSÃO
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
É uma doença que afeta o humor; 
Disposição e os sentimentos; 
Prevalência alta; 
Vári...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
A depressão é caracterizada por uma 
multiplicidade de sintomas, os quais, 
agrupados car...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
QUADRO CLÍNICO 
Tristeza 
Angústia, ansiedade 
Irritabilidade 
Diminuição da capacidad...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
Alterações do sono e do apetite 
Dores pelo corpo e outras somatizações 
Dificuldade de...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
A Musicoterapia tem como objetivo 
oferecer melhor qualidade de vida, 
oportunizando a au...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
A Musicoterapia vai propiciar a 
possibilidade do indivíduo se manifestar 
sem necessaria...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
A música é um estímulo potente 
para a evocação de lembranças e 
é lembrando que podemos ...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
Perceber o nosso corpo, nossos sons internos e externos, 
os sons que nos cercam, para man...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
Na musicoterapia com o idoso, utilizamos a 
bagagem musical que o indivíduo experimenta 
n...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
 O processo de recordação não é fazer com 
que o idoso se isole no passado, porque esse 
...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
INSTRUMENTOS 
MUSICAIS 
E 
SUA IMPORTÂNCIA
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
O instrumento musical é o objeto que 
intermediará a relação terapêutica 
(Benenzon, 1981...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
No trabalho com a terceira idade, é 
importante que o instrumento tenha 
características ...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
PREVENIR 
É 
SEMPRE MELHOR
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
MUSICOTERAPIA 
PREVENTIVA
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
 O trabalho preventivo em musicoterapia visa à 
melhora da qualidade de vida do idoso. A ...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
CRIATIVIDADE 
O processo musicoterapêutico permite 
ao idoso, através da criatividade, da...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
 Uma das premissas básicas da musicoterapia é que pelo fato de a 
experiência musical env...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
MUSICOTERAPIA E MEMÓRIA 
A memória, reativada pela música, faz a 
senescência ser encarada...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
MUSICOTERAPIA E MEMÓRIA 
Memória não é só sonho, é trabalho. Esse 
trabalho que emerge atr...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
Musicoterapia e Doença de Alzheimer 
Musicoterapia e Doença de Parkinson 
Musicoterapia e ...
MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE 
“A MÚSICA NOS LIBERTA, NOS 
ENSINA E NOS DIVERTE, A CADA 
INSTANTE SONORO QUE NOS 
PERMITI...
Referências 
 MENUHIN, Yehudi e DAVIS, Curtis W. A música do homem. São 
Paulo: Martins fontes, 1981. 
 SCHAFER, Murray....
Referências 
 ROEDERER, Juan, introdução à física e psicofísica da música, 1929 / 
tradução Alberto Luiz da Cunha. – 1 . ...
OBRIGADO 
Essência Terapêutica 
Fones: (11) 2825-9306 
9868-4891 
Email: marceloperestrelo@hotmail.com
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Musicoterapia e a melhor idade

1,006 views

Published on

Material de apresentação da Palestra do Musicoterapeuta Marcelo Perestrelo, abordando o tema Musicoterapia e a Melhor Idade

Published in: Science
  • Be the first to comment

Musicoterapia e a melhor idade

  1. 1. ESSÊNCIA TERAPÊUTICA MT MARCELO PERESTRELO
  2. 2. PALESTRA DE MUSICOTERAPIA E.C.PINHEIROS SÃO PAULO 30 DE NOVEMBRO DE 2011
  3. 3. Rui Marcelo Mendonça Perestrelo Bacharel em Musicoterapia pela Faculdade Paulista de Artes - SP Músico Produtor Musical
  4. 4. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE
  5. 5. INTRODUÇÃO Definição de musicoterapia Origem da musicoterapia Importância da música em nossas vidas A melhor idade Musicoterapia e a melhor idade
  6. 6. DEFINIÇÃO  Musicoterapia é “a utilização da música e/ou de seus elementos (som, ritmo, melodia e harmonia) por um profissional qualificado, em um paciente ou grupo, num processo para facilitar e promover a comunicação, relação, aprendizagem, mobilização, expressão, organização, e outros objetivos terapêuticos relevantes para alcançar necessidades físicas, emocionais, mentais, sociais e cognitivas. Objetiva desenvolver potenciais e/ou restabelecer funções do indivíduo para que possa alcançar melhor integração intra e/ou interpessoal e, em consequência, melhor qualidade de vida, pela prevenção, reabilitação ou tratamento” (NASCIMENTO, 2009, p. 21).
  7. 7. ORIGEM DA MUSICOTERAPIA Alguns estudiosos dão como primeiras escritas sobre a terapêutica musical realizada por David, com sua harpa, para aliviar o rei Saul da depressão, que o punha em constante fúria, segundo a Bíblia (I Samuel capítulo VI, versículo 23).
  8. 8. ORIGEM DA MUSICOTERAPIA GRECIA ANTIGA
  9. 9. ORIGEM DA MUSICOTERAPIA Platão e Aristóteles os precursores da musicoterapia. Platão recomendava música para saúde mental e do corpo. Aristóteles descrevia os benefícios nas emoções incontroláveis.
  10. 10. ORIGEM DA MUSICOTERAPIA Após a Primeira Guerra Mundial, os hospitais de veteranos nos Estados Unidos, passaram a contratar músicos profissionais para distraírem os pacientes.
  11. 11. ORIGEM DA MUSICOTERAPIA Os resultados positivos de algumas destas experiências atraíram a atenção dos médicos, despertando-lhes o interesse pela musicoterapia e a partir daí, passa-se a compreender a necessidade de um treinamento para fazer do músico um terapeuta. (LEINIG, 1977)
  12. 12. ORIGEM DA MUSICOTERAPIA Em 1950, foi criada a NATIONAL ASSOCIATION FOR MUSIC THERAPY, com as finalidades:  Colaborar no desenvolvimento progressivo do uso da música na medicina  Preparação profissional do musicoterapeuta  Estabelecimento de um trabalho aliado à profissão médica.
  13. 13. ORIGEM DA MUSICOTERAPIA A partir da associação, muitas universidades americanas incluíram em seus departamentos musicais, cursos para treinamento de musicoterapeutas, juntamente com escolas medicas e hospitais. Outros países começaram suas próprias associações e cursos de musicoterapia.
  14. 14. IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS A música, eu a considero, em princípio, como um indispensável alimento da alma humana. Por conseguinte, um elemento e fator imprescindível à educação do caráter da juventude. LOBOS, Villa apud Fonseca (1999)
  15. 15. IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS A música sempre esteve presente na vida do homem. Povos antigos atribuíam valor inestimável no campo da religião, sociedade e medicina.
  16. 16. IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS Segundo BAÑOL (1993), “Tudo o que é acompanhado com música fica gravado com mais profundidade.” A música é espacial: “Corpos sonoros movendo-se no espaço”. Edgar Varése: (1883-1965)
  17. 17. IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS  A música acontece em todos os lugares, instantes, condições, situações e de diferentes formas em um determinado espaço físico ou espaço de tempo, portanto ela apenas acontece.  Situações diferentes  Nos projeta a lugares distintos  A música é atemporal  Usamos a música no trabalho, vida pessoal, relacionamento no dia-a-dia
  18. 18. IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS COMO SENTIMOS ESTA MÚSICA???????????? Através da audição, percepção, vibração, sensação, ela nos faz experimentar momentos únicos, os quais nós usamos para viver o cotidiano.
  19. 19. IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS IDENTIDADE MUSICAL  Segundo Schaeffer “Ouvir música é uma experiência profundamente pessoal e hoje com a sociedade caminhando para o convencional e uniforme é realmente corajoso descobrir que você é um indivíduo com uma mente e gostos individuais em arte. Ouvir música cuidadosamente vai ajudá-lo a descobrir como você é único.”  Pierre Henri Marie Schaeffer (Nancy, 14 de agosto de 1910 - 19 de agosto de 1995) foi um compositor da França, conhecido por ter inventado a música concreta (musique concrète, no original fem francês).
  20. 20. IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS  BRIAN ENO e a “Ambient Music” (MÚSICA AMBIENTE)  ESCUTA DIFERENCIADA  MÚSICA COMO PARTE DA AMBIÊNCIA DA VIDA  ENVOLVENTE  CONTINUUM (CONTINUIDADE)  FOCO: TEXTURAS SONORAS (CORES)  INVENÇÃO DE NOVAS COMBINAÇÕES SONORAS
  21. 21. IMPORTÂNCIA DA MÚSICA EM NOSSAS VIDAS  ...“A música acompanha cada homem desde antes de seu nascimento até o momento em que morre[...]; é utilizada como elemento de expressão individual e coletiva e se insere em quase todas as atividades do homem.“ Barcellos, 1992
  22. 22. A MELHOR IDADE  “Na sociedade contemporânea, a velhice não é algo raro, mas sim, um fenômeno cada vez mais presente. No início do séc. XIX a expectativa de vida era de aproximadamente 35 anos. Hoje ultrapassa os 70”. (GÖRGEN, 1991)
  23. 23. A MELHOR IDADE NOVO PERFIL DO IDOSO Numero cada vez maior de pessoas da terceira idade;  Maior atenção para esta categoria;  Seja por parte do governo, ou da sociedade;  Vida ativa, social, financeira, política e até amorosa, necessariamente altera as relações familiares e profissionais;  Essa nova atitude diante da vida e da sociedade implica também em alterações políticas econômicas, sociais e de saúde.
  24. 24. A MELHOR IDADE  No Brasil, o crescimento da população de idosos vem ocorrendo de maneira muito rápida, e estima-se que no ano de 2020 o número de pessoas com mais de 65 anos de idade será em torno de 9%, podendo alcançar a cifra de 30 milhões de idosos. Atualmente, o número de pessoas acima de 60 anos atinge a marca de 15 milhões, segundo dados do IBGE referentes ao Censo 2000.
  25. 25. A MELHOR IDADE  Os desafios trazidos pelo envelhecimento é um processo normal, inevitável e irreversível e, portanto, deve-se levar em conta a condição saudável do idoso para que ele tenha uma melhor qualidade de vida;  Praticar atividade física;  Ter uma alimentação saudável;  Buscar ajuda médica e de especialistas;  Manutenção de uma boa saúde. Chegar Aos 100 Anos Não É Mais Algo Tão Utópico.
  26. 26. A MELHOR IDADE  Porém, envelhecer no Brasil não é algo tão fácil assim. Além das limitações físicas que o idoso enfrenta, no aspecto social, preconceito e rejeição também são desafios constantes que levam o idoso ao isolamento e à depressão.
  27. 27. A MELHOR IDADE Portanto, ter um olhar cuidadoso para com o idoso pois eles refletem nossa existência amanhã, somos nós em breve nesta caminhada. ESPELHO
  28. 28. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE  A musicoterapia pode ser de grande valia para passar com dignidade e ter bom aproveitamento na terceira idade, é só fazer bom uso do processo musicoterápico.  O processo cognitivo é complexo, e a percepção musical às envolve de maneira relevante e com forte impacto.
  29. 29. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE INICIAÇÃO SONORA No desenvolver intra-uterino, a acústica que o feto é exposto é bem dinâmica, pois, o mesmo começa a registrar passivamente os sons do ambiente interno. Estes tipos de sons, são percebidos, analisados e armazenados pelo feto.
  30. 30. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE  Segundo o autor Oliver Sacks em seu livro Alucinações musicais, relata bem este evento quando afirma que a música para maioria das pessoas, é uma parte significante e em geral agradável a nossas vidas, pois ele se refere não só a música externa que ouvimos com nossos ouvidos, mas as que já estão no interior de seu ambiente intra-uterino, já é percebido. (SACKS, 2007).
  31. 31. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE  De acordo com o pensamento Benenzoniano, ouvir um certo tipo de música limita-nos em observar um todo um mundo de fenômenos acústicos que são extraídos do ambiente externo e enviados percebidos internamente pelo ser. (BENZON, 1988)
  32. 32. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE A MÚSICA INVADE SER ALMA CORPO FUNÇÕES COGNITIVAS
  33. 33. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE AFETIVIDADE E SONORIDADE A afetividade é transmitida através da música, ela pode contribuir e muito para a equalização de estados emocionais, seja de uma pessoa ou varias , ou seja, um grupo ouvindo uma mesma música.
  34. 34. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE PREVENÇÃO E REABILITAÇÃO
  35. 35. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE DEPRESSÃO
  36. 36. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE É uma doença que afeta o humor; Disposição e os sentimentos; Prevalência alta; Várias formas clínicas; Predisposição genética; Intensidade variável.
  37. 37. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE A depressão é caracterizada por uma multiplicidade de sintomas, os quais, agrupados caracterizam a depressão como uma doença que afeta as relações interpessoais, levando o indivíduo a prejuízos sociais e pessoais, por isso, é considerada uma doença biopsicossocial. (SILVA, e col. p. 28)
  38. 38. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE QUADRO CLÍNICO Tristeza Angústia, ansiedade Irritabilidade Diminuição da capacidade de sentir alegria Falta de energia Diminuição da libido
  39. 39. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE Alterações do sono e do apetite Dores pelo corpo e outras somatizações Dificuldade de concentração, memória e raciocínio Pensamentos de culpa, morte, fracasso, medo e outros Pensamentos negativos.
  40. 40. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE A Musicoterapia tem como objetivo oferecer melhor qualidade de vida, oportunizando a auto expressão, a descoberta e o desenvolvimento de possibilidades, o resgate da autoestima, e a valorização do lado saudável do indivíduo.
  41. 41. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE A Musicoterapia vai propiciar a possibilidade do indivíduo se manifestar sem necessariamente ter que verbalizar suas angústias, seus anseios, seus medos, através da música, música que o próprio indivíduo pode trazer ou o que o musicoterapeuta pode propor.
  42. 42. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE A música é um estímulo potente para a evocação de lembranças e é lembrando que podemos avivar fatos inconscientes que ampliam o significado do "ser velho".
  43. 43. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE Perceber o nosso corpo, nossos sons internos e externos, os sons que nos cercam, para mantermos nosso equilíbrio. Atividade muscular, a respiração, a pressão sangüínea, a pulsação cardíaca, o humor e o metabolismo são afetados pela música e pelo som. O corpo funciona como caixa de ressonância onde o som é produzido e de onde é lançado no espaço. O Corpo É Um Instrumento
  44. 44. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE Na musicoterapia com o idoso, utilizamos a bagagem musical que o indivíduo experimenta no decorrer do envelhecimento (infância, adolescência, vida adulta e velhice) assim como também dos ritos de passagem, tais como: aniversários, casamentos nascimentos, mortes, acontecimentos políticos. (Souza et al, 1988 ).
  45. 45. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE  O processo de recordação não é fazer com que o idoso se isole no passado, porque esse era o "bom tempo ". É resgatar do passado os pontos saudáveis para que ele possa reutilizá-los no presente.  A musicoterapia auxilia no processo de vida e também quando esse processo está "perturbado
  46. 46. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE INSTRUMENTOS MUSICAIS E SUA IMPORTÂNCIA
  47. 47. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE O instrumento musical é o objeto que intermediará a relação terapêutica (Benenzon, 1981). É a partir dele que o paciente, em grande parte, pode expressar, sob a forma da linguagem musical, seus sentimentos e emoções.
  48. 48. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE No trabalho com a terceira idade, é importante que o instrumento tenha características como maleabilidade, grande potência sonora, ser de fácil manuseio e proporcionar uma amplitude de movimentos corporais gradativos na ação de tocar.
  49. 49. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE PREVENIR É SEMPRE MELHOR
  50. 50. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE MUSICOTERAPIA PREVENTIVA
  51. 51. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE  O trabalho preventivo em musicoterapia visa à melhora da qualidade de vida do idoso. A musicoterapia busca reativar o processo de ressocialização do indivíduo, potencializando a força criativa do mesmo a partir do prazer de cantar, tocar, improvisar, criar, movimentar–se ao som das canções, partilhando experiências.
  52. 52. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE CRIATIVIDADE O processo musicoterapêutico permite ao idoso, através da criatividade, da livre expressão e da comunicação através dos sons, da música e dos movimentos, resgatar e fortalecer características pessoais e sociais que lhe proporcionem um envelhecimento saudável e com melhor qualidade de vida.
  53. 53. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE  Uma das premissas básicas da musicoterapia é que pelo fato de a experiência musical envolver e afetar tantas facetas do ser humano, cada mudança musical que o cliente faz é indicativa de mudanças não musicais de algum tipo. (BRUSCIA. 2000. p.163)  Melhora da condição da saúde  Aumentar as resistências contra os problemas de saúde  Compensar capacidades que foram perdidas  Contra-atacar, alterar ou eliminar a etiologia do problema de saúde, entre outros.
  54. 54. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE MUSICOTERAPIA E MEMÓRIA A memória, reativada pela música, faz a senescência ser encarada como tempo de lembrar. Momento em que o idoso pode reconstruir e reviver passagens significativas de sua mocidade e resgatar sua identidade. Lembrar, muitas vezes, não é reviver, mas refazer, reconstruir, repensar com as imagens e idéias de hoje as experiências do passado.
  55. 55. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE MUSICOTERAPIA E MEMÓRIA Memória não é só sonho, é trabalho. Esse trabalho que emerge através do fazer musical, além de prazeroso, nos leva a elaboração consciente de material inconsciente que vem à tona, impulsionado pela música.
  56. 56. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE Musicoterapia e Doença de Alzheimer Musicoterapia e Doença de Parkinson Musicoterapia e Seqüelas de Acidente Vascular Encefálico
  57. 57. MUSICOTERAPIA E A MELHOR IDADE “A MÚSICA NOS LIBERTA, NOS ENSINA E NOS DIVERTE, A CADA INSTANTE SONORO QUE NOS PERMITIMOS OUVI-LA” Marcelo Perestrelo Novembro de 2011
  58. 58. Referências  MENUHIN, Yehudi e DAVIS, Curtis W. A música do homem. São Paulo: Martins fontes, 1981.  SCHAFER, Murray. O ouvido pensando. São Paulo: Unesp, 1991.  FONSECA, Manoel. O violão por música: ao alcance de todos. São Paulo: Editora musica brasileira moderna,1999. v.1.  Guia Serasa de orientação ao cidadão: Saiba como amadurecer mantendo a saúde, os direitos, o prazer e o bom humor. São Paulo: Serasa, 2003.
  59. 59. Referências  ROEDERER, Juan, introdução à física e psicofísica da música, 1929 / tradução Alberto Luiz da Cunha. – 1 . Ed. 1 reimpr.. São Paulo: Editora da Universidade de Aão Paulo, 2002.  SACKS, Oliver, Alucinações musicais: relatos sobre a música e o cérebro; tradução Laura Teixeira Motta-São Paulo:  Companhia das Letras, 2007  BENZON, Rolando. Teoria da musicoterapia: contribuição ao conhecimento do contexto não-verbal / Rolando Benenzon-tradução de Ana Sheila M. Uricoechea. – São Paulo: Summus, 1988
  60. 60. OBRIGADO Essência Terapêutica Fones: (11) 2825-9306 9868-4891 Email: marceloperestrelo@hotmail.com

×