Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
TENDENCIAS FILOSÓFICAS NA EDUCAÇÃO Educação como REDENTORA da sociedade Concebe a sociedade como um conjunto de seres huma...
Um exemplo da educação redentora e a obra clássica do autor Comênio (legitimo representante da tendência filosófica) sobre...
Educação REPRODUÇÃO da Sociedade A Segunda tendência afirma que a educação faz integralmente parte da sociedade e a reprod...
Educação como TRANSFORMADORA da Sociedade  Compreende a educação como mediação de um projeto social, ela nem redime nem re...
Os teóricos da terceira tendência, afirmam que a educação tem papel ativo na sociedade. Não recusam reconhecer os seus con...
<ul><li>Que sentido pode ser dado à educação, como um todo dentro da sociedade? </li></ul><ul><li>Existem três grupos de e...
<ul><li>1 )  Redenção: </li></ul><ul><li>Volta-se para a formação das personalidades, com o objetivo de integrar harmonica...
<ul><li>2 )  Reprodução   (Crítico-reprodutivista): </li></ul><ul><li>Sociedade necessita reproduzir-se para perenizar-se;...
<ul><li>3)  Transformação: </li></ul><ul><li>A tendência redentora é excessivamente otimista. A tendência reprodutora é ex...
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS NA PRÁTICA ESCOLAR <ul><li>Liberal: </li></ul><ul><li>Tradicional (transmissão de conteúdos / profe...
<ul><li>b)  Progressista: </li></ul><ul><li>Libertadora (Paulo Freire)*; </li></ul><ul><li>Libertária (Anarquismo)*; </li>...
<ul><li>OUTRA PROPOSTA: </li></ul><ul><li>Racional-tecnológica;   3. Holísticas </li></ul><ul><li>Sociocríticas;   4. Pós-...
BIBLIOGRAFIA CHAUI, Marilena.  Convite à Filosofia . 13.ed. São Paulo: Ática, 2003. LUCKESI, Cipriano.  Filosofia da Educa...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Tendencia filosofica redentora

15,661 views

Published on

  • Be the first to comment

Tendencia filosofica redentora

  1. 1. TENDENCIAS FILOSÓFICAS NA EDUCAÇÃO Educação como REDENTORA da sociedade Concebe a sociedade como um conjunto de seres humanos que vivem e sobrevivem num todo orgânico e harmonioso; Considera a educação uma instância exterior e superior, capaz de adaptar o indivíduo à sociedade e a integração de todos os indivíduos no corpo social, sendo a educação considerada autônoma, ou seja, ela não recebe interferências, ela é quem interfere na sociedade.
  2. 2. Um exemplo da educação redentora e a obra clássica do autor Comênio (legitimo representante da tendência filosófica) sobre o ensino, publicada em 1657, intitulada didática magna. Que fala sobre a queda e o desequilíbrio , em relação à harmonia primitiva no paraíso; Uma harmonia perdida, e através da educação amar a sociedade. Desejando reordená-la. Pois na sua sociedade os desequilíbrios soavam como ecos da desarmonia original referentes a: (amor próprio, inteligência, sabedoria entre outros).
  3. 3. Educação REPRODUÇÃO da Sociedade A Segunda tendência afirma que a educação faz integralmente parte da sociedade e a reproduz. Diferente da tendência anterior, esta aborda a educação como uma instância, dentro da sociedade e exclusivamente ao seu serviço. Não redimindo suas mazelas, mas reproduzindo no modelo vigente, perpetuando assim o modelo. Aqui ela é crítica e reprodutivista desde que aborde a educação a partir de seus determinantes vendo somente como elemento destinados a reproduzir seus próprios condicionamentos.
  4. 4. Educação como TRANSFORMADORA da Sociedade Compreende a educação como mediação de um projeto social, ela nem redime nem reproduz a sociedade, mas serve de meio, ao lado de outros meios, para realizar um projeto de sociedade. Essa tendência não coloca a educação a serviço da conservação. Demonstra que é possível compreender a educação dentro da sociedade, com os seus determinantes e condicionantes, mas com a possibilidade de trabalhar pela sua democratização.
  5. 5. Os teóricos da terceira tendência, afirmam que a educação tem papel ativo na sociedade. Não recusam reconhecer os seus condicionantes histórico-sociais. Ao contrário, consideram a possibilidade de agir e partir dos próprios condicionantes históricos. Assim sendo, esta terceira tendência não cede ao ilusório otimismo, quando na medida em que interpretam a educação dimensionada dentro do determinantes sociais, com possibilidades de agir estrategicamente, sendo uma instância social, entre outras, na luta pela transformação da sociedade, de sua democratização efetiva e concreta, alcançando os aspectos políticos, sociais e econômicos.
  6. 6. <ul><li>Que sentido pode ser dado à educação, como um todo dentro da sociedade? </li></ul><ul><li>Existem três grupos de entendimento do sentido da educação na sociedade: </li></ul><ul><li>Educação como redenção da sociedade; </li></ul><ul><li>Educação como reprodução sociedade; </li></ul><ul><li>Educação como transformação da sociedade. </li></ul>EDUCAÇÃO E SOCIEDADE
  7. 7. <ul><li>1 ) Redenção: </li></ul><ul><li>Volta-se para a formação das personalidades, com o objetivo de integrar harmonicamente os indivíduos no todo social já existente; </li></ul><ul><li>A escola interfere de forma absoluta nos destinos do todo social. A escola está à parte da sociedade; </li></ul><ul><li>Teoria não crítica da educação (Dermeval Saviani). </li></ul>
  8. 8. <ul><li>2 ) Reprodução (Crítico-reprodutivista): </li></ul><ul><li>Sociedade necessita reproduzir-se para perenizar-se; </li></ul><ul><li>Duas vertentes de reprodução: </li></ul><ul><li>a) vertente biológica, b) vertente cultural; </li></ul><ul><li>Como se dá a reprodução do ponto de vista qualitativo? </li></ul><ul><li>a) na prática cotidiana, b) em instituição social específica; </li></ul><ul><li>A escola garante o “saber fazer” e o “saber comportar-se”. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>3) Transformação: </li></ul><ul><li>A tendência redentora é excessivamente otimista. A tendência reprodutora é excessivamente pessimista; </li></ul><ul><li>Nem redime, nem reproduz a sociedade, mas serve de meio, ao lado de outros meios; </li></ul><ul><li>Compreende a educação como mediação de um projeto social; </li></ul><ul><li>Teoria crítica da educação (Dermeval Saviani). </li></ul>
  10. 10. TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS NA PRÁTICA ESCOLAR <ul><li>Liberal: </li></ul><ul><li>Tradicional (transmissão de conteúdos / professor); </li></ul><ul><li>Renovada Progressivista e Renovada Não-Diretiva (Escola Nova: enfoque no aluno); </li></ul><ul><li>Tecnicista (transmissão de conteúdos / técnicas). </li></ul>
  11. 11. <ul><li>b) Progressista: </li></ul><ul><li>Libertadora (Paulo Freire)*; </li></ul><ul><li>Libertária (Anarquismo)*; </li></ul><ul><li>Crítico-Social dos Conteúdos (conteúdos + relevância social para os alunos). </li></ul>* Pontos comuns: > Anti-autoritarismo; > Experiência vivida; > Autogestão pedagógica; > Educação não- -formal
  12. 12. <ul><li>OUTRA PROPOSTA: </li></ul><ul><li>Racional-tecnológica; 3. Holísticas </li></ul><ul><li>Sociocríticas; 4. Pós-modernas </li></ul><ul><li> 1) Perspectiva holística = que dá preferência ao todo ou ao sistema completo, e não à análise, à separação das respectivas partes componentes. </li></ul><ul><li>2) Holismo = teoria de que existe uma tendência a interação dos elementos do universo e em especial dos seres vivos, e não de uma soma dessas partes. </li></ul>
  13. 13. BIBLIOGRAFIA CHAUI, Marilena. Convite à Filosofia . 13.ed. São Paulo: Ática, 2003. LUCKESI, Cipriano. Filosofia da Educação . São Paulo: Cortez, 1994.

×