Sistema sensorial fisiologia

9,783 views

Published on

0 Comments
8 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
9,783
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
308
Comments
0
Likes
8
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sistema sensorial fisiologia

  1. 1. FACULDADE ZACARIAS DE GÓES ENFERMAGEM Malu Ursulino Correia
  2. 2. SISTEMA SENSORIAL Audição e Visão
  3. 3. O sistema sensorial é formado por receptores sensoriais, estruturas especializadas na percepção de estímulos provenientes do ambiente (exteroceptores) e do interior do corpo. Geralmente os receptores sensoriais são células epiteliais modificadas.
  4. 4. EXISTEM DIFERENTES TIPOS DE RECEPTORES, CLASSIFICADOS DE ACORDO O ESTÍMULO AO QUAL RESPONDEM:
  5. 5. MECANORRECEPTORES  Respondem a estímulos mecânicos; compreendem os sentidos do tato, da percepção de dor, da propriocepção (percepção da postura corporal), do equilíbrio e audição.
  6. 6. QUIMIORRECEPTORES  Respondem a estímulos químicos e incluem os sentidos olfato e do paladar.
  7. 7. FOTORRECEPTORES  Respondem a estímulos luminosos; ocorrem nos olhos e relacionam-se com o sentido da visão.
  8. 8. TERMORRECEPTORES  Respondem a estímulos térmicos, havendo os que informam se as temperaturas são mais baixas e os que informam se as temperaturas são mais altas; correspondem a terminações nervosas livres na pele.
  9. 9. VISÃO
  10. 10.  Os olhos são os órgãos responsáveis pela percepção de luz e pela transformação dessa em impulsos elétricos que são enviados ao cérebro. Os olhos são bolsas membranosas com grande quantidade de líquido em seu interior.
  11. 11. ANATOMIA DO OLHO
  12. 12.  Esclera: membrana rígida que serve para dar forma ao globo ocular.  Coróide: rica em vasos sanguíneos e melanina é responsável pela nutrição da retina e reduzir a reflexão da luz no interior do globo ocular.  Córnea: clara e transparente é uma importante lente para a formação de imagens retinianas.  Íris: membrana móvel cuja cor determina a coloração dos olhos, possui um orifício (pupila) que controla a quantidade de luz que chega à retina.  Humor aquoso: líquido que preenche o espaço entre o cristalino e a córnea  Humor vítreo: líquido que preenche o espaço entre o cristalino e a retina.  Retina: é a camada mais interna do globo ocular onde está localizado os fotorreceptores, nela é onde ocorre o primeiro estágio de processamento das informações visuais.
  13. 13. OS FOTORRECEPTORES  Os cones: são encontrados em maior concentração na fóvea centralis e são responsáveis pela visão detalhada, precisa e colorida.  Os bastonetes: Os bastonetes são encontrados em toda a retina periférica, sendo receptores muito sensíveis à luz, por isso, deles depende a visão em baixa intensidade luminosa.
  14. 14. DEFEITOS ÓPTICOS DO OLHO *Olho normal (emetrope).  *Olho com miopia: a imagem é formada antes da retina. (não enxerga bem objetos de longe)  *Olho com hipermetropia: a imagem é formada após a retina. (não enxerga bem objetos de perto)
  15. 15. OUTROS DISTÚRBIOS VISUAIS • Astigmatismo - ocorre quando a córnea apresenta um formato oblongo, ou, mais raramente, o cristalino apresenta tal formato. • Daltonismo - é uma perturbação da percepção visual caracterizada pela incapacidade de diferenciar todas ou algumas cores, manifestando-se muitas vezes pela dificuldade em distinguir o verde do vermelho. • Presbiopia - perda da acomodação visual relacionada à idade, também conhecida como “Vista Cansada”. • Pterígio - conhecido popularmente como "carne no olho", é um tecido fibroso e vascularizado que cresce sobre a córnea.
  16. 16. • Catarata - opacidade parcial ou total do cristalino ou de sua cápsula. • Glaucoma - é a designação genérica de um grupo de doenças que atingem o nervo óptico e envolvem a perda de células ganglionares da retina num padrão característico de neuropatia óptica. • Ceratocórnea - é uma doença não inflamatória degenerativa do olho na qual as mudanças estruturais na córnea a tornam mais fina e a modificam para um formato mais cônico (ectasia) que a sua curva gradual normal.
  17. 17. AUDIÇÃO
  18. 18.  Quando um corpo qualquer está vibrando, o ar que está em volta também vibra. Essas vibrações são percebidas pelo ouvido humano, que é capaz de captar ondas com vibrações compreendidas entre 16 Hz e 20.000 Hz (ondas que se repetem de 16 a 20.000 vezes por segundo).
  19. 19.  O ouvido humano é dividido em três regiões: ouvido externo, ouvido médio e ouvido interno. A função básica dessas três regiões é transformar a energia das ondas sonoras em vibrações mais potentes a fim de serem captadas pelo sistema nervoso auditivo.
  20. 20. DIVISÃO:
  21. 21. OUVIDO EXTERNO :  Função: coletar o som e o levar por um canal ao ouvido médio.
  22. 22. OUVIDO MÉDIO: • Transformar a energia de uma onda sonora em vibrações internas da estrutura óssea (ouvido médio) • Transformar estas vibrações em uma onda de compressão ao ouvido interno.
  23. 23. OUVIDO MÉDIO:  Membrana timpânica • O tímpano é uma membrana bastante fina e semitransparente do ouvido médio, na porção terminal do conduto auditivo, separando o ouvido externo do ouvido médio. • Liga-se aos ossículos responsáveis por transmitir o som para a cóclea (ouvido interno).
  24. 24. OUVIDO MÉDIO:  Ossículos  Convertem mecanicamente as vibrações do tímpano em ondas de pressão que são amplificadas no fluido da cóclea (ou ouvido interno).  O tímpano é fundido com o martelo, que conecta com a bigorna, que por fim conecta com o estribo.
  25. 25. OUVIDO INTERNO :  Janela oval  Acoplado ao último osso da cadeia ossicular.  A janela oval é na realidade uma entrada para a orelha interna, que contém o órgão da audição, a cóclea.
  26. 26.  Cóclea  Também chamada de caracol, devido à sua forma.  Onde se encontra o órgão de Corti, que contém os terminais nervosos responsáveis pela audição.
  27. 27. OUVIDO INTERNO:  Canais semicirculares • Três tubos ósseos interconectados e cheios de líquido que fazem parte do aparelho vestibular do ouvido. • No entanto, a sua função não está relacionada com a audição, mas com o equilíbrio do corpo.
  28. 28. • Os lobos temporais estão localizados na zona por cima das orelhas tendo como principal função processar os estímulos auditivos. • Os sons produzem-se quando a área auditiva primária é estimulada.
  29. 29. REFERÊNCIAS  http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_sensorial  http://www.brasilescola.com/biologia/sistema- sensorial.htm  http://auladefisiologia.wordpress.com/2010/10/03/si stema-sensorial-orgaos-do-sentido/
  30. 30. Obrigado!!!

×