Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

114836076 interpretacao-de-conto-fita-verde-no-cabelo

612 views

Published on

Fita Verde

Published in: Art & Photos
  • DOWNLOAD THAT BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { http://bit.ly/2m6jJ5M } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book that can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer that is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story That Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money That the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths that Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

114836076 interpretacao-de-conto-fita-verde-no-cabelo

  1. 1.  Leia o texto para responder às questões 01 a 05. Fita verde no cabelo Havia uma aldeia em algum lugar, nem maior nem menor, com velhos e velhas que velhavam, homens e mulheres que esperavam, e meninos e meninas que nasciam e cresciam. Todos com juízo, suficientemente, menos uma meninazinha, a que por enquanto. Aquela, um dia, saiu de lá, com uma fita verde inventada no cabelo. Sua mãe mandara-a, com um cesto e um pote, à avó, que a amava, a uma outra e quase igualzinha à aldeia. Fita-Verde partiu, sobre logo, ela a linda, tudo era uma vez. O pote continha um doce em calda, e o cesto estava vazio, que para buscar framboesas. Daí, que, indo, no atravessar o bosque, viu só os lenhadores, que por lá lenhavam; mas o lobo nenhum, desconhecido nem peludo. Pois os lenhadores tinham exterminado o lobo. Então, ela, mesma, era quem se dizia: “Vou à vovó, com cesto e pote, e a fita verde no cabelo, o tanto que a mamãe me mandou.” A aldeia e a casa esperando-a acolá, depois daquele moinho, que a gente pensa que vê, e das horas, que a gente não vê que não são. E ela mesma resolveu escolher tomar este caminho de cá, louco e longo, e não o outro, encurtoso. Saiu, atrás de suas asas ligeiras, sua sombra também vinha-lhe correndo, em pós. Divertia-se com ver as avelãs do chão não voarem, com inalcançar essas borboletas nunca em buquê nem em botão, e com ignorar se cada uma em seu lugar as plebeinhas flores, princesinhas e incomuns, quando a gente tanto por elas passa. Vinha sobejadamente. Demorou, para dar com a avó em casa, que assim lhe respondeu, quando ela, toque, toque, bateu: “Quem é?” “Sou eu…”, Fita-Verde descansou a voz. “Sou sua linda netinha, com cesto e pote, com a fita verde no cabelo, que a mamãe me mandou.” Vai, a avó, difícil, disse: “Puxa o ferrolho de pau da porta, entra e abre. Deus te abençoe.” Fita-Verde assim fez, e entrou e olhou. A avó estava na cama, rebuçada e só. Devia, para falar agagado e fraco e rouco, assim, de ter apanhado um ruim defluxo. Dizendo: “Depõe o pote e o cesto na arca, e vem para perto de mim, enquanto é tempo.” Mas agora Fita-Verde se espantava, além de entristecer-se de ver que perdera em caminho sua grande fita verde no cabelo atada; e estava suada, com enorme fome de almoço. Ela perguntou: - Vovozinha, que braços tão magros, os seus, e que mãos tão trementes! - É porque não vou poder nunca mais te abraçar, minha neta…, a avó murmurou. - Vovozinha, mas que lábios, aí, tão arroxeados! - É porque não vou nunca mais poder te beijar, minha neta…, a avó suspirou. - Vovozinha, e que olhos tão fundos e parados, nesse rosto encovado, pálido? - É porque já não estou te vendo, nunca mais, minha netinha…, a avó ainda gemeu. 01
  2. 2. Fita-Verde mais se assustou, como se fosse ter juízo pela primeira vez. Gritou: Vovozinha, eu tenho medo do Lobo!… Mas a avó não estava mais lá, sendo que demasiado ausente, a não ser pelo frio, triste e tão repentino corpo. João Guimarães Rosa. Fita verde no cabelo. 1. O conto recria a tradicional história de Chapeuzinho Vermelho, citando suas marcas mais conhecidas e refazendo seu sentido original. Dentre essas características, a que mais nos remete à história original está na seguinte passagem: a) Sua mãe mandara-a, com um cesto e um pote, à avó, que a amava, a uma outra e quase igualzinha à aldeia. b) Daí, que, indo, no atravessar o bosque, viu só os lenhadores, que por lá lenhavam; mas o lobo nenhum, desconhecido nem peludo. c) A aldeia e a casa esperando-a acolá, depois daquele moinho, que a gente pensa que vê, e das horas, que a gente não vê que não são. d) Demorou, para dar com a avó em casa, que assim lhe respondeu, quando ela toque, toque, bateu. 2. Sobre o texto, pode-se afirmar: a) Apesar de ser antagonista, o Lobo é uma personagem secundária, pois a ação se passa somente entre a menina e sua avó. b) Fita-Verde tem medo do Lobo, por isso vai depressa à casa de sua avó, onde se sente protegida. c) Trata-se de uma nova versão para o clássico Chapeuzinho Vermelho, atualizada de acordo com a realidade das novas gerações. d) A morte da avó se relaciona com o fato de Fita-Verde adquirir juízo pela primeira vez, significando que ela passa a ter uma nova visão da realidade. e) Fita-Verde sente-se culpada por ter chegado tarde demais à casa de sua avó, pois havia tomado o caminho mais longo, ao invés de seguir “o outro, o encurtoso”. 3. (UERJ) Pela leitura global do conto, é possível afirmar que essa passagem implica uma mudança para a personagem. Essa mudança pode ser caracterizada como: a) encontro com o passado e superação do medo do desconhecido. b) ruptura com um mundo de fantasia e aproximação com a realidade. c) supressão do ponto de vista infantil e afirmação de uma nova perspectiva. d) alteração da antiga ordem familiar e conhecimento do fenômeno da morte. 4. (UERJ) Um dos recursos empregados para construir essa originalidade, ou seja, designar esta nova recriação do conto original, está presente no trecho: a) o isolamento da expressão “sobre logo” por vírgulas. b) a designação da menina por meio do composto “Fita-Verde”. c) a equivalência entre “ela” e “a linda” na referência à menina. d) o emprego da expressão “era uma vez” com o sujeito “tudo”.
  3. 3. 5. Uma das características mais fortes em João Guimarães Rose é o uso de neologismo (fenômeno linguístico que consiste na criação de uma palavra ou expressão nova), como se observa neste conto. I. “com velhos e velhas que velhavam” II. “havia tomado o caminho mais longo, ao invés de seguir “o outro, o encurtoso”. III. “Vovozinha, que braços tão magros” Quanto aos termos grifados, tem-se presença de neologismo em: (A) apenas I (B) apenas II (D) apenas III (E) apenas I e II (C) em I, II e III  Proposta de Redação A seguir você lerá os trechos iniciais de um conto do escritor Rubem Fonseca. Desenvolva-o, observando os critérios seguintes:  A estrutura (apresentação inicial, conflito, desfecho);  As características do conto (deve ser claro e enxuto);  Lembre-se de que o elemento mais importante da narrativa é o enredo ou a história;  Trabalhe bem a sua trama e se preferir pode acrescentar novos personagens;  Acentuação;  Ortografia;  Paragrafação (recuo da primeira linha e respeito à margem);  Adequação ao parágrafo inicial;  Quantidade de linhas (mínimo de 15 linhas e máximo de 30).
  4. 4. Eu chegava todo dia no meu escritório às oito da manhã. O carro parava na porta do prédio e eu saltava, andava dez ou quinze passos e entrava. Como todo executivo, eu passava as manhãs dando telefonemas, lendo memorandos, ditando cartas, à minha secretária e me exasperando com problemas. Quando chegava a hora do almoço, eu havia trabalhado duramente. Mas sempre tinha a impressão de que não havia feito nada de útil. FONSECA, Rubem. O outro. In: Contos reunidos. São Paulo: Companhia das Letras, 1994, p.411. 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

×