Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

GERENCIAMENTO DE ATIVOS COM PROTOCOLOS PROFIBUS E PROFINET

3,140 views

Published on

Como usar as informações das Redes Profibus e Profinet para Diagnósticos e Manutenção de Equipamentos de Automação

Published in: Technology
  • Be the first to comment

GERENCIAMENTO DE ATIVOS COM PROTOCOLOS PROFIBUS E PROFINET

  1. 1. GERENCIAMENTO DE ATIVOS Como usar as informações das Redes Profibus e Profinet para Diagnósticos e Manutenção de Equipamentos de Automação
  2. 2. DIRETRIZ SUA AUTOMAÇÃO TEM INTELIGÊNCIA ? SEU SISTEMA ENTREGA INFORMAÇÃO ? SEU SISTEMA ENTREGA CONHECIMENTO ? COMO VOCÊ TOMA DECISÕES ? JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI2
  3. 3. EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI3
  4. 4. DESAFIOS DA INDÚSTRIA • REDUÇÃO DE CUSTO DE PRODUÇÃO (Operação, Manutenção, Insumos) • SEGURANÇA OPERACIONAL (Operador, Planta, Ambiente) • EFICIÊNCIA ENERGÉTICA (Redução de CO2, Conservação, Pró-Ação) JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI4
  5. 5. O QUE É UM ATIVO ? $ DISPOSITIVOS EQUIPAMENTO PLANTA JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI5
  6. 6. QUAIS SÃO MEUS ATIVOS ? JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI6
  7. 7. REDES INDUSTRIAIS JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI7
  8. 8. O QUE É GERENCIAR UM ATIVO Atingir o Máximo desempenho e com um mínimo custo de uma planta no seu ciclo de vida. JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI8
  9. 9. QUAIS OS DESAFIOS • Reduzir custos de manutenção • Reduzir paradas não programadas • Diagnosticar problemas de forma pró-ativa • Disparar OS pelo sistema de TI integrado • Diminuir o tempo de retomada de processo. JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI9
  10. 10. PORQUÊ GERENCIAR ATIVOS? • Aumento da disponibilidade e desempenho • Melhoria da qualidade • Reduz custos de manutenção • Melhoria no uso do ativo • Melhoria no ROI • Aumento da segurança • Cumprimento de norma ambiental. JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI10
  11. 11. CUSTO DO ATIVO JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI11
  12. 12. QUE MANUTENÇÃO USAR JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI12 CORRETIVA QUEBROU – CONSERTA ! PREVENTIVA ANTES DE QUEBRAR – CONSERTA ! PREDITIVA SÓ CONSERTA “SABENDO” QUE VAI QUEBRAR
  13. 13. MANUTENÇÃO PREDITIVA • É um tipo de manutenção que “prevê” a quebra do equipamento. • É uma manutenção pontual e otimizada. JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI13
  14. 14. MANUTENÇÃO DE CONFIABILIDADE • Manutenção baseada em condições: análise de vibração, ultra-som, rotação, análise dinâmica e estática on- line (pró-ativa). • Manutenção que usa a inteligência dos ativos. JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI14
  15. 15. EVOLUÇÃO DOS DIAGNÓSTICOS FICHAS INFORMATIZADO INTEGRADO JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI15
  16. 16. ESTRUTURA DE DIAGNÓSTICO JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI16
  17. 17. ITENS DE GESTÃO DE ATIVOS • Parametrização de equipamentos • Análise on-line de status de funcionamento • Controle de acesso de usuários • Registro de alterações - rastreabilidade • Avaliação de performance - índice • Otimização de processo. JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI17
  18. 18. TECNOLOGIAS • DD-EDDL • FDT-DTM • FDI= FDT + EDDL (COM OUTROS PROTOCOLOS) SÃO AMBIENTES,FERRAMENTAS E DRIVES DE DISPOSITIVOS QUE FAZER A LEITURA DE INFORMAÇÕES. JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI18
  19. 19. ARQUITETURA JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI19
  20. 20. COMO FUNCIONA JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI20
  21. 21. DIAGNÓSTICO JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI21
  22. 22. DIAGNÓSTICO JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI22
  23. 23. DIAGNÓSTICO JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI23
  24. 24. MELHORIAS JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI24
  25. 25. NORMAS • PA 55 – GERENCIAMENTO DE ATIVOS EMPRESARIAL • ISO 55000 – PADRONIZAÇÃO PARA GERENCIAMENTO DE ATIVOS • ISA 108 – GERENCIAMENTO DE DISPOSITIVOS INTELIGENTES • NE129 GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE PLANTA • NE 91 – GERENCIAMENTO DE ATIVOS INTEGRADO • NE 105 – ESPECIFICAÇÃO PARA INTEGRAÇÃO DE DISPOSITIVOS FIELDBUS • NE 107 – MENSAGENS DE STATUS PARA DISPOSITIVOS DE CAMPO JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI25
  26. 26. QUESTÕES TÉCNICAS DE UMA APLICAÇÃO • Qual plataforma eu tenho e o que oferece? • Modo de comunicação acíclica da rede; • Quais permissões de dispositivos DPV; • Modelagem do diagnóstico/manutenção; • Mapa de ações e intervenções; • Integração sistema de manutenção (gestão); • Integração a TI com políticas segurança. JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI26
  27. 27. MODELAGEM DE UM SISTEMA DE GA ORGANIZAÇÃO – Definição de áreas, equipamentos e variáveis de controle PROCESSAMENTO – Definição de regras e indicadores de saúde ALERTAS – Definição das notificações e grupos de atuação ANÁLISE – Ferramentas analíticas – modelagem RESPONSABILIZAÇÃO – Informação sobre o ativo e ações realizadas JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI27
  28. 28. ETAPAS DE IMPLANTAÇÃO GA DEFINIÇÃO DOS OBJETIVOS DO GERENCIAMENTO DE ATIVOS PRIORIZAÇÃO DE ATIVOS – CENTRAL DE DESPESAS MODELAGEM DE GESTÃO DE CADA ATIVO (CRITICIDADE) INDICADORES DE DESEMPENHO PARA ANÁLISE PROJETO DE INFRA-ESTRUTURA E IMPLANTAÇÃO MEDIÇÃO, COLETA, GRAVAÇÃO E ANÁLISE PLANO DE AÇÃO – PROCEDIMENTO PADRÃO JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI28
  29. 29. MODELO GA PARA VÁLVULAS 60% da manutenção de válvulas de controle são desnecessárias. (fonte: ABM) PST – Partial Stroke Test Assinatura de Válvulas JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI29
  30. 30. MODELO GA PARA MOTORES 55% da Energia Consumida na Indústria são Motores (fonte: ABM) Busca pela Eficiência Energética JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI30
  31. 31. SOLUÇÃO JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI31
  32. 32. TENDÊNCIAS • Gerenciamento de Ativos em SIS (Sistemas Instrumentados de Segurança) GA Avançado • Gerenciamento de Ativos em Redes Wireless JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI32
  33. 33. CONCLUSÕES • Gerenciamento do Ciclo de Vida orientado a Gestão do Custo, diferencia quem é competitivo no mercado e obtêm melhores margens. JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI33
  34. 34. AUTOR JULHO/2015GERENCIAMENTO DE ATIVOS - MÁRCIO VENTURELLI34 • Márcio Venturelli • Atualmente na PI é Diretor de Safety Bus , foi Diretor de Gerenciamento de Ativos da Associação de (2011 a 2014). • Trabalha no mercado de automação industrial há 20 anos, tendo atuado em diversos departamentos, tais como, assistência técnica, treinamentos, comissionamento, projetos, engenharia, marketing e negócios. • Trabalhou em diversos projetos de implantação de sistemas de automação de plantas de bioenergia, transformação e manufatura, no Brasil e no exterior. • Atualmente trabalha em desenvolvimento de mercados e tecnologia, com foco em soluções de sistemas de automação industrial, tendo como diretrizes viabilidades técnicas e financeiras, otimização e gestão industrial. • É professor universitário de pós-graduação de automação industrial e gerenciamento de projetos. • Membro Sênior da ISA (Sociedade Internacional da Automação) e Presidente da Seção ISA Sertãozinho-SP, Membro do PMI-SP (Instituto de Gerenciamento de Projetos) e Coordenador do Comitê de Automação Industrial do CEISE Br. • Graduado em Ciência da Computação – Especialista em Automação Industrial, Pós-Graduado em Gestão Industrial e Petróleo e Gás. MBA em Estratégia de Negócios. • E-mail: venturelli.tia@gmail.com MAIS INFORMAÇÕES http://www.profibus.org.br/ http://www.profibus.org/
  35. 35. GERENCIAMENTO DE ATIVOS Como usar as informações das Redes Profibus e Profinet para Diagnósticos e Manutenção de Equipamentos de Automação

×