340 questões de raciocínio lógico

115,852 views

Published on

5 Comments
21 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
115,852
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
2,982
Comments
5
Likes
21
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

340 questões de raciocínio lógico

  1. 1. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 1 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO PARA TÉCNICO – TRT 4ª Este material foi produzido com o intuito de viabilizar que o candidato consiga aprender técnicasde resolução de questões com a leitura deste texto. É muito importante seguir em ordem os sub-capítulos e efetuar todos os exercícios propostos. Professora: Caren Fulginiti da Silva Contato: caren@caren.mat.br Licenciada em Matemática – UFRGS Mestre em Educação – UFRGSPROGRAMA MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO(último concurso TRT9ª-2010)MATEMÁTICA: Números inteiros e racionais: operações (adição, subtração, multiplicação, divisão,potenciação); expressões numéricas; múltiplos e divisores de números naturais; problemas. Frações eoperações com frações. Números e grandezas proporcionais: razões e proporções; divisão em partesproporcionais; regra de três; porcentagem e problemas.RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO: Estrutura lógica de relações arbitrárias entre pessoas,lugares, objetos ou eventos fictícios; deduzir novas informações das relações fornecidas e avaliar ascondições usadas para estabelecer a estrutura daquelas relações. Os estímulos visuais utilizados naprova, constituídos de elementos conhecidos e significativos, visam analisar as habilidades doscandidatos para compreender e elaborar a lógica de uma situação, utilizando as funções intelectuais:raciocínio verbal, raciocínio matemático, raciocínio seqüencial, orientação espacial e temporal, formaçãode conceitos, discriminação de elementos. Em síntese, as questões da prova destinam-se a medir acapacidade de compreender o processo lógico que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, deforma válida, a conclusões determinadas.PROGRAMA MATEMÁTICA (último concurso TRT4ª- 2006)MATEMÁTICA: Números inteiros: operações e propriedades, múltiplos e divisores; problemas. Númerosracionais: operações nas formas fracionária e decimal. Números e grandezas proporcionais; razões eproporções; divisão proporcional; regra de três simples e composta. Porcentagem; Juros simples.Funções de 1° e 2° Graus; problemas. Sistemas de medidas: decimais e não decimais.copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  2. 2. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 2 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico MATEMÁTICAOPERAÇÕES COM NÚMEROS INTEIROS: SOMA MULTIPLICAÇÃO + com + ou - com - Soma e mantém o sinal Mesmo sinal: + a) (+10) + (+8) = +18 b) (-10) + (-8) =-18 e) (+10) (+8) = +80 f) (-10) (-8) = +80 + com - Diferença e sinal do maior. Sinal diferente: - c) (+10) + (-8) = +2 d) (-10) + (+8) = -2 g) (+10) (-8) = -80 Prioridade das Operações : Prioridade dos Parênteses : 1º Raiz e Potência 1º Parênteses ( ) 2º Divisão e Multiplicação 2º Colchetes [ ] 3º Subtração e Soma 3º Chaves { } ATENÇÃO: ENTRE PARÊNTESES E OPERAÇÕES PREVALECEM OS PARÊNTESES. Observe a diferença: SOLUÇÃORÁPIDA: (4 − 32) ÷ 4 + [(9 − 5 ) × 6] ÷ (3 + 1) − 6 × 3 = (4 − 32) ÷ 4 + [(9 − 5) × 6] ÷ (3 + 1) − 6 × 3 = − 28 ÷ 4 + [4 × 6] ÷ 4 − 18 = SOLUÇÃO LENTA: − 7 + 6 − 18 = −19 ( 4 − 32) ÷ 4 + [(9 − 5) × 6] ÷ (3 + 1) − 6 × 3 = Agora sem parênteses... − 28 ÷ 4 + [4 × 6] ÷ 4 − 6 × 3 = 4 − 32 ÷ 4 + 9 − 5 × 6 ÷ 3 + 1 − 6 × 3 = − 7 + 24 ÷ 4 − 6 × 3 = 4 − 8 + 9 − 30 ÷ 3 + 1 − 18 = − 7 + 6 − 18 = −19 4 − 8 + 9 − 10 + 1 − 18 = −22TABUADA: X 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 2 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 3 3 6 9 12 15 18 21 24 27 30 4 4 8 12 16 20 24 28 32 36 45 5 5 10 15 20 25 30 35 40 45 50 6 6 12 18 24 30 36 42 48 54 60 7 7 14 21 28 35 42 49 56 63 70 8 8 16 24 32 40 48 56 64 72 80 9 9 18 27 36 45 54 63 72 81 90 10 10 20 30 40 50 60 70 80 90 10001. Calcule o valor de cada uma das seguintes expressões numéricas:a) 31 + (- 40) : (+ 2) = b) – 10 – 20 : (+ 4) =c) (+ 30) : (- 6) + (- 18) : (+ 3) = d) (- 91) : 7 + 15 =e) 7 : (- 7) + 2 . (- 6) + 11 = f) (- 36) : (- 4) + 3 . (- 3) =g) 35 – 6 . (+ 6) + (+ 54) : (- 6) = h) 81 : (- 9) – 3 . (- 3) + (- 9) =i) 2 + (- 75) : (- 5) – 4 . (-1) = j) 46 : (- 23) + 7 – 4 . (+ 2) =l) 8 . (- 11) + 200 : (+ 2) – 12 = m) 63 – 84 : (- 21) – 3 . (+ 23) =copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  3. 3. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 3 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico MÚLTIPLOS No conjunto dos NATURAIS, chamamos múltiplo de um número, todos os números obtidosmultiplicando o número dado por todos os outros números naturais. N = { 0, 1, 2, 3, 4, 5, ... } Exemplo: Múltiplos de 12 → 0, 12, 24, 36, ... Construindo outros conjuntos: Múltiplos de 7: 0, 7, 14, 21, ... Múltiplos de 10: 0, 10, 20, 30, ... A grande questão em multiplicidade é saber se dado um número ele é ou não múltiplo de outro...Temos várias maneiras de determinar isso e comentarei algumas delas: 1ª) Podemos dizer que um número é múltiplo de outro se construindo o conjunto de seusmúltiplos ele pertencer ao conjunto, por exemplo: Sabemos que 14 é múltiplo de 7 porque ele está noconjunto dos múltiplos de 7, como construímos acima, e sabemos também que 10 não é múltiplo de 7porque ele não está. Porém esse método é muito primitivo visto que se o número fosse muito grandeteríamos que construir o conjunto até lá... 2ª) Outra maneira, bastante intuitiva seria fazer a divisão. Sabemos que se ao dividirmos doisnúmeros o resto der zero então o maior é múltiplo do menor, observe: 14 7 10 7 -14 2 -7 1 0 é 3 não éDe qualquer forma esse método normalmente não é o mais rápido, por isso para os números mais comunsdescobriu-se regras de divisibilidade, que com o uso freqüente se tornam as melhores ferramentas: Nº É divisível por ... se ... Exemplo 2 for par 132, 42 3 a soma dos seus algarismos for múltiplo de 3 183, pois 1+8+3=12 os dois últimos algarismos forem divisíveis por 4 ou 4 97636, pois 36 é divisível por 4 forem 00 5 terminar em zero ou em 5 80, 655 6 for divisível por 2 e 3 ao mesmo tempo 120, é par e a soma é 3 7 Regra muito difícil melhor dividir os três últimos algarismos forem divisíveis por 8 ou 8 9480, pois 480 é divisível por 8 forem 000 9 a soma dos seus algarismos for múltiplo de 9 819, pois 8 + 1 + 9 = 18 10 terminar em zero 90, 120 a soma dos algarismos de ordem par menos a soma dos 291588, pois 9+ 5+ 8 =22, 2+1+8=11 11 algarismos de ordem ímpar der um múltiplo de 11 e 22-11=11DICA IMPORTANTE: Uma outra maneira de entender multiplicidade é pensar que se um número N é múltiplo de K, então Ké um número que está dentro de N. Veja um exemplo claro: • 60 é múltiplo de 20 pois encontramos o 20 dentro do 60 = 20 × 3 • 60 é múltiplo de 15 pois encontramos o 15 dentro do 60 = 15 × 4 • 60 é múltiplo de 30 pois encontramos o 30 dentro do 60 = 30 × 2 • 60 é múltiplo de 12 pois encontramos o 12 dentro do 60 = 12 × 5 Daqui podemos dizer por exemplo que se um número é múltiplo de 12, então com certeza ele émúltiplo de 1, 2, 3, 4 e 6 também! Agora cuidado pois se um número for múltiplo de 3, não significa que é múltiplo de 9 !copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  4. 4. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 4 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo TécnicoPensemos agora a respeito do número 1500 ...Casais: 1 e 1500; 2 e 750 e filho deste 20 e 75; 3 e 500 e filho deste 30 e 50 e mais 5 e 300; 4 e 375;6 e 250 e filho deste 60 e 25 e mais 12 e 125; 10 e 150 e filho deste 15 e 100.Considerações Importantes: • Qualquer número é múltiplo de 1 • Zero é múltiplo de qualquer Construindo o conjunto dos número múltiplos de 1: N = { 0, 1, 2, 3, 4, 5, ... } N = { 0, 1, 2, 3, 4, 5, ... } x2 = {0, 2, 4, 6, 8, 10, ... } x1 = {0, 1, 2, 3, 4, 5, ... } x3 = {0, 3, 6, 9, 12, 15, ... } x5 = { 0, 5, 10, 15, 20, 25, ... } • Só o zero é múltiplo de zero Múltiplo, divisor e divisível???? N = { 0, 1, 2, 3, 4, 5, ... } • 16 é múltiplo de 4 x0 = {0, 0, 0, 0, 0, 0, ...} • 16 é divisível por 4 • 4 é divisor de 16 Então múltiplo ≈ divisível OS NÚMEROS NATURAIS:Os números naturais se dividem em 4 grupos: O zero, o um, os números primos e os números compostos. NÚMEROS PRIMOS Um número é dito primo quando ele admite apenas dois divisores distintos. Um número primo só émúltiplo de si mesmo e de 1. O NÚMERO 1 (UM) NÃO É PRIMO! ALGUNS PRIMOS: (saiba esses de cor...): 2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23, 29, 31, 37, 41, 43, 47, ... NÚMEROS COMPOSTOS São todos os números que são obtidos de produtos de primos, por exemplo: Pense no 20 ele é 2 x 2x 5 ou seja produto de 3 números primos. Observação: Todos os conceitos podem ser estendidos ao conjunto dos Números Inteiros: Z = {0, ±1, ±2, ±3, ...} e o zero e o um não são primos nem compostos. MMC – MÍNIMO MÚLTIPLO COMUM O MMC é um número, basicamente o menor número que é múltiplo de dois ou mais números dados.Para encontrá-lo usamos dois métodos o da fatoração (barrinha) ou pela visualização da fatoração dosnúmeros dados. Uma observação importante sobre fatoração é que ela deve ser feita utilizando somentenúmeros primos ! 182, 49 2 12 2 91, 49 7 6 2 13, 7 7 3 3 13, 1 13 1 Fatoração: 1, 1 MMC:1274 2231copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  5. 5. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 5 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico MDC – MÁXIMO DIVISOR COMUM O MDC é um número, basicamente o maior número que divide dois ou mais números dados. Paraencontrá-lo usamos o mesmo método do MMC só que a procura de outra coisa.Vamos ver um exemplo de como encontrar o MMC e MDC de dois números dados: 120 e 80 ... Usando o MMC, observe - Qual o MDC entre 120 e 80? 120 , 80 2(♣) 60 , 40 2(♣) Marque onde ambos os Como calcular o MDC de 3 ou 30 , 20 2(♣) números sofreram mais números? modificação (♣), esses É igual porém devemos marcar 15 , 10 2 fatores multiplicados apenas os números aonde os três 15 , 5 3 geram o MDC, no caso: sofreram modificação ao mesmo 5 , 5 5(♣) 2 × 2 × 2 × 5 = 40. tempo. e assim por diante. 1,1 QUANTIDADE DE DIVISORES DE UM NÚMERO PASSOS: 50 2 2 × 5 × 5 = 2 × 52 1º Fatore o número 25 5 (1+1)(2+1) 2º Escreva-o em potências 2×3 =6 3º Some 1 a cada potência 5 5 6 divisores que são: 4º Multiplique-as 1 // 1, 2, 5, 10, 25, 50 Façamos agora com 25, 60, 500...25 = 52 3(2+1) divisores que são: 1, 5 e 25.60 = 21⋅ 31⋅ 51 2(1+1) 2(1+1) 2(1+1) = 2⋅2⋅2 = 8 divisores que são: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 10, 12, 15, 30 e 60.500 = 22 53 3(2+1) 4 (3+1) = 3⋅4 = 12 divisores que são: 1, 2, 4, 5, 10, 20, 25, 50, 100, 125, 250 e 500. CONJUNTO DOS DIVISORES DE UM NÚMEROSabendo quantos são fica mais fácil - Exemplos: 6 , 30 e 1000 6 2 2×3 3 3 (1+1)(1+1) 2×2 =4 4 divisores que são: 1, 2, 3, 6 1 // 30 2 2×3×5 (1+1)(1+1)(1+1) 15 3 2×2 ×2 =8 5 5 8 divisores que são: 1 // 1, 2, 3, 5, 6, 10, 15, 30Ou ainda podemos pensar em casais (divisão): Se pensarmos no 12, sabemos que é múltiplo de 6 e de 2isso porque se efetuarmos a divisão: 12 6 quando o divisor ( 6 ) é fator o quociente também é, daí -12 2 voltando ao 30 temos 8 divisores que vem aos pares: 1 com 30 ; 2 com 15 ; 3 com 10 ; 5 com 6 0copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  6. 6. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 6 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo TécnicoEntão para 1000:1000 2 2 × 2 × 2 × 5 × 5 × 5 = 23 × 5 3 500 2 (3+1)(3+1) 4 × 4 =16 250 2 16 divisores que são: 1, 2, 4, 5, 8, 10, 20, 25, 40, 50, 125 5 100, 125, 200, 250, 500, 1000 25 5 Aos pares temos: 5 5 1/1000, 2/500, 4/250, 5/200, 8/125, 10/100, 20/ 50, 25/40 1 // NÚMEROS PRIMOS ENTRE SI: Dizemos que dois números são primos entre si quando o MDC entre eles é 1, ou seja, que o maior eportanto único número que divide ambos é o 1. De um modo mais vulgar poderíamos dizer que olhandopara os fatores primos do números não veríamos nenhum fator comum.Exemplo: 4 = 22 e 9 = 32 não há fatores comuns 30 = 2 × 3 × 5 e 49 = 72 não há fatores comunsDetalhe importante: PRIMOS ≠ PRIMOS ENTRE SI 4 e 9 são primos entre si e não são primos. 2 e 9 são primos entre si e só o 2 é primo. 2 e 3 são primos entre si e ambos são primos. Primos entre si , como já diz o nome é uma relação que se estabelece na presença de pelo menosdois números. ALGUMAS DICAS...01. PAR & IMPAR - Alguns comentários... Dizemos que um número é par se terminar em 0, 2, 4, 6 ou 8 e impar se terminar em 1, 3, 5, 7 ou 9. De um modo geral dizemos que todo número par pode ser representado pela forma 2n (onde n ∈ Z)este fato pode também ser entendido porque bem ou mal todos os pares são múltiplos de 2. E como ospares e os impares são intercalados temos que os impares de uma forma geral são representados pelaexpressão : 2n + 1 ou 2n – 1.Também é bastante interessante pensarmos a respeito das operações feitas com esses números. O queacontece se... PAR + PAR = PAR Agora cuidado com a divisão: PAR + IMPAR = IMPAR PAR ÷ IMPAR = PAR IMPAR + IMPAR = PAR IMPAR ÷ IMPAR = IMPAR PAR × PAR = PAR PAR ÷ PAR = PAR OU IMPAR!!!! PAR × IMPAR = PAR ↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑↑ IMPAR × IMPAR = IMPAR02. POTÊNCIAS PERFEITAS: Γ QUADRADOS PERFEITOS: 1, 4, 9, 16, 25, 36, ...Ou podemos pensar em 25 = 52 , 16 = 42 mas não é necessário que a potência seja 2, observe que 16 = 24e por isso de um modo geral para que um número seja um quadrado perfeito é preciso que seus fatoresprimos tomem sempre potências múltiplas de dois.Dessa forma: 210 × 518 é quadrado perfeito 29 × 54 não é quadrado perfeitoe da mesma forma estendemos essa noção para outras potências...copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  7. 7. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 7 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico Γ CUBOS PERFEITOS: 1, 8, 27, 64, ...Podemos pensar em 8 = 23 , 27 = 33 mas não é necessário que a potência seja 3, observe que 64 = 46 epor isso de um modo geral para que um número seja um cubo perfeito é preciso que seus fatores primostomem sempre potências múltiplas de três. E assim por diante...Dessa forma: 23 × 518 é cubo perfeito 29 × 54 não é cubo perfeitoÉ bom saber de cor a lista dos primeiros quadrados perfeitos e também a lista dos primeiros cubosperfeitos, esses são números que aparecem corriqueiramente em questões de raciocínio lógico. Bemcomo as potências de 2 e de 3., Seguem as listas abaixo: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 quadrado 1 4 9 16 25 36 49 64 81 100 121 cubo 1 8 27 64 125 216 343 512 729 1000 1331 12 13 14 15 16 17 18 19 20 25 30 quadrado 144 169 196 225 256 289 324 361 400 625 900 potências 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 base 2 1 2 4 8 16 32 64 128 256 512 1024 base 3 1 3 9 27 81 243 729 x x x x03. MMC X MDC = PRODUTO DE DOIS NOS: 1ª Pergunta: Qual o MMC entre 12 e 30? 60 2ª Pergunta: Qual o MDC entre 12 e 30 ? 6 30 , 12 2(♣) 15 , 6 2 MMC = 2 × 2 × 3 × 5 = 60 15 , 3 3(♣) MDC = 2 × 3 = 6 5,1 5 1 , 1 // 3ª Pergunta: Será que existe alguma relação possível de ser estabelecida entre o MMC, o MDC e osnúmeros que os geraram? A resposta é sim, vamos observar atentamente os números: 12 = 22 × 3 30 = 2 × 3 × 5comum entre eles temos o 2 e o 3 (MDC) O MMC = 60 = 2 × 2 × 3 × 5, se multiplicarmos 12 × 30 = 22 × 3 × 2 × 3 × 5. Se multiplicarmos MMC× MDC = 2 × 2 × 3 × 5 × 2 × 3 MMC × MDC 2 × 2 × 3 × 5 × 2 × 3 12 × 30 Sempre: o produto de dois números é igual ao produto do MMC pelo MDC, formulando: N1 × N2 = MMC × MDCcopyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  8. 8. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 8 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico EXEMPLOS DE QUESTÕES ENVOLVENDO MULTIPLICIDADE: 01. Qual o menor número pelo qual se deve multiplicar 33 para se obter um múltiplo de 12 ? Veja 33 = 3 × 11 e 12 = 2² × 3. O que falta ao 33 para ter o 12 dentro dele é o 2² ou seja o 4, então onúmero 33 × 4 é um múltiplo de 12. 02. Determinar todos os números compreendidos entre 200 e 600 que sejam divisíveis ao mesmotempo por 12, 33. 12 , 33 2 6 , 33 2 3 , 33 3 1 , 11 11 1 , 1 // MMC = 132 O primeiro número que contém o 12 e o 33 dentro dele é o 132, todos os números que forem múltiplosdo 132 terão também o 12 e o 33 dentro de si. Construindo os múltiplos de 132 0, 132, 264, 396,528, 660 ... Os que estão em negrito são a resposta da questão. 03. Três lâmpadas piscam cada uma com a sua freqüência. A primeira a cada 6 segundos, a segunda acada 8 segundos e a terceira a cada 9 segundos. Se essas lâmpadas inicialmente acenderam juntas,pergunta-se depois de quanto tempo voltaram a piscar juntas novamente ? Lâmpada 1 6s Lâmpada 2 8s Lâmpada 3 9s Considere o momento 0 como o momento em que elas piscaram juntas. Em que momentos a lâmpada A pisca:Nos momentos 0, 6, 12, 18, 24, ... ; ou seja nos momentos múltiplos de 6. Em que momentos a lâmpada B pisca:Nos momentos 0, 8, 16, 24, 32, ... ; ou seja nos momentos múltiplos de 8 Em que momentos a lâmpada C pisca:Nos momentos 0, 9, 18, 27, 36, ... ; ou seja nos momentos múltiplos de 9Quando as três lâmpadas piscarão juntas? Quando o momento for múltiplo de 6, 8 e 9, ou seja oprimeiro dia que isso acontece é no dia que coincide com o MMC de 6, 8 e 9 ... Daí 72s. Sempre emproblemas desse tipo deve-se fazer o MMC dos números, não é necessário pensar sempre todo oprocesso novamente. Só aplique o conhecimento.Respondendo as perguntas temos: a) 72 s 04. Que nº “n” transforma o produto 1620 × n num cubo perfeito ? 1620 = 2²34 5 para que se torne um cubo é preciso multiplicar por 2 3² 5² = 450 05. Qual é o produto de dois números, se o seu MDC é 8 e o seu MMC é 48? Simplesmente sabemosque N1 × N2 = MMC × MDC, então: Produto = 8 x 48 = 384 06. A gerente de uma loja de tecidos quer dividir três peças de fazenda em partes iguais e de maiortamanho possível. Sabendo que as peças medem 75m, 90m e 150m, determine o número de partes emque será dividida cada peça e o comprimento dessas partes.O MDC entre 75, 90 e 150 é 15, ou seja esse é o maior nº que divide os três em respectivamente 5, 6 e10 peças.copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  9. 9. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 9 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico EXERCÍCIOS: 12. O MMC de dois números é 11352 e o MDC é 01. Consultando a tabela de divisibilidade de 2 6. Se um dos números é 264, qual é o outro?até 11, os números abaixo são múltiplos de quem? 13. Para a confecção de uma tela, dois rolos de a) 778 b) 1128 c) 579 arame de 40m e 16m vão ser divididos em pedaços d) 663 e) 1320 f) 252 de mesma medida e a maior possível, sem sobras. g) 23870 h) 156 i) 504 Quantos pedaços serão obtidos em cada rolo? 02. Qual o MMC entre : 14. O produto de dois números naturais é 875 e a) 33 e 80 b) 12 e 64 o mdc entre eles é 5. Determine o mmc dos c) 100 e 250 d) 96 e 150 números. 03. Qual o MDC entre : 15. Numa certa República, o Presidente deve a) 240 e 780 b) 65 e 156 permanecer em seu cargo durante 4 anos, os c) 126 e 147 d) 98 e 441 Senadores, 6 anos e os Deputados, 3 anos. Se em e) 426 e 213 f) 165 e 385 1929 houve eleições para os três cargos, em que 04. Quantos e quais são os divisores de: ano se realizarão novamente juntas as eleições a) 900 b) 160 c) 252 para esses cargos? d) 308 e) 120 f) 60 QUESTÕES DE CONCURSOS: PERGUNTAS: 01. (FUVEST 96) Qual dos cinco números 01. Qual o maior múltiplo de 18 menor que 300? relacionados abaixo, não é um divisor de 1015 02. Calcular o número de divisores de 7000. a) 25 b) 50 c) 64 d) 75 e) 250 03. Qual o menor número pelo qual se deve 02. (UFRGS 92) João corre em uma pistamultiplicar 480 para se obter um múltiplo de 112? circular, dando uma volta completa a cada 36s. 04. Qual o menor número pelo qual se deve Pedro corre em sentido oposto, e encontra João amultiplicar 56 para se obter um múltiplo de 88? cada 12s. O tempo que Pedro leva para dar uma 05. Determinar o MDC entre os números 132, volta completa é60 e 84. a) 72s b) 36s c) 18s d) 12s e) 6s 06. Determinar os dois números menorespossíveis pelos quais devemos multiplicar os 03. (UFRGS 98) Se P é o produto de todos osnúmeros 24 e 36, a fim de obtermos produtos números primos menores que 1000, o dígito queiguais. ocupa a casa das unidades de P é: 07. Determinar todos os números a) 0 b) 1 c) 2 d) 5 e) 9compreendidos entre 1000 e 3000 que sejam 04. (UFRGS 99) O algarismo das unidades dedivisíveis ao mesmo tempo por 48, 60 e 72. (610 +1) é 08. Três navios fazem viagens entre dois a) 1 b) 2 c) 3 d) 6 e) 7portos. O primeiro cada 4 dias, o segundo cada 6dias e o terceiro cada 9 dias. Tendo esses navios 05. (UFRGS 00) Se n = 107 − 10 , então n não épartido juntos, depois de quantos dias voltaram a múltiplo desair juntos novamente do mesmo local? a) 9 b) 10 c) 12 d) 15 e) 18 09. Qual a diferença entre o MMC e o MDC dosnúmeros 121 e 330? 06. (FUVEST 00) Se x e y são dois nos inteiros, 10. Duas rodas de uma engrenagem têm estritamente positivos e consecutivos, qual dosrespectivamente, 14 e 21 dentes. Cada roda tem nos abaixo é necessariamente um inteiro ímpar?um dente estragado. Se num dado instante estão a) 2x + 3y b) 3x + 2y c) xy + 1 d) 2xy + 2em contato os dois dentes quebrados, depois de e) x + y + 1quantas voltas esse encontro se repetirá? 07. (FUVEST 05) O menor número natural que 11. Dois ciclistas percorrem uma pista circular devemos adicionar a 987 para que a soma seja ono mesmo sentido. O primeiro percorre-a em 36 quadrado de um número natural é:segundos e o segundo, em 30 segundos. Tendo a) 37 b) 36 c) 35 d) 34 e) 33partido juntos, depois de quantos segundos seencontrarão novamente no ponto de partida?copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  10. 10. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 10 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico08. (FUVEST 91) No alto de uma torre de uma mesma cor. Se todos os pacotes devem conteremissora de televisão duas luzes “piscam” com igual número de canetas, a menor quantidade defreqüências diferentes. A primeira “pisca” 15 pacotes que ele poderá obter évezes por minuto e a segunda “pisca” 10 vezes por a) 8 b) 10 c)) 12 d) 14 e) 16minuto. Se num certo instante as luzes piscam 16. (FCC – 2003) O chefe de uma seção de certasimultaneamente, após quantos segundos elas empresa dispunha de 60 ingressos para umvoltaram a piscar simultaneamente? espetáculo, que pretendia dividir igualmentea) 12 b) 10 c) 20 d) 15 e) 30 entre seus funcionários. Como no dia da09. (FUVEST 95) O produto de dois números distribuição dos ingressos faltaram 3inteiros positivos, que não são primos entre si, é funcionários, coube a cada um dos outros receberigual a 825. Então o mdc desses dois números é 1 ingresso a mais do que o previsto. O número dea) 1 b) 3 c) 5 d) 11 e) 15 ingressos entregues a cada funcionário presente foi10. (UFRGS 01) O resto da divisão do produto a) 3 b) 4 c))5 d) 6 e) 7123456 × 654321 por 6 é:a) 0 b) 2 c) 4 d) 6 e) 8 17. (FCC – 2001) A tabela abaixo apresenta as dimensões do papel enrolado em duas bobinas B1 e11. (FUVEST 97) O menor número natural n, B2.diferente de zero, que torna o produto de 3888 comprimento (m) largura (m) espessurapor n um cubo perfeito é (mm)a) 6 b) 12 c) 15 d) 18 e) 24 B1 23,10 0,18 1,512. (FUVEST 01) Uma senhora tinha entre trinta B2 18 0,18 1,5e quarenta ações de uma empresa para dividir Todo o papel das bobinas será cortado de modoigualmente entre todos os seus netos. Num ano, que, tanto o corte feito em B1 como em B2,quando tinha 3 netos, se a partilha fosse feita, resulte em folhas retangulares, todas com adeixaria uma ação sobrando. No ano seguinte, mesma largura do papel. Nessas condições, onasceu mais um neto e, ao dividir igualmente menor número de folhas que se poderá obter éentre os quatro netos o mesmo número de ações, a) 135 b) 137 c) 140 d) 142 e) 149ela observou que sobra-riam 3 ações. Nesta 18. (FCC – 2001) Uma pessoa sabe que, para oúltima situação, quantas ações receberá cada transporte de 720 caixas iguais, sua caminhoneteneto? teria que fazer no mínimo X viagens, levando ema) 6 b) 7 c) 8 d) 9 e) 10 cada uma o mesmo número de caixas. Entretanto,13. O menor nº natural, não nulo, que é divisível ela preferiu usar sua caminhonete duas vezespor 400, 500 e 1250 é mais e, assim, a cada viagem ela transportou 18a) 10² b) 10³ c) 5 ⋅ 103 d) 10 4 e) 105 caixas a menos. Nessas condições, o valor de X é14. (PUCRS 96) Se x e y são números inteiros a) 10 b) 12 c) 15 d) 20 e)30 Obs.: (questão original com problema, texto alterado para ter xe = 1 , então x + y necessariamente é solução) ya) positivo b) negativo c) ímpar 19. (FCC – 2004) Sabe-se que um número inteirod) par e) menor do que 1 e positivo N é composto de três algarismos. Se o produto de N por 9 termina à direita por 824, a soma dos algarismos de N é a) 11 b) 13 c) 14 d) 16 e) 18 20. (FCC – 2007) No esquema abaixo tem-se o15. (FCC – 2003) No almoxarifado de certa algoritmo da adição de dois números naturais, emempresa havia dois tipos de canetas que alguns algarismos foram substituídos pelasesferográficas: 224 com tinta azul e 160 com letras A, B, C, D e E.tinta vermelha. Um funcionário foi incumbido de A14B6empacotar todas essas canetas de modo que cada +10C8Dpacote contenha apenas canetas com tinta de uma 6E865copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  11. 11. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 11 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo TécnicoDeterminando-se corretamente o valor dessas 22. (FCC – 2008) O diagrama abaixo apresenta oletras, então, A + B – C + D – E é igual a algoritmo da adição de dois números inteiros, noa) 25 b) 19 c) 17 d) 10 e) 7 qual alguns algarismos foram substituídos pelas21. (FCC – 2007) Um técnico judiciário foi letras A, B, C, D e E.incumbido da montagem de um manual referente 7B25Aaos Princípios Fundamentais da Constituição +DCB5Federal. Sabendo que, excluídas a capa e a E8A86contra-capa, a numeração das páginas foi feita a Determinando-se corretamente esses algarismos,partir do número 1 e, ao concluí-la, constatou-se verifica-se queque foram usados 225 algarismos, o total de a) A + C = 2 . D b) B + D = E c) B – A = Dpáginas que foram numeradas é d) C = 2 . B e) C – E = Aa) 97 b) 99 c) 111 d) 117 e) 126 OPERAÇÕES COM NÚMEROS RACIONAIS São todas as frações cujo numerador e denominador são números inteiros e o denominador não é zero. NUMERADOR DENOMINADOR OPERANDO FRAÇÕES: 7 1 14+ 5 19 5 2 10 + = = MMC × = EM LINHA 5 2 10 10 7 3 21 20 20 10 20 6 ÷ = ⋅ = 2⋅ 2 = 4 3 = 20 ⋅ 6 = 2 ⋅ 2 = 4 3 6 3 10 10 3 10 6 INVERTE O SEGUNDO E INVERTE O DEBAIXO MULTIPLICA E MULTIPLICA Use sempre que possível o cancelamento ! 126 25 21 5 5 15 Um de cima com um debaixo... ⋅ = ⋅ = 3⋅ = 35 12 7 2 2 2 126 e 12 dão por 2 63 e 6 ambos dão por 3 21 e 2 e 35 e 25 dão por 5 7 e 5 e ainda 21 dá por 7 3Comparação: Qual dos números é o maior? 1 2 2 1 1 1 1º & ? O maior é 2º & ? O maior é 9 9 9 8 6 6 9 8 3º & ? 10 9 81 80 81 81 9 Faça: e e compare que é o maior e então como e equivalente a este é o maior. 90 90 90 90 101º Se os denominadores forem iguais a maior fração é aquela que tem MAIOR NUMERADOR.2º Se os numeradores forem iguais a maior fração é aquela que tem MENOR DENOMINADOR.3º Se tudo for diferente, a primeira coisa é IGUALAR OS DENOMINADORES e depois usar a 1ª regra.copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  12. 12. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 12 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico EXERCÍCIOS : 01. Calcule o valor das seguintes expressões numéricas: 3 1 6 4 1 a) + x = b) − x 4 = 2 3 5 7 7 3 2 9 1 20 3 2 5 c) 2 x + x = d) + x − x = 4 3 4 6 9 4 5 2 3 1  9 3  5 1 e) x  + 2 = f)  −  x  + = 11  5  4 8   12 4 2 4 1 9 7 7 1 5 g) : + = h) − : = i) : 6 + = 3 5 2 5 10 5 2 12 3  5   1 2 1 1 j) :  1 − = k)  +  :  + = 7  14   4 5   3 10  2 3 3 1 x +  3 1  1 1 l) 3 7 = m)  −  :  +  = n) 8 6 = 1 1 4 2 3 6 5 + 2 14 12 4 6 1 3 4 1 3 1 o) x  + x = p) + − + = 25 5 5 2 15 6 10 3 4 3 11 1 3 20   1 6 q) − + − = r)  x  x  + = 5 10 5 6  2 3  4 5 NÚMEROS RACIONAIS COM VÍRGULA Correndo vírgulas Somando 113 113 6,9 + 13,72 + 8,785 = = 11,3 = 1,13 10 100 Montando vírgula 113 embaixo de vírgula = 0,113 1000 6,9 nº de zeros igual + 13,72 ao nº de casas. 8,785 29,405 Subtraindo Multiplicando 13,2 – 6,96 = 23,46 × 3,2 = É bom completar com zeros! Multiplica normalmente e no Vírgula embaixo de vírgula . final conta as casas depois da vírgula. 13,20 23,46 - 6,96 × 3,2 6,24 4692 70380 75072 75,072copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  13. 13. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 13 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico EXERCÍCIOS: CONTAS DE DIVISÃO - ALGORITMO 1 DA DIVISÃO (NOME DAS PARTES): 01. Lembrando que, por exemplo, = 0,01 ; 100 DIVIDENDO DIVISORqual é a representação decimal das frações: 4 9 8 9 M QUOCIENTE a) = b) = c) = d) = 10 1000 100 10 5 6 RESTO e) = f) = 10000 100 Tenha sempre em mente, antes de fazer a 02. Você deve escrever na forma decimal cada conta, mais ou menos o tamanho dauma das seguintes frações decimais: resposta !!! 76 76 76 376a) = b) = c) = d) = Estimando: 10 100 1000 10 376 376 376 4545 ÷ 15 = podemos pensar que certamente daráe) = f) = g) = mais de 100! 100 1000 10000 1265 3048 2107 7 ÷ 4 = podemos pensar que é mais que 1 menosh) = i) = j) = 10 100 1000 que 2, e que não é um número exato. 7 83 4 ÷ 7 = podemos pensar que mais que 0,5 porque 4l) = m) = 100 10 passa da metade de 7. 03. Calcule: 45 ÷ 3,2 = podemos esquecer a vírgula e pensara) 6,9 + 3,078 + 12,45 = em 45 ÷ 3 = 15. Porém será menos que 15, porqueb) 0,326 + 1,78 + 0,095 = 3 é menor que 3,2.c) 0,945 + 6 + 21,49 = 33,4 ÷ 0,22 = podemos dizer que esta contad) 42,776 + 37,224 = equivale a conta 334 ÷ 2,2 que se aproxima doe) 8,01 + 4,995 + 10,005 = resultado de 300 ÷ 2 que é 150. Portanto af) 0,706 + 15 + 2,71 + 13,8 = resposta deve estar próxima a 150. 04. Calcule: 260,1 ÷ 260 = esta dará muito pouca coisa maisa) 13,1 – 9,86 = b) 27 – 15,083 = que 1.c) 9,2 – 5,4207 = REGRAS PARA EFETUAR DIVISÕES:d) 20 – 19,5983 = e) 0,76 – 0,705 = 1) Na primeira vez, baixe (indicando com umf) 41,3 – 39,682 = apóstrofe) o suficiente para efetuar a divisão, 05. Calcule o valor das expressões abaixo: limitando-se a baixar o máximo que se tenhaa) 2 – 0,447 + 3,36 = originalmente no dividendo.b) 30,8 + 22,36 – 10,904 = 2) Responda e coloque o número no quociente, sec) 18,1 – (43 – 29,85) = não der escreva zero.d) (10 – 3,6) + (1,41 – 0,98) = 3) A partir do segundo “baixar”, só poderá sere) 47 – (72,3 – 58,92) = baixado um número de cada vez. Ef) (51,7 + 8,36) – (16,125 + 7,88) = obrigatoriamente ele deverá ter sua resposta 06. Calcule: posta no quociente E caso não dê ponha zero. a) 1,003 x 10 = b) 2,015 x 100 = 4) Siga assim até que terminem os números no c) 12,0092 x 1000 = d) 12,5 x 3,2 = dividendo. e) 4,23 x 3,1 = f) 4,25 x 0,36 = 5) Quando o dividendo acabar, chame a vírgula. g) 18 x 0,54 = h) 72,8 x 0,01 = 6) Baixe o primeiro zero emprestado e responda! i) 32,5 x 0,041 = j) 4,83 x 5 = 7) Repita o procedimento até atingir o número de l) 4,83 x 0,5 = m) (1,03)²= casas desejado no resultado. (Lembre-se que para n) (1,07)³= o) (1,24)² = cada zero baixado é obrigatória a colocação de p) (1,17)³= q) (1,031)²= resposta no quociente) r) (0,11)²= s) (0,07)³ =copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  14. 14. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 14 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo TécnicoFAZENDO AS CONTAS: Tipo 03 45’4’5’ 15 7’ 4 a) 3,095 : 7 = b) 43,74 : 34 = c) 5,03 : 6 = d) 50 : 0,31 = -45 303 -4 1,75 e) 73 : 3,52 = f) 10 : 31,7 = 045 30’ Tipo 04 -45 -28 a) 3,15 : 4,655 = b) 0,788 : 1,28 = 0 20’ c) 31,7 : 15,357 = d) 3,52 : 2 = -20 e) 73 : 0,087 = f) 32,16 : 161,7 = 4’0’ 7 0 Avançados a) 5604 ÷ 56 b) 603121,8 ÷ 60 -35 0,57 c) 1417,22 ÷ 14 d) 0,6 ÷ 23 50’ 45,0 3,2 e) 540,275 ÷ 5,4 f) 197,9 ÷ 9,86 -49 45’0’ 32 g) 1071200 ÷ 52 h) 0,047 ÷ 230 1 - 32 14,06 i) 98300 ÷ 98,2 130 QUESTÕES DE CONCURSOS: 33,40 0,22 -128 23. (FCC – 2006) Ao dividir o número 762 por um 33’4’0’ 22 20’0’ número inteiro de dois algarismos, Natanael - 22 151,81 - 192 enganou-se e inverteu a ordem dos dois 114 8 algarismos. Assim, como resultado, obteve o -110 quociente 13 e o resto 21. Se não tivesse se enganado e efetuasse corretamente a divisão, o 40 260,1 260,0 quociente e o resto que ele obteria seriam, -22 2601’ 2600 respectivamente, iguais a 180’ - 2600 1,0003 a) 1 e 12 b) 8 e 11 c) 10 e 12 d) 11 e 15 -176 10’0’0’0’ e) 12 e 11 40’ - 7800 24. (FUVEST 03) Num bolão, sete amigos - 22 2200 ganharão vinte e um milhões, sessenta e três mil e 18 quarenta e dois reais. O prêmio foi dividido em sete partes iguais. Logo, o que cada um recebeu, Atenção para as seguintes dificuldades: em reais, foi: ▪ Zero no meio do número a) 3.009.006,00 b) 3.009.006,50 ▪ Chamando a virgula c) 3.090.006,00 d) 3.090.006,50 ▪ Acertando as casas e) 3.900.060,50 ▪ Zero – Vírgula 25. (UFRGS 02) Na promoção de venda de um produto cujo custo unitário é de R$ 5,75 se lê:Tipo 01 “Leve 3 , pague 2”. Usando as condições da a) 2718 : 3 = b) 64096 : 32 = promoção, a economia máxima que poderá ser c) 9292 : 23 = d) 7474 : 74 = feita na compra de 188 itens deste produto é de e) 4298 : 14 = f) 221166 : 11 = a) R$ 336,50 b) R$ 348,00 c) R$ 356,50Tipo 02 d) R$ 366,50 e) R$ 368,00 a) 386 : 12 = b) 645 : 42 = c) 847 : 66 = d) 1052 : 333 = 26. (FUVEST 95) Dividir um nº por 0,0125 e) 4123 : 903 = f) 12 : 386 = equivale a multiplicá-lo por g) 420 : 645 = h) 668 : 847 = 1 1 a) b) c) 8 d) 12, 5 e) 80 i) 333 : 4123 = j) 1 : 7= 125 8copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  15. 15. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 15 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico REGRAS DE POTÊNCIA 01. EXPOENTE ZERO 03. EXPOENTE PAR 02. EXPOENTE UM Todo nº elevado a zero é igual a TRÊS CASOS Todo nº elevado a um, um. (1) (+ 3 ) = +9 2 é igual a ele mesmo. (− 3) 0 =1 (2) 0 =1 (3)1 = 3 (− 3)1 = −3 (2) (− 3 ) = +9 2 0  1 1 (3) − 32 = −9   =1  1 1 3   =  2 2 ↓ sem parênteses somente o nº é ATENÇÃO!! − 30 = −1 (x )1 = x elevado ao expoente. 07. EXPOENTE DE EXPOENTE 04. EXPOENTE ÍMPAR 06. EXPOENTE NEGATIVO COM PARÊNTESES MANTÉM O SINAL! Deve-se inverter o nº. 4 (+ 2) 2  = 28 (2) 3 =8 (− 2) 3 = −8 2−1 = 1 3− 2 = 1     2 9 MULTIPLICA OS EXPOENTES 05. EXPOENTE DE FRAÇÕES −1 −2  1 2 9 2 3   =3   = 08. EXPOENTE DE EXPOENTE  3 9  1 1 3 3 4 −  = −  = − SEM PARÊNTESES  4 16  2 8 4 22 = 216 09. BASES IGUAIS DIVISÃO MULTIPLICAÇÃO Subtrai os expoentes Soma os expoentes am .an = am +n am ÷ an = am−n POTÊNCIAS DE 10 (dez) 3 1000 = 10 100 = 10 2 10= 101 1 = 10 0 0,1 = 10 −1 0,01 = 10 −2 0,001 = 10 −3 0,0001 = 10 −4 QUANDO É MAIOR QUE 1 A potência é igual ao número de zeros QUANDO É MENOR QUE 1 A potência é igual ao número de casas depois da vírgula (inclui o 1) EXERCÍCIOS: 01. Calcule:a) (+ 9 )2 = b) (− 9 )2 = c) (+ 9 )3 = d) (− 9 )3 = e) (+ 2)5 =f) (− 2)5 = g) (− 2)6 = h) (+ 2)6 = i) (− 1)10 = j) (− 3 )4 =l) (− 7 )3 = m) (− 100 )0 = n) (− 1)101 = o) (− 25 )2 = p) (+ 10 )6 =q) (− 1)9 = r) (− 1)200 = s) (+ 30 )0 = t) (+ 1)99 = u) − 1100 = 02. Calcule o valor das expressões: a) (− 9 )2 − (+ 5 ) ⋅ (+ 16 ) = b) (− 2)4 ÷ (+ 16 ) ⋅ (− 1)7 = c) (− 6 )2 − (− 7 )2 + 130 = d) 52 − (− 3 )3 + (− 4 )2 = e) 4 ⋅ (− 5 )3 + (− 20 )2 = f) 112 − 4 ⋅ (− 5)2 + 100 = g) 17 − 3 ⋅ (− 2)2 − (− 6 )2 ⋅ (− 1)7 = h) 41 − 3 ⋅ (− 4 )2 + 60 − 20 ÷ (− 2)2 = i) 7 ⋅ (− 2)2 − 5 ⋅ (− 2)3 − 102 = j) (− 3 )3 − 5 ⋅ (− 2) + 2 ⋅ (− 3 )2 − 1 = 03. Calcule o valor das seguintes expressões: 2 3 3 2 2 3 4 2 0  1  1  1 2 3  1   1   1  1 3 a)   +   = b)   ÷   = c) +  ÷  = d)   ÷   −   =  4 2  3 3 2  10   10   2  4 4copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  16. 16. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 16 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico 04. Vamos calcular: a) 3−2 = b) 10 −3 = c) 2−6 = d) 8−2 = e) (− 4 )−3 = −1 −2 −3  2  3  3 f) (− 10 )−2 = g) (− 9 )−1 = h)  +  = i)  −  = j)  −  =  5  4  2 −5 −2  1  5 l)  −  = m)  +  =  2  4 05. Escreva na forma de potência com expoente inteiro negativo: a) 0,01 b) 0,00001 c) 0,001 QUESTÕES DE CONCURSOS: 0 3   + 5−3 4 2.[0,02 − (0,1)2 ] 36. A expressão   − 2 equivale a27. O valor de é: 5.10 + 1 100 24 1 25a) 0,0002 b) 0,002 c) 0,02 d) 0,2 e) 2 a) 25 b) c) 24 d) e) 25 25 24 mn − n228. O valor numérico da expressão para − 22 − ( −2)2 + 30 n 37. O valor da expressão −1 ém = 0,2 e n = -0,6 é: −1  1 ( −4) +  2 4 2 4 5 2a) b) − c) − d) e) 7 7 5 5 5 5 2 a) - b) -4 c) d) 4 e) 0 4 429. (UFRGS) O valor de n na igualdade 38. (PUC) A expressão é igual a( −3)2 + 32 =n é : −2 2 2 .2 + 2.(3 ) + 180 2 2 30a) 0 b) 1 c) 4 d) 12 e) 18 82 / 3 a) 164 b) 83 c) 82 d) 45 e) 4130. Se n é um número inteiro positivo a expressão 39. A metade de 4 44 é( −1)n + ( −1)n +1 tem por valor numérico: a) 422 b) 222 c) 4 43 d) 244 e) 287a) –2 b) -1 c) 0 d) 1 e) 2 40. Substituindo x por -1 na expressão31. Considerando as expressões 0 1 2 3 x + x + x + x + ..... + x , a mesma equivale a 100 2 4 6 8 10 1 3 5 7 9A = x .x .x .x .x e B = x .x .x .x .x e fazendo x a) -100 b) -1 c) 0 d) 1 e) 100= -1 em ambas, então A − B é igual aa) 2 b) 1 c) 0 d) -1 e) -2 41. (FUVEST 98) Qual desses números é igual a 0,064?32. A representação decimal de (0,01)3 é : 2 2 3 2 3  1   1 2  1   8 a) 0,03 b) 0,001 c) 0,0001 d) a)   b)   c)   d)   e)    80  8 5  800   10 0,000001 e) 0,000000133. (UCS) O valor de y = 4 × 105 × 5 × 10 −3 é:a) 220 b) 202 c) 2 × 103 d) 20 × 10 −15 e) 2 × 10 4 ( −1)4 .( −1)5 − 3.( −1)734. A expressão vale: − 16.( −1)3 .19a) 2 b) -1 c) 0 d)1 e) 3 −2 235. O valor da expressão   + ( −2)− 3 é: 3 17 8 76 9 2a) b) c) d) e) 8 17 9 76 3 copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  17. 17. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 17 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico EQUAÇÕES DE 1º GRAU SIGA AS REGRAS ESTUDADAS E APENAS ISOLE O X 01. No conjunto R, vamos resolver as seguintes equações do 1º grau com uma incógnita: a) 11x − 13 = 20 b) 17 x + 50 = 7 x c) 9 x − 8 = 5 x + 20 d) 12x + 21 = 10 x + 16 e) 5(x + 2) − 2(3 x − 1) = 13 f) t − [− t − (t − 1)] = 2 − t 2y 3 3 y 1 x g) 3(x + 1) − 2(x − 1) = −(x + 5 ) h) − = i) − x + 2 = 1 − 5 4 20 3 2 x + 3 x −1 7 2x − 1 1 1+ x j) − = l) −2= − 4 3 2 10 5 4 02. Resolva as equações: x+4 x−8 x−2 x−4 a) x − 4 − =0 b) −4=x c) = 3 2 8 3 4x 3 x − 3 y+4 y 3 − x x +1 x d) − = e) y − = 1+ f) = − 3 2 3 2 6 8 4 3 t − 5 1 t 3t + 14 2m − 5 m − 1 13m + 3 x + 1 6x + 1 3x + 1 g) − = − h) + = i) + = 2 3 3 12 8 2 4 5 12 3 4−a 4−a 4 x + 1 2 ⋅ (x + 1) 5 ⋅ (3 x + 2) y 5 ⋅ (y − 3 ) y − 3 y j) a − =4− l) + = m) + + = 5 4 3 3 4 3 12 4 2 PROBLEMAS ENVOLVENDO EQUAÇÕES DE 1º GRAU Faremos de exemplos dos tipos mais comuns de problemas envolvendo equações do 1º grau. ex 01. Somando 20 kg ao dobro da massa de Marli obtemos 136 kg. Qual é a massa de Marli? Solução: Considere x a massa de Marli, montando temos: 2x + 20 = 136 2x = 136 – 20 2x = 116 = x = 58 ex 02. Na sucessão de números pares positivos: 2, 4, 6, 8, ... ache os números vizinhos de modo quea soma deles seja 606. Pense no primeiro número como x como o outro é o próximo par temos que ele será x + 2 e sabemosque x + x + 2 = 606 2x + 2 = 606 2x = 604 x = 302 que o outro que é x + 2 = 304. 1 3 ex 03. Três irmãos receberam uma herança. O mais velho recebeu da herança, o mais jovem 3 4do resto, ficando $150.000 para o terceiro irmão. Qual o valor da herança? x 2 2 Seja x toda a herança. Para o mais velho coube . Resta então x . Destes x , o mais jovem fica 3 3 3 3 3 2 xcom , ou seja de x = (“de” = ●). O do meio ficou com $150.000. O que sabemos é que somando 4 4 3 2 x xas três partes teremos a herança toda, ou seja x. Então: + + 150.000 = x 3 2 2x + 3 x + 900.000 6 x = x = 900.000. Herança igual a $900.000. 6 6 ex 04. Repartir 54 balas entre três meninos sendo que A recebe 8 balas a mais que B, e B recebe 5balas a mais do que C. Quantas balas A recebe? Começamos pelo último... C recebe x balas, então B recebe x + 5 e A, x + 5 + 8. Somando os três temque dar 54, então x + x + 5 + x + 5 + 8 = 54 3x = 36 x = 12. Então C recebe 12; B,17 e A, 25.copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  18. 18. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 18 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico 3 ex 05. Vamos repartir 125 balas em 3 caixas. A primeira deve conter da quantidade de balas da 7segunda caixa e a segunda caixa deve conter 11 balas a mais do que a terceira caixa. Quantas balasdevem ser colocadas em cada caixa? Como a 1ª depende da 2ª e a 2ª depende da 3ª podemos concluir que todos depende da 3ª . Sendo 3 3assim escreveremos x na 3ª. Na Segunda teremos x + 11 e na 1ª ( x + 11) . Sabemos que ( x + 11) + x + 7 7 3( x + 11) + 7( x + 11) + 7 x 125 ⋅ 711 + x = 125 = 3x + 33 + 7x + 77 + 7x = 875 17 x + 110 = 875 7 7 17 x = 875 – 110 = 765 x = 45 3Voltando temos: 3ª : 45 2ª 45 + 11 = 56 e 3ª ⋅ 56 = 3 ⋅ 8 = 24 7ex 06. (FCC – 2001) Cada um dos 784 funcionários de uma Repartição Pública presta serviço em umúnico dos seguintes setores: administrativo (1), processamento de dados (2) e serviços gerais (3). 2Sabe-se que o número de funcionários do setor (2) é igual a do número dos de (3). Se os funcionários 5 3do setor (1) são numericamente iguais a do total de pessoas que trabalham na Repartição, então a 8quantidade de funcionários do setora) (1) é 284 b) (2) é 150 c) (2) é 180 d)) (3) é 350 e) (3) é 380 2(2) depende de (3), tome que em (3) existem x pessoas, então em (2) existem de x. Já em (1) existem 5 3 2 de 784 que são 294 pessoas. Somando (1) + (2) + (3) = 784. Então: x + x + 294 = 784 7x = 2450 8 5 x = 350. Temos em (1) 294; em (2), 140 e em (3), 350. LETRA Dex 07. (FCC – 2008) Observe o diagrama.Usando a mesma idéia, é possível determinar os números do interior de cada um dos 4 círculos dodiagrama a seguir.Desses quatro números, oa) menor é 3. b) menor é 4. c) maior é 6.d) maior é 9. e) maior é 12.copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  19. 19. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 19 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo TécnicoPor um lado, chamando de x o número embaixo à direita, podemos escrever que o próximo será x + 4, eque o anterior é x + 1. Pelo diagrama podemos dizer que 2 · (x + 1) = x + 4 e resolvendo a equaçãoobtemos x = 2 e colocando os nos no diagrama temos: 2, 6, 9, 3. PERGUNTAS: 01. Tirar 3 do triplo da idade de Marcelo é a mesma coisa que adicionar cinco a sua idade. Qual é aidade de Marcelo? 02. A quinta parte de um número inteiro somada com 19 dá 82. Qual é o número? 03. Qual é o salário de Flávio se com a metade ele compra uma bicicleta por R$ 93,26 e aindarestam R$ 17,61? 3 04. Em um determinado dia, dos alunos da 5ª série A foram participar de uma gincana cultural, 5 1enquanto dos alunos dessa série participava de uma olimpíada esportiva. Sabendo que 42 alunos da 35ª série A participavam de um dos dois eventos, determine: a) a fração dos alunos da 5ª série A que participaram dos eventos. b) quantos alunos há na 5ª série A c) a fração de alunos da 5ª série A não participam dos eventos. 4 1 05. Para pintar de uma parede em um dia e da mesma parede em um segundo dia, um pintor 9 6gastou 11 litros de tinta. Nessas condições, calcule: a) a fração da parede que ele pintou nesses dois dias. b) quantos litros de tinta ele gastará para pintar a parede toda c) quantas latas ele gastará para pintar a parede toda, se uma lata contém 6 litros de tinta. 2 06. Durante a disputa de um torneio de futebol, um quadro venceu dos jogos que disputou e 3 1empatou dos jogos. Sabendo que o quadro não perdeu 14 dos jogos que disputou, calcule : 9 a) quantos jogos o quadro disputou nesse torneio. b) quantos jogos o quadro venceu c) quantos jogos o quadro empatou. d) quantos jogos o quadro perdeu. 07. Uma pesquisa foi feita com um certo número de pessoas e constatou-se o seguinte: 1 • das pessoas praticavam somente basquete 3 2 • das pessoas praticavam somente voleibol 5 1 • das pessoas praticavam somente futebol 10 • as 20 pessoas restantes não praticavam esportes Nessas condições, determine: a) a fração das pessoas pesquisadas que praticavam esportes b) a fração das pessoas pesquisadas que não praticavam esportes c) o total de pessoas pesquisadas d) o número de pessoas pesquisadas que praticavam basquete e) o número de pessoas pesquisadas que praticavam voleibol. 08. A idade de César é o quíntuplo da idade de Cleópatra e a soma das idades dos dois é 78 anos.Quais são as idades? 09. Um tijolo pesa um quilo e meio tijolo. Quanto pesa um tijolo e meio?copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  20. 20. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 20 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico 10. A soma de dois números impares e consecutivos é 404. Achar o produto dos dois números. 11. Cinco números consecutivos ímpares somam 105. O segundo número vale? QUESTÕES DE CONCURSOS: e) (40-2x)-20-x42. (FGV) A soma de 3 números inteiros e 49. (UFRGS 93) Com A cruzeiros compram-seconsecutivos é 60. Assinale a afirmação uma dúzia de laranjas e meia dúzia de limões. Comverdadeira: B cruzeiros compram-se meia dúzia de laranjas ea) O quociente do maior pelo menor é 2. uma dúzia de limões. A quantia , em cruzeiros,b) O produto dos 3 números é 8000. para se comprar meia dúzia de laranjas e meiac) Não existem números nesta condição. dúzia de limões éd) Faltam informações para achar os números. a) 3 ( A + B ) b) 2 ( A + B ) c) A + Be) O produto dos três números é 7980. A + B A + B d) e) 2 3 x +143. A solução da equação 5 x − = 10 é: 50. (UFRGS 97) Um grupo de estudantes 2 3 7 dedicado à confecção de produtos de artesanatoa) b) c) 3 d) 7 e) 0 7 3 gasta R$ 15,00 em material, por unidade produzida, e, além disso, tem um gasto fixo de R$44. (UFMG) De um recipiente cheio de água 600,00. Cada unidade será vendida por R$ 85,00. 2tiram-se do seu conteúdo. Recolocando-se 30l Quantas unidades terão de vender para obterem 3 um lucro de 800,00?de água, o conteúdo passa a ocupar a metade do a) 7 b) 10 c) 12 d) 15 e) 20volume inicial. A capacidade do recipiente é:a) 45l b) 75l c) 120l d) 150l e) 180l 1 51. (UFRGS 97) Uma pessoa gasta do dinheiro 445. (ULBRA) Um tanque de gasolina de um carro 2tem capacidade para 50 litros. O marcador que tem e, em seguida do que lhe resta, 3de gasolina mostra que o combustível ocupa a ficando com R$ 350,00. Quanto tinhaquarta parte do tanque. Se o litro de gasolina inicialmente ?custa R$ 0,476, o motorista gastará para a) R$ 400,00 b) R$ 700,00 c) R$ 1400,00completar o tanque: d) R$ 2100,00 e) R$ 2800,00a) R$ 5,93 b) R$ 6,50 c) R$ 16,00d) R$ 17,85 e) R$ 23,75 52. (FCC – 2001) No almoxarifado de certa empresa há 68 pacotes de papel sulfite, dispostos46. (FUVEST) O dobro de um número mais a sua em 4 prateleiras. Se as quantidades de pacotesterça parte, mais a sua quarta parte somam 31. em cada prateleira correspondem a 4 númerosDeterminando o número, teremos: pares sucessivos, então, dos números seguintes, oa) 24 b) 12 c) 10 d) 8 e) 31 que representa uma dessas quantidades é o 2 a) 8 b) 12 c)) 18 d) 22 e) 2447. O número que somado aos seus resulta 30 3 53. (FCC – 2008) Um lote de 9 000 disquetes foié: colocado em 4 caixas de tamanhos diferentes, dea) impar b) múltiplo de 9 c) divisor de 30 forma que o número de disquetes colocados emd) primo e) quadrado perfeito 1 cada uma correspondia a da quantidade48. (UFRGS) De um total de 40 questões 3planejadas para uma prova, eliminaram-se 2x colocada na anterior. O número de disquetesdelas e do resto, ainda tirou-- se a metade do colocados naque havia sobrado. Qual a tradução algébrica do a) primeira foi 4 075. b) segunda foi 2 025.número de questões que restaram? c) terceira foi 850. d) quarta foi 500.a) (40-2x) - 20 +x b) (40-2x)-20 e) quarta foi 255. xc) ( 40 − 2x ) − d) (40-2x)-x 2copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.
  21. 21. MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO 21 Professora: Caren Fulginiti caren@caren.mat.br Concurso: TRT 4ª/2010 – Cargo Técnico54. (FCC – 2008) Das 182 páginas de um 58. (FCC – 2007) Pelo controle de entrada erelatório, digitadas por Adilson, Benilson e saída de pessoas em uma Unidade do TribunalCevilson, sabe-se que: o número das digitadas por Regional Federal, verificou-se em certa semana 2 que o número de visitantes na segunda-feira cor-Adilson correspondia a do número das 3 3 respondeu a do da terça-feira e este correspon-digitadas por Benilson; o número das digitadas por 4 11 2Benilson, a das digitadas por Cevilson. deu a do da quarta-feira. Na quinta-feira e na 12 3Quantas páginas Cevilson digitou a mais do que sexta-feira houve igual número de visitantes, cadaBenilson? um deles igual ao dobro do da segunda-feira. Sea) 28 b) 22 c) 12 d) 8 e) 6 nessa semana, de segunda à sexta-feira, o total de visitantes foi 750, o número de visitantes na55. (FCC – 2006) Certo dia, um técnico judiciário a) segunda-feira foi 120.foi incumbido de digitar um certo número de b) terça-feira foi 150.páginas de um texto. Ele executou essa tarefa em c) quarta-feira foi igual ao da quinta-feira.45 minutos, adotando o seguinte procedimento: d) quinta-feira foi igual ao da terça-feira. – nos primeiros 15 minutos, digitou a metade e) sexta-feira foi menor do que o da quarta-feira.do total das páginas e mais meia página; – nos 15 minutos seguintes, a metade do 59. (FCC – 2007) Certo dia, Veridiana saiu àsnúmero de páginas restantes e mais meia página; compras com uma certa quantia em dinheiro e foi – nos últimos 15 minutos, a metade do número a apenas três lojas. Em cada loja ela gastou ade páginas restantes e mais meia página. quarta parte da quantia que possuía na carteira e, Se, dessa forma, ele completou a tarefa, o em seguida, usou R$ 5,00 para pagar ototal de páginas do texto era um número estacionamento onde deixou seu carro. Se apóscompreendido entre todas essas atividades ainda lhe restaram R$a) 5 e 8 b) 8 e 11 c) 11 e 14 49,00, a quantia que Veridiana tinha inicialmented) 14 e 17 e) 17 e 20 na carteira estava compreendida entre a) R$ 20,00 e R$ 50,00.56. (FCC – 2004) Hoje, dois técnicos judiciários, b) R$ 50,00 e R$ 80,00.Marilza e Ricardo, receberam 600 e 480 c) R$ 80,00 e R$ 110,00.processos para arquivar, respectivamente. Se d) R$ 110,00 e R$ 140,00.Marilza arquivar 20 processos por dia e Ricardo e) R$ 140,00 e R$ 170,00.arquivar 12 por dia, a partir de quantos dias,contados de hoje, Marilza terá menos processos 60.(FCC – 2003) Do total de processospara arquivar do que Ricardo? arquivados por um técnico judiciário, sabe-se que:a) 12 b) 14 c))16 d) 18 e) 20 3 1 foram arquivados numa primeira etapa e57. (FCC – 2007) De acordo com um relatório 8 4estatístico de 2006, um setor de certa empresa numa segunda. Se os 9 processos restantes foramexpediu em agosto um total de 1347 documentos. arquivados numa terceira etapa, o total deSe a soma dos documentos expedidos em processos erasetembro e outubro foi o triplo do de agosto e o a) 18 b)) 24 c) 27 d) 30 e) 34número dos expedidos em setembro ultrapassou ode outubro em 853 unidades, a diferença entre aquantidade de documentos expedidos emsetembro e a de agosto foia) 165 b) 247 c) 426 d) 427 e) 1 100copyright 2010 © CAREN - MATEMÁTICA® citação permitida desde que conste a fonte: FULGINITI, Caren.

×