Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

O Pequeno Príncipe - Aplicações Práticas para Gestão e o Desenvolvimento Profissional

2,581 views

Published on

O Pequeno Príncipe é um livro de uma delicadeza e sutileza incríveis. Apesar de dizerem que é um livro infantil (os adultos adoram rotular as coisas), é um livro que tem muito a ensinar aos adultos, pois fala principalmente sobre como a imaginação e a simplicidade da vida andam esquecidas e sobrepostas a coisas que não têm muita importância e consomem nosso tempo.
Essa apresentação faz parte de um workshop que tem por objetivo demonstrar alguns desses ensinamentos práticos que podem nos ajudar a aprimorar como gestores, como humanos, em busca de uma vida mais vivida e mais plena.
Leve esse workshop para sua empresa. Conheça mais sobre nosso trabalho: www.f5yself.com.br.

Published in: Business
  • Be the first to comment

O Pequeno Príncipe - Aplicações Práticas para Gestão e o Desenvolvimento Profissional

  1. 1. O Pequeno Príncipe Aplicações práticas para gestão e o desenvolvimento profissional e pessoal www.F5YSelf.com.br
  2. 2. Pg 2 A F5YSelf é uma consultoria mestre em tirar projetos do papel, em desenvolvimento organizacional e em alavancar resultados de empresas, empreendedores individuais e profissionais. Para conhecer um pouco mais de nosso trabalho acesse: http://www.f5yself.com.br Diagnóstico Ferramentas Inovadoras aplicadas à Gestão SOLUÇÃO Acreditamos que as organizações podem ser melhores e ALAVANCAR resultados com base no que elas já tem de melhor Quem Somos • Serviço totalmente customizado às necessidades da sua empresa. • Metodologias inovadoras e eficazes. • Ferramentas de aconselhamento estratégico. • Excelente custo/benefício. • Simplicidade e ferramentas de gestão customizadas para assessoria de profissionais e empresas. + Descoberta e Alavancagem da sua Vantagem Competitiva + Nossos Serviços  Aplicação da metodologia Investigação Apreciativa Gestão de Mudanças, Motivação, Investigação de Clima, Positivismo, Desenvolvimento Organizacional, Formação de Times...  Business Model Canvas Modelagem de Negócios para Startups, Plano de Negócios, Mapa visual da Estratégia, Mapa da Empatia, Aconselhamento Estratégico, Planejamento com Contabilidade do Ganho...  Business Model You Aconselhamento Profissional, Elaboração de Currículos, Criação e Monitoramento de perfis em Redes Sociais, Mudança de Carreira...  Project Canvas Gerenciamento de projetos pessoais e profissionais.  Coaching, Workshops e Treinamentos personalizados
  3. 3. O valor real das coisas não estão nos números... “Se lhes dou esses detalhes sobre o asteróide B 612 e lhes confio o seu número, é por causa das pessoas grandes. Elas adoram os números. Quando a gente lhes fala de um novo amigo, as pessoas grandes jamais se interessam em saber como ele realmente é. Não perguntam nunca: ‘Qual é o som da sua voz? Quais os brinquedos que prefere? Será que ele coleciona borboletas?’ Mas perguntam: ‘Qual é sua idade? Quantos irmãos ele tem? Quanto pesa? Quanto ganha seu pai?’ Somente assim é que elas julgam conhecê-lo. Se dizemos às pessoas grandes: ‘Vi uma bela casa de tijolos cor-de- rosa, gerânios na janela, pombas no telhado…’, elas não conseguem, de modo algum, fazer uma ideia da casa. É preciso dizer-lhes: ‘Vi uma casa de seiscentos mil reais.’ Então elas exclamam: ‘Que beleza!’ (…) Elas são assim mesmo. É preciso não lhes querer mal por isso. As crianças devem ser muito tolerantes com as pessoas grandes.” Você continua medindo o resultado das coisas só com base em números?
  4. 4. Não devemos deixar para amanhã o que se pode fazer hoje “Os baobás antes de crescerem são pequenos...” Não deixe os problema se multiplicarem e enrraizarem. Procastinar só aumenta o problema. Corte o mal sempre pela raiz. Nunca subestime algo que é pequeno só por ser pequeno.
  5. 5. As melhores coisas da vida são as consideradas “pequenas” “Quando a gente está muito triste, gosta de admirar o pôr-do-sol.” Porque é que você faz o que faz? “Conheço um planeta onde há um sujeito vermelho, quase roxo. Nunca cheirou uma flor. Nunca olhou uma estrela. Nunca amou ninguém. Nunca fez outra coisa senão contas. E o dia todo repete, como tu: ‘Eu sou um homem sério! Eu sou um homem sério!’ E isso o faz inchar-se de orgulho. Mas ele não é um homem; é um cogumelo.”
  6. 6. As dificuldades e o aprendizado existem para nos preparar, ajudar a reconhecer e valorizar o melhor que está por vir “É preciso que eu suporte duas ou três larvas se eu quiser conhecer as borboletas”. Apertar demais o cazulo não fará sair a borboleta, mas uma lagarta morta!
  7. 7. Quando ficamos adultos ficamos “estranhos” “As pessoas grandes são de fato muito estranhas: algumas pessoas acham que todos são seus súditos, outras que todos são seus fãs (os vaidosos só ouvem os elogios), há aqueles que bebem para esquecer a vergonha de que bebem, os que vivem em função de números e do que possuem, os que vivem em função de normas e da rotina e os que têm medo do desconhecido.” Assumir cargos de responsabilidade não te torna diferente de ninguém. Vai continuar não podendo levar nada daqui depois da morte.
  8. 8. A imaginação é base da criatividade Visualização criativa usa o poder da mente para fazer qualquer sonho ou objetivo em realidade. É a força criativa por trás de todas as conquistas. “Mostrei minha obra-prima às pessoas grandes e perguntei se o meu desenho lhes fazia medo. Responderam-me: Por que é que um chapéu faria medo ? Meu desenho não representava um chapéu. Representava uma jibóia digerindo um elefante. Desenhei então o interior da jibóia, a fim de que as pessoas grandes pudessem compreender. Elas têm sempre necessidade de explicações.”
  9. 9. É preciso saber delegar Delegar é uma forma de demonstrar confiança. “É preciso exigir de cada um o que cada pode dar – replicou o rei – A autoridade se baseia na razão.” “Se eu ordenasse’ costumava dizer, que um general se transformasse numa gaivota, e o general não me obedecesse, a culpa não seria do general, seria minha.”
  10. 10. Muitas vezes nos sentimos sozinhos, mesmo no meio de um montão de gente Estar presente não tem nada a ver com estar presente fisicamente. “– A gente se sente um pouco só no deserto. – Entre os homens a gente também se sente só.”
  11. 11. Sempre há mais para aprender, do que o que achamos que sabemos Se não está contente com sua atual situação, mova-se! Você não é uma árvore. “O pequeno príncipe atravessou o deserto e encontrou apenas uma flor. (…) Onde estão os homens? – perguntou ele educadamente. – Os homens? Eu creio que existem seis ou sete. Vi-os faz muito tempo. Mas não se pode nunca saber onde se encontram. O vento os leva. Eles não têm raízes. Eles não gostam das raízes.”
  12. 12. Quebre o círculo vicioso e pare de querer imitar e seguir a vida de outros Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez? “Que planeta engraçado’ pensou então. É completamente seco, pontudo e salgado. E os homens não têm imaginação. Repetem o que a gente diz… No meu planeta eu tinha uma flor; e era sempre ela que falava primeiro.”
  13. 13. Cativar significa criar laços Aqueles que cativamos são únicos no mundo para nós. “A gente só conhece bem as coisas que cativou – disse a raposa. – Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo já pronto nas lojas. Mas, como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tudo queres um amigo, cativa-me!” “Sois como era a minha raposa. Era uma raposa igual a cem mil outras. Mas eu a tornei minha amiga. Agora ela é única no mundo”
  14. 14. Só se vê bem com o coração “Os homens esqueceram essa verdade, mas tu não o deves esquecer.” “O que torna belo o deserto – disse o principezinho – é que ele esconde um poço em algum lugar. (…) quer seja a casa, as estrelas ou o deserto, o que os torna belo é invisível!” “O essencial é invisível aos olhos, só se vê bem com o coração.”
  15. 15. Valorize seu tempo No que você anda investindo o seu tempo? Coisas não custam dinheiro, coisas custam tempo que se perde ganhando dinheiro. Coisas custam a vida. “Foi o tempo que perdeste com a tua rosa que a fez tão importante.” “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativa.” Temos sido responsáveis por aqueles que cativamos durante a vida? Ligamos, escrevemos, nos importamos?
  16. 16. Muitas vezes não sabemos para onde estamos indo e nem aproveitamos a paisagem Está em estado de sucesso na vida quem persegue e não quem conquista um sonho. Curta a viagem! “O que é que estão procurando? – Nem o homem da locomotiva sabe – disse o manobreiro. (…) – Não correm atrás de nada – disse o manobreiro – Estão dormindo lá dentro, ou bocejando. Apenas as crianças apertam seus narizes contra as vidraças.”
  17. 17. Pare de comprar coisas desnecessárias Quanto menos coisas, mais leve a vida fica. Mais tempo para se dedicar ao que é realmente importante. “Era um vendedor de pílulas especiais que saciavam a sede. (…) É uma grande economia de tempo, disse o vendedor. Os peritos calcularam. A gente ganha cinquenta e três minutos por semana. ‘Eu’, pensou o pequeno príncipe, ‘se tivesse cinquenta e três minutos para gastar, iria caminhando calmamente em direção a uma fonte.”
  18. 18. A beleza da vida está na simplicidade e no foco naquilo que é importante Devemos morrer para esse mundo para voltarmos ao que realmente importa na vida. “Os homens do teu planeta – disse o pequeno príncipe – cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim e não encontram o que procuram, e, no entanto, o que eles procuram poderia ser encontrado numa só rosa, ou num pouco de água…” “É como com a flor. Se tu amas uma flor que se acha numa estrela, é bom, de noite, olhar o céu. Todas as estrelas estão floridas.” “Permaneceu, por um instante, imóvel. Não gritou. Tombou devagarinho, como tomba uma árvore. Nem fez sequer barulho, por causa da areia.”
  19. 19. www.f5yself.com.br www.facebook.com/F5YSelf www.twitter.com/F5YSelf (41) 9672-6208 Leve esse workshop para sua equipe! F5YSELF Consultoria Ltda “Para vivermos uma vida mais plena, mais conscientes, mais presentes, mais vivida, precisamos morrer para esse mundo de tanta correria e ostentação e voltarmos mais para dentro, para o que diz o coração.”

×