Economia Como Ciência

17,454 views

Published on

Matéria de economia como ciência.
Se gostou do conteúdo selecione como "Favorite".

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
17,454
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3,374
Actions
Shares
0
Downloads
204
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Economia Como Ciência

  1. 1. ECONOMIA COMO CIÊNCIA SOCIAL
  2. 2. OBJETIVO GERAL Apresentar o universo de estudo de economia como uma ciências social aplicada e do estudo das relações humanas, bem como suas particularidades, pontos fortes e limitações. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Apresentar o conceito de ciência, sua origem e importância. Apresentar o método científico. Economia como ciências social. Apresentar e discutir sumariamente alguns dos principais conceitos e métodos da economia como ciência.
  3. 3. CIÊNCIA: SIGNIFICADO, IMPORTÂNCIA E ORIGEM Em termos amplos, conjuntos de conhecimentos e práticas sistematicamente testado, consolidados e organizados. Em sentido estrito, ciência se refere ao corpo organizado de conhecimentos consolidados que buscam interpretar a realidade a nossa volta, sendo que estes são adquiridos por meio de verificação segundo o método científico.
  4. 4. CIÊNCIA: SIGNIFICADO, IMPORTÂNCIA E ORIGEM Ciência surge como uma forma de encontrar respostas questionamentos humanos. Respostas que fossem consolidadas, confiáveis e coerentes entre si, possibilitando compreender o ambiente que nos rodeia. "A ciência só pode determinar o que é, não o que deve ser, e fora de seu domínio permanece a necessidade de juízos de valor de todos os tipos“ (Einstein)
  5. 5. MÉTODO CIENTÍFICO
  6. 6. TERMINOLOGIA E CONHECIMENTOS DO CAMPO EESTUDO Todo campo de estudo científico finda por formar um conjunto de conhecimentos e terminologias.  Matemática: Axiomas, integral, espaço vetorial, etc..  Psicologia: Ego, id, cognitivo, etc...  Advocacia: Intimação, habeas corpus, etc...  Economia: Oferta, demanda, elasticidade, custo de oportunidade, juros, etc..
  7. 7. O CAMPO DE ESTUDO DE ECONOMIA NOS TREINA A... ...pensar de forma sistemática. ...pensar em termos de alternativas. ...ponderar o custo das escolhas individuais e sociais. ...e nos prover com informações sobre como alguns eventos e assuntos se relacionam.
  8. 8. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA O jeito econômico de pensar requer pensamento analítico e objetivo O jeito econômico de pensar é como o Método Científico
  9. 9. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: MÉTODOS DEANÁLISE Método Indutivo  Raciocínio que parte de fatos particulares para se chegar a conclusões gerais.  Exemplo: “O sol se levantou hoje. O sol tem se levantado todos os dias. Por conseguinte, o sol se levantará amanhã.” Método Dedutivo  Raciocínio que parte de premissas gerais para se chegar a conclusões específicas.  Exemplo: “Toda empresa tenta maximizar lucro. A IBM é uma empresa. Logo, ela tenta maximizar seu lucro.”
  10. 10. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: MÉTODOS DEANÁLISE O método científico na economia utiliza modelos abstratos e simplificados para ajudar a entender problemas reais complexos. Simples Complexo (Modelo) (Realidade) O método científico desenvolve a teoria, coleta e analisa dados para testá-la constantemente. O conhecimento científico esta em constante construção.
  11. 11. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: MÉTODOS DEANÁLISE O desenvolvimento de modelos abstratos e simplificados a partir de teorias e a análise de modelos utilizando-se de duas formas:  Descritiva (reportar fatos)  Analítica (pensamento abstrato e de avaliação)
  12. 12. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: MODELOSBÁSICOS O modelo do fluxo circular. A fronteira de possibilidade de produção.
  13. 13. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: MODELOSBÁSICOS – FLUXO CIRCULAR Proporciona uma maneira simples de organizar todas as transações econômicas que ocorrem entre indivíduos e as firmas. Ajuda a ilustrar a economia com foco nos agentes econômicos. Ajuda a ilustrar a economia em dois setores diferentes de análise: macro e micro.
  14. 14. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: MODELOSBÁSICOS – FLUXO CIRCULAR Mercado de Receita Bens e Gastos Consumo Serviços Venda bens Compra bens e serviços e serviços Empresas Famílias Compra de fatores Venda de fatores de produção de produção Mercado de Remuneração Renda Fatores de Produção
  15. 15. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: MODELOSBÁSICOS – FLUXO CIRCULAR Firmas  Produz e vende bens e serviços.  Contrata e compra fatores de produção. Famílias  Consome e compra bens e serviços.  Têm a propriedade e vende fatores de produção.
  16. 16. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: MODELOSBÁSICOS – FLUXO CIRCULAR Mercado de bens e serviços  As firmas vendem bens e serviços.  As famílias compram bens e serviços. Mercado de fatores de produção  As firmas compram fatores de produção.  As famílias vendem fatores de produção. São os locais onde os agentes interagem e tomam decisões (compram e vendem).
  17. 17. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: MODELOSBÁSICOS – FRONTEIRA DE POSSIBILIDADE DE PRODUÇÃO Modelo ou Gráfico que mostra as várias combinações de produtos que uma economia pode produzir dado os fatores de produção e tecnologia disponíveis. Princípios econômicos presentes no modelo:  Eficiência  Escolha  Custo de Oportunidade  Crescimento Econômico
  18. 18. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: MODELOSBÁSICOS – FRONTEIRA DE POSSIBILIDADE DE PRODUÇÃO Suposições básicas:  Tecnologia é constante.  Todos os recursos escassos estão sendo utilizados e de forma eficiente.  A quantidade de insumos para produzir um produto é fixa.  Os custos de oportunidade dos produtos é crescente.
  19. 19. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: MODELOSBÁSICOS – FRONTEIRA DE POSSIBILIDADE DE PRODUÇÃOQuantidade decomputadoresproduzidos D 3.000 2.800 B 1.400 C A 900 0 300 400 900 1.000 Quantidade de carros produzidos
  20. 20. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: CAMPOS DEESTUDO Microeconomia: tem como foco as partes de uma economia.  Ex: Como indivíduos e firmas tomam decisões e como interagem nos mercados. Macroeconomia: tem como foco o agregado, o conjunto da economia (nível de preço, desemprego, crescimento econômico). O conjunto de indivíduos interagindo e tomando decisões simultaneamente.  Ex: Como os mercados interagem no nível “nacional”.
  21. 21. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: PAPEISDESEMPENHADOS Economista como cientista: Objetivo de explicando o mundo. Afirmações e análise positivas:  Análise descritiva. O que é.  Fatos. Economista como político: Objetivo de transformar o mundo. Afirmações e análise normativas:  Opinião. Individual. O que deveria ser.
  22. 22. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: PAPEISDESEMPENHADOS Positivo ou normativo?  Um aumento do salário mínimo causará uma diminuição do nível de emprego entre os menos qualificados.  Déficits governamentais aumentam a taxa de juros.  O ganho pelo aumento do salário mínimo mais do que compensa eventual aumento do desemprego.  Governos devem taxar as empresas de cigarro para pagar pelo tratamento de doenças causadas pelo tabaco.
  23. 23. PENSANDO COMO UM ECONOMISTA: ECONOMISTASPODEM DISCORDAR? Discordam sobre a validade de teorias positivas (Bases teóricas diferentes). Cada um tem valores diferentes, logo terão visões normativas diferentes. Exemplos:  Um limite imposto pelo governo nos aluguéis diminui a quantidade e qualidade de imóveis para alugar.  Tarifas e impostos de importação reduzem o bem-estar geral de uma população.
  24. 24. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS MANKIW, N. G. Introdução à Economia. São Paulo: Cengage Learning, 2009. 838 pg. VASCONCELLOS, M. S. Economia, Micro e Macro, Atlas, 2002.

×