Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Apresentação Open Up

1,451 views

Published on

Apresentação Open Up - Trabalho da disciplina APSI

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Apresentação Open Up

  1. 1. OpenUP: Um processo integrado e ágil
  2. 2. Roteiro ▪ Metodologia ▪ Processo ▪ OpenUP X Rational Unified Process (RUP) ▪ Considerações Finais ▪ Conclusão
  3. 3. Metodologia ▪ Origem no Rational Unified Process (RUP) ▪ Abordagem iterativa e incremental ▪ Princípios do Manifesto do Desenvolvimento do Software Ágil ▪ Metodologia Minimalista, Completa e Customizável ▪ Modelado pela ferramenta Eclipse Process Framework (EPF) Composer
  4. 4. Metodologia ▪ Origem no Rational Unified Process (RUP) ▪ Abordagem iterativa e incremental ▪ Princípios do Manifesto do Desenvolvimento do Software Ágil ▪ Metodologia Minimalista, Completa e Customizável ▪ Modelado pela ferramenta Eclipse Process Framework (EPF) Composer
  5. 5. Eclipse Process Framework (EPF) Composer ▪ Possibilita o gerenciamento do processo ▪ Fácil aprendizado ▪ Métodos simples ▪ Customizável ▪ Geração automática da documentação: Produto de Trabalho: artefatos; Tarefa: como executar o trabalho; Papel: quem executa o trabalho; Processo: define o fluxo de trabalho; Diretriz: modelos, checklist, exemplos, guias, conceitos e outros.
  6. 6. Processo do OpenUP 3 CAMADAS Microincrementos Ciclo de Vida de Iteração Ciclo de Vida de Projeto 4 FASES Concepção Elaboração Construção Transição Processo
  7. 7. Processo
  8. 8. Marcos do Processo ▪ Em cada FASE existem marcos, indicando o final da fase: Iniciação: examina-se o custo/benefício e decide se prossegue ou cancela o projeto; Elaboração: traçado o mapa de requisitos, examinam-se os objetivos do sistema e o escopo, escolhe a arquitetura e averigua os principais riscos; Construção: produto pronto para ser entregue à equipe de transição; Transição: averigua se os objetivos foram atingidos e se um novo ciclo de desenvolvimento deve ser iniciado.
  9. 9. Papéis no OpenUP ▪ “...Ninguém constrói um bom software sozinho, mas uma equipe trabalhando junto pode fazer coisas extraordinárias” (OpenUP, 2010). Arquiteto: define a arquitetura de software, incluindo a tomada das principais decisões técnicas que orientam todo o desenho e a implementação do projeto; Gerente de Projeto: conduz o planejamento do projeto, coordena as interações com os stakeholders e mantêm a equipe de projeto focada; Analista: representa os interesses do cliente e do usuário final recolhendo informações dos stakeholders para entender o problema a ser resolvido, capturando os requisitos e definindo suas prioridades;
  10. 10. Papéis no OpenUP  Testador: responsável pelas principais atividades do esforço de teste. Estas atividades incluem identificar, definir, implementar e conduzir os testes necessários, bem como registrar e analisar os resultados dos testes;  Desenvolvedor: responsável por desenvolver uma parte do sistema, incluindo a construção de seu desenho de forma que ele atenda a arquitetura e possivelmente a prototipagem da interface de usuário, e então implementar, executar o teste de unidade e integrar os componentes que são parte da solução;  Stakeholder: representa grupos de interessados cujas necessidades devem ser satisfeitas pelo projeto. É um papel que pode ser executado por qualquer um que seja (ou potencialmente possa ser) afetado pelo resultado do projeto;  Qualquer papel: Qualquer um em uma equipe pode atuar neste papel executando diversas tarefas.
  11. 11. Disciplinas
  12. 12. Produtos do Trabalho
  13. 13. OpenUP X Rational UP ▪ OpenUP originou-se do Rational Unified Process (RUP) OpenUP tem menor quantidade de produtos de trabalho, papéis e tarefas; Menor formalidade; Introduziu o conceito de microincrementos; Auto-organização do time de projeto; Papel do indivíduo dentro do projeto é mais importante do seu cargo funcional. Ambos focam na redução de riscos e valorização dos stakeholders.
  14. 14. Considerações Finais ▪ O OpenUP destina-se a pequenas equipes que trabalham juntas no mesmo local; ▪ A equipe precisa se engajar em total interação face-a-face diariamente; ▪ Os membros da equipe colaboram extensivamente; ▪ A participação dos stakeholders é crítica para o sucesso da implementação; ▪ Os casos de uso são usados para elicitar e descrever os requisitos; ▪ Foco na redução significativa dos riscos o mais cedo possível no ciclo de vida; ▪ Os testes são executados várias vezes por iteração, sempre que a solução for incrementada com o desenvolvimento de um requisito, uma mudança ou a correção de um erro.
  15. 15. Conclusão ▪ O OpenUP nos mostra que um processo ágil é disciplinado; ▪ É essencial uma equipe madura e qualificada; ▪ E a transparência e o comprometimento é a chave do sucesso. A comunicação diária, aberta e transparente permite que membros do time possam influenciar sobre o que e como fazer.
  16. 16. Roteiro ▪ Metodologia ▪ Processo ▪ OpenUP X Rational Unified Process (RUP) ▪ Considerações Finais ▪ Conclusão
  17. 17. IFRS – Câmpus Canoas Disciplina: Análise e Projetos de Sistemas Profº. Rodrigo Noll Alunos: Luciane da Silva André Ficht OpenUP Um processo integrado e ágil

×