Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Revolucao Industrial

4,364 views

Published on

  • ESTA AULA N~´AO É SUA , ELA PERTENCE AO PROF. IAIR GRINSPUN DO CURSO UNIFICADO DE PORTO ALEGRE , QUE COISA FEIA ROUBAR MATERIAL DE OUTROS PROFS E AINDA COLOCAR O SEU NOME , ABAIXO A MEDIOCRIDADE NA EDUCAÇÃO , SEJA ÉTICA COLOQUE O NOME DO AUTOR , VC SERA UM EXEMPLO PARA SEUS ALUNOS .
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Revolucao Industrial

  1. 1. <ul><li>Definição: conjunto de transformações técnicas, econômicas e sociais caracterizadas pela substituição da energia física pela mecânica, da ferramenta pela máquina e da manufatura pela fábrica. </li></ul>
  2. 2. <ul><li>Início: ING, séc XVIII . </li></ul><ul><li>Fases: </li></ul>CAPITALISMO FINANCEIRO E MONOPOLISTA CAPITALISMO LIBERAL E INDUSTRIAL AÇO – PETRÓLEO - ELETRICIDADE FERRO – CARVÃO - VAPOR ALE, ITA, RUS, EUA, JAP ING , FRA e BEL 1860 – 1914 1760 - 1860 2ª REV. INDUSTRIAL 1ª REV. INDUSTRIAL
  3. 3. <ul><li>Pioneirismo inglês: </li></ul><ul><ul><li>Capitais acumulados (colônias, acordos comerciais na Europa). </li></ul></ul><ul><ul><li>Revolução Agrícola: disponibilidade de mão-de-obra (cercamento dos campos – “enclosures”). </li></ul></ul><ul><ul><li>Matéria prima disponível (reservas de ferro e carvão e produção de lã – indústria têxtil). Desenvolvimento das Indústrias de base (Siderurgia e Metalurgia) </li></ul></ul><ul><ul><li>Mercado consumidor (colônias, países europeus e assalariados). </li></ul></ul>
  4. 4. <ul><ul><li>Marinha mercante poderosa (Atos de Navegação – Oliver Cromwell). </li></ul></ul><ul><ul><li>Burguesia no poder (parlamento – Revolução Gloriosa 1688). </li></ul></ul><ul><ul><li>O novo conceito de “trabalho”: Ética protestante (estímulo ao lucro). O trabalho dignificava o Homem perante Deus. </li></ul></ul><ul><ul><li>A divisão do Trabalho: Produção de bens de forma mais rápida e eficiente, gerando maiores lucros. </li></ul></ul><ul><ul><li>Mão-de-obra feminina e infantil: Barateamento do custo de produção. </li></ul></ul>
  5. 5. <ul><li>Conseqüências da Revolução Industrial: </li></ul><ul><ul><li>Consolidação do capitalismo e do poder da burguesia. </li></ul></ul><ul><ul><li>Desenvolvimento tecnológico. Desemprego estrutural. </li></ul></ul><ul><ul><li>Desenvolvimento dos transportes (barco a vapor, locomotiva) e das comunicações (telégrafo e posteriormente o telefone). </li></ul></ul>
  6. 6. <ul><ul><li>Aumento da produtividade (redução de preços). </li></ul></ul><ul><ul><li>Esgotamento de recursos naturais. </li></ul></ul><ul><ul><li>Urbanização intensa. </li></ul></ul><ul><ul><li>Formação do proletariado urbano (operários). </li></ul></ul><ul><ul><li>Surgimento do CAPITALISMO FINANCEIRO – grandes bancos controlando indústrias por meio de compra de ações ou dependência financeira (empréstimos). </li></ul></ul>
  7. 7. <ul><li>A exploração de proletários e as lutas operárias: </li></ul><ul><ul><li>Proletários destituídos da posse de meios de produção e instrumentos de trabalho. Alienação do trabalho. </li></ul></ul><ul><ul><li>Sujeitos a jornadas diárias de mais de 14 horas. Sem nenhum direito trabalhista. </li></ul></ul><ul><ul><li>Exploração do trabalho feminino e infantil . </li></ul></ul><ul><ul><li>Baixos salários. </li></ul></ul><ul><ul><li>Desemprego. </li></ul></ul>
  8. 8. <ul><ul><li>Ludismo (1811 – 1818) – movimento violento de trabalhadores que destruíam máquinas. Contra a propriedade e o capital acumulado nas mãos da Burguesia. </li></ul></ul><ul><ul><li>Cartismo (1832 – 1848) – movimento de trabalhadores que redigiam </li></ul></ul><ul><ul><li>reivindicações trabalhistas ao parlamento britânico. Obteve alguns benefícios como a redução da jornada de trabalho para 10 horas e regulamentação do trabalho infantil e feminino. </li></ul></ul>

×