1a. parte espiritualidade retornar a jesus o bom pastor

1,363 views

Published on

Espiritualidade: retornar a Jesus, a partir do texto bíblico do bom pastor.

Published in: Spiritual
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,363
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
220
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

1a. parte espiritualidade retornar a jesus o bom pastor

  1. 1. 1ª. PARTE DA ESPIRITUALIDADE RETORNAR A JESUS - O BOM PASTOR - Liana Plentz
  2. 2. ENCONTRO REGTIONAL DE AB-C DO REGIONAL SUL 3 DA CNBB- 2014
  3. 3. Quem é Filho de Deus Como é bom a gente se encontrar aqui neste lugar. Onde dois ou mais estão unidos o Senhor está também. De repente brota lá no fundo algo que o mundo não tem: A alegria de poder dizer "que maravilha é ser um filho de Deus". Abre teus braços ao Pai de amor e vê que Ele te ama! Lança fora a tristeza e não olhe para trás, sorrir é bom demais! Sorrir é bom demais!
  4. 4. QUEM SÃO OS FILHOS DE DEUS QUE ESTÃO AQUI PRESENTES? QUEM SÃO OS AMIGOS DE JESUS?QUE BOM QUE VOCÊS VIERAM!
  5. 5. ACOLHE R A PALAVRA DE DEUS ENTRE NÓS
  6. 6. Eu parei para escutar o Senhor, Sua voz ressoou em meu coração. Eu parei pra escutar o Senhor, Sua voz calou o meu coração Eu parei para escutar o Senhor Sua voz ressoou em meu coração. Eu parei pra escutar o Senhor, Sua voz calou o meu coração. Sua palavra me transforma, É a luz do meu viver. Meus Deus vivo que eu amo, me dá forças para viver. (2x)
  7. 7. Leitura de Jo 10, 14-30
  8. 8. 14 Eu sou o bom pastor: conheço minhas ovelhas, e elas me conhecem, 15assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai. Eu dou a vida pelas ovelhas. 16 Tenho também outras ovelhas que não são deste curral. Também a elas eu devo conduzir; elas ouvirão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor. 17 O Pai me ama, porque eu dou a minha vida para retomá-la de novo. 18 Ninguém tira a minha vida; eu a dou livremente. Tenho poder de dar a vida e tenho poder de retomá-la. Esse é o mandamento que recebido meu Pai.» 19 Essas palavras causaram de novo divisão entre as autoridades dos judeus. 20 Muitos diziam: «Ele tem um demônio! Está louco! Por que vocês o escutam?» 21 Outros diziam: «Essas palavras não são de um possesso, porque um demônio não pode abrir os olhos de um cego.» 22 Em Jerusalém estava sendo celebrada a festa da Dedicação. Era inverno. 23 Jesus passeava pelo Templo, andando no pórtico de Salomão. 24 Então as autoridades dos judeus o rodearam e disseram: «Até quando nos irás deixar em dúvida? Se tu és o Messias, dize-nos abertamente.» 25 Jesus respondeu: «Eu já disse, mas vocês não acreditam em mim. As obras que eu faço em nome do meu Pai, dão testemunho de mim; 26 vocês, porém, não querem acreditar, porque vocês não são minhas ovelhas. 27Minhas ovelhas ouvem a minha voz, eu as conheço, e elas me seguem. 28 Eu dou a elas vida eterna, e elas nunca morrerão. Ninguém vai arrancá-las da minha mão. 29 O Pai, que tudo entregou a mim, é maior do que todos. Ninguém pode arrancar coisa alguma da mão do Pai. 30 O Pai e eu somos um.»
  9. 9. RETORNAR A JESUS
  10. 10. Estamos necessitados de algo parecido com o "fogo" de que Jesus foi tomado em sua breve passagem pela terra: sua mística, sua lucidez, sua paixão pelo ser humano. Precisamos de pessoas como Ele, de palavras como as dele, de esperança e amor como os dele. Precisamos retornar a Jesus.
  11. 11. O PASTOR O quarto Evangelho apresenta Jesus como o "PASTOR“, capaz de libertar as ovelhas do redil onde estão encurra-ladas para "levá-las para fora" a um país novo de vida e dignidade. Ele vai à frente marcando o caminho aos que querem segui-lo.
  12. 12. Jesus não impõe nada. Não força ninguém. Chama Cada um "por seu nome“. Cada um tem nome e rosto próprios. Cada um deve escutar sua voz sem confundi-la com a de estranhos que não passam de "ladrões' que roubam do povo luz e esperança. O decisivo é isto: não escutar vozes estranhas. “...elas ouvirão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor.” não escutar vozes estranhas
  13. 13. "Minhas ovelhas escutam a minha voz ... e me seguem''. Depois de vinte séculos, nós cristãos temos que recordar de novo que o essencial para ser a Igreja de Jesus é escutar sua voz e seguir seus passos. ESCUTAR SUA VOZ E SEGUIR SEUS PASSOS
  14. 14. DESPERTAR A CAPACIDADE DE ESCUTAR A JESUS Se não quisermos que nossa fé se vá diluindo progressivamente em formas decadentes de religiosidade superficial, no meio de uma sociedade que invade nossas consciências com mensagens, palavras de ordem, imagens, comunicados e anúncios de todo tipo, temos que aprender a pôr no centro de nossas comunidades a Palavra viva, concreta e inconfundível de Jesus, nosso único Senhor.
  15. 15. Mas não basta escutar sua voz. É necessário seguir seus passos. Chegou o momento de decidir-nos entre contentar-nos com uma "religião burgue-sa" que tranquiliza as consciências, mas afoga nossa alegria, ou aprender a viver a fé cristã como uma aventura apaixonante de seguir a Jesus. -- seguir seus passos.
  16. 16. A aventura consiste em - crer no que Ele acreditou, - dar importância ao que Ele deu importância, - defender a causa do ser humano como Ele a defendeu, - aproxi-mar-nos dos indefesos e desvalidos corno Ele se aproximou, - ser livres para fazer o bem como Ele o fez, - confiar no Pai como Ele confiou - e enfrentar a vida e a morte com a esperança com que Ele as enfrentou.
  17. 17. - interessar-se pelo que Ele se interessou, - amar as pessoas como Ele as amou. Os primeiros cristãos entenderam a vida cristã como uma aventura constante de renovação, um ir fazendo de si mesmo um "ser humano novo''.
  18. 18. Um dia uma criança me parou Olhou-me nos meus olhos a sorrir Caneta e papel na sua mão Tarefa escolar para cumprir E perguntou no meio de um sorriso O que é preciso para ser feliz? Amar como Jesus amou Sonhar como Jesus sonhou Pensar como Jesus pensou Viver como Jesus viveu Sentir o que Jesus sentia Sorrir como Jesus sorria E ao chegar ao fim do dia Eu sei que dormiria muito mais feliz Ouvindo o que eu falei ela me olhou E disse que era lindo o que eu falei Pediu que eu repetisse, por favor Mas não dissesse tudo de uma vez E perguntou de novo num sorriso O que é preciso para ser feliz? Depois que eu terminei de repetir Seus olhos não saíram do papel Toquei no seu rostinho e a sorrir Pedi que ao transmitir fosse fiel E ela deu-me um beijo demorado E ao meu lado foi dizendo assim:
  19. 19. Já não sabemos caminhar no "horizonte de Deus“. Analisamos nossas crises e planejamos o futuro pensando só em nossas possibilidades. Esquecemos que o mundo está nas mãos de Deus, não nas nossas. Caminhar no horizonte de Deus
  20. 20. Quantos de nós ignora que o "Grande Pastor" que cuida e guia a vida de cada ser humano é Deus. Vivemos como "órfãos" que perderam seu Pai. A crise nos ultrapassa. O que se pede de nós, parece-nos excessivo, fora do alcance. Para nós é difícil perseverar com ânimo numa tarefa sem vislumbrar nenhum êxito. Sentimo-nos sós e cada um se defende como pode. perseverar com ânimo
  21. 21. " Que nós estejamos em crise, não significa que Deus esteja em crise. Que nós cristãos estejamos perden-do o ânimo, não quer dizer que Deus tenha ficado sem forças para salvar. Que nós não saibamos dialogar com o homem de hoje, não significa que Deus já não encontra caminhos para falar ao coração de cada pessoa. Que as pessoas abandonem nossas Igrejas, não quer dizer que elas escapem das mãos protetoras de Deus. "Meu Pai, que me deu as ovelhas, supera a todos e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai" DEUS CONTINUA SENDO DEUS
  22. 22. Ter uma atitude de confiança e de docilidade! Creio em ti, Senhor! Faz de mim o que quiseres!
  23. 23. O que ou quem poderá nos abalar? O que poderá nos derrotar? Cremos de todo o nosso coração, com toda nossa alma que nossa força e vitória tem um nome? Que esse nome é Jesus ? nossa força e vitória tem um nome
  24. 24. Todo joelho se dobrará E toda língua proclamará Que Jesus Cristo é o Senhor (bis) Nada poderá me abalar Nada poderá me derrotar Pois minha força e vitória Tem um nome É Jesus (bis) Quero viver tua palavra Quero ser cheio do teu espírito Mas só te peço, livra-me do mal (bis) Nada poderá me abalar Nada poderá me derrotar Pois minha força e vitória Tem um nome É Jesus (bis) Jesus! Jesus! Jesus! Jesus! Jesus! Jesus! Jesus! Jesus! Nada poderá me abalar Nada poderá me derrotar Pois minha força e vitória Tem um nome É Jesus (bis)
  25. 25. O pastor simboliza o chefe que governa e dirige o povo. Sua principal tarefa é vigiar, guiar e proteger o rebanho. Quando os primeiros cristãos falam de Jesus como "Bom Pastor", não o fazem, porém, para apresentá-lo como chefe e comandante de um povo, mas para destacar sua preocupação pela vida das pessoas. Jesus é "Bom Pastor" não porque saiba governar, conduzir e vigiar melhor do que nin-guém, mas porque é capaz de "dar sua vida“ pelos outros.
  26. 26. Não se leva as pessoas a Cristo partindo do poder e do domínio, mas a partir da compaixão e da luta contra o sofrimento e o desamparo. Cristo se dedicava precisamente a suprimir sofrimentos e dar vida. Só a partir daí revelava e anunciava o verdadeiro Deus. Nestes nossos tempos, em que tanta gente "abandona o rebanho'' e se afasta da fé, a melhor maneira de guiar para a "verdade de Cristo'' seria ver uma Igreja dedicada de corpo e alma a fazer que as pessoas sejam mais felizes, se sintam menos desamparadas e vivam mais protegidas contra o mal e o sofrimento.
  27. 27. A bela imagem de Jesus como "Bom Pastor" enrai-zou- se bem nos primeiros séculos do cristianismo, pois sugere o cuidado de Cristo pelos seus, seu serviço e entrega total, sua disponibilidade para dar a vida pelas ovelhas. E nós? Como tem sido o nosso cuidado com os nossos irmãos? Estamos a serviço do anúncio da boa notícia? Como tem sido a nossa entrega e disponibilidade? Que tipo de sim estamos dando?
  28. 28. O título de "Amigo" aparece no Evangelho de João e sublinha a re-lação amistosa e confiante que Jesus estabelece com os seguidores: "Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que faz seu senhor; eu os chamo- amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai lhes dei a conhecer“ (Jo 15,15). Cristo não é só o Senhor que salva, mas o Amigo próximo que compreende e acompanha.
  29. 29. "Nem se façam chamar de mestres, porque um só é seu mestre, Cristo" (Mt 23,10). Jesus não era só o grande Revelador do Pai, mas o Mestre inte-rior que ensina a viver com sabedoria. Lembremos disto em tempos de crise de sentido, em que não poucos são vítimas da confusão, do desconcerto e da fragmentação interior. RETORNAR AO MESTRE Jesus não é um “mestre” entre tantos, mas o Mestre, o único capaz de mostrar- nos o sentido da vida, o único que tem palavras de vida eterna.
  30. 30. Não basta confessar-nos cristãos e seguidores de Jesus. É decisivo o tipo de relação que estabelecemos com Ele. Não é o mesmo obedecer a Cristo Legislador que comunicar-nos confiantemente com Jesus Amigo e companheiro de caminho. Não é a mesma coisa aceitar Cristo "Revelador da doutrina cristã" que deixar-nos ensinar dia a dia por Ele. tipo de relação COM JESUS

×