Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Casoclinicp3

831 views

Published on

caso clinico

Published in: Healthcare
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Casoclinicp3

  1. 1. CASO CLÍNICO LEONARDO SANTOS, LUAN BARROS, P3 LEONARDO CAVALCANTE E LUIS FERNANDO
  2. 2. Anamnese  Identificação  Nome: M.N.C.S  Cor: negra  Sexo: feminino  Idade:11 anos  Procedente: Parnarama- MA  Informante: Irmã  Queixa Principal  “Perda dos movimentos das pernas”
  3. 3. Anamnese  HDA: Paciente relata que há 2 dias despertou com paralisia e anestesia de MMII sendo levada para Hospital da região, onde foi medicada(não soube informar), evoluindo com dispneia , dor torácica e perda da consciência, sendo encaminhada para HUT no período da noite. Há 1 dias evoluiu com intensa dor na panturrilha e deambulando com dificuldade no final do dia. Relata também episódios de tosse e dor de garganta há 4 dias atrás. Nega Febre, Náuseas e Vômitos.  Hist. Pregressa: NDN  Hist. Gestacional: nasceu de parto normal e não sabe informar se houve pré-natal e nem peso ao nascer
  4. 4. Anamnese  Hist. Alimentar:  Café da manhã: Biscoito de sal com suco de caixa  Lanche: Bolo e suco  Almoço: Carne, arroz e feijão  Lanche: Bolacha rechada e suco  Almoço: Carne, arroz e feijão  História vacinal  Não sabe informar
  5. 5. Anamnese  Historia familiar:  Nega patologias(Pai) Mãe: não sabe informar  Historia Social:  Moradores: Pai e 5 irmãos, mãe abandonou  Pai: 1 salario mínimo  Não bebe água filtrada, tem coleta de lixo e episódios de queimada próximo a região
  6. 6. Anamnese  Exame Físico:  BEG, consciente, acianótica, anictérica, hidratada, deambulante, ativa, afebril, normopneica (16irpm), normocárdico (84 bpm), PA:110x80mmHg  Cabeça e Pescoço: NDN  Tórax: Expansibilidade normal, FTV normal, Som claro pulmonar bilateralmente a percussão  Cardio: BNF, RR, 2T, Sem sopro  Abdome: plano, flácido, depressivel a palpação e sem visceromegalia  TGU: sem alterações  MMII: Reflexo patelar normal .
  7. 7. O que deveria ser feito  Prevenção de broncoaspiração  Profilaxia para TVP  Suporte ventilatório  Exames solicitados  Laboratorial(Hemograma, função renal, eletrólitos, enzimas musculares, TSH)  Líquor  ENMG  Exame de imagem(RM)
  8. 8. Exames Solicitados  TC de Crânio  Sem alterações  Hemograma Completo
  9. 9.  Qual o diagnóstico?  Mielite Transversa  Poliomielite  Síndrome Guillain-Barré  Miosite viral aguda  Botulismo  Qual a conduta?
  10. 10. Conduta dos Médicos  Pediatra:  Suspeita: Guillain Barré  Conduta:  Dieta livre  Dipirona SN  Sinais vitais e Cuidados Gerais  Parecer do Neurocirurgião  Parecer Neurocirurgião:  Solicitou TC de crânio  Ressonância Magnética de coluna Toracica  Parecer do Neuroclínico
  11. 11.  Diagnóstico  Miosite Viral aguda  Conduta:  Alta Hospitalar
  12. 12. Mielite Transversa Manifestações clínicas • -Instalação em poucos dias(hora-4 dia) • -Raramente tem Febre • Fraqueza muscular assimétrica dos MMII • -Todas as modalidades sensitivas abaixo da lesão estão afetadas • -Bexiga neurogênica • -Dor lombar com irradiação para as pernas • Formas mais graves: Encefalite, tem sinais de Babinski, Hiperreflexia Diagnóstico: Liquor:aumento de celularidade e de proteínas(inconclusivo) RM da coluna mostra desmielinização no nível da lesão Voltar
  13. 13. Poliomielite Manifestações Clínicas  Paralisia flácida, de início súbito acompanhada de Febre  Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica  Não há déficit sensitivo e arreflexia no segmento atingido  Persistência de alguma paralisia residual (seqüela), após 60 dias do inicio da doença. Diagnóstico  Isolamento do vírus(fezes 14 dias do inicio da paralisia)  seqüenciamento nucleotídeo (sabin) Voltar
  14. 14. Síndrome Guillain Barré Quadro Clinico  Paralisia simétrica desde horas até 10 dias  Comprometimento sensitivo: hipoestesia em bota e luva  Hipo ou arreflexia  Pode haver sintomas autonômicos  Pode haver comprometimento de nervos cranianos Diagnóstico: Liquor: hiperproteinorraquia e celularidade normal Eletroneuromigorafia: pode revelar desmielinização(85% dos casos) Voltar
  15. 15. Botulismo - Manifestações clínicas : • Instalação em horas ou dias • Fraqueza descendente simétrica • Comprometimento facial • Diplegia facial • Paralisia dos movimentos oculares • Dificuldade de deglutição e mastigação • Não há déficit sensitivo, Voltar
  16. 16. Miosite Viral aguda  Inicio com quadro infeccioso viral  Paralisia súbita  reflexos profundos normal  caráter auto-limitado : 1-8 dias  Resolução espontânea  Exame laboratorial mais consistente é a elevação da CPK  Sintomas: Voltar

×