SlideShare a Scribd company logo
1 of 22
Tecnopolítica e
contracultura digital para
cineclubes - I
Leonardo Foletto, 2022
Quem?
VOCÊS?
Tecnopolítica? Contracultura digital?
Programa
AULA 1
Como chegamos até aqui
Apresentação da disciplina, alunas/os;
História dos aparatos tecnopolíticos de acesso, produção,
distribuição e exibição de filmes: cinema, vídeos, televisão;
internet.
AULA 2
Cultura livre e licenças livres
Origens da propriedade intelectual: copyright e direito do
autor.
Práticas anti-copyright no século XX
Copyleft e software livre
Creative Commons e outras licenças livres;
AULA 3
Cultura P2P e Contracultura digital
Formas de circulação e distribuição de filmes na internet
Compartilhamento de arquivos, download livre e
pirataria
Tecnopolítica e ciberativismo do conhecimento livre
REFERÊNCIAS (algumas)
BELISÁRIO, A; TARIN, B (Org.). Copyfight: Pirataria & Cultura Livre. Rio de Janeiro: Beco do
Azougue, 2012.
COHN, Sérgio. SAVAZONI, Rodrigo (org.). Cultura Digital.br. Rio de Janeiro; Azougue, 2009.
FOLETTO, Leonardo. A Cultura é Livre: uma história da resistência anti-propriedade. São Paulo;
Autonomia Literária/Fundação Rosa Luxemburgo, 2021.
GARCÍA GAGO, Santiago (org.) 10 Mitos sobre la cultura libre y el acceso abierto al conocimiento.
Guatemala; Radialistas.net, 2014.
ROWAN, Jaron. Cultura Libre de Estado. Madrid; Traficante de Sueños, 2016.
STALLMAN, Richard. Software libre para una sociedad livre (trad. principal aron Rowan, Diego
Sanz Paratcha y Laura Trinidad). Madrid; Traficante de Sueños, 2004.
1. Como chegamos até aqui?
Séc. XIX, período de surgimento de várias tecnologias de comunicação e reprodução
Comunicação
Telégrafo, 1837; Telefone 1876; Rádio, 1895;
Gravação e reprodução:
Gramofone/Fonógrafo, 1877;
Fotografia, 1839;
CINEMA, 1895
Cinema
Câmera Escura
Praxinoscópio, 1877
Cinetoscópio, cinetógrafo, 1891
Cinema
CINEMATÓGRAFO
3 em 1: gravava, revelava e exibia os filmes
“Sob o ombro dos gigantes”
Nada se cria do nada
Popularização das técnicas de gravaçã e reprodução” no século XX
Walter Benjamin, A Obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica (1939)
Ocorrência em massa, não apenas única;
“Aura” singular perdida, cópias reproduzidas em massa;
Vídeo
Vídeocasssete (1959/1969)
Fita-casssete (1958/1963)
Vídeo
“A fita e o videocassete, o gravador de áudio e as câmeras de vídeo portáteis e as
fotocopiadoras trouxeram um aspecto até então novo para a questão da
propriedade intelectual e da propagação da cultura livre: a reprodução de canções,
vídeos e textos para fins caseiros e não comerciais. Para além das cópias ditas
piratas, que, como vimos, sempre acompanharam as reproduções legalmente
permitidas, a chegada das tecnologias de gravação e reprodução às casas das
pessoas tornou popular a cópia privada, que não pagava direitos autorais a quem
quer seja”
A Cultura é livre, p. 126
Sony Betamax e os lobbys para criação de “impostos” sobre cassetes, 1976
Televisão
Reprodução como desobediência
Recriação como criação
Computador
Mainframes
Computador pessoal: Apple II (1977)
Internet
World Wide Web (1993)
Internet Comercial (1995)
gracias!
leofoletto@gmail.com - @leofoletto (Instagram/Twitter)
leofoletto.info
http://baixacultura.org - @baixacultura
https://apoia.se/baixacultura

More Related Content

Similar to Tecnopolítica e contracultura cineclubes - I 2022

Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes II
Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes IIInsurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes II
Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes IILeonardo Foletto
 
Direitos autorais em tempos de cultura digital
Direitos autorais em tempos de cultura digitalDireitos autorais em tempos de cultura digital
Direitos autorais em tempos de cultura digitalLeonardo Foletto
 
Introdução à PP | Aula 03
Introdução à PP | Aula 03Introdução à PP | Aula 03
Introdução à PP | Aula 03Pablo Caldas
 
Apostila concurso wizo 2015
Apostila concurso wizo 2015Apostila concurso wizo 2015
Apostila concurso wizo 2015Jeca Tatu
 
Aula 11 - Cinema
Aula 11 - CinemaAula 11 - Cinema
Aula 11 - Cinemaguest051d8a
 
D.Autorias Tradicionais
D.Autorias TradicionaisD.Autorias Tradicionais
D.Autorias Tradicionaisantonio cabral
 
Indústria Cultural, Indústria Fonográfica, Tecnologia e Cibercultura
Indústria Cultural, Indústria Fonográfica, Tecnologia e CiberculturaIndústria Cultural, Indústria Fonográfica, Tecnologia e Cibercultura
Indústria Cultural, Indústria Fonográfica, Tecnologia e CiberculturaLucina Viana
 
A classificação do conhecimento
A classificação do conhecimentoA classificação do conhecimento
A classificação do conhecimentoluci_mar
 
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptx
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptxCinema transform(ação) ppt1 introdução.pptx
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptxCarolinaMagalhes54
 
Aula 6 - Mídia: evolução e convergência
Aula 6 - Mídia: evolução e convergênciaAula 6 - Mídia: evolução e convergência
Aula 6 - Mídia: evolução e convergênciaRebeca Ferrari
 

Similar to Tecnopolítica e contracultura cineclubes - I 2022 (20)

Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes II
Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes IIInsurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes II
Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes II
 
Direitos autorais em tempos de cultura digital
Direitos autorais em tempos de cultura digitalDireitos autorais em tempos de cultura digital
Direitos autorais em tempos de cultura digital
 
3 cga
3 cga3 cga
3 cga
 
3 cga
3 cga3 cga
3 cga
 
Introdução à PP | Aula 03
Introdução à PP | Aula 03Introdução à PP | Aula 03
Introdução à PP | Aula 03
 
Apostila concurso wizo 2015
Apostila concurso wizo 2015Apostila concurso wizo 2015
Apostila concurso wizo 2015
 
Evolução do Cinema
Evolução do CinemaEvolução do Cinema
Evolução do Cinema
 
Cinema1
Cinema1Cinema1
Cinema1
 
Cultura e direitosautorais
Cultura e direitosautoraisCultura e direitosautorais
Cultura e direitosautorais
 
Aula 11 - Cinema
Aula 11 - CinemaAula 11 - Cinema
Aula 11 - Cinema
 
Historia dos meios audiovisuais - Dir III
Historia dos meios audiovisuais - Dir IIIHistoria dos meios audiovisuais - Dir III
Historia dos meios audiovisuais - Dir III
 
Spm 23 ago
Spm 23 agoSpm 23 ago
Spm 23 ago
 
D.Autorias Tradicionais
D.Autorias TradicionaisD.Autorias Tradicionais
D.Autorias Tradicionais
 
Indústria Cultural, Indústria Fonográfica, Tecnologia e Cibercultura
Indústria Cultural, Indústria Fonográfica, Tecnologia e CiberculturaIndústria Cultural, Indústria Fonográfica, Tecnologia e Cibercultura
Indústria Cultural, Indústria Fonográfica, Tecnologia e Cibercultura
 
A classificação do conhecimento
A classificação do conhecimentoA classificação do conhecimento
A classificação do conhecimento
 
Gamil 10D
Gamil 10DGamil 10D
Gamil 10D
 
Gamil
GamilGamil
Gamil
 
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptx
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptxCinema transform(ação) ppt1 introdução.pptx
Cinema transform(ação) ppt1 introdução.pptx
 
Aula 6 - Mídia: evolução e convergência
Aula 6 - Mídia: evolução e convergênciaAula 6 - Mídia: evolução e convergência
Aula 6 - Mídia: evolução e convergência
 
Intercon 2006
Intercon 2006Intercon 2006
Intercon 2006
 

More from Leonardo Foletto

Pesquisa aplicada pós fgv ecmi 2023 - completo.pdf
Pesquisa aplicada pós fgv ecmi 2023 - completo.pdfPesquisa aplicada pós fgv ecmi 2023 - completo.pdf
Pesquisa aplicada pós fgv ecmi 2023 - completo.pdfLeonardo Foletto
 
Crises e Ressacas da Internet.pdf
Crises e Ressacas da Internet.pdfCrises e Ressacas da Internet.pdf
Crises e Ressacas da Internet.pdfLeonardo Foletto
 
Aula inaugural PPGCOM UFRGS 2023.pdf
Aula inaugural PPGCOM UFRGS 2023.pdfAula inaugural PPGCOM UFRGS 2023.pdf
Aula inaugural PPGCOM UFRGS 2023.pdfLeonardo Foletto
 
Metodologias de Pesquisa em Comunicação - 1
Metodologias de Pesquisa em Comunicação - 1Metodologias de Pesquisa em Comunicação - 1
Metodologias de Pesquisa em Comunicação - 1Leonardo Foletto
 
A CULTURA É LIVRE [curso]
A CULTURA É LIVRE [curso]A CULTURA É LIVRE [curso]
A CULTURA É LIVRE [curso]Leonardo Foletto
 
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - III 2022
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - III 2022Tecnopolítica e contracultura cineclubes - III 2022
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - III 2022Leonardo Foletto
 
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - II 2022
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - II 2022Tecnopolítica e contracultura cineclubes - II 2022
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - II 2022Leonardo Foletto
 
Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes III
Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes IIIInsurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes III
Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes IIILeonardo Foletto
 
Tecnopolítica e contracultura
Tecnopolítica e contraculturaTecnopolítica e contracultura
Tecnopolítica e contraculturaLeonardo Foletto
 
Jornalismo e bots: o que são, do que se alimentam?
Jornalismo e bots: o que são, do que se alimentam?Jornalismo e bots: o que são, do que se alimentam?
Jornalismo e bots: o que são, do que se alimentam?Leonardo Foletto
 
Narrativas hipertextuais 2017
Narrativas hipertextuais 2017Narrativas hipertextuais 2017
Narrativas hipertextuais 2017Leonardo Foletto
 
Privacidade & antivigilância
Privacidade & antivigilânciaPrivacidade & antivigilância
Privacidade & antivigilânciaLeonardo Foletto
 
cultura hacker e jornalismo digital: colaborar, descentralizar
cultura hacker e jornalismo digital: colaborar, descentralizarcultura hacker e jornalismo digital: colaborar, descentralizar
cultura hacker e jornalismo digital: colaborar, descentralizarLeonardo Foletto
 
Cultura hacker e jornalismo digital 2017
Cultura hacker e jornalismo digital 2017Cultura hacker e jornalismo digital 2017
Cultura hacker e jornalismo digital 2017Leonardo Foletto
 

More from Leonardo Foletto (20)

Pesquisa aplicada pós fgv ecmi 2023 - completo.pdf
Pesquisa aplicada pós fgv ecmi 2023 - completo.pdfPesquisa aplicada pós fgv ecmi 2023 - completo.pdf
Pesquisa aplicada pós fgv ecmi 2023 - completo.pdf
 
Crises e Ressacas da Internet.pdf
Crises e Ressacas da Internet.pdfCrises e Ressacas da Internet.pdf
Crises e Ressacas da Internet.pdf
 
Gambiarras HDrio 2023.pdf
Gambiarras HDrio 2023.pdfGambiarras HDrio 2023.pdf
Gambiarras HDrio 2023.pdf
 
Aula inaugural PPGCOM UFRGS 2023.pdf
Aula inaugural PPGCOM UFRGS 2023.pdfAula inaugural PPGCOM UFRGS 2023.pdf
Aula inaugural PPGCOM UFRGS 2023.pdf
 
Metodologias de Pesquisa em Comunicação - 1
Metodologias de Pesquisa em Comunicação - 1Metodologias de Pesquisa em Comunicação - 1
Metodologias de Pesquisa em Comunicação - 1
 
A CULTURA É LIVRE [curso]
A CULTURA É LIVRE [curso]A CULTURA É LIVRE [curso]
A CULTURA É LIVRE [curso]
 
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - III 2022
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - III 2022Tecnopolítica e contracultura cineclubes - III 2022
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - III 2022
 
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - II 2022
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - II 2022Tecnopolítica e contracultura cineclubes - II 2022
Tecnopolítica e contracultura cineclubes - II 2022
 
Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes III
Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes IIIInsurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes III
Insurreição Popular e tecnopolítica para Cineclubes III
 
Tecnopolítica e contracultura
Tecnopolítica e contraculturaTecnopolítica e contracultura
Tecnopolítica e contracultura
 
Jornalismo e bots: o que são, do que se alimentam?
Jornalismo e bots: o que são, do que se alimentam?Jornalismo e bots: o que são, do que se alimentam?
Jornalismo e bots: o que são, do que se alimentam?
 
Inovação 2017
Inovação 2017Inovação 2017
Inovação 2017
 
Narrativas hipertextuais 2017
Narrativas hipertextuais 2017Narrativas hipertextuais 2017
Narrativas hipertextuais 2017
 
Hipertextos 2017
Hipertextos 2017Hipertextos 2017
Hipertextos 2017
 
Privacidade & antivigilância
Privacidade & antivigilânciaPrivacidade & antivigilância
Privacidade & antivigilância
 
cultura hacker e jornalismo digital: colaborar, descentralizar
cultura hacker e jornalismo digital: colaborar, descentralizarcultura hacker e jornalismo digital: colaborar, descentralizar
cultura hacker e jornalismo digital: colaborar, descentralizar
 
Cultura hacker e jornalismo digital 2017
Cultura hacker e jornalismo digital 2017Cultura hacker e jornalismo digital 2017
Cultura hacker e jornalismo digital 2017
 
Narrativas Hipertextuais
Narrativas HipertextuaisNarrativas Hipertextuais
Narrativas Hipertextuais
 
Hipertextos
Hipertextos Hipertextos
Hipertextos
 
Inovação
InovaçãoInovação
Inovação
 

Recently uploaded

UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoPedroFerreira53928
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfrarakey779
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxGraycyelleCavalcanti
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfLeandroTelesRocha2
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaLuanaAlves940822
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 

Recently uploaded (20)

UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 

Tecnopolítica e contracultura cineclubes - I 2022

  • 1. Tecnopolítica e contracultura digital para cineclubes - I Leonardo Foletto, 2022
  • 3.
  • 6. Programa AULA 1 Como chegamos até aqui Apresentação da disciplina, alunas/os; História dos aparatos tecnopolíticos de acesso, produção, distribuição e exibição de filmes: cinema, vídeos, televisão; internet.
  • 7. AULA 2 Cultura livre e licenças livres Origens da propriedade intelectual: copyright e direito do autor. Práticas anti-copyright no século XX Copyleft e software livre Creative Commons e outras licenças livres;
  • 8. AULA 3 Cultura P2P e Contracultura digital Formas de circulação e distribuição de filmes na internet Compartilhamento de arquivos, download livre e pirataria Tecnopolítica e ciberativismo do conhecimento livre
  • 9. REFERÊNCIAS (algumas) BELISÁRIO, A; TARIN, B (Org.). Copyfight: Pirataria & Cultura Livre. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2012. COHN, Sérgio. SAVAZONI, Rodrigo (org.). Cultura Digital.br. Rio de Janeiro; Azougue, 2009. FOLETTO, Leonardo. A Cultura é Livre: uma história da resistência anti-propriedade. São Paulo; Autonomia Literária/Fundação Rosa Luxemburgo, 2021. GARCÍA GAGO, Santiago (org.) 10 Mitos sobre la cultura libre y el acceso abierto al conocimiento. Guatemala; Radialistas.net, 2014. ROWAN, Jaron. Cultura Libre de Estado. Madrid; Traficante de Sueños, 2016. STALLMAN, Richard. Software libre para una sociedad livre (trad. principal aron Rowan, Diego Sanz Paratcha y Laura Trinidad). Madrid; Traficante de Sueños, 2004.
  • 10. 1. Como chegamos até aqui? Séc. XIX, período de surgimento de várias tecnologias de comunicação e reprodução Comunicação Telégrafo, 1837; Telefone 1876; Rádio, 1895; Gravação e reprodução: Gramofone/Fonógrafo, 1877; Fotografia, 1839; CINEMA, 1895
  • 12. Cinema CINEMATÓGRAFO 3 em 1: gravava, revelava e exibia os filmes
  • 13.
  • 14. “Sob o ombro dos gigantes” Nada se cria do nada
  • 15. Popularização das técnicas de gravaçã e reprodução” no século XX Walter Benjamin, A Obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica (1939) Ocorrência em massa, não apenas única; “Aura” singular perdida, cópias reproduzidas em massa;
  • 17. Vídeo “A fita e o videocassete, o gravador de áudio e as câmeras de vídeo portáteis e as fotocopiadoras trouxeram um aspecto até então novo para a questão da propriedade intelectual e da propagação da cultura livre: a reprodução de canções, vídeos e textos para fins caseiros e não comerciais. Para além das cópias ditas piratas, que, como vimos, sempre acompanharam as reproduções legalmente permitidas, a chegada das tecnologias de gravação e reprodução às casas das pessoas tornou popular a cópia privada, que não pagava direitos autorais a quem quer seja” A Cultura é livre, p. 126
  • 18. Sony Betamax e os lobbys para criação de “impostos” sobre cassetes, 1976
  • 21. Internet World Wide Web (1993) Internet Comercial (1995)
  • 22. gracias! leofoletto@gmail.com - @leofoletto (Instagram/Twitter) leofoletto.info http://baixacultura.org - @baixacultura https://apoia.se/baixacultura