A Urbanização Brasileira Milton Santos

10,221 views

Published on

Published in: Education, Business, Technology
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
10,221
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
357
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A Urbanização Brasileira Milton Santos

  1. 1. Universidade Estadual do Piauí - UESPI Campus Clóvis Moura- CCM Curso: Geografia / Bolco IV Disciplina: Geografia Urbana Prof° Francisco Gomes Leidiana Oliveira da Silva Poliana Santos Ferraz André Francisco
  2. 2. A Urbanização Brasileira Milton Santos
  3. 3. A nova urbanização: Diversificação e Complexidade Teresina/PI
  4. 4. Processo de Urbanização brasileira:  Maior aumento da população urbana em relação à população do campo, ou seja, é quando o ritmo de crescimento da população urbana é superior ao ritmo da população rural.  Fatores:    O processo de industrialização, que motivou a migração para as grandes cidades que passam a polarizar a economia do país; A modernização do processo produtivo no campo, que passa a absorver cada vez menos mão-de-obra.   A mídia, que através dos meios de comunicação como o rádio e televisão, que seduziam a população rural a migrar para a cidade. 
  5. 5.   OBS: A cidade vai crescer a partir do momento que surgem as tecnologias e estas começam a substituir a mão-de-obra. Afetados com esse sistema, as pessoas tiveram que se integrar às atividades remuneradas incertas e não regulamentadas em lei, o que consiste o subemprego, como vendedores ambulantes, bóias frias, flanelinhas, engraxates e outras funções não menos importantes. O Campo perde população e interesse em prol da cidade. Ou seja o rápido crescimento acompanhado pelo crescimento industrial gerou muitos desempregos e criou o subemprego .  A partir daí cresce o número de pessoas letradas, ou seja capacitadas afim de se enquadrar nessa nova era que está surgindo, onde o científico e o técnico passa a estar presente e indispensável no cotidiano do trabalhador.
  6. 6. Av. Paulista. A mais elegante área residencial da cidade de São Paulo. Em seus casarões, verdadeiros palacetes, residem os chamados barões do café, ricos fazendeiros de famílias tradicionais paulistas que fizeram fortuna no século XIX. Foto: Guilherme Gaensly/Arquivo do Estado Av.Paulista, décadas de 60 e 70, os casarões foram derrubados para dar lugar a arranha-céus, que transformaram a região num dos principais centros financeiros e empresariais do mundo. Foto: Luiz Aureliano
  7. 7. Modernização agrícola    As atividades agrícolas estão em constante processo de inovação para obter maior produtividade. Foi durante a década de 1950, que ocorreu de forma mais intensa o processo de modernização da agricultura. Esse processo envolveu um grande aparato tecnológico provido de variedades de plantas modificadas geneticamente em laboratório, espécies agrícolas que foram desenvolvidas para alcançar alta produtividade, e uma série de procedimentos técnicos com uso de defensivos agrícolas e de maquinários. 
  8. 8.    Com a modernização e tecnificação da agricultura, principalmente nas últimas décadas, quando também se instalam importantes indústrias agrícolas, as cidades locais especializam-se para atender a determinados tipos de produção que se encontram no seu entorno. Constituem, sobretudo, estoques de novos meios de consumo, insumos, crédito agrícola e mão-de-obra, e são centros de transportes e comunicações. Boa parte dos trabalhadores agrícolas, nas regiões mais modernas do País, vive na cidade, onde também se encontram novas categorias de profissionais: o agrônomo, o veterinário e o bancário, entre outros, que são necessários à condução e coordenação de uma produção baseada no desenvolvimento científico e tecnológico.
  9. 9. A Diversidade da Urbanização Brasileira
  10. 10. Brasil Urbano e Brasil Agrícola e não apenas Brasil Urbano e Brasil Rural
  11. 11. Evolução contemporânea da economia e da Sociedade. Movimento de urbanização e de expansão capitalista no campo. Território em dois subtipos:  Espaços Agrícolas  Espaços Urbanos
  12. 12. OBS: O Espaço total Brasileiro é atualmente preenchido por regiões agrícolas e regiões urbanas.
  13. 13. Espaços Agrícolas  Hoje, as regiões agrícolas ( e não rurais) contêm cidades; as regiões urbanas contêm atividades rurais.  As cidades preexistentes, devem adaptar – se ás demandas do mundo rural e das atividades agrícolas
  14. 14. Espaços Urbanos  As cidades com atividades agrícolas freqüentemente moderna e grandemente destinados ao consumo da respectiva população  Autonomia Urbana – Maximilien Sorre
  15. 15. OBS:  Teríamos, desse modo, no primeiro caso, áreas agrícolas contendo cidades adaptadas as suas demandas e, no segundo caso, áreas rurais adaptadas e demandas urbanas.
  16. 16. Problemas: Diferenças de situações econômicas. A partir de que tamanho urbano pode – se falar em região urbana?
  17. 17. Conclusão:
  18. 18. Referência Bibliográfica SANTOS, Milton. A urbanização brasileira. 5. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2005.

×