Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas

1,848 views

Published on

Infecções bacterianas

Published in: Education
  • Be the first to comment

Biologia A, Profª Lara, 1ª Série - EM | Infecções bacterianas

  1. 1. BIOLOGIA A (Profª Lara) Livro Texto 2 Capítulo 28 Apostila Caderno 4 (pág. 295 a 299) Aulas 47 e 48
  2. 2. BACTÉRIAS PATOGÊNICAS  São bactérias parasitas, que vivem às custas de outros organismos, provocando doenças.  Muitas bactérias patogênicas causam infecções e doenças em humanos.  Produzem toxinas que alteram o metabolismo normal das células ou dos tecidos do hospedeiro.  Estimulam respostas imunes, provocando febre, dores, vasodilatação e choques.  Endotoxinas  Exotoxinas
  3. 3. PRINCIPAIS DOENÇAS BACTERIANASPRINCIPAIS DOENÇAS BACTERIANAS Transmissão por alimentos contaminados Transmissão por contato com a pele e cortes Transmissão por picadas de artrópodes vetores Transmissão de pessoa para pessoa Transmissão por relações sexuais (DSTs) Botulismo Salmonelose Tétano Leptospirose Febre Maculosa Peste Bubônica Tuberculose Meningite meningocócica Hanseníase Cólera Sífilis Gonorreia Clamídia
  4. 4. BotulismoBotulismo  Causado pelas toxinas da bactéria anaeróbica Clostridium botulinum, presentes em alimentos contaminados (enlatados, salsichas, salames).  Sintomas: relaxamento (paralisia) da musculatura, geralmente da face, que vai descendo simetricamente, visão borrada, dificuldade para falar e para deglutir os alimentos, que pode-se acompanhar de manifestações gerais como fraqueza muscular, enjôos e desmaios. Pode causar parada respiratória.  Prevenção (profilaxia): não consumir alimento de origem duvidosa, com data de validade vencida ou em mal estado de conservação (embalagens danificadas, bolhas de gases em produtos embalados a vácuo), comprar alimentos com registros de fabricação e de fiscalização, manter os alimentos na geladeira.
  5. 5. SalmoneloseSalmonelose  Outro tipo de intoxicação alimentar causado pela bactéria Salmonella sp, encontrada no intestino dos animais.  A manipulação inadequada das carnes de frango, boi e porco pode contaminá-las, transmitindo a bactéria para outras pessoas.  Transmissão por ovos e água contaminada.  Sintomas: dores abdominais, diarreia, náuseas, vômito, febre.  Prevenção (profilaxia): evitar carne crua ou mal passada, beber somente água tratada com cloro, fervida ou filtrada, consumir alimentos frescos e de boa procedência.
  6. 6. TétanoTétano  Causada pela bactéria anaeróbica Clostridium tetani, adquirida por meio de esporos liberados pelas fezes de animais.  Esses esporos invadem a pele por meio de cortes ou feridas profundas e queimaduras.  Sintomas: a bactéria libera toxinas que causam contrações musculares involuntárias da face, do pescoço e do abdome. Em estágio mais avançado, ocorrem contrações intensas generalizadas. Pode ser fatal, por comprometer a respiração.  Prevenção (profilaxia): vacinação, desinfecção de ferimentos, usar calçados para evitar cortes nos pés por cacos de vidros e metais.
  7. 7. LeptospiroseLeptospirose  Causada pela bactéria Leptospira interrogans, liberada na urina de ratos.  A bactéria penetra na pele, mesmo sem que haja lesões e nas mucosas da boca, do nariz e dos olhos. A ingestão de alimentos contaminados também é outra causa possível. Animais domésticos, como cães e gatos podem ser portadores assintomáticos e transmitir a bactéria por meio da urina.  Sintomas: febre alta, dores musculares, cansaço, dores abdominais, diarreia etc.  Prevenção (profilaxia): evitar o contato desnecessário com lama e água de inundações ou usar roupas impermeáveis nessas situações, não acumular lixo nem jogar restos de alimentos em locais públicos, acompanhamento veterinário de animais domésticos.
  8. 8. Peste BubônicaPeste Bubônica  Também chamada de Peste Negra.  Causada pela bactéria Yersinia pestis, é transmitida dos ratos para pessoas por meio da picada da pulga do rato.  Sintomas: aparecimento de manchas negras e inchaços dos gânglios linfáticos em axilas, virilhas, pescoço.  Prevenção (profilaxia): evitar acúmulo de lixo que sirva de alimento para ratos, controle das populações desses animais.
  9. 9. Febre MaculosaFebre Maculosa  É uma doença transmitida pelo carrapato estrela, também conhecido como micuim, infectado pela bactéria Rickettsia ricketsii.  Esse carrapato hematófago pode ser encontrado em animais de grande porte (bois, cavalos, etc.), cães, aves domésticas, roedores e principalmente na capivara.  Sintomas: febre, manchas róseas na pele, machas salientes com uma coloração mais forte (máculas). Pode ter manifestações hemorrágicas, com comprometimento dos rins, dos pulmões e do sistema nervoso central.  Prevenção (profilaxia): manter criações livres do carrapato. Ao encontrar um carrapato aderido à pele, deve-se retirá-lo com o auxílio de uma pinça. Não se deve esmagar o carrapato com as unhas, pois isso levará à exposição das riquétsias, que podem penetrar na pele por microlesões.
  10. 10. TuberculoseTuberculose  A bactéria geralmente infecta os pulmões, mas pode ser levada pelo sangue e infectar diferentes órgãos, como os ossos e os rins.  Transmissão: gotículas (aerossóis) de saliva liberados com a tosse e/ou espirro de pessoas infectadas.  Sintomas: tosse com secreção, febre, cansaço constante e suores noturnos.  Prevenção: Vacina BCG  Causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis (Bacilo de Koch)
  11. 11. Meningite meningocócicaMeningite meningocócica  Tipo de meningite bacteriana.  Causada pela bactéria Neisseria meningiditis, que apresenta tipos diferentes, conhecidos como A, B e C.  Provoca inflamação nas membranas que revestem o sistema nervoso central (meninges). Pode causar lesões do SNC, gerando sequelas, ou mesmo ser fatal.  Transmissão: gotículas (aerossóis) de saliva liberados com a tosse e/ou espirro de pessoas infectadas.  Sintomas: confusão mental, náuseas, rigidez na nuca, intolerância a sons altos.  Prevenção: Vacinação.
  12. 12. HanseníaseHanseníase  Popularmente conhecida como Lepra.  Causada pelo bacilo Mycobacterium leprae (Bacilo de Hansen). Ataca as células cutâneas e as células dos nervos periféricos dos seres humanos. Transmissão: secreções nasais, contato com as lesões na pele e/ou com objetos contaminados. O bacilo de Hansen tem capacidade de infectar grande número de pessoas, mas poucas pessoas adoecem, porque a maioria apresenta capacidade de defesa do organismo contra o bacilo.  Sintomas: perda de sensibilidade cutânea, manchas e lesões na pele.  Prevenção: Vacinação, exames dermatológicos. A doença tem cura e o tratamento das pessoas infectadas evita a transmissão.
  13. 13. CóleraCólera  Causada pela bactéria Vibrio cholerae. Transmissão: água e alimentos contaminados (transmissão fecal oral).  Sintomas: diarreia e desidratação.  Prevenção: tratamento de água e de esgoto, desinfecção de alimentos, higienização das mãos.
  14. 14. SífilisSífilis  DST causada pela bactéria Treponema pallidum.  Conhecida como cancro duro. Transmissão: relações sexuais, transfusões ou acidentes com objetos contaminados, da mãe para o filho durante gravidez e o parto (transmissão congênita).  Sintomas: Sífilis primária: lesões dolorosas nos órgãos sexuais (cancro) e na pele. Sífilis secundária: erupções rosáceas no tronco, membros e palmas das mãos e pés. Sífilis terciária: após muitos anos. Lesões mais graves na pele, deformações nas juntas, problemas neurológicos, deformações na artéria aorta. Sífilis congênita: Ao nascer, a criança pode ter pneumonia, feridas no corpo, cegueira, dentes deformados, problemas ósseos, surdez ou deficiência mental. Em alguns casos, a sífilis pode ser fatal.  Prevenção: uso de preservativos, exame pré natal.
  15. 15. O Treponema se espalha produzindo lesões em vários órgãos Sífilis terciária (Visceral )CÉREBRO FÍGADO OSSOS CORAÇÃO
  16. 16. A sífilis congênita é o resultado da disseminação hematogênica T. pallidum da gestante infectada não tratada ou inadequadamente tratada para o concepto por via transplacentária (transmissão vertical). SÍFILIS CONGÊNITA
  17. 17. GonorreiaGonorreia  DST causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae.  Conhecida como blenorragia.  Bactéria que cresce e multiplica-se facilmente em áreas quentes e úmidas do trato reprodutivo como útero e tubos de falópio na mulher; e uretra em homens e mulheres. A bactéria também pode crescer na boca, garganta, olhos e ânus. Transmissão: relações sexuais, da mãe para o filho durante a gravidez o parto. Neste último caso, corre-se o risco de o bebê ter os olhos gravemente afetados, podendo levar à cegueira.  Sintomas: corrimento branco amarelado (pus) pela uretra, dor ou ardor ao urinar, incontinência urinária. Cerca de 70% das mulheres são assintomáticas.  Prevenção: uso de preservativos, exame pré natal, não compartilhar roupas íntimas, medidas de higiene pessoal.
  18. 18. ClamídiaClamídia  DST causada pela bactéria Chlamydia trachomatis. Transmissão: relações sexuais, da mãe para o filho durante a gravidez e o parto.  Sintomas: ardor na uretra, dor abdominal, esterilidade, secreções, sangramento entre os ciclos menstruais, dor durante as relações sexuais, dor e inchaço nos testículos.  Prevenção: uso de preservativos, exame pré natal, medidas de higiene pessoal. Como pode ser assintomática é indicado que todos façam exames de rotina e consultem um médico periodicamente. Esta doença é uma das principais causas de infertilidade entre homens e mulheres.

×