Apresentação hipercolesterolemia

1,081 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,081
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
22
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação hipercolesterolemia

  1. 1. Hipercolesterolemia
  2. 2. INTRODUÇÃO• A hipercolesterolemia é a ocorrência de alto nível de colesterol nosangue• Pode ser conseqüência de variadas doençase, simultaneamente, contribuir para inúmerasenfermidades, principalmente as complicações cardiovasculares.• Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, dois em cada 10brasileiros com mais de 45 anos têm taxas elevadas de colesterol nosangue.
  3. 3. SINTOMAS• A hipercolesterolemia é conseqüência de uma predisposiçãogenética, de alterações nos genes que influem no metabolismo degorduras.• Rotina sedentária e alimentação sem controle, com ingesta elevadade gordura animal e aquelas presentes em margarinas, biscoitos,frituras e fast-food, predispõem o desenvolvimento dahipercolesterolemia.• Algumas doenças também podem causar elevação dos níveis decolesterol, como, por exemplo, insuficiência renal,lesões no fígado e hipotireoidismo.
  4. 4. SINTOMAS• A alta taxa de colesterol não gera sintomas. Não diagnosticada,ela caminha em silêncio e pode manifestar-se como infarto ouacidente vascular cerebral (AVC).• A hipercolesterolemia geralmente é acompanhada de outrosfatores que contribuem para o aparecimento desses problemas,como obesidade e sedentarismo.
  5. 5. DIAGNÓSTICO• O diagnóstico vai depender da dosagem sanguínea de colesteroltotal e suas frações (lipoproteínas de alta densidade [HDL] e debaixa densidade [LDL]) e de outra gordura presente na circulação:os triglicérides.• A análise médica dos resultados é primordial e todas as fraçõesdevem ser avaliadas.• Um valor total normal, mas composto principalmente do colesterolruim, deve ser analisado como sinal para hipercolesterolemia.
  6. 6. TRATAMENTO• Procurar um médico aos primeiros sinais da doença éfundamental para a indicação do melhor tratamento para cadacaso.• Somente o especialista poderá orientar o paciente em relaçãoaos procedimentos adequados e ao uso de remédios.
  7. 7. TRATAMENTO• O tratamento consiste, basicamente, em uma mudança no estilo devida, com alimentação saudável e criação de uma rotina deatividades físicas, o único método verdadeiramente comprovado demelhorar os níveis do bom colesterol (HDL).• Alguns medicamentos específicos auxiliam no tratamento, como asestatinas, que atuam no fígado, órgão em que o colesterol éproduzido.• Cuidados especiais com a idade do indivíduo e a presença deoutros fatores de risco para doenças cardiovasculares devem serlevados em consideração na prescrição dos medicamentos.
  8. 8. PREVENÇÃO• Mesmo sem histórico familiar de hipercolesterolemia, devemosmanter uma alimentação saudável desde a infância.• Dieta à base de fibras, que ajudam a reduzir a absorção decolesterol, e de gorduras vegetais é fundamental para manterníveis de colesterol dentro da normalidade.• O monitoramento periódico dos níveis de colesterol érecomendado desde os 18 anos de idade. Esse procedimento deveser antecipado quando existe risco elevado de doenças docoração.
  9. 9. Consulte sempre o seu médico.Fontes:Hipercolesterolemiawww.novartis.pt/.../hipercolesterolemia.shtml.SBEM. www.sbem.org.br.SBC. www.cardiol.br.Editora médica: Dra. Anna Gabriela Fuks (615039-RJ)Jornalista responsável: Roberto Maggessi (31.250 RJ)

×