Diversidade de apifauna no entorno da represa hidroelétrica do rio do Bracinho, SC

392 views

Published on

http://label-univille.blogspot.com.br/2014/02/trabalho-apresentado-no-xxx-congresso.html

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Diversidade de apifauna no entorno da represa hidroelétrica do rio do Bracinho, SC

  1. 1. DIVERSIDADE DE APIFAUNA NO ENTORNO DA REPRESA HIDROELÉTRICA DO RIO BRACINHO, NORDESTE DE SANTA CATARINA Denise Monique Dubet da Silva Mouga1, Manuel Warkentin1, Enderlei Dec1, Andressa Karine Golinski dos Santos1, Rogério Nunes Barbosa1 1UNIVILLE – Universidade da Região de Joinville  Inventários de comunidades em Unidades de Conservação ensejam a compreensão sobre a diversidade da fauna em locais protegidos.  As abelhas foram capturadas com redes entomológicas e pratos-armadilha.  Espécimes de Apis mellifera e Trigona spinipes foram apenas contabilizados.  Em SC, não há dados sobre a apifauna em ambientes no entorno de reservatórios hídricos.  Este estudo visou realizar o levantamento de espécies de abelhas e suas plantas forrageiras, na Estação Ecológica do Bracinho, que abriga a represa hidrelétrica do rio Bracinho, em Joinville. http://simgeo.joinville.sc.gov.br/  Uma vez por mês, das 9:00h às 16:00h  Foram realizadas 18 coletas, de março/ 2012 a agosto/ 2013  Total de 252 horas de esforço de coleta  Abelhas e plantas coletadas foram preparadas para identificação e conservação.  Plantas interagindo com as abelhas:  Abelhas:  428 coletadas  1467 amostradas no total Espécies mais amostradas de Apinae  100 espécies  54 famílias 600 Subfamílias de Apidae Apinae Apineae  Plantas mais procuradas pelas abelhas: 500 400 Halictinae 300 Halictineae 200 Megachilinae, 100 Andreninae, Colletinae N° de indivíduos amostrados 0 Apis mellifera Trigona Paratrigona spinipes subnuda  Rubus rosifolius (Rosaceae)  Sphagneticola trilobata (Asteraceae)  Cuphea gracilis (Lythraceae)  Rhododendron simsii (Ericaceae) Gêneros encontrados de Apidae por subfamília Apinae Halictinae Megachilinae Andreninae Colletinae Trigona, Paratrigona, Bombus, Melipona, Partamona, Plebeia, Schwarziana, Ceratina, Xylocopa, Centris, Melissoptila, Exomalopsis, Paratetrapedia Augochlora, Augochlorella, Augochloropsis, Paroxystoglossa, Pereirapis, Pseudaugochlora, Neocorynura, Agapostemon, Dialictus, Oragapostemon, Pseudagapostemon, Ptilocleptis, Sphecodes Megachile, Coelioxys Anthrenoides, Psaenythia, Rhophitulus, Callonychium Tetraglossula anthracina  Conclusões A observação de espécies ainda não citadas confirma a importância das Unidades de Conservação como estratégia de resguardo da biota. Plantas ornamentais e/ou exóticas complementaram os recursos forrageados.  Táxons encontrados não citados para o estado de Santa Catarina: • Melipona bicolor • Melipona marginata • Centris bicolor • Centris tarsata Rocha geradora (xisto) cnecomala • Melissoptila • Xylocopa frontalis • Augochlora foxiana • Psaenythia bergii • Rhophitulus flavitarsis • Tetraglossula anthracina • Agapostemon • Halictillus • Pereirapis AGRADECIMENTO FINANCIAMENTO FAP – Fundo de Apoio à Pesquisa da UNIVILLE

×