Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Estudo realizado pelo Grupo [B+] e pela consultoria LX-360 Gestão
Empresarial, aponta que 80% das empresas soteropolitanas...
O sócio administrador da empresa, Braulio
Barreto, usa as redes sociais para convidar
seguidores a provar seus produtos em...
estratégia
RESULTADOS DA PESQUISA: Comunicação e relacionamento
Satisfação dos clientes
Como sua empresa se relaciona com ...
AS PALAVRAS-CHAVE NA VISÃO DOS ENTREVISTADOS
Como sua empresa conquista os clientes?
Necessidades
Dificuldades
EncantandoP...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

O mapa da comunicação I Pesquisa da LX-360 Gestão Empresarial na Revista B+

269 views

Published on

O estudo "O mapa da comunicação" realizado pela LX-360 Gestão Empresarial e pulicado na Revista B+, teve a participação de 120 empresas.

Para Sérgio Guimarães, sócio da LX-360 Gestão empresarial, que participou do estudo, os resultados mostram que estamos numa fase de adaptação da comunicação empresarial. “o novo consumo está baseado em experiência, não basta apenas vender para o seu cliente, é preciso mostrar o valor do seu produto ou serviço. a comunicação de qualquer negócio deve estar pautada em transparência e atenção as necessidades dos seus clientes”.

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

O mapa da comunicação I Pesquisa da LX-360 Gestão Empresarial na Revista B+

  1. 1. Estudo realizado pelo Grupo [B+] e pela consultoria LX-360 Gestão Empresarial, aponta que 80% das empresas soteropolitanas incorporam meios digitais na estratégia de comunicação, mas ainda falta preparação para atingir melhores resultados por Renato Alban gráficos Adna Novaes O mapa da comunicação A maioria dos empresários de Salvador utiliza meios digitais como site, Facebook ou WhatsApp para se relacionar com os clientes. Foi o que apontou pesquisa desenvolvida pelo Grupo [B+] em parceria com a LX-360 Gestão Empresarial. Entre os meses de junho e outubro, 120 empresas da capital responderam a um questionário sobre ações de relacio- namento com consumidores. O levantamento identificou também que, apesar de 19% dos empresários ouvidos afirmarem não investir em comunicação digital, 68% se dizem satisfeitos com as ações nos meios digitais. Isso não significa, no entanto, que eles saibam gerenciar essas ferramentas. É o que alerta o professor Marcelo Dultra, coordenador da Incubadora da Unifacs. “Falta [aos empresários de Salvador] saber quem é o público-alvo, gerenciar as publica- ções e, principalmente, dar respostas aos usuários”, diz Dultra. Oito em cada dez empresas questionadas na pesquisa dizem conhecer seu público-alvo, mas apenas metade delas faz pesquisa de satisfação com os clientes. Segundo o professor, é comum o empresário ficar satisfeito com a presença de sua marca em sites e redes sociais – principais meios de relacionamento com os clientes para a maioria das empresas baianas – por causa do número de seguidores ou de curti- das, mas ele não atenta para quem está do outro lado da comunicação online. A indústria de pipocas gourmet Las Palomitas, que respondeu ao questionário do Grupo [B+] e LX-360 Gestão Empresarial, tenta evitar esse distanciamento com o cliente. estratégia 24 Revista [B+] dezembro DE 2015
  2. 2. O sócio administrador da empresa, Braulio Barreto, usa as redes sociais para convidar seguidores a provar seus produtos em even- tos itinerantes que participa em Salvador. Com a estratégia, a marca cresceu e há sete meses abriu um quiosque em um shopping. “A gente não queria ter muitos seguidores e não vender”, diz Bráulio. Ele está atento ao alerta que faz o professor da Unifacs: ser popular nas redes sociais não significa alcançar muitos clientes. “Uma pet shop pode ter uma página curtida em outros lugares do país que não vão consumir os produtos dela”, exemplifica Dultra. A rede social deve estar, segundo ele, casada com outras formas de comunicação, como site, panfletos, notícias e até cupons de oferta. A contratação de serviços de profissio- nais de design, relações públicas e marke- ting pode ser um caminho para as empresas montarem o plano de comunicação e a identidade visual da marca. Mas, segundo o analista do Sebrae Fabrício Barreto, os empreendedores da capital baiana costu- mam concentrar essas funções ou delegar a pessoas não qualificadas. “Eles querem fazer tudo, mas precisam aprender a terceirizar para sair em busca de investimentos”, diz o analista. Uma estratégia de marketing inadequada, alerta Barreto, pode prejudicar o negócio, inclusive. “O cliente da empresa está em determinada rede social, em determinado grupo. Muitas vezes a ansiedade do empresário acaba atrapalhando”. Oito em cada dez empresas dizem conhecer seu públi- co-alvo, mas apenas metade delas faz pesquisa de satisfa- ção com os clientes RESULTADOS DA PESQUISA: Gestão e clientes Investimentos em comunicação Acredita que sua empresa conhece de forma clara seu público-alvo? Qual é o percentual do faturamento que deve ser dedicado à comunicação com o cliente? Com ações nas redes sociais, empresa de pipocas de Bráulio Barreto cresceu e já tem quiosque em shopping da capital FOTO:UranRodrigues/Divulgação [% do faturamento] 2 0 1 2 3 4 5 6 a 10 11 a 20 + de 20 9 10 5 1 25 23 16 9 [%dototaldeempresas] Sim 83% Não 17% Esforço e resultado A rentabilidade do seu negócio traduz o esforço empresarial/ pessoal realizado? 59 41Sim x Não% % WWW.portalBMAIS.COM.BR 25
  3. 3. estratégia RESULTADOS DA PESQUISA: Comunicação e relacionamento Satisfação dos clientes Como sua empresa se relaciona com o público-alvo? Sua empresa realiza pesquisa de satisfação com os clientes? Qual o nível de satisfação observado nas pesquisas com clientes? Site Facebook Outras redes sociais* Sistema de CRM Brindes Outras ações Não realiza ações Call Center 7% 5% 5% 10% 11% 17% 22% 23% Satisfeitos Insatisfeitos Não sei informar 3% 5% 92% Está satisfeito com os resultados das ações nos meios digitais? De quanto em quanto tempo faz plano de comunicação? Não uso 19% Não tem periodicidade 21% Não 13% Não realiza 8% Sim 68% Por ano 29% Por semestre 19% Por mês 23% 53 47Sim x Não% % * Instagram, LinkedIn e Google+ O Grupo [B+] e LX-360 Gestão Empresarial ouviram 120 empresas entre junho e outubro deste ano. Dessas, 57% são microempresas (até R$ 360 mil), 21% de pequeno porte (entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões), 12% de médio porte (entre R$ 3,6 milhões e R$ 48 milhões) e 10% de grande porte (acima R$ 48 milhões). A maioria das empresas, 69%, é do setor de serviços. Outros 23%, de comércio, e 8% de indústrias. Das empresas ouvidas, 52% têm cinco anos, 12% têm mais de cinco e menos de dez anos e 37%, mais de dez anos. Na avaliação dos especialistas, os empre- sários de Salvador também precisam ouvir mais seus clientes. É comum, segundo o professor da Unifacs, julgarem conhecer os consumidores por causa do contato direto, mas eles não abrem canais de reclamação. Sem pesquisas ou incentivo para os clientes se queixarem, torna-se mais difícil ajustar o serviço ou produto às necessidades deles. De acordo com a pesquisa, quatro em cada dez disseram que não sentem retorno satis- fatório do esforço investido no negócio e isso pode ter relação com a falta de retorno dos clientes. Segundo Dultra, da Unifacs, quando conversam com os consumidores, os empresá- rios querem muito mais uma validação do que conhecer os problemas da própria empresa. Mesmo com site e páginas em redes so- ciais, o sócio da loja de produtos de marce- naria ouvida na pesquisa, a Viplac, Carlos Henrique Rocha, diz que não consegue ter retorno dos clientes. “Não se expressam. Se tiverem alguma inquietude, eles deixam de comprar”. A loja liga para clientes que não compram há seis meses. “Essa é uma forma de ter o feedback delas”, conta Rocha. Para Sérgio Guimarães, sócio da LX-360 Gestão Empresarial, que participou do estudo, os resultados mostram que estamos numa fase de adaptação da comunicação empresarial. “O novo consumo está baseado em experiência, não basta apenas vender para o seu cliente, é preciso mostrar o valor do seu produto ou serviço. A comunicação de qualquer negócio deve estar pautada em transparência e atenção as necessidades dos seus clientes”. [B+] 26 Revista [B+] dezembro DE 2015
  4. 4. AS PALAVRAS-CHAVE NA VISÃO DOS ENTREVISTADOS Como sua empresa conquista os clientes? Necessidades Dificuldades EncantandoProspecção e comunicação Ambiente de negócios Fazendo o cliente se sentir único Finanças Acesso ao crédito Possibilitando a experimentação do produto/serviço Planejamento Capacitação empresarial Excelência no atendimento Cultura empresarial local Infraestrutura Redes de relacionamento e indicação Legislação e tributação Redução de impostos Marketing digital WWW.portalBMAIS.COM.BR 27

×