Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
APRESENTAÇÃO CORPORATIVARio de Janeiro | Fevereiro de 2012
Aviso LegalEsta apresentação contém algumas afirmações e informações prospectivas relacionadas a Companhia que refletem a ...
Companhias de Capital Aberto do Grupo EBX                                                                  A LLX faz parte...
Setor Portuário brasileiro     Típico Porto brasileiro: estrangulado                  80% da população brasileira     pelo...
A LLX A LLX foi criada em Março de 2007 para prover serviços logísticos através do desenvolvimento do Superporto do Açu, u...
Histórico2007                         2008                       2009                        2010                         ...
Estrutura Societária LLX                Acionista                                   Outros Acionistas               Contro...
LLX: Localização Estratégica                       Rio Amazonas                                                           ...
Superporto do AçuAutorização para movimentar 1,2 mbpd
Superporto do AçuLocalização única e integração logística com a malha ferroviária  ■ A BR 101 será duplicada  ■ 43 km de n...
Superporto do AçuLocalização única e integração logística com a malha ferroviária
LLX: Capacidade para receber VLCCs/ChinamaxApenas 7% dos portos brasileiros são capacitados para navios capesize*         ...
Modelo de Negócio        LLX está assinando acordos de longo prazo com empresas líderes setorias        para garantir um f...
Complexo Industrial do Açu    Um novo pólo para a indústria pesada e offshore                                             ...
Superporto do AçuDestaques  O Superporto do Açu poderá movimentar até 350 milhões de toneladas em seus doisterminais (TX1 ...
Superporto do Açu     Destaques        O Superporto do Açu poderá movimentar até 350 milhões de toneladas em seus dois    ...
TX1: Principais CaracterísticasPíer de Minério: 100% completo                                   Extensão da Ponte: 3.000 m...
Superporto do AçuUnidade de tratamento de petróleo                 FPSOs                                          Para 800...
3.000 m         3.000 mTX1:Terminal OffshorePíer derebocadores e100% do píer deminério jáconcluídos
TX1Dragagem paraaterro hidráulicoda Unidade deTratamento dePetróleo
KugiraUm dos maioresequipamentospara construção dediques de concretodo mundo
KugiraAncorado noPorto do Forno,em Arraial doCabo
Dique deConcretoPara a construçãodo quebra-mar
AÇO/GRANÉIS SÓLIDOS                                            GRANÉIS LÍQUIDOS    INDÚSTRIAS     OFFSHORETX2             ...
TX2: Principais CaracterísticasPrincipais Características                                   Extensão Total do Cais: 13.000...
TX2: Canal OnshoreSequência de dragagem
100 mTX2Dragagem doCanal
TX2: Canal OnshoreEvolução das obras de dragagem do canal   Agosto/2011                                       Novembro/201...
TX2Evolução daDragagem:Janeiro 2012
TX2Evolução daDragagem:Fevereiro 2012
1370 m                125 m                                 X6TX2Vista Aérea –Canal Onshore
TX2Início daConstrução doQuebra-Mar
Superporto do AçuCapacidade das principais atividades        Minério de Ferro            Petróleo      Arrendamento de áre...
Superporto do Açu                Principais Eventos – Obras em rítmo aceleradoLLX Minas-Rio                    1S06       ...
Superporto do AçuCapex R$ 3,8 bilhões                        LLX Açu                                     Projeto de Minéri...
Contratos ComerciaisReceita anual de R$ 70 milhõesNKTF                                             MPX■ Prazo: 20 anos, re...
LLX: Responsabilidade Social & Ambiental  Programa de Qualificação Profissional   Soltura de Tartarugas – parceria com o  ...
www.llx.com.brEmail: ri@llx.com.brTelefone: +55 21 2555 5661
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Apresentação Corporativa LLX - Fevereiro 2012

1,885 views

Published on

Apresentação Corporativa LLX - Fevereiro 2012

  1. 1. APRESENTAÇÃO CORPORATIVARio de Janeiro | Fevereiro de 2012
  2. 2. Aviso LegalEsta apresentação contém algumas afirmações e informações prospectivas relacionadas a Companhia que refletem a atual visão e/ou expectativas daCompanhia e de sua administração a respeito de seu plano de negócios.Afirmações prospectivas incluem, entre outras, todas as afirmações que denotam previsão, projeção, indicam ou implicam resultados, performance ourealizações futuras, podendo conter palavras como "acreditar", "prever", "esperar", "contemplar", "provavelmente resultará" ou outras palavras ouexpressões de acepção semelhante. Tais afirmações estão sujeitas a uma série de expressivos riscos, incertezas e premissas.Advertimos que diversos fatores importantes podem fazer com que os resultados reais divirjam de maneira relevante dos planos, objetivos, expectativas,estimativas e intenções expressos nesta apresentação.Em nenhuma hipótese a Companhia ou suas subsidiárias, seus conselheiros, diretores, representantes ou empregados serão responsáveis perantequaisquer terceiros (inclusive investidores) por decisões ou atos de investimento ou negócios tomados com base nas informações e afirmações constantesdesta apresentação, e tampouco por danos conseqüentes, indiretos ou semelhantes.A Companhia não tem intenção de fornecer aos eventuais detentores de ações uma revisão das afirmações prospectivas ou análise das diferenças entre asafirmações prospectivas e os resultados reais.Esta apresentação e seu teor constituem informação de propriedade da Companhia, não podendo ser reproduzidos ou divulgados no todo ou em parte sema sua prévia anuência por escrito. Relações com Investidores Otávio Lazcano – CEO Luiz Felipe Jansen de Mello – Gerente de RI Tel. 55 21 2555-5661 ri@llx.com.br
  3. 3. Companhias de Capital Aberto do Grupo EBX A LLX faz parte do Grupo EBX, conglomerado Mkt Cap industrial fundado e liderado pelo empresário US$ 1,4 bn brasileiro Eike F. Batista, que possui um comprovado histórico de sucesso no desenvolvimento de novos empreendimentos nos setores de recursos naturais e infra-estrutura. Mkt Cap Mkt Cap US$ 30,6 bn US$ 2,1 bn Mkt Cap EBX Group Atualmente, os investimentos do Grupo EBX estão US$ 41,8 bn* concentrados nas empresas LLX (logística), MMX (mineração), MPX (energia), OGX (óleo e gás) e OSX (indústria offshore), listadas no Novo Mercado da BM&FBOVESPA, segmento com os mais elevados padrões de Governança Mkt Cap Mkt Cap US$ 3,6 bn Corporativa. US$ 2,9 bn 31 de Janeiro de 2012 - R$/USD – 1,7468 *Inclui a PortX
  4. 4. Setor Portuário brasileiro Típico Porto brasileiro: estrangulado 80% da população brasileira pelo crescimento da cidade vive a 200 km da costa Rio Amazonas Itaquí Manaus Fortaleza Suapé Salvador Vitória Santos Paranaguá São Francisco do Sul Rio Grande As instalações portuárias atuais operam com gargalos tais como: Restrições de acesso terrestre Berços pequenos e pouco especializados Restrições de calado Falta de automação no manuseio de cargas A participação do capital privado é fundamental para promover a modernização portuária;
  5. 5. A LLX A LLX foi criada em Março de 2007 para prover serviços logísticos através do desenvolvimento do Superporto do Açu, unindo as seguintes características: ■ Localização estratégica ■ Capacidade para receber navios de grande porte ■ Área Industrial contígua ■ Integração com infraestrutura rodoviária e ferroviária existentes ■ Modelo operacional de baixo custo com terminais privativos ■ Contratos de longo prazo e sinergia dentro do Grupo EBX ■ Responsabilidade social e ambiental
  6. 6. Histórico2007 2008 2009 2010 2011Mar/07 Jun/08 Mar/09 Jul/10 Jun/11Criação da LLX Início da negociação das Aumento de Capital – Autorização ANTAQ para TX1 – Pier de Minério de ações da LLX na BNDESPAR: R$ 600 LLX Açu Ferro concluído BM&FBOVESPA milhõesJun/07 LI para Terminal Onshore Set/10 Autorização da ANP para aLicença de Instalação para Out/09 LI para UTPa LLX Minas-Rio UTP LI para UTE MPXAutorização da ANTAQ Ternium e LLX assinampara a LLX Minas-Rio contrato - usina Jul/11 Dez/09 siderúrgica no Superporto TX2 – Início da construção do AçuJul/07 LI para o Pátio LogísticoAnglo American adquire Anglo obtem LI para o Out/10 Ago/11 sistema Minas-Rio49% da LLX Minas-Rio MoU com a FCA Cisão parcial LLX/ Criação da Portx Out/11 Ternium obtém LP Dez/10 Renegociação do contrato Out-Dez/11 de minério de ferro – LLX Minas-Rio/Anglo American Assinatura de Contratos: de arrendamento de área no TX2: OSX, NKTF, Technip e InterMoor
  7. 7. Estrutura Societária LLX Acionista Outros Acionistas Controlador Minoritários 54% 18% 28% 51% 70% LLX LLX Minas-Rio Açu 49% 30% Centennial Superporto do Açu
  8. 8. LLX: Localização Estratégica Rio Amazonas Itaquí Hinterlândia com 75% Manaus Fortaleza do PIB brasileiro Suapé Salvador Vitória Rio de Janeiro Santos Paranaguá São Francisco do Sul Rio Grande■ Integrado com ferrovia e rodovia;■ A 150 km da Bacia de Campos (85% da produçãobrasileira de petróleo);■ A oficina do pré-sal no Brasil: sede natural para osserviços e produtos para a indústria do petróleo e gás;■ Superporto do Açu: Nova rota do Brasil para a China(Fonte: FT; May 9th, 2011). Bacia de Campos
  9. 9. Superporto do AçuAutorização para movimentar 1,2 mbpd
  10. 10. Superporto do AçuLocalização única e integração logística com a malha ferroviária ■ A BR 101 será duplicada ■ 43 km de nova linha ferroviária irá conectar o Superporto do Açu a linha ferroviária da FCA
  11. 11. Superporto do AçuLocalização única e integração logística com a malha ferroviária
  12. 12. LLX: Capacidade para receber VLCCs/ChinamaxApenas 7% dos portos brasileiros são capacitados para navios capesize* Fonte : (*) CEL/COPPEAD 2008 – vol 1 e Port Sites
  13. 13. Modelo de Negócio LLX está assinando acordos de longo prazo com empresas líderes setorias para garantir um fluxo de caixa e dividendos estáveis para seus acionistas Serviços Modelo de Companhia Oferecidos Receita Contrato de longo prazo de Take or Pay (25 anos) com a Anglo; LLX Minas Rio Movimentação de Carregamento inicial minério de ferro; esperado para 2013. Receita esperada de US$ 190 milhões; Movimentação multi- Tarifas negociadas com produtos (prod. o objetivo de garantir siderúrgicos, carvão e uma TIR mínima de 15 LLX Açu granéis líquidos e % a.a em dólar não sólidos); alavancado através de contratos de longo Arrendamento de prazo; terrenos e serviços;
  14. 14. Complexo Industrial do Açu Um novo pólo para a indústria pesada e offshore PÓLO METAL MECÂNICO CIDADE X CIMENTEIRAS VALE DO SILÍCIO ÁREA DE PRESEVAÇÃO AMBIENTAL 40KM2 AÇO/GRANÉIS SÓLIDOS GRANÉIS LÍQUIDOS PÁTIO LOGÍSTICO/ UTPINDÚSTRIASOFFSHORE CARVÃO MIN. FERRO SUPPLY BOAT PETRÓLEO
  15. 15. Superporto do AçuDestaques O Superporto do Açu poderá movimentar até 350 milhões de toneladas em seus doisterminais (TX1 e TX2) e estará entre os 3 maiores portos do mundo 17 km de cais, 40 berços, capaz de receber VLCCs (incluindo Chinamax), graças aos 26mde calado Mais de 60 contratos e memorando de entendimentos assinados com companhia desetores como : ■ Siderurgia (Ternium, Wuhan) ■ Petróleo e Gás ■ Geração de Energia (MPX) ■ Metal-Mecânico ■ Cimenteiras (Votorantim, Camargo ■ Movimentação de Granéis Líquidos e Correa) Sólidos ■ Indústria Offshore (Technip, NKTF, ■ Automotivo InterMoor) Acesso fácil às matérias-primas, segurança no fornecimento de energia, operação logística eficiente compráticas just-in-time e ICMS reduzido (2% ao invés de 18%) Maior e mais eficiente complexo porto-indústria da América Latina: investimento total de US$ 40 bilhões
  16. 16. Superporto do Açu Destaques O Superporto do Açu poderá movimentar até 350 milhões de toneladas em seus dois terminais (TX1 e TX2) e estará entre os 3 maiores portos do mundo 17 km de cais, 40 berços, capaz de receber VLCCs (incluindo Chinamax), graças aos 26m de calado Mais de 60 contratos e memorando de entendimentos assinados com companhia de setores como : ■ Siderurgia (Ternium, Wuhan) ■ Petróleo e Gás MIN. FERRO ■ Geração de Energia (MPX) ■ Metal-Mecânico ■ Cimenteiras (Votorantim, Camargo ■ Movimentação de Granéis Líquidos e Correa) SólidosTX1 ■ Indústria Offshore (Acergy, Technip) ■ AutomotivoUm dos maiores PETRÓLEO Acesso fácil às matérias-primas, segurança no fornecimento de energia, operação logística eficiente comterminaisoffshore para just-in-time e ICMS reduzido (2% ao invés de 18%) práticasminério de ferroe petróleo na e mais eficiente complexo porto-indústria da América Latina: investimento total de US$ 40 bilhões MaiorAmérica Latina
  17. 17. TX1: Principais CaracterísticasPíer de Minério: 100% completo Extensão da Ponte: 3.000 m Extensão do Cais: até 4.000 m Número de Berços: 9 ■ 5 dedicados para Petróleo (até 1,2 mbpd) ■ 4 dedicados para Minério de Ferro (até 100 mtpa) Dragagem Inicial: 21 m a ser aprofundado até 26 m para VLCCs e Capesizes
  18. 18. Superporto do AçuUnidade de tratamento de petróleo FPSOs Para 800,000 bpd (+) Dessalgamento Blend Desaguamento Unidade de Investimento tratamento de s de US$ 1.45 bilhão petróleo Oportunidade de Exportação VLCCs negócio com TIR alavancada > 70% a.a
  19. 19. 3.000 m 3.000 mTX1:Terminal OffshorePíer derebocadores e100% do píer deminério jáconcluídos
  20. 20. TX1Dragagem paraaterro hidráulicoda Unidade deTratamento dePetróleo
  21. 21. KugiraUm dos maioresequipamentospara construção dediques de concretodo mundo
  22. 22. KugiraAncorado noPorto do Forno,em Arraial doCabo
  23. 23. Dique deConcretoPara a construçãodo quebra-mar
  24. 24. AÇO/GRANÉIS SÓLIDOS GRANÉIS LÍQUIDOS INDÚSTRIAS OFFSHORETX2 CARVÃO SUPPLY BOATO maior e maiseficiente terminalpara a indústriaoffshore
  25. 25. TX2: Principais CaracterísticasPrincipais Características Extensão Total do Cais: 13.000 m Largura do Canal Onshore: 300 m Área Total: 8.000.000 m2 Extensão: 6.500 m Vantagens únicas para o segmento de Petróleo & Gás Capaz de movimentar Carvão, Produtos Siderúrgicos e Granéis Sólidos e Líquidos
  26. 26. TX2: Canal OnshoreSequência de dragagem
  27. 27. 100 mTX2Dragagem doCanal
  28. 28. TX2: Canal OnshoreEvolução das obras de dragagem do canal Agosto/2011 Novembro/2011 ■ O Cyrus II iniciou o processo de dragagem do canal e está progredindo a uma taxa de 25 3 metros por dia, extraindo um volume diário de 34.000 m
  29. 29. TX2Evolução daDragagem:Janeiro 2012
  30. 30. TX2Evolução daDragagem:Fevereiro 2012
  31. 31. 1370 m 125 m X6TX2Vista Aérea –Canal Onshore
  32. 32. TX2Início daConstrução doQuebra-Mar
  33. 33. Superporto do AçuCapacidade das principais atividades Minério de Ferro Petróleo Arrendamento de áreas Produtos Siderúrugicos Até 100 Mtpa Até 1,2 Mbpd Aluguel de áreas industriais Até 10,2 Mtpa Carvão Ferro-gusa Escória Granito Até 12,6 Mtpa Até 2,0 Mtpa Até 2.0 Mtpa Até 1,0 Mtpa
  34. 34. Superporto do Açu Principais Eventos – Obras em rítmo aceleradoLLX Minas-Rio 1S06 2S06 1S07 2S07 2008 2009 2010 2011 1S12 2S12 1S13 2S13 Detalhamento Licença de Início da Em Em Em Em Em Em Início da do Projeto Instalação Construção Construção Construção Construção Construção Construção Construção Operação Licença Autorização Ambiental ANTAQ Licença de Licença Detalhament LLX Açu Instalação Prévia o do Projeto Offshore TX1 Licença Prévia Autorização Licença de Início da Em Em Em Início da Offshore ANTAQ Instalação TX1 Construção Construção Construção Construção Operação Desenvolvimento Construção Operação
  35. 35. Superporto do AçuCapex R$ 3,8 bilhões LLX Açu Projeto de Minério de Ferro Capex Total (Projeto) : R$ 2,8 bilhões Capex Total (Projeto) : R$ 2,273 bilhões Capex (2007 -2011) : R$ 973 milhões Capex (2007 -2011) : R$ 1,5 bilhão Capex LLX Minas -Rio: R$ 974 milhões Posição de Caixa: R$ 530,6 milhões Capex AFMR : R$ 1,3 bilhão Dívida Total: R$ 888,1 milhões Dívida Líquida: R$ 357,5 milhões
  36. 36. Contratos ComerciaisReceita anual de R$ 70 milhõesNKTF MPX■ Prazo: 20 anos, renováveis por mais 20 anos ■ Prazo: 35 anos, renováveis por mais 35 anos■ Área:121.905 m – com 210m de frente de cais ■ Área:2.243.800 m■ Receita : R$8 milhões por ano ■ Receita : R$9,17 milhões por ano■ Data de início: 20 de Outubro de 2011 ■ Data de início: 24 de Novembro de 2010Technip OSX■ Prazo : 25 anos, renováveis por mais 25 anos ■ Prazo: 40 anos, renováveis por mais 40 anos■ Área:289.800 m – com 500m de frente de cais ■ Área: 3.200.000 m■ Receita: R$22 milhões por ano ■ Receita: R$28 milhões por ano■ Data de início: 18 de Novembro de 2011 ■ Data de início: 31 de Outubro de 2011InterMoor■ Prazo: 20 anos, renováveis por mais 20 anos■ Área: 52.302 m - com 90 m de frente de cais■ Receita: R$ 3,6 milhões por ano■ Data de Início: 2 de Dezembro de 2011
  37. 37. LLX: Responsabilidade Social & Ambiental Programa de Qualificação Profissional Soltura de Tartarugas – parceria com o Ações para fortalecimento da atividade Projeto Tamar pesqueira R$70 milhões investidos em mais de 50 projetos sociais e ambientais Programas de auxílio à atividade pesqueira, à sociedade e ao meio ambiente Programa de Qualificação Profissional em parceria com o Senai formou cerca de 800 pessoas e prevê 3.300 vagas para cursos de aperfeiçoamento profissional e técnico em 2012 40 km de área própria dedicada a criação de uma Reserva Ambiental Programas de saúde e segurança O Superporto do Açu, na sua plena capacidade, irá gerar 50.000 empregos
  38. 38. www.llx.com.brEmail: ri@llx.com.brTelefone: +55 21 2555 5661

×