Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

A obsessão pelo autêntico

167 views

Published on

A edição impressa da Marketeer inclui um artigo de opinião da Marlene Gaspar, diretora da área de Consumer Engagement e Digital na LLORENTE & CUENCA, sobre a obsessão das marcas pelo autêntico.

Published in: Leadership & Management
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

A obsessão pelo autêntico

  1. 1. 01-02-2018 O • inião A obsessão pelo autêntico eMarlene Gaspar Directora da área deConsumer Engagenten r e Digital da UÁrrePortugal Há muito tempo que os conteúdos plasti- ficados e trabalhados sob uma grande quan- tidade de filtros perderam o seu nível origi- nal de impacto perante os consumidores. As novas gerações de jovens, sempre on, sempre conectadas, receptores de um fluxo de infor- mação constante e opções sem limites, de- senvolveram novos sistemas de detecção de autenticidade nos conteúdos, que merecem a sua atenção. Um bom exemplo é a pesqui- sa realizada junto de 1450 mulheres, na qual 86% admitiu querer recomendações por par- te de pessoas reais e onde 58% disse que para isso utilizava o YouTube, 52% o Facebook, 50% o Pinterest e 46% o Instagram. As marcas precisam de ser cada vez mais autênticas e o reinado do Photoshop, e a tra- dicional ideia de que a realidade é alterada, têm os seus dias contados. O gosto pela au- tenticidade, com conteúdos baseados em pessoas reais que contem histórias verdadei- ras, sejam elas de funcionários ou consumi- dores, contrasta com um crescente desinte- resse por tudo o que sejam conteúdos muito produzidos, com os quais acaba por ser mais difícil se conectar, numa época marcada pelo imediatismo do Instagram ou Snapchat. Os consumidores procuram cada vez mais conversar com outras pessoas-e menos os estereótipos emocionais. Cada vez será menos relevante, nas estratégias de ambas- sadors, o alcance potencial e superior que uma celebridade ou influencer escolhida por uma marca tenha, ou a conexão real e au- têntica com a marca e com a sua narrativa. Importa é que sejam criados laços profundos com o público - laços possíveis quando o pú- blico confia na marca, quando os conteúdos partilhados são verdadeiros. Esses são os factores que pesarão nas decisões de compra e fidelização dos consumidores e os que mais os irão impactar. A obsessão pela autenticidade e pelo real faz com que fenómenos corno os youtubers ou os influencers estejam a transformar-se noutros mais próximos ao word-of-mouth que os consumidores mantêm com o seu cír- culo de amizades. Esse fenómeno impulsio- nou a multiplicação dos micro-influencers, que, embora tenham menos seguidores, mantêm níveis de lealdade e de engagement muito mais elevados; as opiniões e mensa- gens transmitidas por eles são vistas como de confiança, reais e verdadeiras. Por isso, se a marca conseguir encontrar entre estes mi- cro-influencers um embaixador que alinhe os seus valores com os da marca, se identi- fique realmente com ela e partilhe conteúdos genuinos, terá nele um verdadeiro aliado da sua autenticidade.

×