Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Planejamento de viagem

10,019 views

Published on

planejamento de estudos

Published in: Entertainment & Humor

Planejamento de viagem

  1. 1. ELABORAÇÃO DO PLANO DE VIAGEM ADM.ESP.KARLLA COSTA GUIA DE TURISMO REGIONAL BA.EXCURSÃO NACIONAL-BRASIL/AMÉRICA DO SUL CADASTUR 05.019184.96-8 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS-URUÇUCA CONCURSO PÚBLICO - PROFESSOR TEMPORÁRIO EDITAL Nº117/ 2013
  2. 2. DEFINIÇÃO DO ROTEIRO DE VIAGEM  Local a ser visitado  Passeios a realizar  Quilometragem( distâncias)  Previsão do tempo  Licenças necessárias ( veículo etc)  Locais de hospedagem, refeições, entretenimento  Preço do pacote  Opcionais  Regras de segurança( seguro coletivo etc)
  3. 3. REGRAS E PROCEDIMENTOS PARA VIAGENS RODOVIÁRIAS  Conhecer a configuração do veículo para melhor planejamento: quantidade de assentos(mapa) , posicionamento de poltronas comissaria, banheiro, andares , equipamentos inclusos( ar- condicionado, som ambiente ou CD, TV, DVD, Frigobar, microondas etc).  Recebimento de documentação e etiquetagem das malas junto com a lista de passageiros .
  4. 4. APRESENTAÇÃO DO SPEECH INICIAL  Inicial:Fala ou apresentação dos condutores , do guia e do veículo e da programação e da viagem em geral, adequar a linguagem para cada grupo de viagem ( jovem , idoso, profissionais liberais etc). Senhoras e senhores, bom dia. Meu nome é _________________sou guia de turismo e irei acompanhá-los na viagem a__________Em nome da ________( agência/operadora) , dou-lhes as boas vindas. Agradecemos a escolha que fizeram ao viajar por nossa companhia e esperamos superar suas expectativas. Gostaria de lhes apresentar nosso (s) motorista(s), o(s), senhor(es)______________ da transportadora______________,o(s) qual(is), será(áo) nosso(s) condutor(es) durante todo o percurso. ( proceder à liberação do veículo, autorizando o motorista a iniciar o percurso). Darei início agora a algumas explicações sobre a viagem...... ( cinto de segurança etc)
  5. 5. SPEECH FINAL  Final: agradecimento – só após a realização da viagem
  6. 6. PARADAS TÉCNICAS  Devem ser feitas no máximo a cada 3 horas meia de viagem.  O guia deve justificar os objetivos: banheiro, caminhada para facilitar a circulação sanguínea , possibilidade de fumar alimentação ou descanso etc.  Ao levantar o turista deve deixar a poltrona na vertical  Deve ser informado o tempo de permanência do local  O ônibus deve ficar fechado  O guia nesse momento retira o lixo e repõe a cafeteria e a comissaria.  E no retorno conferir o no show se algum turista ficou para trás .
  7. 7. ATIVIDADES DE ENTRETENIMENTO  Programar atividades de entretenimento de acordo o perfil do grupo;  Evitar curvas .  Evitar atividades que facilitem a saída do passageiro da poltrona para evitar acidentes .  Respeitar o momento de descanso após as refeições .
  8. 8. CHECK-IN E CHECK-OUT NA HOTELARIA  Antes da viagem ligar confirmando a reserva  Próximo ao hotel informar a todos sobre a estrutura do hotel e horários de saídas para atividades.  Observar no voucher –serviços inclusos ou não .  Ao chegar descer do veículo antes do grupo para conferir se todos ficarão no mesmo hotel , e auxiliar no check-in junto a lista de passageiros;  Observar a quantidade de pessoas por quarto: casais e solteiros e se o serviço oferecido condiz com o perfil ex: camas .  Afixar informativo da programação.  Check-out – conferir se todos pagaram o consumo extra e se levaram todos os pertences.
  9. 9. REGRAS E PROCEDIMENTOS PARA VIAGENS AÉREAS  Semelhante ao rodoviário ,  Recepcionar o grupo , passar informações sobre o embarque, procedimentos alfandegários e duração do vôo, a bagagem de mão observar a categoria do aeroporto: regional, nacional ou internacional;  Configuração das aeronaves  Auxiliar o turista no check-in se o tiquete aéreo for em grupo, documentos de cada passageiro bem como etiquetas de bagagem e despacho.  Apoio no caso de conexões e no traslado ao hotel.  Conhecer o alfabético fonético internacional para soletrar os códigos e nome dos passageiros.  Kilo, Alpha, Romeu, Lima, Lima, Alpha !
  10. 10. REGRAS E PROCEDIMENTOS PARA VIAGENS MARÍTIMAS  O sistema de navios é similar ao dos hotéis, não é muito comum o acompanhamento do guia , mas o guia pode ser solicitado para auxiliar no embarque de passageiros,semelhante ao de viagens aéreas, com a diferença que o despacho de bagagens é feito direto pra cabine .  O guia deve fazer a apresentação do navio ao grupo logo após ao embarque e solicitar que todos assistam à demonstração dos procedimentos de segurança e emergência da embarcação feita pela tripulação.  Ao final da viagem o guia auxilia no desembarque dos passageiros .
  11. 11. DOCUMENTAÇÃO PERTINENTES A VIAGEM:  Ordem de serviço;  Voucher de serviços;  roteiro ou itinerário;  cartaz de identificação;  checklist do veículo;  checklist primeiros socorros;  serviço de bordo;  etiquetas de bagagem;  relação de passageiros;  ficha médica;  rooming list;  informativo de programação ;  informativo e lembrete de saída.  opinário, relatório e relato de gastos.
  12. 12. ORDEM DE SERVIÇO:  É o documento que está descrito todo o trabalho a ser realizado , pode vir acompanhado de uma lista de informações sobre a viagem , relação de hotéis a serem utilizados, restaurantes, serviços inclusos , empresas contratadas.  Construiremos juntos !
  13. 13. VOUCHER DE SERVIÇOS: CUPOM DE VIAGEM
  14. 14. CARTAZ DE IDENTIFICAÇÃO;
  15. 15. CHECKLIST DO VEÍCULO;  Relação de todos os equipamentos e itens presentes no veículo, bem como as condições destes no momento da saída da viagem, como as respectivas quantidades. Deve ser conferido pelo guia antes e após a viagem e passado ao motorista para assinar e comprovar a veracidade.  Construção Coletiva!
  16. 16. CHECKLIST PRIMEIROS SOCORROS;  Relação de todos os itens presentes na caixa de primeiros socorros no momento da saída da viagem, com as respectivas quantidades. A caixa de primeiros socorros não pode conter medicamentos, cada passageiro deve levar seu próprio medicamento , preferencialmente acompanhado de receita médica.
  17. 17. SERVIÇO DE BORDO;  Relação de todos os kits de serviço de bordo presentes no veículo no momento da saída da viagem, com as respectivas quantidades.  Ex: suco, fruta, bolacha
  18. 18. ETIQUETAS DE BAGAGEM: IDENTIFICAÇÃO
  19. 19. RELAÇÃO DE PASSAGEIROS
  20. 20. FICHA MÉDICA
  21. 21. ROOMING LIST: FORMA DE ACOMODAÇÃO NOS QUARTOS
  22. 22. INFORMATIVO DE PROGRAMAÇÃO :  É um cartaz com informativo que traz a programação prevista para determinada localidade, com datas e horários. Deve ser afixado no mural de informações do meio de hospedagem, no primeiro dia de permanência naquele hotel/pousada.  Em caso de mais de um grupo, deve haver programação em separado.
  23. 23. INFORMATIVO DE SAÍDA:  Contém todas as informações relativas à saída do passageiro do meio de hospedagem seja na continuação do roteiro em outras localidades, seja para o retorno à cidade de origem, horário de deixar as malas e chaves na recepção etc.
  24. 24. LEMBRETE DE SAÍDA  Pequeno lembrete colocado por baixo da porta de cada quarto dos passageiros do grupo ou na recepção. O conteúdo é igual ao do informativo de saída, serve para alertar os passageiros que porventura não visualizaram o informativo na recepção e garantir o cumprimento dos horários estipulados.
  25. 25. OPINÁRIO: RESPONDIDO PELOS PASSAGEIROS APÓS A VIAGEM E ENTREGUE A AGÊNCIA
  26. 26. RELATÓRIO DE VIAGEM  Elaborado pelo guia, com detalhes do que transcorrer na viagem, os possíveis problemas enfrentados no percurso e as soluções tomadas, deve ser entregue na agência no máximo após uma semana do término da viagem.  construção em sala !
  27. 27. RELATO DE GASTOS  Documento descritivo em que constam todos os gastos efetuados pelo guia durante a viagem. Deve obrigatoriamente ser acompanhado de notas fiscais de cada débito e de retorno do dinheiro restante.

×