Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Conceito de paisagismo

1,343 views

Published on

Conceito de paisagismo

Published in: Environment
  • Be the first to comment

Conceito de paisagismo

  1. 1. Paisagem é o espaço de terreno que se abrange num lance de vista. (Aurélio Dicionário) O sentido de visão seria a representação de tudo aquilo que abarcamos com olhar. O ambiente urbano, assim como os ambientes industriais são tanto paisagem quanto o natural. Paisagem não é estática.
  2. 2. “A conceituação do problema ‘jardim’ deve ser visto como o sinônimo de adequação do meio ecológico às exigências naturais da civilização” (Burle Marx, 1987) O paisagismo é essencialmente uma manifestação artística do homem. É uma ciência e uma arte, que tem por finalidade ordenar todo o espaço exterior em relação ao homem, para o benefício do próprio homem.
  3. 3. É a arte de modificar ou recuperar paisagens de grandes dimensões. Com escalas de grandes proporções, onde árvores, arbustos e palmeiras, plantados em conjunto ou mesmo isolados. As herbáceas ou plantas de menor porte aparecem sempre plantadas em conjuntos de uma mesma espécie e/ ou combinadas com outros conjuntos de outras espécies. Áreas totalmente degradadas ou áreas novas Áreas recuperáveis, onde existe alguma vegetação Áreas densamente ocupadas pela vegetação
  4. 4. PLANTAS ARBÓREAS E ARBUSTIVAS Arbóreas altura acima de 5 ou 6 m Arbustivas altura até 5 ou 6 m. Categoria de elemento de composição essencialmente verticais.  Formar cortinas vegetais da mesma espécie ou variadas  Criar áreas sombreadas, com espécies de grande porte  Delimitar fisicamente áreas, caminhos ou acessos  Criar bosques ou maciços para áreas de lazer ou preservação  Harmonizar o ambiente construído com as espécies ornamentais.
  5. 5. ARBÓREAS Ipê Amarelo Paineira
  6. 6. ARBÓREAS Açoita-cavalo Quaresmeira
  7. 7. ARBUSTIVA & CONÍFERA Jasmim Manga Pinheiro do Paraná
  8. 8. PALMEIRAS Açaí Coqueiro da Bahia
  9. 9. PLANTAS HERBÁCEAS Pequeno porte, com altura raramente acima de 1m. Revestir e proteger o solo contra a erosão Reduzir a incidência do sol, e o calor no solo Impedir a ação do pó e evitar a formação de lama Evitar a reverberação dos raios solares Proteger taludes e auxiliar na contenção de encostas Abafar certas ervas daninhas indesejadas Compor e embelezar o espaço horizontal Desenhar “manchas coloridas” no solo Indicar acessos e caminhos
  10. 10. HERBÁCEAS Anturio Comigo-ninguém-pode
  11. 11. HERBÁCEA Clorófitos
  12. 12. Ecologia (grego oikos= casa; logos= estudo) Significa estudar a casa, incluindo todos os organismos que nela habitam e todos os processos funcionais que a tornam habitável. Paisagismo funciona criando ou recuperando a paisagem natural do ambiente onde vivemos, de forma a atender as funções definidas pelo homem, mesmo quando estas funções forem de caráter apenas estéticas. Portanto, consideremos o paisagismo como um instrumento ecológico em todas as suas formas.
  13. 13. CONSCIÊNCIA AMBIENTAL Barry Commoner formulou as 3 Leis da Ecologia:  Interdependência – todas as coisas são relacionadas entre si  Desenvolvimento limitado  Não há almoço grátis na natureza Quanto mais civilizados nos tornamos, mais difícil fica conseguir viver com qualidade.
  14. 14. Burle Marx (1987) definiu 2 formas de paisagem: A natural, exitente A humanizada, construída Somente com a ajuda dos botânicos, ecologistas e outros técnico, o paisagista conseguirá interpretar corretamente a paisagem natural, para pensar harmoniosamente em como conceber e executar a paisagem construída.
  15. 15. É essencial optarmos por trabalhar com espécies nativas, da região em questão, para garantirmos um nicho ecológico nas nossas paisagens construídas. Espécies Exóticas - em hipótese alguma, são substituto ideal para a vegetação nativa em todas as funções que desempenham no ecossistema.
  16. 16. Emerge como uma inevitável resposta, a dinâmica e crescente dissonante tensão, entre natureza e tecnologia na sociedade contemporânea. Tem como ideia nos tornarmos novamente parte integrante da natureza, subordinados às leis do universo. É na paisagem, onde o freqüente conflito entre a natureza e a tecnologia é mais facilmente percebido, é na paisagem também que qualquer tentativa de solução deste conflito pode ser testada e posta à prova. O paisagismo ecológico aparece então como mais um instrumento a ser utilizado para alcançarmos uma paisagem sustentável, e assim viver em harmonia com o planeta que nos abriga e sustenta!

×