Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Patologia 01 introdução - med resumos - arlindo netto

  • Be the first to comment

Patologia 01 introdução - med resumos - arlindo netto

  1. 1. Arlindo Ugulino Netto – PATOLOGIA – MEDICINA P4 – 2009.1FAMENENETTO, Arlindo Ugulino.PATOLOGIA INTRODUÇÃO À PATOLOGIA (Profº Raimundo Sales) O termo patologia significa, ao pé da letra, o estudo (logos) do sofrimento (pathos). A patologia é, portanto, umramo da ciência que visa realizar uma ponte entre as ciências médicas básicas à prática clínica, estando voltada aoestudo das alterações estruturais e funcionais que ocorrem nas células, tecidos e órgãos decorrentes das doenças. A patologia faz uso de técnicas moleculares, microbiológicas, imunológicas e morfológicas para explicar ascausas e os motivos dos sinais e sintomas que os pacientes manifestam, fornecendo uma base racional para umaabordagem clínica e o tratamento. O estudo da patologia está dividido em duas grandes correntes: • Patologia geral: aborda as reações básicas das células e dos tecidos aos estímulos anormais relacionados às doenças. • Patologia sistêmica (especial): examina as respostas específicas de órgãos e tecidos especializados a estímulos moderadamente definidos. Os quatro aspectos das doenças que formam a base da patologia são as suas causas (etiologia), osmecanismos de seu desenvolvimento (patogenia), as alterações estruturais induzidas nas células e nos órgãos(alterações morfológicas) e as conseqüências funcionais das alterações morfológicas (significado clínico). • Etiologia ou causa: considera-se que existam duas classes principais de fatores etiológicos: intrínsecos ou genéticos, e adquiridos (ou seja, de forma infecciosa, nutricional, químico, físico). • Patogenia: se refere à sequência de eventos da resposta das células ou dos tecidos ao agente etiológico, desde o estímulo inicial até a expressão final da doença em si. • Alterações morfológicas: referem-se às alterações estruturais nas células ou nos tecidos que são característicos da doença ou levam ao diagnóstico do processo etiológico. • Desordens funcionais e manifestações clínicas: a natureza das alterações morfológicas e sua distribuição nos diversos órgãos o tecidos influencia a função normal e determina as características clínicas (sinais e sintomas), curso e prognóstico de uma doença. As interações célula-célula e célula-matriz contribuem de forma significativa para a resposta às lesões levando, em conjunto, à lesão tecidual e do órgão, que são tão importantes quanto o dano celular na definição dos padrões morfológicos e clínicos da doença.

    Be the first to comment

    Login to see the comments

  • leilasilva1428

    Nov. 2, 2014
  • pedrovitalbrazil7

    Nov. 11, 2014
  • Carolbeanes

    Feb. 16, 2017
  • lailaaltoe

    Jun. 28, 2017
  • carlos1000ton

    Feb. 20, 2018
  • MainaraWeissheimer

    Apr. 11, 2018
  • lidi0995

    Jul. 26, 2021

Views

Total views

8,876

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

390

Actions

Downloads

708

Shares

0

Comments

0

Likes

7

×