Isomeria óptica 2012

5,219 views

Published on

0 Comments
10 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
5,219
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
228
Comments
0
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Isomeria óptica 2012

  1. 1. Isomeria Óptica Química
  2. 2. Luz natural e luz polarizada Luz não polarizada Luz polarizada - A luz natural (não polarizada) apresenta vários planos de vibração. - A luz polarizada apresenta um único plano de vibração. Química
  3. 3. Polarização da Luz A luz polarizada é obtida fazendo-se passar um feixe de luz natural por dispositivos chamados de polarizadores. Um dos mais comuns é o prisma de Nicol. Polarizador Luz Natural Luz Polarizada Química
  4. 4. Atividade Óptica • Substância opticamente inativa: não desvia o plano de vibração da luz polarizada. • Substância opticamente ativa: desvia o plano de vibração da luz polarizada. Química
  5. 5. Substância opticamente ativa Dextrógiro, (d) ou (+) - desvia o plano de luz para a direita. Química
  6. 6. Substância opticamente ativa Levógiro, (l) ou (- ): desvia o plano de luz para a esquerda. Química
  7. 7. Isomeria Óptica Imagem especular (imagem invertida) Química
  8. 8. Isomeria Óptica Luz Luz polarizada polarizada H H CH3- C - COOH HOOC- C - CH3 OH OH Ác. (+) d-Láctico Ác. (-) l -Láctico Enantiômeros , enantiomorfos ou antípodas Química
  9. 9. Mistura racêmica Uma mistura formada por partes iguais dos antípodas d e l (mistura equimolar) não desvia o plano da luz polarizada e é chamada de mistura racêmica. Química
  10. 10. Atividade Óptica• Está ligada à assimetria molecular.• Toda substância que apresenta carbono quiral ou assimétrico é opticamente ativa. Química
  11. 11. Carbono quiral H CH3-* C - COOH OH Carbono Quiral (C*) ou assimétrico: está ligado a quatro radicais diferentes. Química
  12. 12. Isomeria Óptica Isômeros ópticos são aqueles que conseguemdesviar o plano de oscilação da luz polarizada, já queapresentam quiralidade. H CH3-* C - COOH OH Química
  13. 13. Isômeros opticamente ativos O número de isômeros opticamente ativosque uma substância pode apresentar é dado pelarelação: 2n = n° de isômeros ativos onde n é o número de carbonosassimétricos diferentes. Química
  14. 14. Exemplo H H CH3- C - COOH + HOOC- C - CH3 OH OH Ác. d-l Láctico Isômeros ativos 2n 21= 2 Química
  15. 15. Exemplo 2 OH H CHO CH3 –* –*C –*C – CH3 C H Cl OH Isômeros Ativos 2n 23 = 8 Química
  16. 16. ISOMERIA ÓPTICA ConcluindoHá, porém, moléculas especiais que originam isômeros. Esses podemapresentar, além de comportamentosquímicos diferentes, comportamentos fisiológicos inesperados. Química
  17. 17. ISOMERIA ÓPTICA ConcluindoÉ o caso, por exemplo, do medicamento “talidomida” usado para enjôos na gravidez. Química
  18. 18. ISOMERIA ÓPTICA Talidomida Química
  19. 19. ISOMERIA ÓPTICA Química
  20. 20. ISOMERIA ÓPTICA Química
  21. 21. ISOMERIA ÓPTICAPorque não foram realizados testes suficientes em relação a um dos isômeros, muitas crianças cujas as mães utilizaram-no nasceram deformadas em mais de 28 países, incluindo o Brasil. Química
  22. 22. ISOMERIA ÓPTICAHoje em dia são exigidos testes mais rigorosos antes de um medicamento novo ser lançado no mercado. Química

×