Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Mainframe uma breve história

1,167 views

Published on

Assuntos do slide:
>Mainframe;
>Diferença de supercomputadores;
>História;
>Hardware;
>Sistemas e Subsistemas;
>Formas de acesso;
>Mainframe IMB;
>Mainframe CRAY RESEARCH.

Published in: Devices & Hardware
  • Be the first to comment

Mainframe uma breve história

  1. 1. Mainframes ? Um mainframe é um computador de grande porte que se trata de um monte de computadores pequeninos, dedicado normalmente ao processamento de um volume grande de informações.
  2. 2. Diferenças de supercomputadore s Mainframes: Supercomputadores: • Mainframes são frequentemente aproximadamente medido em milhões de instruções por segundo ( MIPS ) • supercomputadores são medidos em ponto flutuante operações por segundo ( FLOPS ) ou por arestas atravessadas por segundo ou TEPS.
  3. 3. História Os mainframes nasceram em 1946 e foram sendo aperfeiçoados.
  4. 4. Hardware Como são computadores com capacidade dimensionada para aplicações que exijam grandes recursos
  5. 5. Sistemas e Subsistem as Sistemas Operacionais Subsistemas MVS No passado os sistemas operacionais desenvolvidos para mainframe eram criados especialmente para a finalidade de cada modelo TSO (Time Sharing Option) é responsável pela interação entre o Sistema e o Operador
  6. 6. Formas de Acesso Acesso Físico Acesso Lógico É feito por meio de placas inseridas na parte posterior no mainframe, podendo ser de vários tipos, como cabos coaxiais, pares trançados e até fibra ótica. O acesso lógico pode ser feito de várias formas: por um terminal que emula o sistema operacional do mainframe, chamados de “terminais burros” porque não são capazes de executar nenhuma operação interna
  7. 7. • Mainframes IBM 3033 e 3081 • Impressoras IBM séries 3211 e 3800 • Perfurador de cartão IBM 029 (colocado no vídeo equivocadamente como 129) • Leitor de cartão IBM 3505 • Unidades de fita IBM 3420 e 3480 • Unidades de fita IBM STC 3670 e 3450 • Unidades de disco IBM 2305, 3330, 3350 e 3380 • Unidade de comunicação MCUU IBM 3088 A IBM se destacou na categoria, fabricando alguns dos modelos mais populares.
  8. 8. IMB z13 O desenvolvimento do z13 custou à IBM 1 bilhão de dólares e sua pesquisa rendeu 500 novas patentes, incluindo algumas de criptografia voltada à segurança da computação móvel.
  9. 9. Cray Research A Cray foi outra empresa que esteve à frente desse mercado nesse período — até sua falência em 1989. Pouco antes da IBM ganhar destaque nesse nicho específico, ela dominou a área de computadores por mais de uma década com seus mainframes de designs inovadores e coloridos, dos quais fazia parte a série Cray X-MP, que veio a tornar-se a linha de computadores mais rápida existente, entre 1983 e 1985.
  10. 10. Cray X-MP Cray X-MP, que veio a tornar-se a linha de computadores mais rápida existente, entre 1983 e 1985
  11. 11. Cray X-MP Podia hospedar até oito processadores de 32 bits, cada um capaz de operar 333 megaflops, o que fazia com que a máquina sustentasse a velocidade de mais de 2 gigaflops. A CPU podia processar tanto instruções de 24 bits quanto de 32 bits, chegando a rodar a 200 MHz. Seu sistema operacional era uma versão do Unix desenvolvida pela própria Cray.
  12. 12. Hoje em dia, o pobre Y-MP, que custaria em torno de US$ 20 milhões, mal conseguiria executar um Windows Vista. Para compreender melhor a discrepância, um quad-core usado em desktops básicos faz no mínimo 42 gigaflops.

×