Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Paulista em Foco

968 views

Published on

Edição Outubro de 2017

Published in: News & Politics
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Paulista em Foco

  1. 1. A USF fica localizada na Rua Boa Vista, s/n, Tabajara, zona rural de Paulista. Essa é a 36ª unidade revitalizada pela Secretaria Municipal de Saúde. Em Pernambuco, o governador da Província, Pedro Vicente de Azevedo, sancionou no dia 11 de agosto de 1885, a lei que autorizava a criação da Companhia de Bombeiros, através de um sistema de convênio com as empresas de seguros Phoenix Pernambucana, Amphitrite e Indenizadora. Dois anos depois, em 23 de setembro de 1887, o capitão Joaquim José de Aguiar foi nomeado comandante da Companhia de Bombeiros do Recife, tendo tomado posse em 20 de outubro do mesmo ano, quando foi expedida a primeira “Ordem do Dia”. A partir de então, a data oficial do aniversário da Corporação passou a ser 20 de outubro. Dona Alzira Maria Santana nasceu em Paulista no ano de 1917 e comemora seu centenário no dia 22 de outubro. redacao@paulistaemfoco.com.br Outubro 2017 As notícias da nossa cidade I Ano I I n° 08 PIB Paulista celebra 65 anos de evangelização Desfile cívico leva multidão às ruas de Paulista Mais 10 famílias de Arthur II recebem seguro A data foi festejada em culto solene realizado na sede da igreja com a presença de dezenas de pessoas, entre membros e visitantes. Ao longo das seis décadas de existência, a Primeira Igreja Batista de Paulista (PIB), realizou grandes atividades evangelísticas e sociais. A principal via do Centro de Paulista, a Av. Marechal Floriano Peixoto, foi palco do tradicional Desfile Cívico do município. Milhares de pessoas participaram do evento, que contou com a participação de quatro mil estudantes de 47 escolas da rede municipal e 28 bandas. A indenização securitária é decorrente do seguro habitacional e beneficia os mutuários da antiga Cohab-PE. No Estado, mais de oito mil pessoas têm direito ao seguro e muitos precisam ainda entrar com uma ação no Judiciário solicitando o benefício. Entre os cursos que a instituição oferece estão Direito, Administração e Pedagogia, além dos cursos tecnólogos em Recursos Humanos e Logística. Pág. B-05 Pág. B-03 Pág. A-02 Pág. A-02 Pág. B-01 Pág. A-03 Pág. A-04 Pág. A-05 Pág. B-06 Pág. A-06 Joaquim Nabuco comemora 10 anos de atividades Divulgação PaulistaemFoco No caso de violência doméstica e familiar contra a mulher e crimes violentos contra o patrimônio, o município está em 5º no ranking pernambucano Paulista ocupa o 4º lugar no número de estupros e assassinatos em Pernambuco Unidade de saúde de Chã da Mangabeira é totalmente reformada O convidado para embalar a festa foi o cantor Augusto César, que trouxe suas músicas e seu carisma. Dia do Idoso é comemorado no Ecoparque das Paineiras Dia do Idoso é comemorado no Ecoparque das Paineiras Centenário Paroquial reduz conta de luz em quase 100% A conta de setembro de 2016 foi 50 vezes maior que o valor da conta de setembro deste ano. Não foi milagre! A economia é resultado da implantação do sistema de Geração de Energia Solar Fotovoltaica. CBMPE, há 130 anos preservando vidas, meio ambiente e patrimônio Divulgação Jorge Macrino/AscomPaulista
  2. 2. PAULISTA EM FOCO as notícias da nossa cidade A-2redacao@paulistaemfoco.com.br Outubro 2017 O jornal Paulista em Foco é uma publicação da Fatos Comunicação (MEI). Rua Lauro Sodré, 171, Mangueira - Recife-PE CNPJ:28.154.027/0001-58 Redação: Rua 7 de Setembro, 48,Vila Torres Galvão - Paulista/PE CEP: 53.403-540 Fone: (81) 99693-1547 Jornalista responsável: Denis Araújo / Reg. DRT/PE 4101 Telefone: (81) 99693-1547 Gerente Comercial: Andréa Ribeiro Telefone: (81) 99609-1949 EXPEDIENTE Recadastramento obrigatório para beneficiários do Auxílio Moradia Os moradores da cidade do Paulista que recebem o Auxílio Moradia têm até 16 de outubro deste ano para fazer um recadastramento obrigatório. Quem não aten- der à convocação pode ter o benefício suspenso ou até cancelado. Para se recadas- trar é preciso comparecer à Secretaria de Políticas So- ciais e Esportes, na Rua da Aurora, nº 1006, em frente ao Estádio Ademir Cunha, das 07h30 às 13h. É necessá- rio apresentar os documen- tos originais e cópia do RG ou CTPS; Título de Eleitor; Número de Identificação Social (NIS); Comprovan- Localizada no bairro da Vila Torres Galvão, em Paulista, a Primeira Igre- ja Batista completou na quinta-feira (21/09), 65 anos de fundação. A data foi festejada em culto so- lene realizado na sede da igreja com a presença de dezenas de pessoas, entre membros e visitantes. A história da Primeira Igreja Batista de Paulista (ou PIB Paulista, como é conhecida) se confun- de com o crescimento da cidade. Iniciada por um grupo de irmãos vindos de municípios vizinhos para trabalhar nas fábricas de tecido, a PIB Paulista cresceu e fincou raízes no bairro. Atualmente a igre- ja conta com dois de seus membros fundadores, o diácono Francisco Pedro e a diaconisa Dezinha. Ao longo das seis dé- cadas de existência, a igreja realizou grandes atividades evangelísticas e sociais; uma delas é o Igreja em Ação, projeto Chegar aos 100 anos é uma missão para poucos. Mas atingir tal longevidade com a alegria e a disposição para deixar qualquer jovem com inveja é, sem dúvida, um feito que dona Alzira Maria Santana conseguiu alcançar. Nascida em 22 de outubro de 1917, em Pau- lista, dona Alzira terá seu centésimo aniversário cele- brado na Igreja Assembleia de Deus (Convenção Abreu e Lima) de Maranguape II, onde reside. “Eu faço par- te do Coral Apocalipse e as “meninas” querem fazer um Culto de Ação de Graças para agradecer a Deus pelo meu aniversário. Vou ficar muito feliz” disse dona Al- zira. Filha de Antônio Ricar- do de Santana e Francisca Primeira Igreja Batista de Paulista Celebra 65 anos Divulgação Divulgação iniciado em 2015 com o objetivo de prestar assis- tência social através de serviços básicos de saúde, como aferição de pressão e medição de glicose. Tam- bém são feitos arrecada- ção e entrega de alimentos e distribuição de sopa no centro da cidade. Há tra- balhos de inclusão como aula de Libras – Língua Brasileira de Sinais, Corte e Costura e Informática. Com toda esta baga- gem, a PIB Paulista festeja fortemente as bênçãos da- das por Deus e alegra-se com sua história e planos futuros. Com a preserva- ção da fé e das Escrituras, fazendo a diferença ao longo dos anos, a Primeira Igreja Batista de Paulista, sob a liderança do Pr. Air- ton Hermógenes, se solidi- fica ainda mais, firmando gerações de adoradores. Além da evangelização, a PIB Paulista realiza um grande trabalho social na comunidade. Louvo e adoração a Deus foram as marcas da comemoração dos 65 anos da PIB Paulista Dona Zenilda chega aos 100 anos com alegria e disposição A paulistense nasceu em 22 de outubro de 1917 Maria, dona Alzira nunca casou, mas criou dois so- brinhos e sentiu a dor de perder um deles há 40 anos. “Aylton morreu há muito tempo e eu sofri demais. Hoje, cuido de Paulo que tem 37 anos e é uma pessoa com deficiência intelectual. Ele precisa muito de mim”, afirmou, lembrando que dos oito irmãos, apenas Cecília e Arlinda estão vivas e são mais novas que ela. Sobre as lembranças da juventude, ela recorda como era Paulista e onde traba- lhou. “Paulista não tinha rua calçada e nem carro, a gen- te andava a pé. Eu morava na Rua Formosa, depois do Nobre, e andava até a praia. Não tinha luz e nem violên- cia. Aos oito anos comecei a trabalhar na fábrica dos Lundgren, na fiação. Aos 15 anos me tornei tecelã. O úni- co bom para os operários era Frederico Lundgren, os ou- tros não gostavam da gente. Saí de lá já velha, aposenta- da”, finalizou dona Alzira, fazendo questão de ressaltar que sempre votou em Mi- guel Arraes e participava das caminhadas e comícios do socialista, político que afirmou não ter igual. PaulistaemFoco Dona Alzira Maria de Santana O leitor do Paulista em Foco, Clebson Ferrei- ra, denuncia o semáforo quebrado que fica no cru- zamento da Av. Lindolfo Collor com a Av. Dr. José Mariano, no bairro de Paratibe Paratibe. Segun- do ele, o semáforo está quebrado há meses colo- cando em risco pedestres ESTAMOS DE OLHO e condutores. “No local já foram registrados vários acidentes e nada foi feito até o momento”, concluiu. te de Residência, recibo do último pagamento de alu- guel, além dos documentos do cônjuge se for casado ou mantenha união estável. Ou- tras informações pelo fone: (81) 3372.5488. PaulistaemFoco Luiz Carlos Prereira Diretor da EBD
  3. 3. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade Outubro 2017 A-3redacao@paulistaemfoco.com.br A principal via do Cen- tro de Paulista, a Avenida Marechal Floriano Peixoto, foi palco do tradicional Desfile Cívi- co do município. Milhares de pessoas acompanharam o evento, realizado no sába- do (16.09), que contou com a participação de quatro mil estudantes de 47 escolas da rede municipal e 28 bandas, entre convidadas e locais. A programação fez parte das comemorações dos 82 anos de Emancipação Política do Paulista e celebrou a Inde- pendência do País. A concentração do des- file ocorreu nas imediações da Secretaria Municipal de Finanças. De lá, os estudan- tes, professores e músicos seguiram até o trecho da avenida em frente à sede da Prefeitura, onde foram mon- tadas duas estruturas, sendo um palco para o cerimonial de abertura do evento e uma tenda para a Banda Munici- pal Aristides Borges. O des- file encantou o público por mais de cinco horas, termi- nando depois das 19h. Prestigiando o evento, a arquivista Neith Melo gos- tou do que viu. “É muito importante essa participa- ção das escolas nesse tipo de evento. Faz lembrar o passado com muitas coisas bonitas que nós tínhamos”, disse. A dona de casa, Isabel Ferreira, também elegiou o desfile. “Acompanho esse evento todos os anos. Eu fico feliz de saber que o nos- so prefeito continua inves- tindo nisso. Paulista está de parabéns”, disse. Desfile Cívico exalta patriotismo O evento contou com a participação de quatro mil estudantes de 47 escolas da rede municipal e 28 bandas. Acompanhando o desfile ao lado da família, o prefeito Junior Matuto comemorou o sucesso do evento. Na visão dele, participar do Desfile Cívico é exercer um ato de cidadania. “Esse é um even- to muito tradicional na nossa cidade e que tem um signifi- cado muito especial não só para as crianças, mas tam- bém para as famílias como um todo. Nós acreditamos que o desfile aproxima os alunos das nossas raízes his- tóricas e culturais, o que traz um ganho enorme para eles. Estamos felizes por celebrar mais esse momento impor- tante e colaborar com isso”, destacou. O tema do desfile deste ano foi extraído de um verso do hino da cidade: “Paulista fração linda do Brasil”. “As- sim que definimos o tema do nosso evento, iniciamos uma série de atividades com os alunos em sala de aula. A ideia foi trabalhar as belezas naturais do município com os alunos para que eles pu- dessem conhecer um pouco mais da cidade e dos monu- mentos que aqui existem. E isso também proporcionou que muitas escolas realizas- sem muitas atividades du- rante o desfile”, afirmou o prefeito. AscomPaulista O Desfile Cívico fez parte das comemorações dos 82 anos de emancipação política do município Os alunos saíram às ruas da comunidade chamando a atenção dos moradores para a construção de uma cultura de paz no mundo Com muita alegria, os alunos mostraram a beleza das misturas de cores, povos e festas, tema do desfile realizado em Maranguape II. Desfiles cívicos também ocorreram nos bairros A Escola Arte e Vida, de Maranguape I, realizou, no dia três de setembro, o seu Desfile Cívico pelas princi- pais ruas do bairro para mar- car as comemorações pela Independência do Brasil. Com o tema Paz no Mundo, cerca de 250 alunos fizeram uma grande caminhada aler- tando a população sobre a importância da cultura de paz. A Escola Passo a Passo, de Maranguape I, participou no Domingo, dia primeiro de outubro, do 34° Desfile Cívico de Maranguape II que reuni escola das comu- nidade e bairros vizinhos. A Passo a Passo levou para a avenida mais de 150 alu- nos, que com muita beleza e simpatia, abordou o tema Mistura de Cores, Povos e Festas.
  4. 4. Outubro 2017 PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade A-4redacao@paulistaemfoco.com.br N o dia 7 de agosto de 1636, período da ocupação holandesa em Pernambuco, aconteceu o primeiro serviço de extin- ção de incêndios das Amé- ricas, motivo pelo qual fora constituída a Companhia Brantmeesters. No ano de 1856, o impe- rador Dom Pedro II, preocu- pado com o grande perigo de incêndios no Rio de Janeiro, então capital do Brasil, pre- cisamente em 2 de julho, assinou um Decreto regu- lamentando os serviços de extinção de incêndio. Daí o Dia Nacional dos Bombei- ros ser celebrado nesta data. Em Pernambuco, o go- vernador da Província, Pe- dro Vicente de Azevedo, sancionou no dia 11 de agos- to de 1885, a lei que autori- zava a criação da Compa- nhia de Bombeiros, através de um sistema de convênio com as empresas de segu- ros Phoenix Pernambucana, Amphitrite e Indenizadora. Dois anos depois, em 23 de setembro de 1887, o capi- tão Joaquim José de Aguiar foi nomeado comandante CBMPE, há 130 anos preservando vidas, meio ambiente e patrimônio Primeiro serviço de combate a incêndio das Américas Maj. Aldo Silva Chefe do Centro de Comunicação Social/CBMPE da Companhia de Bombei- ros do Recife, tendo tomado posse em 20 de outubro do mesmo ano, quando foi ex- pedida a primeira “Ordem do Dia”. A partir de então, a data oficial do aniversário da Corporação passou a ser 20 de outubro. No dia 23 de janeiro de 1888, os bombeiros do Re- cife atenderam seu primeiro grande socorro para aque- la época. Feito pelos sinos das Igrejas de Santa Cruz e Boa Vista, no bairro da Boa Vista. Um incêndio destruía uma padaria no Pátio de Santa Cruz. Ao ouvirem o alarme de incêndio, segui- ram para o local empurran- do o Carro de Mangueiras, colocaram sobre os ombros as escadas e as bombas ma- nuais e carregaram as caixas com os equipamentos. Mes- mo com o material precário e escasso, conseguiram do- minar as chamas em cerca de quatro horas. Funcionalmente, o pro- cesso de desenvolvimento permaneceu a cargo das em- presas seguradoras até 1922, quando a Lei nº1531 criou o Corpo de Bombeiros, fazen- do parte da Força Pública do Estado de Pernambuco. 25 anos depois esta Força passa a ser a Polícia Militar de Per- nambuco (PMPE) e no seu organograma está o Coman- do do Corpo de Bombeiros (CCB), que passa a ser um dos grandes comandos da gloriosa PMPE. No dia 22 de julho de 1994, o governador Arraes Quem precisa de trans- porte para fazer tratamento médico contínuo longe de casa sabe o quanto é impor- tante poder contar com um veículo confortável e seguro para fazer o deslocamento até as unidades de saúde. Em Paulista, os pacientes que são acompanhados nas clíni- cas de hemodiálise, quimio- terapia e radioterapia estão mais tranquilos, pois contam com o Segue Cuidando, um serviço prestado pela Secre- taria Municipal de Saúde, que recebeu, na quinta-feira (21.09), quatro novas vans para renovar a antiga frota. O programa, que foi criado pela prefeitura para transportar as pessoas com comprometimento severo de mobilidade até os hospitais onde são feitas as consultas médicas, virou lei munici- pal. Dos quatro novos veí- culos recebidos pelo Segue Cuidando, três são comuns e uma adaptada. As tradi- cionais possuem capacidade para transportar 16 pessoas, sendo 15 pacientes e o moto- rista. A van adaptada possui espaço para 11 pessoas, sen- do quatro cadeirantes, seis passageiros e o condutor. Os usuários do programa pos- suem, inclusive, um cartão de identificação magnético. Esse dispositivo auxilia no monitoramento do uso do serviço. Através do cartão, é possível saber o horário de embarque e desembarque dos usuários e acompanhar o desempenho do condutor. Atualmente, 166 pesso- as estão sendo beneficiadas pelo programa no municí- pio. Elas são transportadas diariamente, de segunda a sábado, nos três turnos do dia, até as unidades hos- pitalares. “Eu lembro que quando assumimos a prefei- tura esse tipo de transporte era realizado por veículos inadequados como kombis. Hoje temos convicção que o Segue Cuidando já mudou a vida das pessoas, ajudando, inclusive, elas receberem o tratamento com mais tran- quilidade”, disse o prefeito Junior Matuto. sancionou a emancipação do CCB que passa a ser o Corpo de Bombeiros Militar de Per- nambuco (CBMPE). No ano seguinte, o governador regu- lamentou tal emancipação, a qual trouxe, nos seus anos 10 anos iniciais, um crescimen- to exponencial à corporação, tanto nos recursos humanos como nos equipamentos, viaturas, embarcações. A partir de então foram notó- rios os avanços na prestação de serviço à sociedade em termos funcionais e tecno- lógicos, com que fazem do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco um exemplo de comprometimento sem- pre focado na preservação da vida, do meio ambiente e do patrimônio. Denominações históricas: • Companhia de Bombeiros do Recife (1870) • Corpo de Bombeiro da Força Pública do Estado de Pernambuco (1922) • Corpo de Bombeiros da Polícia Militar de Pernambuco (1947) • Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (1995) Paulista renova frota do programa Segue Cuidando Francisco Marques/AscomPaulista AscomPaulista o programa já beneficia 166 pessoas do município
  5. 5. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade Outubro 2017 A-5redacao@paulistaemfoco.com.br O primeiro Ecoparque público da Região Metropolitana do Recife já atrai um grande público. A nova área de lazer da cidade, que fica locali- zada às margens da rodovia PE-15, ao lado do Terminal Integrado Pelópidas Silveira, foi inaugurada na sexta-feira (15.09) pelo prefeito Junior Matuto. O espaço, que re- cebeu o nome de Ecoparque das Paineiras Professor Jo- nathan da Rocha Leite, conta pista de cooper, equipamen- tos de ginástica, academia da saúde, palco para apre- sentações, brinquedo para as crianças, tirolesa e mirante. O local ainda possui rampas de acessibilidade, banheiros e estacionamento para os frequentadores. A dona-de-casa Selma M. de Araújo de Melo, 52 anos, é uma das paulisten- Paulistenses ganham ecoparque O espaço conta com pista de cooper, equipamentos de ginástica, academia da saúde, palco para apresentações, brinquedo para as crianças, tirolesa e mirante. ses que estão aproveitando o Ecoparque para para cami- nhar. “Nunca imaginei que Paulista fosse ganhar um parque desse porte. Estou adorando tudo aqui. A partir de agora eu vou aproveitar para cuidar da saúde. E o melhor é que não vou preci- sar mais sair de perto de casa para fazer isso”, argumentou a moradora da Vila Torres Galvão. Para transformar a área verde em Ecoparque, a Prefeitura do Paulista inves- tiu na obra mais de R$ 1,1 milhão. A gestão municipal montou uma estrutura para garantir a manutenção e a segurança do local. Além de funcionários de serviços gerais, guardas municipais atuam nas dependências do espaço para garantir tranqui- lidade aos frequentadores. A segurança ainda é reforçada pelo Centro Integrado de Segurança (CIS), que pos- sui uma câmera na rodovia PE-15, nas proximidades do ecoparque, podendo visuali- zar o que está acontecendo no local. Por meio delas, equipes da prefeitura e da PM podem acionar viaturas policiais para atender as pos- síveis ocorrências. O Ecoparque das Painei- ras, que possui 16 mil m², funciona todos os dias da se- mana, em horário ampliado, sempre das 05h às 22h. As atividades noturnas estão ga- rantidas graças a instalação de um moderno sistema de iluminação. Homenagem – Graças a um Projeto de Lei do vereador Augusto Costa, o ecoparque do Paulista ganhou o nome de Professor Jonathan da Rocha Leite. O educador, que faleceu em 2007, foi um dos defensores do uso da área para atividades com a população. Ele levou o es- petáculo da Paixão de Cristo da Escola Fernando Ferra- ri ao local, antes mesmo de qualquer obra por parte da prefeitura. Jonathan também era conhecido por seu traba- lho social na cidade, espe- cialmente, com jovens. Aquinta-feira (28.09) foi de bastante animação para a população idosa do Paulis- ta. A Secretaria de Saúde do município realizou a festi- vidade do Dia do Idoso no Ecoparque das Paineiras, onde centenas de pessoas compareceram ao local e tiveram acesso a vários ser- viços, entre eles a aferição de pressão, mamografia e limpeza de pele. Na ação também foi possível retirar a carteira de estacionamento para o idoso. Convidado para emba- lar a festa, o cantor Augusto César trouxe suas músicas e seu carisma. Ao som de co- nhecidas canções os idosos dançaram e mostraram o quanto estão dispostos a vi- ver uma vida dinâmica. No mesmo palco também hou- ve uma apresentação cultu- ral do grupo Tambores do Paulista. Dona Maria Clara, de 78 anos, foi uma das senhoras que prestigiaram a come- moração. “Esse evento está sendo maravilhoso. Ele dá uma oportunidade para a gente se cuidar e se sentir feliz. Porque sem felicidade ninguém vive,” disse a dona de casa. O prefeito Junior Matu- to citou o importante papel da gestão diante do idoso. “Toda a atividade que nós fazemos não é simplesmen- te para ocupar a mente do idoso, é para aumentar a autoestima e também fazer a saúde preventiva. Desta maneira teremos uma quali- dade de vida melhor”. Ain- da de acordo com o prefei- to, a data é para homenagear as pessoas que fazem tanto pelos mais novos. “Essa co- memoração é para as pes- soas que fizeram tanto pela vida de outras. A prefeitura com muito compromisso, responsabilidade e sensibi- lidade tenta retribuir esses gestos de amor”. De acordo com o médi- co do programa Saúde em Movimento, Dr. João Leite, a comemoração, além da homenagear o idoso, repre- senta o cuidado que o muni- cípio tem com esse público. “O dia de hoje é importante para coroar nossa ativida- de durante o ano todo. Ao longo do ano nós trabalha- mos em diversos polos de atividade física do Saúde em Movimento nos bairros de Paulista, fazendo pales- tras, orientações clínicas e exames cardiológicos. Em nossa atividade diária nós chamamos a população ido- sa da cidade para fazer par- AscomPaulista Dia do Idoso é comemorado com bastante alegria no Ecoparque te do programa, que é uma das atividades mais impor- tantes da Secretaria de Saú- de do município.” Jorge Macrino/AscomPaulista O Ecoparque já se tornou o espaço de lazer das famílias paulistenses e a cada dia atrai mais gente Augusto César embalou a festa do Dia do Idoso em Paulista
  6. 6. Outubro 2017 PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade A-6redacao@paulistaemfoco.com.br U ma das mais tradi- cionais instituições de ensino de Per- nambuco, com 39 anos de fundação, a Escola Paroquial Nossa Senhora de Fátima, em Paratibe, mantida pela Congregação dos Sacerdo- tes do Sagrado Coração de Jesus, conseguiu reduzir a conta de luz em quase 100%. Não é milagre! O resultado é fruto da implantação do sis- tema de Geração de Energia Solar Fotovoltaica, que per- mite que a escola gere ener- gia para consumo próprio, atendendo todas as suas necessidades. E o melhor: poderá ter créditos com a concessionária (Celpe), caso produza além do consumo. Nesse caso, o medidor bi- direcional registra o consu- mo e a produção de energia. Na prática, é o consumidor tornando-se um gerador de energia limpa, com direito à compensação que, além de economizar, estará contri- buindo para reduzir os riscos Escola Paroquial de Paratibe reduz conta de luz em quase 100% A conta de setembro de 2016 foi 50 vezes maior que o valor da conta de setembro deste ano. Não foi milagre! de apagões no país. “Para se ter uma ideia da economia, basta dizer que a nossa conta de ener- gia de setembro deste ano foi de R$ 77,46. Já em se- tembro de 2016, nós paga- mos R$ 3.945,31, ou seja, uma conta 50 vezes maior. Isso mostra que fizemos um bom investimento”, disse o diretor da escola, Pe. Renato Maia. Em tempos de recursos naturais escassos e diante da crescente preocupação com o aquecimento global, a transformação da luz so- lar em energia elétrica vem sendo apontada como um dos caminhos mais promis- sores no campo da geração e da segurança energética. E não é para menos, cien- tistas e ambientalistas do mundo todo dão boas-vin- das à energia solar, por tê-la como uma fonte al- ternativa, limpa, renovável e inesgotável, como meio de substituir os efeitos in- desejáveis dos combustíveis fósseis, como a elevação das temperaturas do planeta. “O sistema ainda apre- senta diversas vantagens além da economia e produ- ção de energia limpa. Tem equipamento silencioso, va- loriza o imóvel, tem rápida instalação, baixo custo de manutenção e garantia de longo prazo (vida útil su- perior a 25 anos)”, afirmou o consultor Adriano Bezer- ra, representante da Satrix Energias Renováveis, res- ponsável pela implantação do sistema de Geração de Energia Solar Fotovoltaica na unidade de ensino. Para conhecer mais so- bre o Sistema de Geração de Energia Solar Fotovoltaica e suas vantagens, você pode entrar em contato com o consultor Adriano Bezerra. Telefone: (81) 98192-3070. Email: adrianoapb35@gmail.com. Serviço: Foram instaladas 136 placas fotovoltaica no teto da quadra poliesportiva da escola. O Pe. Renato, Diretor da Escola Paroquial de Paratibe, mostra ao consultor Adriano Bezerra a maquete da unidade de ensino já com a implantação das placas de energia solar. Divulgação PaulistaemFoco
  7. 7. Outubro 2017 PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade redacao@paulistaemfoco.com.br D ez famílias que re- sidem no Bloco 09, Quadra 80, no Con- junto Residencial Arthur Lundgren II, em Paulista, receberam, na sexta-feira (29.09), indenização secu- ritária decorrente de seguro habitacional. Em Paulista, dos oito mil mutuários da antiga Cohab-Pernambuco, cerca de mil já foram inde- nizados e todos os outros têm direito à reparação. Os habitacionais, que foram construídos e finan- ciados pelo Sistema Finan- ceiro Habitacional (SFH), encontram-se sob ameaça de desabamento por defei- to na construção. No ato de aquisição, os mutuários aderiram compulsoriamente à Apólice Habitacional, pas- sando a contar com a cober- tura contra danos físicos nos imóveis. “É fato certo e sabido que houve mui- tas falhas no projeto inicial dos imóveis, bem como a utilização de materiais de construção de baixíssima qualidade, e em quantidade inferior à reco- mendada pelas Normas que regem a construção civil. Há erros de projeto e há erros de execução do projeto, de modo que a quase totalidade dos prédios e das casas es- tão com problemas estrutu- rais, apresentando, ao longo do tempo, danos irreversí- veis” disse o presidente da Mais dez famílias de Arthur Lundgren II recebem seguro Dos oito mil mutuários da antiga Cohab, mil já receberam a indenização Federação das Associações de Moradores de Núcleos de Cohab (Femocohab-PE) e vereador de Paulista, Ca- melo do Seguro, que iniciou essa luta em defesa dos mu- tuários em 2010. Muitos proprietários não sabem que ainda é possí- vel entrar com ação pedindo a indenização e estão perdendo tempo, até por- que a lentidão do Judiciário impõe, muitas vezes, uma grande espera. Para se ter uma ideia, esse processo é de 2012. Então, é preciso entrar com a ação o quanto antes. Os inte- ressados devem procurar a Associação dos Moradores de Arthur Lundgren II, que fica na Rua Petrolina, 85. O telefone é o 98620-4520. Na Associação, os mutuários PaulistaemFoco terão todas as informações e vão poder tirar as dúvidas sobre os procedimentos e sem precisar pagar nada. “É importante ressaltar que o direito de indenização não é restrito aos donos ori- ginais do imóvel e, sim, aos atuais, mesmo que tenham o chamado contrato de ga- veta”, concluiu Camelo do Seguro. Até o dia 16 de outubro, a Faculdade UNINABUCO, unidade Paulista Centro, se- dia a 4° Quinzena Pernam- bucana de Conciliação em Apoio ao Idoso. A atividade é uma parceria com o Tribu- nal de Justiça de Pernambu- co (TJPE) e tem o objetivo de agilizar o andamento de processos dos Juizados Cí- veis que envolvem pessoas com 60 anos ou mais que te- nham audiências agendadas a partir de janeiro de 2018. As audiências acontecem de segunda a sexta-feira, sem- pre das 13h30 às 17h20, no o direito de indenização “não é restrito aos donos originais do imóvel” Camelo do Seguro conversa com os mutuários que receberam o seguro em Arthur lundgren II UNINABUCO agiliza processos cíveis de idosos A ação, que é realizada pelo TJPE em parce- ria com a faculdade, instruirá mais de 300 processos através da 4° Quinzena Pernambucana de Conciliação em Apoio ao Idoso Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) da faculdade que tam- bém funciona como Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem do Paulista. Com a campanha, serão avaliadas demandas cíveis e de relações de consumo que não ultrapassem o valor de 40 salários mínimos, entre elas, estão indenizações de qualquer natureza, como: planos de saúde, contratos bancários, danos morais decorrentes de relação de consumo e perdas e danos causados por um produto ou serviço. Os advogados do NPJ da UNINABUCO parti- ciparão auxiliando as partes que estão sem assessoria ju- rídica, junto com defensores públicos. Os estudantes de Direito da Instituição de Ensino Su- perior (IES) poderão assistir as audiências. Para o coor- denador do curso, Diogo Ramos, eles terão a oportu- nidade de vivenciar na pró- pria academia o desenrolar de uma demanda judicial. “Através da 4° Quinzena Pernambucana de Concilia- ção em Apoio ao Idoso, nos- sos discentes acompanharão na prática o que aprendem na teoria em sala de aula e aprenderão ainda mais ob- servando de perto a atuação dos advogados”. Além disso, o professor destaca a im- portância social dessa ação. “Essa audiências vão desa- fogar o trânsito de demandas Serviço 4° Quinzena Pernambucana de Conciliação em Apoio ao Idoso Data: 02 a 16 de outubro Horário: 13h30 às 17h20 Local: NPJ da Faculdade UNI- NABUCO Paulista - Bloco B Endereço: Rua do Rosarinho, nº 904, Paulista Centro. Ao lado do Shopping Paulista North Way. no TJPE. Na cidade do Pau- lista, serão resolvidos 342 casos”.
  8. 8. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade Outubro 2017 B-2redacao@paulistaemfoco.com.br
  9. 9. Outubro 2017 PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade 28 de Outubro Festa para servidor municipal do Paulista B-3redacao@paulistaemfoco.com.br O SINSEMPA pro- move no próximo dia 28 de outubro, a gran- de festa do ano em co- memoração ao servi- dor público municipal do Paulista, das 14h às 19h, no Sesi de Paratibe. Estão confirmadas as atrações da banda D´Rossi e os DJs Le- ozinho e Betinho Moral. Muito Chopp, churrasco, além de muitos brindes para os servidores municipais. Lembre- te: os convites estarão disponíveis, a partir do dia 15 de outubro, na sede do Sinsempa, das 08h às 17h, somente para os servidores associados. Compareça, prestigie. Sua presença é muito importante. O Setor Juridico SINSEMPA alerta so- bre fraudes que estão sendo cometidas con- tra os servidores pú- blicos municipais. Em 06/09/17, os nossos advogados tomaram conhecimento de que consta no contrache- que de alguns servido- res (veja imagem) o desconto indevido de 1,5% sobre a rubrica ASSEP (código 351). Convocamos a todos que estejam sendo lesados para procurem o setor jurídico do Sindicato, de segunda-feira a quinta-feira das 09h às 13h, para que possam ser tomadas as medidas necessárias ca- bíveis contra esse ato enganoso. Sindicato forte e de luta se faz também com o Departa- mento Jurídico atuante e firme na defesa dos direitos dos servidores municipais. É preciso registrar que os advoga- dos Bruno Alves de Siqueira, Fábio Luis dos Santos Silva e Caio Marcelo dos Santos Damásio prestam relevantes serviços ao Sinsempa nas áreas de Direito Constitucional, Direito Administrativo Público, Direito do Trabalho, Di- reito Cível, Sucessão e Família. Juntos somos mais fortes e fazemos a diferença Servidor você já parou para pensar e ver que ser sindi- calizado (a) é uma questão de consciência, pois uma cate- goria unida e organizada será capaz de mudar o compor- tamento dos patrões e governos. Sindicalizar-se significa mostrar que o trabalhador acredita no trabalhador, com o fortalecimento da representação, o exercício da cidadania, o caráter solidário e a contribuição para ampliar os servi- ços prestados pelo Sindicato. O trabalhador sindicalizado sabe que as conquistas são coletivas e a luta também. Sin- dicalize-se: entre em contato conosco pelo telefone (81) 3372.2383. Lembre-se que, filiado, você sempre terá prio- ridade no atendimento. Segunda a quinta-feira: 8h às 16h sexta-feira: 8h às 12h U m dia muito especial para os moradores da Chã da Manga- beira. A comunidade, que fica numa área limite entre Paulista e Olinda, foi con- templada com uma Unidade de Saúde da Família (USF) totalmente reformada e equi- pada. Uma solenidade reali- zada na sexta-feira (29.09) marcou a entrega oficial do posto à população. Essa foi a 36ª unidade revitalizada pela Secretaria Municipal de Saúde. “O povo da Chã da Mangabeira sempre foi tra- tado como cachorro de dois donos. A população ficava no meio do jogo do empur- ra-empurra, sem saber qual município deveria oferecer o serviço de saúde. Hoje sabe- mos que a luta dessa comu- nidade não foi em vão. Essa reforma, que vai garantir mais conforto aos pacien- tes e condições de trabalho aos profissionais, é apenas a primeira conquista dessa população. Quero aprovei- tar a oportunidade para pa- rabenizar a equipe do posto que tem feito a diferença pelo empenho, capacidade e união”, disse emocionado o prefeito Junior Matuto. A reforma da USF Chã da Mangabeira contemplou a parte física, elétrica e hi- dráulica. Além da nova pin- tura das paredes internas e externas, a unidade foi cli- matizada para qualificar o atendimento nos dois con- sultórios e nas salas de vaci- na, curativo e de reunião. “O posto ainda recebeu novos computadores que vão ser usados durante a implanta- ção do prontuário eletrônico, acabando com a papelada existe na unidade e evitando a perda de dados importan- tes dos usuários”, explicou a secretária de Saúde do muni- cípio, Fabiana Bernart. A unidade oferece clínica geral, atendimento pré-natal para gestantes, exames de prevenção, vacinação; reali- zação de curativos, aferição de pressão arterial e exame de glicose. A funcionária pública, Maria Geni de Oli- veira, que atua no setor da saúde, aprovou a reforma da USF. “Nós moradores da Chã da Mangabeira es- tamos de parabéns por essa conquista. Temos que nos alegrar pelas vitórias alcan- çadas porque antigamente era muito complicado ter Unidade de saúde de Chã da Mangabeira é totalmente reformada A USF fica localizada na Rua Boa Vista, s/n, Tabajara, zona rural de Paulista de buscar atendimento na Tabajara. As pessoas sabem que a nossa luta vem desde 2008 e o pior é que muitas vezes não valorizam uma ação como essa e continuam criticando”, argumentou. O posto possui uma equi- pe completa, com médica, uma enfermeira, uma técnica de enfermagem, uma recep- cionista e seis agentes co- munitários de saúde (ACS). O evento ainda contou com a presença do vice-prefeito, Jorge Carreiro, da primeira- -dama do município, Andrea Pereira, do vereador da cida- de, Evanil Belém, secretá- rios de governo e lideranças da comunidade. A USF Chã da Manga- beira fica localizada na Rua Boa Vista, s/n, Tabajara, Paulista. A unidade funciona de segunda a sexta, das 08h às 14h. O horário de aten- dimento é reduzido por se tratar de um posto localizado Francisco Marques/AscomPaulista Francisco Marques/AscomPaulista na zona rural. Noco espaço garante mais conforto aos usuários da unidade Consultórios garante aos médicos condições de atendimento Servidores são vítimas de fraudes Jurídico do Sinsempa sempre firme em defesa da categoria Não fique só, fique sócio do Sinsempa Horário de atendimento Hapvida no Sindicato ATENÇÃO!
  10. 10. Outubro 2017 PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade B-4redacao@paulistaemfoco.com.br “Ruas, praças e par- ques: os espaços públicos são essenciais ao ambien- te urbano (...) a mobilida- de é um componente es- sencial à saúde da cidade. As cidades não podem ser pensadas para os carros”, assegura, do alto da sua inquestionável experiên- cia, oArquiteto e Urbanis- ta Jaime Lerner, ex-pre- feito de Curitiba, a capital brasileira que apresenta os melhores índices quan- to à qualidade de vida dos seus habitantes. O Urbanista dinamar- quês Jan Gehl, responsá- vel pela mais importante reforma urbana empre- endida em Copenhague, capital da Dinamarca, afirma que “se as pessoas e não os carros são con- vidadas para a cidade, o tráfego de pedestres e a vida urbana aumentam na mesma proporção.” Para Gehl, “nós moldamos a cidade e ela nos molda”. Esse ambiente urbano no qual vivemos é forma- do a partir da articulação e da perfeita e harmonio- sa integração entre os es- paços vazio e construído, O espaço urbano e a sua ocupação OPINIÃO Paulo Marenga Arquiteto e Urbanista paulomarenga@yahoo.com.br que podem ser de natureza pública ou privada, com as suas interseções, diversida- des e complexidades. Ocor- re que esses espaços, muitas vezes, são ocupados e apro- priados de forma indevida e ilegal, emprestando ao te- cido urbano aspectos nada dignos de uma cidade. Desde a Polis e a Urbe, passando pelos conceitos medievais intramuros e a evolução do urbanismo ao longo do tempo, chegamos ao que hoje temos como ci- dade, com a sua fragmenta- ção espacial e a sua imensa desigualdade que levam aqueles do extrato social me- nos favorecido às frequentes e indevidas ocupações, so- bretudo dos espaços públi- cos. Some-se a isso a baixa capacidade que tem o poder público para coibir essas in- vasões e o resultado é um tecido urbano esgarçado de difícil cerzimento. Essa frag- mentação do espaço urbano, decorrente de um complexo processo social e econômi- co, apresenta-se como um reflexo claro da sociedade e da sua não menos importan- te fragmentação. Roberto Lobato Corrêa (1989), tratando dessa frag- mentação do espaço urbano, diz ser ela “reflexo tanto de ações que se realizam no pre- sente, como também daque- las que se realizaram no passado e que deixaram as suas marcas impres- sas nas formas espaciais do presente.” A correção dessas profundas e inde- léveis marcas no território urbano passa, necessaria- mente, pelo entendimento e apreensão por todos de que “o Estado deve pairar acima das classe sociais e dos seus conflitos”, como assegura Corrêa. Porém, cerzir esse te- cido esgarçado ao longo do tempo demanda imen- sas somas de recursos que os municípios nunca dispõem, levando-os a so- correr-se junto às instân- cias superiores do poder e os seus programas sociais destinados a investimen- tos para habitação popu- lar. As soluções terminam sendo pontuais e, quase sempre, inapropriadas. Muitos são aqueles que, retirados de condições de habitabilidade sub-huma- nas e colocados em mo- radias minimamente dig- nas, têm dificuldade para adaptarem-se à nova reali- dade e terminam voltando às condições anteriores. Com isso, retroalimentam o sistema de ocupações irregulares às margens de rios, mangues, estradas, etc., áreas non aedificandi ou de preservação perma- nente, construindo imen- sos aglomerados com centenas de habitações inadequadas. A opinião abaixo é de inteira responsabilidade do autor. Quem vê as atletas nos pódios pode não imaginar, mas, para serem as melhores no que fazem, enfrentaram obstáculos que vão além dos desafios trazidos pelo pró- prio esporte. Um dos exem- plos de superação é a atleta paulistense Adriana Paulo Figueiredo Ferreira da Silva (foto), 41 anos, mãe da pe- quena Cecília Ferreira, de 7 anos, residente no bairro do Janga. Bailarina de dan- ça popular, ela começou a correr em 2015 incentivada por uma amiga. “Foi a Irmã Cilene, uma amiga evangéli- ca que mora em Maranguape I, que me incentivou a correr. Ela já pratica o esporte há al- gum tempo”, disse Adriana. Desenhista do Setor de Cartografia, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do município de Paulista, a atleta tem pouquíssimo tem- po para os treinos. “Durante a semana, treino bem cedo, antes de vir trabalhar, ou à noite. É no final de semana que tenho mais tempo para Atleta leva nome de Paulista ao pódio Em três anos, Adriana Ferreira já conquistou 11 títulos me dedicar aos treinos”, afir- mou a corredora, que partici- pa do projeto Hapvida +1K e do Papa Léguas, um grupo formado por atletas amantes da corrida de rua. “São nes- ses grupos que tenho orien- tação e incentivo para conti- nuar minha vida de atleta”, afirmou. Com 11 títulos conquis- tados em menos de três anos, Adriana destaca a sua pri- meira conquista, em 2015, na Meia Maratona da Caixa, disputada no Recife. “Essa primeira conquista, 5º lugar, foi um grande incentivo, me fazendo crer que seria pos- sível ir mais além”, disse a atleta, que em Paulista já garantiu três pódios, o mais recente foi na 1ª Corrida e Caminhada Eu Vivo Paulis- ta, realizada no dia seis de setembro deste ano, onde chegou em 5 º lugar. “Correr sempre é válido. O exercício em si é válido em qualquer idade. O impor- tante é ser bem orientado. O esporte é bom para o corpo e bom para a mente. Pratique esporte. Essa é a mensagem que deixo”, concluiu Adria- na Ferreira. O psiquiatra Técio Cavalcanti escreveu para a redação do Paulista em Foco fazendo um alerta sobre a situação da placa que sinaliza o limite entre os municípios de Paulista e Olinda, na PE-15. As placas estão enferrujadas, prestes a cair, colocan- do em risco a integrida- de física de pedestres e condutores. Será que vão esperar acontecer um aci- dente grave para resolver ESTAMOS DE OLHO esse problema? É sempre assim? Com a palavra o Departamento de Estradas de Rodagem – DER-PE.
  11. 11. Outubro 2017 PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade B-5redacao@paulistaemfoco.com.br N o ano em que co- memora dez anos de existência, a até então Faculdade Joaquim Nabuco, passa a ser Facul- dade UNINABUCO Pau- lista. A mudança se deu pela transição que a marca passa, atendendo a todas as exigências do Ministério da Educação – MEC, em bus- ca de ampliar a Instituição e elevar cada vez mais a qua- lidade do Ensino Superior oferecido. A UNINABUCO Pau- lista é a pioneira da marca Joaquim Nabuco e está em franco processo de expan- são. A unidade oferece gra- duações tradicionais como Direito, Administração, Ci- ências Contábeis e Pedago- gia, além de cursos tecnólo- gos de Recursos Humanos e Logística e também o curso de Sistemas de Informação. Com o crescimento, di- retamente relacionado ao desenvolvimento da cidade e regiões vizinha, a Facul- dade passou a oferecer tam- bém cursos ligados à área de saúde. Hoje a população de Paulista e região conta também com a formação superior em Odontologia, Farmácia, Fisioterapia e Faculdade Joaquim Nabuco comemora dez anos e muda a marca Educação Física. Com as exigências de mercado a UNINABUCO vem se con- solidando também nas áreas das engenharias, possibili- tando também a realização de graduações em Engenha- ria e Elétrica e Engenharia de Produção. Para a diretora da unidade Paulista, Michela Macêdo, através do grupo Ser Edu- cacional a Instituição está cumprindo o seu papel social de educação com qualidade, possibilitando o crescimento e desenvolvimento da popu- lação local. “A responsabili- dade social que temos com o município de Paulista está vinculada aos projetos edu- cacionais de forma transfor- madora”, destaca. A Faculdade UININA- BUCO Paulista iniciou suas atividades no primeiro se- mestre de 2007, ofertando cinco cursos de graduação. Hoje, a Instituição conta com 29 graduações presen- ciais nas áreas de saúde, exatas, humanas e negócios, além dos cursos tecnólogos, pós-graduação e educação a distância. Hoje, em Per- nambuco, além das demais unidades localizadas no Janga, Olinda, Recife e São Lourenço da Mata, a marca também está presente nos estados da Paraíba, Alagoas e Ceará. Para comemorar os dez anos da UNINIBUCO Pau- lista, a Instituição preparou uma programação especial. No dia 20 de setembro os estudantes, docentes e fun- cionário participaram de ati- vidades lúdicas e entrega de brindes, além de um stand especial para fazer fotos ins- tantâneas e guardar um re- gistro da comemoração. A instituição oferece cursos de graduação, tecnólogos e pós-graduação, e ainda está em franca expansão Divulgação As escolas da rede municipal do Paulista es- tão comemorando o êxi- to na avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação de Pernambu- co (IDEPE). Na região metropolitana do Recife, o município alcançou o primeiro lugar, em rela- ção ao ensino médio (do sexto ao nono ano), e a se- gunda colocação nos anos iniciais (que são os cinco primeiros anos do ensino fundamental). A solenida- de para premiação aconte- ceu no Centro de Conven- ções de Pernambuco, em Olinda, e foi coordenada pela Gerência Regional de Educação Metropolita- na Norte. De acordo com o se- cretário de Educação de Paulista, Carlos Junior (foto), a gestão do prefeito Junior Matuto vem priori- zando a educação desde o primeiro ano de governo e os resultados concretos desse investimento estão se refletindo. “Isso tudo é um grande orgulho e avanço para nós, pois es- tamos sendo comparados com municípios que têm uma arrecadação bem maior que a nossa. O nos- so investimento na educa- ção sempre foi crescente e muita coisa boa ainda vai ser feita na nossa cidade. Paulista está sempre reali- zando formações continu- adas com os professores. Também nos preocupa- mos em fechar parcerias com empresas que estão dispostas a nos ajudar a alavancar a educação no nosso município. Toda essa dedicação e trabalho só tende a refletir em re- sultados gratificantes, que é o que está acontecen- do”, ressaltou. O secretário de Segu- rança Cidadã e Defesa Civil do Paulista, Manoel Alencar, também compa- receu ao evento e recebeu uma premiação pela rea- lização de trabalhos con- juntos com a Secretaria de Educação do município. Paulista é destaque no IDEPE Francisco Marques/AscomPaulista A Uninabuco chegou em Paulista no primeiro semestre de 2007 e já realizou o sonho de muita gente O resultado reflete os investimentos realizados na Educação
  12. 12. Outubro 2017 PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade B-6redacao@paulistaemfoco.com.br D e acordo com da- dos da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco, de janei- ro a agosto deste ano, Pau- lista registrou 64 estupros, ou seja, oito estupros por mês. Os números colocam o município em 4º lugar no ranking estadual desse tipo de crime, perdendo apenas para o Recife (231), Olinda (97) e Jaboatão dos Guara- rapes (88). E o pior é que esses números não represen- tam a realidade, visto que, muitas mulheres, por diver- sos fatores, não registram esses casos ou procuram os órgãos policiais alguns dias depois do crime, o que di- ficulta a precisão estatística desse tipo de violência. Outros dados alarmantes são os dos Crimes Violentos Paulista ocupa o 4º lugar no número de estupros e assassinatos em PE No caso de violência doméstica e familiar contra a mulher e crimes violentos contra o patrimônio, o município está em 5º no ranking pernambucano Letais Intencionais – CVLI, que engloba homicídio, la- trocínio e lesão corporal se- guida de morte. Nesses oito meses de 2017, Paulista já registrou 152 homicídios, um aumento de mais de 23% se comparado com todo o ano de 2016, onde foram re- gistrados 123 CVLI. Neste tipo de crime, o município também está em 4º lugar no ranking pernambucano, per- dendo apenas para o Recife (532), Jaboatão dos Guara- rapes (283) e Caruaru (193). No caso de extorsão me- diante sequestro e roubo com restrição da liberda- de da vítima, os chamados Crimes Violentos contra o Patrimônio – CVP, Paulista registrou 3.606 casos e no ranking está em 5º lugar no Estado. Quem lidera essa es- tatística é o Recife (29.182), seguido de Jaboatão dos Guararapes (6.515), Carua- ru (6.043) e Olinda (5.973). Mas a violência não está apenas nas ruas, ela tem to- mado o ambiente familiar. A violência doméstica e fami- liar contra a mulher aumen- tou em mais de 33% de ju- lho, que registrou 80 casos, para agosto, com 107 casos. Nesses oito meses de 2017, já são 817 casos, o que colo- ca o município também em 5º lugar no pódio da violên- cia. O primeiro lugar é do Recife (6.065), seguido de Caruaru (1.305), Jaboatão dos Guararapes (1.249) e Olinda (1.175). Os números da violência por cada bairro do municí- pio não são disponibilizadas pelo Governo. Os números da violência referentes ao mês de setem- bro só serão conhecidos no dia 15 de outubro, quando a SDS divulga as estatísticas. O prefeito Junior Matu- to segue inaugurando ruas e dando ordem de serviço para a pavimentação de mais vias na cidade. Na quarta- -feira (20.09), o gestor este- ve na Rua 22, no bairro da Alameda, para comemorar junto aos moradores, a re- alização de um sonho. Na ocasião também foi anun- ciada ordem de serviço para o calçamento da Avenida 3, localizada no mesmo bairro. Estiveram presentes na sole- nidade o vice-prefeito, Jorge Carreiro, secretários do go- verno e vereadores. Dona Maria Aparecida, 59 anos, não poderia estar mais feliz, pois a espera de mais de 20 anos acabou. “Só quem mora aqui há muito tempo sabe a tortura que era para sair de casa. Quando não era a chuva era a poeira. Só tenho a agradecer ao pre- feito por essa maravilha que ficou a minha rua. Agora meus netos podem brincar e correr sem nenhum aper- reio”, disse. “A dificuldade para tran- sitar nessa rua era grande, tanto para os carros, como para as pessoas, e princi- palmente para os idosos. Eu nem acreditava que alguém ainda iria olhar por nós. Meu sentimento hoje é só de felicidade, agora podemos viver com dignidade”, res- saltou o estudante Marcos de Souza, 21 anos. O prefeito Junior Matuto destacou que o trabalho na cidade continua a todo va- por. “O que estamos fazendo aqui hoje está acontecendo em toda a cidade. Mais uma rua inaugurada e mais uma ordem de serviço, essa será nossa rotina de trabalho. Nosso compromisso com o povo segue independente da crise que o país vem en- frentando. Vamos trabalhar e trabalhar”, finalizou o ges- tor. ARua 22, que possui 195 metros de extensão, foi to- talmente asfaltada e ganhou calçadas com acessibilidade. O investimento na obra foi de 206 mil reais. Já a Ave- nida 3, que será a próxima a receber a pavimentação, terá seus 460 metros asfaltados. Para esse serviço o investi- mento foi de 762 mil reais. Moradores da Alameda comemoram entrega de rua pavimentada Francisco Marques/AscomPaulista Divulgação Em vários locais da Vila Torres Galvão é possível ver cartazes com a frase “Aten- ção, área de assalto”. A iniciativa de alerta a população sobre os pontos mais vulneráveis do bairro foi de Biratan Dennys, que administra o grupo no Face- book Vila Conectado, com mais de 11.500 membros. “A onda de assaltos aqui no bairro está tirando a nossa Cartazes paz. Mesmo durante o dia os bandidos não dão trégua. Quase sempre agem de moto, em du- pla”, disse o jovem, afirmando que a proposta inicial era fazer uma manifestação “fechando” a PE-15. “Nós íamos parar tudo e dos dois lados. Não fizemos essa manifestação na PE-15 para não causar transtorno aos motoristas e passageiros. Por isso, optamos pelos cartazes”, concluiu. Os membros do Vila Co- nectado acompanham relatos diários de assaltos e são alerta- dos quando pes- soas estranhas à comunidade es- tão circulando na área. No grupo também é possí- vel ver postagens de assaltantes espancados pela própria popula- ção. “Tem gente que não aguenta mais tantos assaltos e está par- tindo para espancar os bandi- dos. Acho um equívoco. Não se pode combater violência com violência. Devemos é cobrar do Governo do Estado ações mais eficazes de combate à violência”, afirmou Biratan. Divulgação Junior Matuto destacou que o trabalho realizado em sua gestão

×