Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Novembro 2017

419 views

Published on

Jornal Paulista em Foco

Edição Setembro de 2017

Published in: News & Politics
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Novembro 2017

  1. 1. redacao@paulistaemfoco.com.br Novembro 2017 As notícias da nossa cidade I Ano I I n° 09 Lohana Souza, 12 anos, sonha em participar do Campeonato Pan-americano de Karaté, que será realizado de 24 a 26 de novembro, em Aracaju. Atleta precisa da sua solidariedade Divulgação Pág. B-01 O município está em 2º lugar no ranking estadual de estupros. Só fica atrás do Recife que lidera os números desse tipo de crime em Pernambuco. Paulista é ouro no Sul-americano de Artes Maciais Os atletas do Colégio Fernando Ferrari Alex Riquelme e Victor Hugo foram destaques da competição, que reuniu lutadores de vários países. Eles conquistaram a classificação para o Pan-americano 2018, que será realizado no Equador. O contribuinte poderá regularizar pendências financeiras de diversos tributos, entre eles, IPTU, ITBI, ISSQN e TLP. O pagamento em conta única garante desconto de 100% nos juros e multas. Refis 2017 garante descontos de até 100% Pág. A-03Pág. B-04 Número de homicídios já é maior que em 2016 De janeiro a setembro deste ano, 175 pessoas já foram assassinadas em Paulista. Antes mesmo de terminar o ano, o número já supera as estatísticas de 2016, quando a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco registrou 123 homicídios de janeiro a dezembro. O município é o 4º no ranking estadual. Aplicativo permite denunciar casos de violência pelo celular Por intermédio do app a população pode denunciar casos de violência contra a mulher, falta de iluminação em vias públicas, tráfico de drogas, além de outras atitudes suspeitas. As denúncias são encaminhadas ao Centro Integrado de Segurança (CIS), que direciona as ocorrências aos órgãos responsáveis. O serviço funciona de domingo a domingo, durante 24h. O bolo de 10 andares, assinado por Ismar Júnior, foi o grande destaque da Feira de Noivas “Meu Sim!”, realizada no Paulista North Way, de 3 a 6 de novembro. O evento reuniu 20 expositores nessa segunda edição e superou todas as expectativas. Campus do IFPE será construído em Paulista O Ministério da Educação vai investir mais de R$ 17 milhões na obra, que deve começar ainda neste ano e terá duração de 14 meses. Sinsempa realiza festa do Dia do Servidor Público Animação, alegria e participação. Essa foi a receita do sucesso. O Sindicato dos Servidores Municipais do Paulista Sinsempa) realizou, no 28/10 (sábado), mais uma grande festa em comemoração ao Dia do Servidor Público. Pág. A-03 Estudante realiza campanha para custear tratamento de saúde Uma moradora do bairro de Maranguape I iniciou uma campanha na internet para arrecadar dinheiro com o propósito de realizar um tratamento de saúde no exterior. A estudante de enfermagem, Ana Tenório, 20 anos, foi diagnostica, em 2015, com Lúpus – uma doença autoimune crônica, inflamatória e sistêmica que causa dores pelo corpo e compromete o sistema imunológico. Pág. B-03 Pág. B-01 Pág. B-01 Pág. A-05 Pág. B-05 Pág. A-04 MudaMundo chega a Paulista com oficinas e apresentações teatrais. Pág. A-06 Divulgação
  2. 2. PAULISTA EM FOCO as notícias da nossa cidade A-2redacao@paulistaemfoco.com.br O jornal Paulista em Foco é uma publicação da Fatos Comunicação (MEI). Rua Lauro Sodré, 171, Mangueira - Recife-PE CNPJ:28.154.027/0001-58 Redação: Rua 7 de Setembro, 48,Vila Torres Galvão - Paulista/PE CEP: 53.403-540 Fone: (81) 99693-1547 redacao@paulistaemfoco.com.br www.paulistaemfoco.com.br Jornalista responsável: Denis Araújo / Reg. DRT/PE 4101 Telefone: (81) 99693-1547 Gerente Comercial: Andréa Ribeiro Telefone: (81) 99609-1949 Novembro 2017 A caminhada para que o Repente se torne Pa- trimônio Imaterial do Brasil deu mais um passo, no último dia 31 de outubro, com um importante encontro entre representantes dessa categoria de poetas popula- res e a equipe de pesquisa- dores do Instituto do Patri- mônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan, órgão do Ministério da Cultura. A reu- nião aconteceu no Espaço Pasárgada, no Recife, que é um departamento da Secre- taria de Cultura do Governo de Pernambuco. Sob o comando do an- tropólogo João Miguel Sau- tchuk, da Universidade de Brasília, contratado pelo Iphan para coordenar a pes- quisa, a reunião na Capital Pernambucana contou com as presenças do também an- tropólogo George Bessoni, da representação estadual do Iphan, e de pessoas do universo pesquisado, como repentistas, emboladores, aboiadores, declamadores, cordelistas, cancioneiros, glosadores, apologistas, pro- movedores e apoiadores da poesia popular. Pernambuco já é o Es- tado do Brasil com o maior número de bens reconheci- dos como Patrimônio Ima- terial, num total de nove, entre esses, o frevo, cava- lo-marinho, mamulengo e maracatu de baque-virado. Na conversa com os poetas populares, João Miguel Sau- tchuk explicou todas as fases que devem ser vencidas até a conquista do título. A pri- meira é a que vem sendo re- alizada no momento, que é a da pesquisa, da identificação do bem com reuniões como essa do Recife e entrevistas para formação de um dossiê que justifique a concessão. Completada essa etapa, vem o reconhecimento, que é o registro do bem como ima- terial, com a concessão do título. Já a terceira fase é a de apoio, de fomento ao bem concedido para a salvaguar- da do mesmo. A partir do reconheci- mento, com a concessão do Título de Patrimônio Imate- rial, João Miguel destacou que “a salvaguarda busca garantir a continuidade des- sa cultura protegida, de um modo participativo e tudo planejado junto com os seus fazedores, no caso, os repen- tistas”. Para isto, o Iphan es- tabelece contatos de parceria com as associações da cate- goria e a cada dez anos tem todo um processo de reava- liação do bem imaterial, daí, segundo João Miguel, “ser indispensável a participação e o engajamento desses faze- dores da cultura”. Dificuldades dos repentistas Ao abrir uma janela na sua fala para ouvir os repen- tistas, João Miguel só ouviu lamentações e críticas à total falta de apoio dos poderes públicos para as apresen- tações do repente. Adélio Ricardo, de Gravatá, disse que “são muitas as dificul- dades para sobreviver como repentista, sem ter uma apo- sentadoria, sem ter outra fonte de renda”. Já Azulão do Nordeste, de Jaboatão e que se apresenta diariamen- te no Alto da Igreja da Sé, em Olinda, concentrou suas reclamações nas prefeituras e governos. Segundo eles, “as prefeituras não pagam, atrasam muito quando con- tratam e, além disso, pratica- mente não contratam mais”. Enquanto a única mulher repentista presente, Santinha Maurício, convocou a cate- goria para se unir e se arti- cular na cobrança de apoio aos órgãos públicos respon- sáveis pela cultura, Mano- el Gonçalves reclamou dos preços que as emissoras de rádio cobram aos cantadores por um horário para progra- mas do gênero. Segundo ele, “não dá mais para sobreviver com programas de rádio, os que existiam estão desapare- cendo”. Depois de assistir a um verdadeiro muro de lamen- tações pela falta de apoio ao repente, João Miguel enfati- zou que o Iphan não pode in- terferir nas prefeituras sobre as contratações de atrações culturais, para evitar que elas contratem apenas as tais bandas de sucesso, da moda, mas adiantou que “O Iphan pode, e vai fazer, um Plano de Salvaguarda que busque mais espaço e apoio público para essa cultura protegida”. Enquanto o Repente não ganha mais visibilidade, com o Título de Patrimônio Imaterial, o repentista An- tônio Lisboa, norte-riogran- dense radicado em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, lembra que essa luta vem de longe, a partir do Iº Encontro Nordestino de Cor- del, em Brasília, já se venti- lou a busca desse reconheci- mento. Depois, em 2010, foi feito o pedido do registro e em 2013, realizado o IIº En- REPENTE A busca da visibilidade como Patrimônio Imaterial Ruy Sarinho – Especial para o Jornal Paulista em Foco contro, também em Brasília, e no IIIº Encontro, em 2015, o Iphan já havia aceito o pe- dido. No mesmo ano, nesse Espaço Pasárgada, aconte- ceu a primeira reunião dos repentistas no Recife, com a Professora Rosângela, dis- cutindo as duas linguagens poéticas, o Repente e o Cor- del, que passaram a ter cami- nhos distintos para a obten- ção dos respectivos registros como Patrimônio Imaterial. E antes do final de 2015, o Iphan realizou um encontro no Crato. Segundo Lisboa, os golpes políticos a partir de 2016 provocaram uma parada nesse processo, que está sendo retomado agora. Um ponto que anima os repentistas é que as vá- rias linguagens do Repente continuam vivas, revigo- rando-se com o surgimento de novos talentos. Tanto o violeiro repentista Antô- nio Lisboa, como Ronaldo Aboiador, apontam para a renovação da arte com re- pentistas, como um menino de 12 anos de idade que já se destaca como um bom re- pentista, na Cidade de Igua- tu, no Ceará, e outras boas surpresas espalhadas pela Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e outros Estados do Nordeste. Ruy Sarinho Ruy Sarinho Com o tema: “SUS: for- talecer sempre, retroceder jamais”, a Secretaria de Saú- de do Paulista realizou entre os dias 19 e 21 de outubro, a VIII Conferência Municipal de Saúde. Durante três dias, o evento reuniu cerca de 600 pessoas, entre usuários e funcionários da Rede de saúde do município. A ação, que também foi coordenada pelo Conselho Municipal de Saúde, teve o objetivo de discutir as pro- postas elaboradas durante as Pré-Conferências muni- cipais e que vão compor o novo plano de saúde para os próximos quatro anos. “A gente entende que os usuários presentes na con- ferência sabem do momen- to político e financeiro que a prefeitura passa hoje. Eu acredito que o movimento e a participação popular são fundamentais em qualquer processo. Então, o balanço da conferência foi positivo, pois tiveram ricas discussões dentro dos espaços e tam- bém uma aproximação entre a gestão e os usuários do sis- tema”, disse a secretária de Saúde, Fabiana Bernart. Cerca de 600 pessoas participam da Conferência Municipal de Saúde João Miguel, de boina ao fundo, comanda a pesquisa do Iphan O poeta declamador Chico Pedrosa participou do encontro
  3. 3. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade A-3redacao@paulistaemfoco.com.br Novembro 2017 Animação, alegria e participação. Essa foi a receita do sucesso. O Sin- dicato dos Servidores Mu- nicipais do Paulista Sin- sempa) realizou, no sábado (28/10), mais uma grande festa em comemoração ao Dia do Servidor Público. Desta vez, a comemoração aconteceu no Sesi de Para- tibe e reuniu centenas de servidores associados, fa- miliares e convidados. A festa contou com as presenças ilustres de repre- sentantes da União Geral dos Trabalhadores (UGT), central a qual o Sinsempa é filiada, através dos direto- res Luiz Nélson e Severino Romero, do vereador Cé- sar Junior, mais conhecido como Alemão, do presi- dente do Sindicato dos Tra- balhadores Metalúrgicos de Pernambuco (Sindme- tal-PE), Henrique Gomes e esposa e do representante do Bradesco, Luciano. A presidente do Sin- sempa, Jucineide Lira, fez questão de agradecer o esforço e empenho da di- retoria que trabalhou, com compromisso e determi- nação, para que a festa ti- vesse um enorme sucesso, além da presença maciça dos servidores/associados, do trabalho realizado por todos profissionais dos ser- viços de segurança, decora- ção, bolo, bebidas, churras- co e shows infantis, além dos músicos da banda The Rossi e dos DJs Leozinho e Betinho Moral. Jucineide ainda acres- centou: “Estou muito feliz por mais uma festa reali- zada em comemoração ao Dia do Servidor Público, em especial para os servi- dores e servidoras do Pau- lista. Muito obrigada! Te- mos a sensação de mais um dever cumprido, de mais uma vitória conquistada. A luta não pode parar. Vamos em frente trabalhando pe- los interesses e direitos de todos e todas, sempre”. No final do evento, para a alegria de todos, houve sorteio de dezenas de brin- des com os servidores e servidoras. Sinsempa: festa em grande estilo marca o Dia do Servidor O Programa de Recu- peração Fiscal – Re- fis 2017, iniciativa da Secretaria de Finanças, oferece condições especiais de pagamento para os con- tribuintes inadimplentes com os impostos munici- pais. Um grande mutirão tri- butário está sendo realizado até 30 de novembro, na sede do órgão, que fica na Av. Marechal Floriano Peixoto, s/n, Centro da cidade. Quem está com pendência junto ao Fisco municipal não deve perder essa oportunidade! O contribuinte poderá re- gularizar pendências finan- ceiras de diversos tributos, entre eles, Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto sobre Transmissão de Bens e Imóveis (ITBI), Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS- QN), Taxa de Licença de Localização e Funciona- mento e Taxa de Limpeza Pública (TLP). Quem ficar em dia com o Fisco Muni- cipal terá a oportunidade de obter o desconto máximo no IPTU 2018. No mutirão, os contri- buintes podem pagar o débi- to à vista ou em até 36 meses em parcelas mensais, com vencimento no último dia de cada mês, onde o valor de cada prestação não pode ser inferior a R$ 100 para pes- soa física e R$ 200 para pes- soa jurídica. Em ambos os casos, o vencimento é o últi- Refis 2017 garante descontos de até 100% O contribuinte poderá regularizar pendências financeiras de diversos tributos, entre eles, IPTU, ITBI, ISSQN e TLP VOCÊ TEM ATÉ O DIA 30 DE NOVEMBRO PARA PARTICIPAR DO REFIS 2017 mo dia útil do mês da adesão ao Refis. Quem optar pelo parcelado e ficar sem pagar três prestações, consecutivas ou não, perderá o benefício. Confira a tabela de des- contos nos juros e multas: Cota Única – 100% de des- conto nos juros e multas; Em até 12 parcelas – 70% de desconto nos juros e multas; De 13 até 24 parcelas – 50% desconto nos juros e multas; De 25 até 36 parcelas - 25% desconto nos juros e multas; Vale ressaltar que o con- tribuinte só terá condições de obter desconto de 100% nos juros e multas, especifi- camente para o IPTU, TLP e TLF, se não possuir quais- quer débitos da mesma es- pécie tributária, vencidos ou vincendos, relativamente a fatos geradores ocorridos a partir de 1º de janeiro deste ano. Atendimento - A Secreta- ria Municipal de Finanças montou um esquema de atendimento diferenciado para os contribuintes por conta do mutirão tributário. Quem comparecer a sede do órgão, no Centro da cidade, terá à disposição uma equi- pe capacitada para analisar a situação junto ao Fisco e es- clarecer todo tipo de dúvida. O horário de atendimento ao público também foi amplia- do para garantir mais como- didade. Os contribuintes po- dem participar do Refis de segunda a sexta, das 07h30 às 16h. Oportunidade única - Caso o contribuinte não participe do mutirão tributário perde- rá todas as vantagens do Re- fis e ainda ficará sujeito a ser negativado, através de pro- testo junto ao Serasa e SPC. Vale salientar que em casos já ajuizados a situação pode chegar a penhoro do imóvel. Através de uma denún- cia anônima, a Secretaria de Infraestrutura, Serviços Pú- blicos e Meio Ambiente do Paulista autuou uma extra- ção ilegal de areia em uma granja localizada em Área de Proteção Ambiental, em Aldeia Beberibe, Zona Ru- ral do município. A extração de areia fun- cionava sem licença am- biental. O proprietário do terreno para encobrir a ação ilegal, utilizava uma licença ambiental dada pelo municí- pio para desassoreamento de um açude, mas que já estava vencida desde fevereiro des- te ano, por não ter cumprido as exigências do licencia- mento. O infrator foi autuado em R$300 mil e a área foi em- bargada por conta da ativi- dade irregular. Os fiscais do município também encami- nharam o resultado da ação de fiscalização para a pro- motoria de Meio Ambiente da cidade e para a promoto- ria Criminal. Divulgação No final do evento, foram sorteados dezenas de brindes Prefeitura multa em 300 mil reais uma extração ilegal de areia
  4. 4. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade A-4redacao@paulistaemfoco.com.br Novembro 2017 A Expor Paroquial 2017 foi um sucesso! A feira de conhecimen- tos, realizada no dia 16 de setembro, pela Escola Pa- roquial Nossa Senhora de Fátima atraiu um público de aproximadamente duas mil pessoas. O tema escolhido para este ano foi Meio Ambiente e os cerca de 100 trabalhos apresentados abordaram a te- mática, mostrando as diver- sas formas de convivência harmoniosa com a natureza e a importância de preservá-la. Todos os alunos, dos quatro seguimentos de en- sino, desenvolveram ativi- dades durante a Expor Paro- quial, que envolveu também Meio Ambiente foi tema da Expor Paroquial 2017 professores, coordenadores, funcionários, pais de alunos e moradores da comunidade de Paratibe, onde a escola está localizada. Graças ao empenho dos alunos, professores, coordenadores e funcionários, a Expor Paroquial 2017 superou todas as expectativas pedagógicas esperadas para o evento. A Escola se prepara para realizar uma gincana que também terá como tema o Meio Ambiente. Uma das grandes novidades da Expor Paroquial 2017 foi a participação do Greenpeace A Escola Paroquial Nossa Senhora de Fátima se prepara para celebrar seus 40 anos em 2018 garantindo um ensino de referência, excelência e qualidade para seus alunos. A Escola Paroquial, como é conhecida na cidade, lançará um programa novo. Será a primeira escola na cidade do Paulista e região a oferecer um programa bilíngue. Com esta nova atividade pedagó- gica, a Escola Paroquial permanece “sempre a mesma, sempre nova”, educando para a vida! Paroquial de Paratibe vai oferecer programa bilíngue Agora é oficial. A construção da sede pró- pria do campus IFPE Paulista vai sair do papel. Na segunda-feira (30.10), o prefeito Junior recebeu a notícia de que o Minis- tério da Educação vai in- vestir mais de R$ 17 mi- lhões na obra, que deve começar ainda neste ano e terá duração de 14 meses. Com a iniciativa, 1,2 mil jovens, especialmente, da cidade terão a oportuni- dade de se qualificar para o mercado de trabalho, graças à oferta de cursos técnicos e tecnológicos em diversas áreas. “Essa é uma iniciati- va que vai beneficiar as nossas futuras gerações. Amanhã eu posso até não estar mais prefeito ou até nem na política, mas teremos a certeza de que união de forças será sempre o melhor cami- nho para enfrentar as di- ficuldades”, frisou o pre- feito Junior Matuto, que explicou que o terreno doado pelo município já está pronto para receber a obra. Atualmente, o campus do IFPE Paulista fun- ciona desde 2014 num imóvel alugado às mar- gens da rodovia PE-15, no bairro da Vila Torres Galvão. A estrutura abri- ga 474 estudantes. Com a construção do novo pré- dio, que vai ser erguido num terreno na Avenida Brasil, em Maranguape I, esse quantitativo vai qua- se triplicar. Isso sem falar do incremento de novos cursos, especialmente, na modalidade integrado e superior. Recursos liberados para a construção do campus do IFPE em Paulista Alunos de robótica da Escola Paroquial Divulgação Divulgação
  5. 5. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade A-5redacao@paulistaemfoco.com.br Novembro 2017 “...aquele a quem se roga para despender dinheiro em detrimento do próprio patri- mônio, para proveito dos im- petrantes, ...redundará apenas em ganho e lucros destes últi- mos.” Vitruvius (75 – 15 a.C), Arquiteto romano, autor do único Tratado de Arquitetura que sobreviveu aos séculos! Desde que o homem ficou em pé ele busca um lugar para se proteger da dureza do clima, dos perigos que o rodeavam e para abrigar a sua prole e os seus poucos bens materiais. Os motivos são os mesmos quando visualizamos a vida moderna e a permanente busca empreendida para conseguir-se adquirir aquilo que é o maior patrimônio material da maio- ria das famílias, a sua casa de moradia. Foi um longo percur- so da caverna ao apartamento, passando pelos abrigos de pa- lha e demais alternativas com- patíveis com os materiais cons- trutivos e os locais disponíveis para essas moradias, fossem elas temporárias ou permanen- tes. Evoluiu o homem, evoluí- ram a arquitetura, a engenharia e os materiais construtivos e chegamos ao que aí está dispo- nível para a mesma finalidade, abrigar, dar segurança e con- forto ao homem e à sua familia. Num passado não muito distante, vivíamos em casas confortáveis, construídas em terrenos amplos o suficiente para termos quintais onde plan- Da caverna ao apartamento OPINIÃO Paulo Marenga Arquiteto e Urbanista paulomarenga@yahoo.com.br távamos e criávamos pequenos animais para o sustento da fa- mília. Acontece que a popula- ção passou a multiplicar-se em ritmo cada vez mais crescente, as intempéries e o rigor climá- tico levaram o homem rural ao caminho do litoral e das gran- des cidades e os terrenos foram ficando menores para que cou- bessem mais casas na mesma área. As casas coloniais, à sua época, por exemplo, não pela mesma razão, eram construídas geminadas, apesar de longas no seu comprimento e ofere- ciam entrada social à frente e de serviços aos fundos. Che- gou-se, então, àquilo que nin- guém jamais imaginara: num mesmo terreno um espigão com residências umas sobre as outras, chamando-se a isso mo- radia multifamiliar. A atração da segurança levou o homem a abdicar do conforto da sua am- pla casa e viver ‘trepado’ em apartamentos. Não foi difícil convence- -lo a acomodar-se em espaços mais limitados, nesse novo conceito de residir. As cir- cunstancias o ajudaram nessa aceitação. Passaram-se as dé- cadas e os prédios já dominam a cena construtiva nas grandes cidades há muitos anos, mesmo naquelas que ainda dispõem de grandes vazios urbanos a serem ocupados. Aqueles grandes apartamentos do passado, por necessidade de ampliarem-se a gama de compradores e atender ao crescente déficit habitacio- nal que passou a ser registra- do, deu lugar aos edifícios de hoje que são cada vez mais altos com apartamentos cada vez menores para atender à demanda de uma classe de renda menor, com apoio de programas sociais federais. Graças à habilidade criati- va dos projetistas, já se fa- zem unidades habitacionais com menos de 60m² de área com três dormitórios sendo uma suíte. Problemas com o custo dos materiais e dos financiamentos bancários, fizeram com que os pre- ços de venda subissem em progressão geométrica, na mesma velocidade em que as áreas úteis foram sendo reduzidas. Em contraparti- da, enquanto as UH’s iam diminuindo de tamanho, passamos a padecer de uma cronica anorexia criativa no desenho de muitos dos prédios que hoje vemos Brasil a fora, que se re- petem numa similaridade cansativa, já que a preocu- pação maior sempre foi a redução de custos constru- tivos e a adequação do inte- rior às novas exigências do mercado. Novos materiais e no- vas técnicas construtivas vêm acompanhando essa mudança e permitindo que as construtoras se adequem a essa realidade. Com isso, saindo hoje lentamente de um doloroso processo re- cessivo, a indústria da cons- trução que, como sempre, foi a primeira a sentir os seus efeitos, já vem dando mostras de uma tímida mas consistente recuperação na produção e venda de seus imóveis. Certamente, logo estaremos em um ritmo próximo ao que estávamos antes da recessão econô- mica, gerando empregos e atendendo às expectativas dos compradores, ávidos por sua moradia própria. Uma moradora do bair- ro de Maranguape I iniciou uma campanha na internet para arrecadar dinheiro com o propósito de realizar um tratamento de saúde no exte- rior. A estudante de enferma- gem, Ana Tenório, 20 anos, foi diagnostica, em 2015, com Lúpus – uma doença autoimune crônica, inflama- tória e sistêmica que causa dores pelo corpo e compro- mete o sistema imunológico. Enfrentando problemas com o tratamento nas unidades estaduais de saúde e sem ter condições financeiras para buscar ajuda fora do país, ela pede o apoio da população. “Infelizmente, meu trata- mento está enfrentando difi- culdades. Sou acompanhada pelo SUS, e sou grata aos médicos que me acompa- nham, pois, fazem de tudo para driblar as falhas do nos- so sistema público de saúde, porém, não tem sido sufi- ciente.Ademora nas solicita- ções e resultados de exames básicos, a falta de recursos e de medicações nas farmácias populares, somado a própria deficiência que a doença me causa me levou a procurar o tratamento em outro país. Na Itália. Lá terei mais chances de me recuperar e ter uma vida normal: retomar minha faculdade e poder trabalhar”, A opinião abaixo é de inteira responsabilidade do autor. Estudante realiza campanha para custear tratamento de saúde no exterior vislumbrou a estudante. Em função da doença, Ana Tenório precisou se adaptar a uma nova realida- de. “Ainda tenho 20 anos, e me sinto totalmente de- pendente da ajuda da minha mãe, que faz de tudo para dar o básico do sustento que pre- ciso. Só quem vive com dor crônica sabe do que estou Quem estiver disposto a ajudar a estudante Ana Tenório ou saber mais sobre a história dela, pode en- trar em contato pelo e-mail: anynhatenorio@gmail. com. A conta para depósito de qualquer valor é da Cai- xa Econômica Federal. Agência: 0944 (023) / Conta: 00028666-6. Outro meio é pela página vakinha.com.br. Segue o link: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ aninha-rumo-a-italia A estudante de enfermagem, Ana Tenório, 20 anos, foi diagnostica, em 2015, com Lúpus. falando. E isso me impede de ter uma vida normal. Eu poderia simplesmente me encolher na cama o dia todo, mas não. Eu quero viver”, desabafou. A jovem acredita que precisa angariar aproxima- damente 30 mil para iniciar o tratamento e se manter por um período de pelo menos dois anos fora do país. “Creio que ter saúde é meu primei- ro passo, mas não é da noite para o dia que se muda de país. Sei que há muito para me organizar, e preciso mui- to de pessoas que acreditem no meu sonho, e que este- jam dispostas a me ajudarem com recursos financeiros. Como ainda estou em crise, não posso trabalhar quando chegar lá. Sendo assim, o di- nheiro que preciso é para me manter lá, principalmente, no tempo do tratamento com a quimioterapia”, destacou. Solidariedade Divulgação Ana Tenório
  6. 6. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade A-6redacao@paulistaemfoco.com.br Novembro 2017 A temporada 2017 do projeto MudaMundo chega ao município de Paulista. Entre os dias 7 e 14 de novembro, serão ofe- recidas oficinas e apresenta- ções teatrais para professores e alunos das séries iniciais do Ensino Fundamental, numa iniciativa voltada para o resgate de valores em sala de aula, buscando contribuir para a transformação social tão necessária em nosso país. As atividades são gratuitas, numa realização do Minis- tério da Cultura, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e contam com o apoio da Secretaria Munici- Temporada MudaMundo em Paulista As apresentações teatrais acontecem no Teatro Experimen- tal Roberto Costa, no Paulista North Way Shopping (Rodovia PE 15, nº 242 – Centro), e as oficinas para professores no Cen- tro de Formação de Professores do Paulista (Rua Edson Borges, s/n - Bairro Aurora Paulista, antiga escola Presidente Kennedy). Terça-feira (7/11) 9h – Solenidade de início do projeto em Paulista Local: Teatro Experimental Roberto Costa, no Paulista North Way Shopping 9h30 – Teatro MudaMundo 13h30 às 16h30 – Oficina para professores 14h – Teatro MudaMundo Quarta-feira (8/11) 8h às 11h – Oficina para professores 9h30 – Teatro MudaMundo 13h30 às 16h30 – Oficina para professores 14h – Teatro MudaMundo 18h às 21h – Oficina para professores Quinta-feira (9/11) 8h às 11h – Oficinapara professores 9h30 – Teatro MudaMundo 13h30 às 16h30 – Oficina para professores 14h – Teatro MudaMundo Sexta-feira (10/11) 8h às 11h – Oficina para professores 9h30 – Teatro MudaMundo Serão oferecidas oficinas e apresentações teatrais para professores e alunos das séries iniciais do Ensino Fundamental pal de Educação dos muni- cípios. O MudaMundo tem como objetivo central disseminar conceitos básicos para a for- mação de cidadãos críticos e comprometidos com suas comunidades. Por meio das histórias vividas por João, um garoto, muito esperto, sempre pronto a auxiliar os outros e incomodado com injustiças, são transmitidos valores de respeito ao próxi- mo, de cuidados com o meio ambiente e com as cidades onde vivemos. João deseja mudar o mundo, tornando-o mais solidário, a partir de pe- quenas ações. PROGRAMAÇÃO Nesta temporada, serão distribuídos mil kits, com- postos por seis livros infantis com as histórias do menino João, e um caderno com su- gestões de atividades para desenvolver em sala de aula. As histórias foram escritas pelo autor gaúcho Caio Ri- ter e ilustradas pela artista plástica Laura Castilhos. As apresentações teatrais são encenadas pelo grupo minei- ro Real Fantasia. Em Pau- lista, o projeto conta com o patrocínio do Grupo InBetta. MudaMundo - O projeto, que nasceu no Rio Grande do Sul, acontece desde 2006 em diferentes estados brasi- leiros e já percorreu 110 ci- dades, atingindo diretamente mais de 70 mil crianças e mais de 10 mil educadores, além de ter envolvido mais de 4.300 escolas municipais e estaduais. Mais de 290 mil exemplares do livro Mu- daMundo já foram doados para bibliotecas de escolas públicas. Divulgação
  7. 7. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade redacao@paulistaemfoco.com.br Novembro 2017 S egundo as estatísticas criminais divulgadas pela Secretaria de De- fesa Social de Pernambuco (SDS), foram registrados em Paulista 14 casos de estupro no mês setembro deste ano, o que representa um aumento de 350% em comparação ao mês de agosto, que registrou apenas quatro. De janeiro a setembro, Paulista já chega a 79 casos de estupros. Os números de setembro colocam Paulista em 2º lugar no ranking estadual de estu- pros, ao lado de Jaboatão dos Guararapes, que também re- gistrou 14 casos. Quem li- dera esse tipo de crime é o Recife com 33 casos. “Pernambuco vive uma estrema violência e o go- vernador Paulo Câmara tem sido incompetente para ga- rantir segurança às famílias. Nós, mulheres, estamos pre- sas dentro de casa e, ainda assim, com medo. Veja o número de estupros aqui no município. Na hora certa va- mos dar a resposta que esse governador merece”, disse a dona de casa Adriana Souza, de 41 anos, que mora na Vila Torres Galvão. Ainda que os dados da SDS apontem o aumento es- tarrecedor da incidência do crime, os números não re- fletem fielmente a realidade. Algumas mulheres em situa- ção de violência sexual ain- da têm muito receio de de- nunciar este tipo de situação. Os principais motivos que as levam a guardar para si a violência sofrida são: medo, vergonha, não querer se ex- por e descrédito na Justiça. Número de casos de estupros aumenta 350% em Paulista Paulista está em 2º lugar no ranking estadual de estupros. Só fica atrás do Recife que lidera os números desse tipo de crime em Pernambuco. De janeiro a setembro deste ano, 175 pessoas já fo- ram assassinadas em Paulis- ta. Antes mesmo de terminar o ano, o número já supera as estatísticas de 2016, quando a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco registrou 123 homicídios de janeiro a dezembro. O município, infeliz- mente, ocupa o 4º lugar no ranking de homicídios no Estado, perdendo apenas para o Recife (602), Jaboa- tão dos Guararapes (310) e Caruaru (217). Uma comparação entre os meses de agosto e se- tembro deste ano, mostra que o número de assassina- tos na cidade cresceu mais de 200%. Em agosto foram registrados 11 homicídios, contra 23 praticados em se- tembro. A segurança pública é dever do Governo do Esta- do. Todos sabem disso! Mas, mesmo assim, a Prefeitura de Paulista tem investido no combate à violência. Uma de suas ações foi a criação do aplicativo “Paulista Co- nectada”. Por intermédio dessa ferramenta, você pode denunciar casos de violência contra a mulher, falta de ilu- minação em vias públicas, tráfico de drogas, além de outras atitudes suspeitas. O secretário de Seguran- ça Cidadã e Defesa Civil do Paulista, ManoelAlencar, fa- lou sobre a necessidade das denúncias, para que o servi- ço de proteção aos munícipes seja favorecido. “O cidadão deve fazer valer seu direito de ter uma segurança pública digna de uma comunidade. Então é extremamente im- portante que as pessoas re- gistrem qualquer crime, por- que isso gera uma estatística real das ocorrências e é foca- da nessa estatística que são destinados efetivos policiais para o combate a violência nos bairros.”, concluiu. As denúncias feitas atra- vés do app são encaminha- das ao Centro Integrado de Segurança (CIS) da cidade, que fica com a responsabi- lidade de direcionar as ocor- rências aos órgãos respon- sáveis. O serviço conta com Número de homicídios já é maior que em 2016 População pode baixar aplicativo pelo celular para denunciar casos de violência policiais do 17º BPM, agen- tes da Guarda Municipal e de Trânsito. O download dessa ferra- menta é simples de ser efe- tuado, basta fazer a procura gratuita por ela na loja virtu- al do seu celular. Após a valida- ção do número, o usuário terá a autorização de enviar denún- cias referentes à questão de segu- rança pública no Paulista. As pessoas que não possuem celular com re- curso de aplicati- vo, podem entrar em contato com a gestão por meio do número 154, que correspon- de a Guarda Municipal. O funcionamento é de domin- go a domingo, durante 24h.
  8. 8. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade B-2redacao@paulistaemfoco.com.br Novembro 2017
  9. 9. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade B-3redacao@paulistaemfoco.com.br Novembro 2017 Conhecido como Fofão, Geraldo Roberto nasceu na praia de Maria Farinha, localizada no Paulista, em 26 de setembro de 1962. Como pai, é totalmente dedicado ao Thiago e ao Kayo, suas “crias”, como os chamam carinhosamen- te. Com 55 anos continua em atividade como repór- ter da prefeitura do Pau- lista. Trabalha ainda com produção de eventos cultu- rais, locutor, ator e mestre cerimonialista. Fofão fez sucesso inau- gurando a primeira dan- ceteria do Estado de Per- nambuco, na década de 90. O local funcionava aos domingos e reunia cerca de mil jovens, durante dois anos seguidos. O evento bateu record de bilheteria e conseguiu fazer história no Clube das Paineiras. Tam- bém foi presidente do gru- po GAHA, com 608 jovens participando ativamente, clube que marcou uma ge- ração. Ator do Grupo Teatral Palhoça, divulgou a nossa cultura no Estado e em ou- tros países comoArgentina, Chile, Equador, Venezuela, Paraguai e Uruguai. No ci- nema, participou do curta metragem “Paraíba mu- lher macho”, dirigido por Tizuka Yamazak. O maior festival de mú- sica boa foi idealizado por “O meu sonho é infinito” Geraldo Fofão ele. O evento tinha 24 ho- ras de apresentação sem in- tervalos, segundo o Diário de Pernambuco, o maior do Estado. Na época, oito mil jovens compareceram ao festival. Através da convivência com os jovens, desenvol- veu espírito de liderança e em 1985 foi presidente do setor jovem do PMDB Mu- nicipal, e vice-presidente na esfera Estadual. Fofão é apaixonado pela vida, e adora viver in- tensamente, um dia de cada vez. “Jamais vou parar de sonhar, o meu sonho é infi- nito”, concluiu. A os 12 anos de idade e apenas dois anos de treino, a atle- ta Lohana Raline Ra- mos de Souza, kara- teca faixa laranja, já conquistou diversos títulos levando Pau- lista ao pódio. Aluna dedicada da Escola Lápis na Mão, onde cursa o 7° ano, Loha- na tem no currículo cinco de ouro, quatro de prata e duas de bronze. Sua última conquista foi o ouro no campeonato Bra- sileiro de Karatê, re- alizado no mês de se- tembro, em Olinda. O seu próximo desafio é o Campeo- nato Pan-americano de Karaté, que será realiza- do de 24 a 26 de novembro, em Aracaju. A atleta preten- de desembarcar na capital sergipana em busca de mais um título. Mas, para que esse sonho se torne uma re- alidade, Lohana precisa da ajuda de patrocinadores. A viagem requer gastos com passagens, hospedagens e alimentação e a família da karateka não tem condições financeiras para bancar to- dos os gastos. A mãe da atleta, Edvâ- nia Alves, que é técnica de enfermagem, está muito confiante e pede a ajuda das pessoas para que o sonho Atleta precisa de ajuda para participar do Pan-americano de Karaté Lohana Souza já coleciona 11 medalhas da sua filha se torne real. “É muito gratificante ver minha filha, com apenas 12 anos, lutar pelo seu sonho. Do jeito que as coisas estão, eu sinto muito orgulho de ter uma filha tão dedicada. Quero muito que ela con- siga disputar e ganhar essa competição, mas não tenho condições de pagar tudo so- zinha. Peço ajuda às pesso- as, para que ela concretize este sonho,” disse Edvânia, que disponibilizou o núme- ro do telefone (WhatsApp) para quem quiser ajudar – 98681-9339. Divulgação Divulgação Lohane e a mãe, Edvânia Geraldo Fofão apresentando evento realizado pela Prefeitura
  10. 10. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade B-4redacao@paulistaemfoco.com.br Novembro 2017 A presidente do Sindica- to dos Servidores Munici- pais do Paulista (Sinsempa), Jucineide Lira, recebeu na sexta-feira (27/10) o título de Cidadã Paulistense, de autoria do vereador Cesar Junior (Alemão) em concor- dância com todos os demais parlamentares que compõem a Câmara de Vereadores de Paulista (Casa Torres Gal- vão). Jucineide assinalou que, estava honrada em ter recebido esse título tão im- portante que a torna cidadã de fato e de direito da “cida- de das chaminés” que apren- P aulista subiu ao pódio no Campeonato Sul- -americano de Artes Marciais, realizado nos dias 21 e 22 de outubro, na cidade deViña del Mar, no Chile. Os atletas do Colégio Fernando Ferrari Alex Riquelme e Vic- tor Hugo foram destaques da competição, que reuniu luta- dores de vários países. A garra e a determinação dos dois atletas foram deci- sivas no resultado. Victor Hugo subiu ao pódio cinco vezes. Garantiu a medalha de ouro no Katá (em du- pla) e bronze no Point Figth (mistura de artes marciais), Kobudô (Katá com bastão), Katá individual e kumite (luta). “Foi uma grande ex- periência. As medalhas são fruto de muito esforço, de- dicação e treino”, disse Vic- tor. Já Alex Riquelme trouxe para casa a medalha de ouro no Point Figth (categoria até 9 anos, 40 quilos, até faixa laranja) e bronze no Katá e Kumite. “Estou muito feliz pelas conquistas. É o resul- tado de superação, esforço e treino. Vou continuar me dedicando ao esporte que amo”, afirmou Riquelme. O professor de artes mar- ciais do Colégio Fernando Ferrari, Luiz Claudio, acom- panhou os atletas nas con- quistas do Sul-americano. “É uma grande satisfação ver esses atletas no pódio. Reflete nosso trabalho e a deu amar e respeitar. Parabéns, Jucineide! Nova Cidadã PaulistensePaulista conquista ouro no Sul-americano de Artes Marciais A competição foi na cidade de Viña del Mar, no Chile. dedicação deles ao espor- te”, finalizou o professor. Os nossos meninos de ouro, que ficaram encanta- dos com o Chile, conquis- taram a classificação para o Pan-americano 2018, que será realizado no Equador. Divulgação Victor Hugo subiu ao pódio cinco vezes. Garantiu a medalha de ouro no Katá (em dupla) e bronze no Point Figth (mistura de artes marciais), Kobudô (Katá com bastão), Katá individual e kumite (luta). Divulgação Divulgação Alex Riquelme trouxe para casa a medalha de ouro no Point Figth (categoria até 9 anos, 40 quilos, até faixa laranja) e bronze no Katá e Kumite.
  11. 11. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade B-5redacao@paulistaemfoco.com.br Novembro 2017 A Feira de Noivas “Meu Sim!”, realiza- da no Paulista North Way Shopping, de 3 a 6 de novembro, chegou a sua se- gunda edição com muitas novidades e reunindo pro- fissionais e fornecedores do Paulista e da Região Metro- politana do Recife. Cres- cendo a cada ano, a feira se destacou por oferecer os me- lhores produtos e pacotes de facilidades para tornar real o sonho do casamento. Além de promover desfi- les de vestidos de noiva e pa- lestra para casais, o evento, que foi gratuito, sorteou uma cerimônia com recepção e lua de mel entre os partici- pantes. Foram mais de 20 fornecedores que oferecem preços especiais e condições de pagamento facilitadas. Entre as empresas que mar- caram presença o destaque ficou para Socorro Lima Re- cepções. Com mais de uma década de experiência, So- corro Lima apresentou um estande glamoroso, com uma decoração impecável, garan- tindo conforto aos clientes. A casa de recepções, que fica na Av. Manoel Quirino Tavares, 38-A, em Maran- guape I, é um espaço para 260 pessoas, conta com um excelente buffet e decoração assinada pelos experientes profissionais Mariano Silva e Ismar Júnior, o queridinho das noivas. O evento superou todas as expectativas. “A feira mos- trou as novidades em termos de vestido, confeitaria, con- vites, maquiagem e cerimo- nial, além de apresentar as melhores casas de recepções do Paulista. Conseguimos oferecer, em um só lugar, todos os serviços que a noi- va precisa para transformar seu sonho em realidade. Su- perou nossas expectativas e também as dos expositores”, concluiu Alcilene Timóteo, organizadora da feira. Feira de noivas supera expectativas Evento ocorreu no Paulista Norte Way Shopping Alcilene Timóteo, Ismar Júnior, Leila Camilo e Mariano Silva no estande de Socorro Lima Recepções
  12. 12. PAULISTA EM FOCO Notícias da nossa cidade B-6redacao@paulistaemfoco.com.br Novembro 2017 A tendendo ao reque- rimento do vereador Camelo do Segu- ro, A Prefeitura do Paulista revitalizou a Unidade de Saúde da Família (USF) do Nobre. Quem frequenta o local ficou satisfeito com o serviço porque tornou o ambiente mais confortável e acolhedor. A população aprovou as melhorias e ficou grata ao vereador e a Pre- feitura. “Tenho esse tempo todo aqui no Nobre e nun- ca fiquei sabendo de uma reforma nesse posto. Estou achando ótimo. Ficou muito bom para gente que precisa de atendimento”, comen- tou a dona de casa Sandrina Bezerra de França, 26 anos, que reside no Nobre há mais de duas décadas. Ela está gestante de seis meses e faz o pré-natal na USF. A revitalização da uni- dade solicitada pelo verea- dor Camelo do Seguro con- templou a parte estrutural, hidráulica e elétrica. Outra usuária que ficou satisfeita com o trabalho foi a dona de casa Erica Nogueira, 28 anos. Também gestante, ela fez questão de lembrar que a reforma não vai apenas be- neficiar as futuras mamães. “O bom é que as novas ge- rações também vão ser con- templados com essa refor- ma. Não só o meu filho que está para nascer, mas todas as crianças da nossa comu- nidade. Estou muito feliz por isso”, frisou a moradora. De acordo com o vere- ador Camelo do Seguro, a revitalização da UFS do Nobre era uma reivindica- ção antiga dos profissionais que trabalham no local e da comunidade. “Essa obra há muito tempo é esperada pela população do Nobre. Con- versando com os moradores do bairro me comprometi em solicitar ao prefeito Ju- nior Matuto a revitalização da UFS e o resultado está aí, para todo mundo ver e usufruir. Fico feliz em poder atender essa comunidade”, concluiu o vereador. A equipe da USF Nobre estima que a unidade rece- ba um número ainda maior de usuários após a reforma. Atualmente, 1,2 mil aten- dimentos são realizados no local. Nessa unidade são oferecidos diversos tipos de atendimento à população, entre eles, puericultura, pré- -natal, exame preventivo, vacinação. Prefeitura atende requerimento do vereador Camelo do Seguro e revitaliza USF do Nobre Na unidade são oferecidos diversos tipos de atendimento à população, entre eles, puericultura, pré-natal, exame preventivo, vacinação. O vereador Camelo do Seguro com a equipe da USF Nobre. O parlamentar ficou satisfeito com a revitalização da unidade de saúde, uma solicitação sua em benefício da comunidade. O vereador Camelo do Seguro foi convidado para participar do café da manhã que marcou a entrega da revitaluização da USF Nobre.

×