Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Diversidade nas plantas

3,817 views

Published on

  • Be the first to comment

Diversidade nas plantas

  1. 1. DIVERSIDADE NAS PLANTAS Apesar de existirem milhares de espécies diferentes de plantas, podemos agrupá-las em dois grandes grupos: as plantas com flor e as plantas sem flor. PLANTAS COM FLOR As plantas com flor são constituídas por raiz, caule e folhas, apresentando em certas épocas do ano as flores e depois os frutos. Raiz – Órgão geralmente subterrâneo. Caule – Órgão geralmente aéreo e ramificado. Folha – Órgão geralmente de cor verde e formas muito variadas. Flor – Órgão de cores e formas muito variadas. Fruto – Órgão seco ou carnudo que possui sementes que permitem a reprodução da planta.
  2. 2. RAIZ FUNÇÕES DA RAIZ A raiz é o órgão da planta que tem como funções: Fixar a planta no meio onde vive. Absorver do solo a água com sais minerais dissolvidos (seiva bruta). Acumular substâncias de reserva (cenoura, nabo…). CONSTITUIÇÃO DA RAIZ Colo – Zona que liga a raiz ao caule. Zona de ramificação – Zona onde se situam as raízes secundárias. Zona pilosa – Região onde se encontram uns pêlos muito finos – pêlos absorventes – que absorvem a seiva bruta. Zona de crescimento – Local por onde se dá o crescimento da raiz. Coifa – Zona terminal da raiz que protege e facilita a sua penetração no solo. TIPOS DE RAIZES As raízes podem variar quanto à localização e forma. LOCALIZAÇÃO 1 – Subterrânea – Aquelas que se localizam no solo. salsa
  3. 3. 2- Aquática – As que se localizam em água. lentilha d’água hera 3- Aéreas – As que se encontram suspensas. FORMA As raízes podem ser classificadas de acordo com a sua forma. A – Raiz aprumada – Tem uma raiz principal mais desenvolvida e dela saem raízes mais finas (secundárias). (Ex. goiveiro – papoila – feijoeiro…) B – Raiz fasciculada – Não se distingue a raiz principal, todas as raízes têm igual desenvolvimento, formam uma espécie de feixe. (Ex. milho – trigo – alho…) C – Raiz aprumada tuberculosa – Tem uma raiz principal carnuda porque armazenam grande quantidade de substâncias de reserva. (Ex. cenoura – nabo…) D – Raiz fasciculada tuberculosa – Tem um feixe de raízes carnudas que guardam substâncias de reserva. (Ex. dália - batata doce…)
  4. 4. CAULE O caule é a parte da planta que faz a ligação da raiz com as folhas e tem como principais funções:  Suportar a parte aérea da planta (folhas, flores, frutos).  Transportar a água com os sais minerais dissolvidos desde da raiz até às folhas.  Armazenar substâncias de reserva. 1 – Caules Subterrâneos Há vários tipos de caules 2 – Caules Aéreos 3 – Caules Aquáticos 1 – CAULES SUBTERRÂNEOS RIZOMA – Caule alongado que cresce na posição horizontal, com escamas e com raízes laterais. Ex. lírio e violeta ... Lírio BOLBO – Caule curto, de forma mais ou menos arredondada e protegido por escamas carnudas. Ex. cebola... Cebola TUBÉRCULO – Caule arredondado, com substâncias de reserva, sem escamas e sem raízes. Ex. batata... Batata
  5. 5. 2 – CAULES AÉREOS ESPIQUE – Caule cilíndrico e sem ramificações. Só apresenta um feixe de folhas na parte superior. Ex. palmeira... Palmeira TRONCO – Caule geralmente mais grosso em baixo e ramificado a partir de certa altura. Ex. oliveira, castanheiro, oliveira... Sobreiro COLMO – Caule cilíndrico, oco ou com medula e com nós salientes. Ex. cana, milho... Cana 3 – CAULES AQUÁTICOS Ex. Agrião, nenúfar Agrião
  6. 6. CONSTITUIÇÃO DE UM CAULE AÉREO Os caules aéreos são geralmente constituídos por:  Nós – Saliências de onde partem os ramos ou as folhas.  Entrenós – Espaços entre os nós.  Gemas ou gomos – Originam novas folhas ou flores. FOLHAS As folhas desenvolvem-se a partir dos gomos do caule. Tem, normalmente cor verde devido à presença de uma substância chamada clorofila. FUNÇÕES DAS FOLHAS As folhas desempenham diversas funções:  Produção de alimentos – É nelas que se transforma a seiva bruta em seiva elaborada que depois lhe vai servir de alimento.  Trocas gasosas – É através delas que se realiza a troca do oxigénio pelo dióxido de carbono.  Transpiração – É por elas que as plantas libertam a água.  Reserva e Proteção – Acumulam alimentos e protegem.
  7. 7. TIPOS DE FOLHAS Tal como nas raízes e nos caules existem folhas: 1. Subterrâneas – Cebolas 2. Aquáticas – Nenúfar, sagitária... 3. Aéreas – Urze, videira... NOTA Na maioria das árvores, quando chega o Outono as suas folhas caem, são árvores de folhas caducas. Ex. pereira, choupo... Existem outras onde as suas folhas permanecem durante todo o ano são árvores de folha persistente. Ex. oliveira, pinheiro, sobreiro... CONSTITUIÇÃO DA FOLHA 1 – COMPLETA – Constituída por todas as partes. Bainha – Parte que envolve o caule. Pecíolo – Parte que liga o limbo ao caule. É o “pé da folha”. Limbo – Parte espalmada e laminar. Tem a página superior (virada para cima) e a página inferior (virada para baixo). Nervuras – Canais por onde circula a seiva. Margem – É a linha que limita o limbo. 2 – INCOMPLETA – Sempre que falta alguma das partes
  8. 8. AS FOLHAS PODEM AGRUPAR-SE TENDO EM ATENÇÃO:  A divisão  O recorte  A nervação
  9. 9.  A forma FLOR As flores são a parte mais vistosa e bonita da planta e podem apresentar as mais variadas formas, tamanhos cores e perfumes. COMPLETAS – São constituídas por HÁ FLORES pedúnculo, recetáculo, cálice, corola, androceu e gineceu. INCOMPLETAS – São flores que lhe faltam uma ou mais peças CONSTITUIÇÃO DA FLOR A flor é constituída por várias partes que desempenham funções de:  SUPORTE  PROTEÇÃO  REPRODUÇÃO
  10. 10. 1 - ORGÃOS DE SUPORTE - Suportam o peso da flor. 2 – ORGÃOS DE PROTEÇÃO – Protegem os órgãos de reprodução. 3 – ORGÃOS REPRODUÇÃO – Permitem a continuação da espécie. 1 – ORGÃOS DE SUPORTE –  Pedúnculo – Pé que sustenta a flor.  Recetáculo – Alargamento do pedúnculo. 2 – ORGÃOS DE PROTEÇÃO –  Pétalas – Peças florais de cores variadas – O seu conjunto forma a Corola.  Sépalas – Peças florais, geralmente de cor verde – O seu conjunto forma o Cálice. 3 – ORGÃOS REPRODUÇÃO CARPELO – Órgão feminino da flor. O seu conjunto forma o Gineceu  Estigma – Parte terminal que recebe o pólen  Estilete – Tubo que liga o estigma ao ovário.  Ovário – Local onde se produzem os óvulos. ESTAMES - Órgão masculino da flor. O seu conjunto forma o Androceu  Filete – Haste fina que suporta a antera.  Antera – Parte dilatada onde se forma o pólen.
  11. 11. PLANTAS SEM FLOR Existem plantas que nunca dão flor ao longo da sua vida, são elas: 1 – FETOS 2 – MUSGOS 3 - ALGAS São plantas que se encontram em sítios húmidos e sombrios. Resistem ao calor do Verão. São constituídos por: 1-rizóides, 2-caulóides, 3-filóides. São plantas que se encontram em locais húmidos e sombrios. São constituídos por raiz, caule e folhas. musgo Rizóides - São órgãos semelhantes às raízes. Caulóides – Semelhantes aos caules e onde estão agarradas pequenas folhas. Filóides – Semelhantes às feto folhas. NOTA – O caule do feto é subterrâneo (rizoma).
  12. 12. 3 - ALGAS São plantas aquáticas, que tanto se encontram em locais de água doce ou salgada. São plantas simples, sem raiz caule e folhas. Têm uma única estrutura que é o talo. algas PLANTAS E O MEIO As plantas, tal como os animais, desenvolverem, de certas condições. necessitam, para se São elas 1 – Temperatura 2 – Luz 3 – Humidade Assim temos: 1 – Quanto à TEMPERATURA A – Plantas de folha caduca - São plantas que perdem a folha durante as estações frias. Ex. Macieira, pereira... B – Plantas de folha persistente – São plantas que conservam sempre o seu aspecto durante todo o ano. Ex. Sobreiro, pinheiro... 2 – Quanto à LUZ
  13. 13. C - Plantas Esquiófilas – D - Plantas Heliófilas – São plantas que vivem em locais de fraca iluminação. Ex. Musgos, fetos, cavalinha... São plantas que se encontram em locais bem iluminados. Ex. Girassol, milho... NOTA – A luz pode provocar movimentos de certos órgãos das plantas – FOTOTROPISMO. Pode ser NEGATIVO – movimento se contrário da luz. Se faz POSITIVO – Se o movimento é a favor da luz. 3 – Quanto à HUMIDADE E - Plantas hidrófitas ou aquáticas São plantas que vivem na água, estão sempre a precisar dela. Golfão branco o ao
  14. 14. F - Plantas higrófitas – São plantas que necessitam de viver em locais húmidos. Possuem raízes pequenas e grandes limbos. G Feto - Plantas mesófitas–São plantas que precisam moderadamente de água. Pereira H - Plantas xerófitas – São plantas que vivem em locais secos. Têm raízes largas, caules carnudos e folhas protegidas por pêlos. Cacto

×