Successfully reported this slideshow.
Your SlideShare is downloading. ×
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Ad
Loading in …3
×

Check these out next

1 of 19 Ad
Advertisement

More Related Content

Slideshows for you (19)

Similar to Tendências por Sónia Laima (20)

Advertisement

More from João Sem Medo Communidade de Empreendedores Evolucionários (20)

Tendências por Sónia Laima

  1. 1. Tendências do Empreendedorismo Feminino Português
  2. 2. SER EMPREENDEDOR É UM DESPORTO RADICAL 1. Excelente para indivíduos que amam a adrenalina de promover a mudança. 2. Imprescindível para os que amam a interdisciplinaridade e troca de experiências. 3. Viciante para os que acreditam no seu potencial.
  3. 3. O QUE MOTIVA AS MULHERES A SEREM EMPREENDEDORAS? 1.ESCOLHA 2.CRIAÇÃO 3.REVOLUÇÃO
  4. 4. ESCOLHA 1. ESCOLHA de uma área de trabalho pela qual são apaixonadas. 3. ESCOLHA de quebrar as regras impostas pela sociedade: «Glass Ceiling». 2. ESCOLHA de assumir o papel decisor na esfera pública.
  5. 5. CRIAÇÃO CRIAÇÃO do seu negócio e assumir a responsabilidade de o manter. CRIAÇÃO do seu próprio ambiente de trabalho. CRIAÇÃO do horário laboral com o intuito de equilibrar trabalho e família.
  6. 6. REVOLUÇÃO REVOLUCIONAR métodos de trabalho, sistemas de recompensa financeira, mérito e outras. REVOLUCIONAR a comunidade em que estão inseridas promovendo bem-estar social. REVOLUCIONAR as suas vidas assumindo o(s) risco(s) de ser empreendedora.
  7. 7. EMPOWERMENT MULHERES VERSUS EMPREENDEDORISMO FEMININO MULHERES são cada vez mais habilitadas em termos académicos/ técnicos. MULHERES encontram no empreendedorismo resposta para as ambições. MULHERES sentem-se mais gratificadas pessoal e financeiramente.
  8. 8. PORTUGUESE WOMEN DO IT BETTER! 2012 GEM aponta para um aumento do empreendedorismo feminino no país. 2000 OECD indicava que Portugal detinha a mais alta taxa de força laboral feminina por conta própria (40%) GEM -> Global Entrepreneurship Monitor OECD-> Organization for Economic Co-Operation and Development
  9. 9. COMPARAÇÃO PORTUGAL / ECONOMIAS MAIS FORTES DA UE (2001/ 2012) Alemanha possuía uma TEA/ Mulheres de 3,7% contra 3,5% no presente França em 2001 tinha uma TEA/mulheres de 2,1%. Hoje apresenta uma taxa de 4% Itália a TEA/ mulheres era mais alta do em 2001 (5,4%) do que na actualidade (2,9%) No Reino Unido a TEA/ mulheres era de 3,2% em 2001. Agora situa-se nos 6,3% Em Portugal as mulheres representavam 2,8% da TEA. Hoje são 6,2% desse valor. (TEA -> Global Entrepreneurship Monitor Total Early Phase Entrepreneurial Activity = TEA Index mede a população empreendedora entre os 18 / 64 anos)
  10. 10. RETRATO ROBOT DA EMPRESÁRIA PORTUGUESA (1) HERDEIRA Minoria que recebe o legado da empresa. Possui em regra habilitações. Sem faixa etária definida. EMPRESÁRIA EM NOME INDIVIDUAL Representa 80% do tecido empresarial feminino. Tende a abrir negócio na área dos serviços de proximidade: comércio, restauração, bem-estar, serviços de apoio à família. EMPREENDEDORA EMERGENTE É jovem. Altamente qualificada. Investe na formação. Optando em regra por trabalhar na área dos serviços transaccionáveis. 1) De acordo com observação empírica feita pela APME, Assoc. Port. De Mulheres Empresárias
  11. 11. ATRASOS SOCIAIS AO EMPREENDEDORISMO FEMININO Acesso a recursos: financeiros, socio-estruturais, educacionais, etc. Acesso a informação: importância do networking/ moldura política e institucional Falta de modelos na liderança feminina: papel da mulher na sociedade/ discriminação.
  12. 12. BLOQUEIOS PESSOAIS: MEDO 1. Exposição na arena pública: MEDO de falhar. MEDO do que vão pensar? 2. MEDO de contrair dívidas e causar problemas à família. 3. MEDO do que a família vai pensar ou dizer! MEDO do que os amigos pensam!
  13. 13. A DIFERENÇA CRIA VALOR: A SORTE DE SER MULHER Oportunidades de negócio são detectadas por visões diferenciadas. Gestão de recursos feita de forma organizada e empática como uma «casa». Melhor relação com o lado prático da Vida: agenda de mulher é imbatível.
  14. 14. BEM-HAJA PELAS MULHERES EMPREENDEDORAS 1. Porque criam empregos, introduzem inovações e contribuem para o PIB. 2. Porque reinvestem na formação e contribuem para o bem-estar das famílias. 3. Porque são generosas quando devolvem à comunidade o que entendem ter recebido.
  15. 15. NOW GENERATION – O FUTURO É AGORA No Futuro a economia irá assentar na cooperação, troca de experiências e capacidade para criar um sentimento de estabilidade. A empatia vai ser cada vez mais crucial na mobilização de recursos, internos e externos. A nova geração de líderes terá que ser adaptável aos contextos. Aprender a abraçar o seu «oposto».
  16. 16. A HORA DAS EMPREENDEDORAS A iniciativa empresarial FEMININA tem vindo a despertar a atenção de INVESTIDORES e governos. As actuais EMPRESÁRIAS tendem a ser mais qualificadas e despertas para as vantagens do NETWORKING. Atentas ao poder da comunicação as MULHERES apostam nas redes sociais para CONQUISTAR mercado. A LIDERANÇA feminina adequa-se a uma ECONOMIA assente na COOPERAÇÃO.
  17. 17. JUST DID IT!
  18. 18. info@rebelact.tv www.rebelact.tv http://www.scoop.it/t/new-trends-on-women-entrepreneurship

×