Successfully reported this slideshow.

Arte Nova

23,611 views

Published on

Published in: Education
  • te foder!!!!!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Arte Nova

  1. 1. ARTE NOVA Gonçalo Valentim Margarida Vilela Maria Inês Epifânio Pedro Fernandes História 9º1 2010 / 2011
  2. 2. Fig. 1 – Arte Nova em Aveiro Fonte: http://ante-etpost.weblog.com.pt/Edificios%2520Arte%2520Nova.jpg&imgrefurl
  3. 3. Revolução no mundo das artes As alterações económicas e sociais no período do pós-guerra e as suas consequências levaram ao surgimento de novas formas de expressão artística, facto que levou a uma revolução no mundo das artes . Foi desenvolvida a fotografia, que substituiu a pintura na reprodução da natureza. Muitas convenções tradicionais foram, tal como a arte figurativa, abandonadas. A arte figurativa, também chamada de figurativismo, reproduzia a realidade observável, tendo como temas as pessoas, os objectos… Este tipo de arte foi substituído pela pintura contemporânea.
  4. 4. Fig. 2 – Arte figurativa Fonte: fatosemcharges.files.wordpress.com/2008/12/hart4.jpg&imgrefurl
  5. 5. Fig. 3 – Arte figurativa Fonte: www.merello.com/images3/pintores_artistas._ arte_figurativo_pintura_figurativa
  6. 6. Fig. 4 – Pintura Contemporânea Fonte: images01.olx.com.br/ui/1/56/57/7044957_1.jpg&imgrefurl
  7. 7. Fig. 5 – Pintura Contemporânea Fonte: www.merello.com/images3/pintura_contemporanea.-merello
  8. 8. Arte Nova A Arte Nova foi um estilo estético que surgiu nos finais do século XIX, nomeadamente na França e Bélgica, em plena Belle Époque.
  9. 9. Este tipo de arte estava relacionada com o movimento arts & crafts, tendo produzido obras de grande beleza e requinte, relacionando-se especialmente com a 2ª Revolução Industrial em curso na Europa, com a exploração de novos materiais (como o ferro e o vidro, principais elementos constituintes dos edifícios que passaram a ser construídos segundo a nova estética) e os avanços tecnológicos na área gráfica, como a técnica da litografia colorida que teve grande influência nos cartazes. Arte Nova
  10. 10. Arte Nova A Arte Nova abrangeu os mais variados sectores artísticos:
  11. 11. Pintura Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com/2009/07/rafaelitas-2.jpg Fig. 6 – Pintura pré-rafaelita
  12. 12. Pintura Fonte: http://tudopornada.files.wordpress.com/2009/02/semttulo51.jpg Fig. 7 – Exemplo da influência da Arte nova na pintura
  13. 13. Arquitectura Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com/2009/07/art-nouveau-doorway-paris.jpg Fig. 8 – Fachada no Estilo Art Nouveau
  14. 14. Arquitectura Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com/2009/07/leo.jpg Fig. 9 – Exemplo do Estilo da Arte Nova
  15. 15. Fonte: http://imgs.obviousmag.org/archives/uploads/2005/050913_hundertwasser_4.jpg Arquitectura Fig. 10 – Exemplo do Estilo da Arte Nova
  16. 16. Arquitectura Fonte: http://brasilarqui.files.wordpress.com/2010/03/parque-guel-2.jpg Fig. 11 – Exemplo do Estilo da Arte Nova
  17. 17. Arquitectura Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com/2009/07/imagem-16.jpg Fig. 12 – Entrada característica da Arte Nova
  18. 18. Fig. 13 – Arte Nova em Aveiro Fonte: http://ante-etpost.weblog.com.pt/Edificios%2520Arte%2520Nova.jpg&imgrefurl
  19. 19. Arquitectura Fig. 14 – Construção no Estilo Art Nouveau
  20. 20. Arquitectura Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com/2009/07/imagem-15.jpg Fig. 15 – Entrada para um metro em Paris
  21. 21. Arquitectura Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com/2009/07/imagem-11.jpg Fig. 16 - Hotel Tassel em Bruxelas
  22. 22. Arquitectura Fonte: http://static.blogstorage.hi-pi.com/photos/mjfs.spaceblog.com.br/images/gd/1201342183/Casa-Arte-Nova-Porto.jpg Fig. 17 – Fachada no Estilo Art Nouveau
  23. 23. Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com Fig. 18 – Escadaria com ornamentos do estilo Art Nouveau
  24. 24. Mobiliário Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com/2009/07/serrurier-bovy_18991.jpg Fig. 19 – Exemplo da influência da Arte nova no mobiliário
  25. 25. Mobiliário Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com Fig. 20 – Exemplo da influência da Arte nova no mobiliário
  26. 26. Ourivesaria Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com Fig. 21 e 22 – Exemplo da influência da Arte nova na ourivesaria Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com/2009/07/ibs-art-nouveau-jewelry-jewellery.jpg
  27. 27. Ourivesaria Fig. 23– Exemplo da influência da Arte nova na ourivesaria Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com/2009/07/alphonse_mucha_71.jpg
  28. 28. Ourivesaria Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com/2009/07/imagem-9.jpg Fig. 24– Exemplo da influência da Arte Nova na ourivesaria
  29. 29. Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com Vestuário Fig. 25 – Exemplo da influência da Arte nova no vestuário
  30. 30. Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com Escultura Fig. 26 – Escultura de Mucha - Natureza
  31. 31. Escultura Fonte: http://thaa2.files.wordpress.com/2009/07/imagem-5.jpg Fig. 27 – Exemplo da influência da Arte nova na escultura
  32. 32. Escultura Fonte: http://arte-nova.blogspot.com/ Fig. 28 – Jarro característico da Arte Nova
  33. 33. Outros exemplos Fonte: http://www.girafamania.com.br/artistas/gaudi-lagarto.jpg Fig. 29 – Exemplo da influência da Arte nova
  34. 34. O caso de Portugal O estilo da Arte Nova só se instalou em Portugal após este “surto” de arquitectura do ferro, e fá-lo-ia de forma muito discreta: as famílias mais ricas decoraram o seus lares com este estilo; e, sendo a maioria dos proprietários estrangeiros, as suas casa ficaram conhecidas como “casas brasileiras”. A Arte Nova, que se expressava principalmente através dos materiais modernos como o ferro, o betão e o vidro, tardou a chegar a Portugal, bem como a arquitectura do ferro: só por volta de 1860 começam as primeiras construções metálica e só em 1890 se verificou um aumento na construção de edifícios deste género no país, tendo contribuído para este feito o próprio Gustave Eiffel, um dos engenheiros mais conceituados da época.
  35. 35. Este estilo, particularmente decorativo, verificou-se em Portugal principalmente nos desenhos das fachadas e nalguns métodos de decoração, como por exemplo os azulejos; porém, este movimento incidiu também sobre artes como a cerâmica, a ourivesaria, os têxteis, um pouco por todas as artes, verificando-se a Unificação das Artes, defendida por William Morris. O caso de Portugal
  36. 36. O caso de Portugal Fonte: http://arte-nova.blogspot.com/ Fig. 30 – Arte Nova em Lisboa
  37. 37. O caso de Portugal Fonte: http://arte-nova.blogspot.com/ Fig. 31 – Edifício da “Pastelaria Tentadora” em Lisboa
  38. 38. O caso de Portugal Fonte: http://arte-nova.blogspot.com/ Fig. 32 - Decoração característica da Arte Nova
  39. 39. Fonte: http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://4.bp.blogspot.com Fig. 33 – Azulejo representativo da Arte nova em Portugal O caso de Portugal
  40. 40. Pode-se concluir que a Arte Nova foi baseada no individualismo, onde a máquina já está aperfeiçoada e pode executar projectos com precisão, mas ainda é necessária a sensibilidade dos artistas e artesãos para projectar e finalizar detalhes de execução. A Exposição de 1900 em Paris foi o maior momento e ao mesmo tempo o final da Arte Nova. Em conclusão
  41. 41. http://www.slideshare.net/michelepo/arts-crafts-e-arte-nova http://www.slideshare.net/alunos8C/arte-nova http://www.aveiro.co.pt/noticia.aspx?id=22946&notic=Arte%20Nova,%20a%20mem%C3%B3ria%20de%20uma%20cidade http://artenova.no.sapo.pt/lisboa_1900.htm http://thaa2.wordpress.com/2009/07/ http://pt.wikipedia.org/wiki/Art_nouveau Webgrafia http://arte-nova.blogspot.com/

×