Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

História da literatura brasileira

779 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

História da literatura brasileira

  1. 1. HISTÓRIA DA LITERATURABRASILEIRAProfessor Júnior Souza
  2. 2. ERA COLONIAL Quinhetismo; Barroco; Arcadismo.
  3. 3. ERA NACIONAL Romantismo; Realismo/ Naturalismo / Parnasianismo; Simbolismo (Pré-Modernismo) Modernismo; Pós-Modernismo
  4. 4. QUINHETISMO
  5. 5. QUINHENTISMO MUNDO: Grandes Navegações; Renascimento; Mercantilismo; Reforma Religiosa; Companhia de Jesus e Contra-Reforma;
  6. 6. QUINHENTISMO BRASIL:  Conquista e colonização;  Primeira cidade: Salvador;  Exploração do pau-brasil;  1549  Governo Geral  Chegada dos Jesuítas;
  7. 7. QUINHENTISMO Características: Literatura informativa; Literatura dos Jesuítas;
  8. 8. QUINHENTISMO Autores: Pero Vaz de Caminha; Gabriel Soares de Sousa; Pero de Magalhães Gândavo; José de Anchieta; Manoel da Nóbrega;
  9. 9. CARTA DE PERO VAZ DE CAMINHA Snõr posto que o capitam moor desta vossa frota e asy os outros capitaães screpuam a vossa alteza a noua do acha mento desta vossa terra noua que se ora neesta naue gaçom achou, nom leixarey tambem de dar disso minha comta a vossa alteza asy como eu milhor poder ajmda que pera o bem contar e falar o saiba pior que todos fazer, pero tome vossa alteza minha jnoramçia por boa comtade, a qual bem çerto crea que por afremosentar nem afear aja aquy de poer ma is ca aquilo que vy e me pareçeo. / da marinha jem e simgraduras do caminho nõ darey aquy cõ ta a vossa alteza porque o nom saberey fazer e os pilotos deuem teer ese cuidado e por tamto Snõr do que ey de falar começo e diguo. /
  10. 10. PORTUGUÊS ATUAL Senhor: Posto que o Capitão-mor desta vossa frota, e assim os outros capitães escrevam a Vossa Alteza a nova do achamento desta vossa terra nova, que ora nesta navegação se achou, não deixarei também de dar disso minha conta a Vossa Alteza, assim como eu melhor puder, ainda que -- para o bem contar e falar -- o saiba pior que todos fazer. Tome Vossa Alteza, porém, minha ignorância por boa vontade, e creia bem por certo que, para aformosear nem afear, não porei aqui mais do que aquilo que vi e me pareceu. Da marinhagem e singraduras do caminho não darei aqui conta a Vossa Alteza, porque o não saberei fazer, e os pilotos devem ter esse cuidado. Portanto, Senhor, do que hei de falar começo e digo:
  11. 11. JOSÉ DE ANCHIETA“Em Deus, meu criador” Não há cousa segura. Tudo quanto se vê se vai passando. A vida não tem dura. O bem se vai gastando. Toda criatura passa voando. Em Deus, meu criador, está todo meu bem e esperança meu gosto e meu amor e bem-aventurança. Quem serve a tal Senhor não faz mudança.

×