Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Criar instruções para atividades de aulas de Língua

532 views

Published on

Documento de apoio ao seminário.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Criar instruções para atividades de aulas de Língua

  1. 1. CONSELHOS PARA CRIAR INSTRUÇÕES QUE DESENVOLVAM APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS Joaquim Guerra PPS&RT – Português (MEL)
  2. 2. Instruções? Uma instrução consiste numa afirmação, específica e mesurável, que descreve o que o estudante deve realizar para desenvolver determinada competência e adquirir um determinado saber ou saber-fazer na língua mãe.
  3. 3. Passos para criação 1. Selecionar um verbo de ação; 2. Especificar três dimensões (performance, contexto e critérios); 3. Verificação.
  4. 4. Passo 1: verbo de ação  Intenção instrumental: qualquer instrução inclui um verbo de ação que ilustra aquilo que se pretende que o aluno desenvola.  Deve-se selecionar um verbo de ação que descreva o comportamento cognitivo que pretendemos do estudante.  Pode-se utilizar a taxonomia de Bloom, por exemplo: defina, identifique, relembre, descreva, explique.
  5. 5. Taxonomia de Bloom http://biblioteconomiadigital.blogspot.pt/2012/08/a-taxonomia-de-bloom-verbos-e- os.html
  6. 6. Passo 2: especificar os 3 domínios 1. Performance: a instrução deve sempre referir aquilo que se espera que o aluno faça (e aprenda); 2. Contexto: a instrução deve descrever em que condições se pretende que o estudante realize a ação; 3. Critérios: a instrução deve ser clara quanto ao modo como obter sucesso na atividade proposta.
  7. 7. Passo 3: Verificar a instrução Devemos sempre conferir a instrução, interligando-a (i) com o objetivo de processo relacionado; (ii) com os conhecimentos prévios requeridos; e (iii) com o conhecimento / competência a adquirir / desenvolver.
  8. 8. Escolha dos recursos (input)  devem estar interligados com as questões essenciais, tema (conteúdo) e aprendizagens requeridas;  devem representar e servir de evidência das aprendizagens a realizar.
  9. 9. Fase da explicitação  explicar convenientemente aquilo que se pretende;  pensar numa variedade de formatos (reformulação);  incluir exemplificação daquilo que se pretende;  conetar com os conhecimentos prévios e tipo de comunicação esperado que os alunos reconheçam.
  10. 10. exercício  http://profteresa.no.sapo.pt/materiai s.htm  http://profteresa.no.sapo.pt/subord. pdf

×