Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Projeto local

128 views

Published on

projeto local, Atraso em Capitão de Campos

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Projeto local

  1. 1. ELABORAÇÃO DE PROJETO PARA O ESTUDO DA HISTÓRIA LOCAL TEMA: CAPITÃO DE CAMPOS, ATRASO E UMA ENORME DEPENDÊNCIA ECONÔMICA E SOCIAL. Turma: 8º ano – Ensino fundamental Duração: 5 aulas. Justificativa: Promover a busca das identidades individuais e coletivas dos alunos e moradores de Capitão de Campos, contribuindo ao mesmo tempo para mostrar a triste realidade que se encontra nossa cidade e as demais pequenas cidades do Piauí, sendo dependentes dos principais serviços básicos à população como: educação, assistência médica, bancário e comércio. Objetivos: Desenvolver o senso crítico dos alunos e moradores de Capitão de Campos ao se deparar com a realidade em que se encontra a nossa cidade, destacar o atraso nos serviços básicos disponíveis aos moradores como educação, saúde, segurança, serviços bancários e comerciais. Atividades: Fazer uma análise da realidade que a cidade de Capitão de Campos se encontra; comparar nossa cidade e os serviços básicos ofertados em relação às cidades vizinhas como Piripiri e Campo Maior; através da análise definir metas, serviços e melhorias que minimizem a grande dependência em relação às cidades de Piripiri e Campo Maior. Fontes: Relatos de moradores A cidade de Capitão de Campos possui uma área de 592,167Km² e uma população de 10953 habitantes, apresentando em 2010 uma densidade demográfica de 18,50 hab/km2. Do total de habitantes em 2010, 6.347 são considerados urbanos por residirem na sede do município, e os outros habitantes fazem parte da zona rural correspondendo ao total de 4.609. Está localizado na microrregião de Campo Maior, tendo como limites ao norte os municípios de Piripiri e Boa Hora, ao sul Jatobá do Piauí e Cocal de Telha, a leste
  2. 2. Pedro II, Piripiri e Jatobá do Piauí, e a oeste Boqueirão do Piauí, Cocal de Telha e Boa Hora. Atualmente a cidade tem 59 anos de emancipação politica. A economia de Capitão de Campos é bastante precária, até décadas atrás, era basicamente rural dependendo economicamente da lavoura e pecuária, sendo que a mandioca, o milho e o arroz eram os principais produtos produzidos pelo homem do campo. Atualmente a economia de Capitão de Campos é baseada no comércio local, embora ele não seja tão expressivo para atender as necessidades locais, além disso, há a participação dos salários de aposentados e servidores públicos, a economia também está voltada para a agropecuária de subsistência, mas em pequena escala. A falta de indústrias na cidade, a dependência dos centros maiores são alguns dos fatores que inibe o desenvolvimento econômico do município. Segundo relatos de um morador entrevistado a cidade ainda possui uma deficiência no seu desenvolvimento e isso é ocasionada pela falta de uma política voltada para o seu crescimento, pois não existem projetos, programas para o município o que limita seu crescimento. Em relação à distância da capital, Capitão de Campos está bem localizado e isso facilita o acesso dos moradores quando necessitam de algum tipo de serviço, principalmente relacionado à saúde. Assim como Piripiri e Campo Maior Teresina é também um local de atração para os habitantes de Capitão de Campos, pois as pessoas também costumam visitar seu centro comercial a procura de melhores preços e variados tipos de mercadorias. Em se tratar de educação, Capitão de Campos ainda caminha em passos lentos. Nossa cidade ainda não possui uma universidade publica e nem faculdade particular o que gera a necessidade dos alunos em se deslocar geralmente para Piripiri e Campo Maior em busca dos mesmos. Alunos do ensino fundamental e médio também procuram as cidades vizinhas em busca de melhores escolas e uma melhor educação. Quando falamos em saúde, estamos falando em Campo Maior, pois é essa cidade que recebe a maioria das pessoas que procuram esse serviço. Nossa cidade
  3. 3. conta com alguns postos de saúde e um hospital de urgência e emergência, mais estes não são suficiente para os procedimentos da demanda, ou seja, faltam médicos, e equipamentos para analises e exames, fundamental na prestação de um atendimento médico de qualidade. A falta de emprego é outro grande problema que ocorre em Capitão de Campo, sem emprego os jovens migram para cidades maiores ou até mesmo outros estados como São Paulo e Rio de Janeiro. A oferta de emprego é quase que exclusiva do poder público, e este não consegue atender a população. Quanto ao comércio a cidade de Capitão de Campos não possui uma oferta ampla e variada de produtos como os grandes e médios centros. A cidade não possui uma fábrica, um polo industrial. Com isso boa parte da população prefere se deslocar às cidades vizinhas para comprarem roupas e calçados nas cidades de Campo Maior e principalmente em Piripiri, principalmente as lojas de calçados A falta de uma atividade econômica que gere renda para os habitantes contribui para que a população migre para outras regiões. Diante dessa situação a prefeitura municipal deveria contribuir para que houvesse a abertura de novos comércios, além de gerar renda para os moradores também ajudaria a diminuir o fluxo de pessoas em busca de mercadorias em outros centros comerciais. Avaliação: Com base no que foi exposto espera-se que o aluno apresente ideias que minimizem a dependência de Capitão de Campos com as cidades vizinhas principalmente Piripiri e Campo maior. As medidas serão avaliadas conforme a necessidade exposta no texto. Referências Bibliográficas: Relatos de moradores http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=220240

×