REFLEXÕES: Mídias e Educação

435 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
435
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

REFLEXÕES: Mídias e Educação

  1. 1. PROINFO INTEGRADO NTE – NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL CURSO TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: ENSINANDO E APRENDENDO COM AS TICS (Tecnologia da Informação e Comunicação) SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO – SME - DONA INÊS/PB TURMA: 100 HORAS/2012.3 PERÍODO: 16/07/ 1012 à 05/11/ 2012 . PROFISSIONAIS CURSISTAS: 1ª e 2ª FASES DO ENS. FUND. TUTORA/EMAIL: IZABEL CRISTINA COSTA DE ARAÚJO RODRIGUES/ Izabel.eproinfo@gmail.com ID DA TURMA: 29.096 e 29097CURSISTAS: Jairo Alves Felipe / José Renan de Melo / Leonardo Macena deFontes / Marcelino Marcolino da Silva / Mª Cristina Pereira Frazão / Mª Luci LimaSantana DATA: 10/10/2012 MÓDULO: 04 ATIVIDADE Nº: 4.1 Reflexão: Mídias e Educação A tecnologia tem nos mostrado um leque de possibilidades para trabalharmosem sala de aula. Além disso, apresenta um embasamento teórico-midiático que nosfaz perceber metodologicamente até onde podemos explorar os conhecimentosprévios dos alunos e garantir uma atenção importante à prática pedagógica. Os vídeos observados nessa atividade demonstram uma interação e harmoniaacerca dos sons e ritmo corporal, o que produz uma percepção singular quanto àpersistência de se promover atividades relacionadas com educação. É notável aevocação de sensações estimulantes responsáveis por expressões inusitadas, o quegera muitas possibilidades de uso das multimídias na área educacional. Os vídeos são ilustrativos e procuram através do seu áudio aguçar a nossacapacidade de leitura auditiva, não há uma limitação apenas das imagens, mas o sompossui maior expressividade buscando prender a atenção, a curiosidade e ainterpretação do leitor que se submete a uma leitura aberta e cheia de possibilidades.
  2. 2. Percebe-se que os mesmos permite uma leitura subjetiva “livre” feita segundo apercepção individual de cada pessoa que possui suas experiências próprias. Tais vídeos nos permitem dinamizar o processo de ensino aprendizagem,introduzindo-os nos conteúdos e mostrando para os educandos as variedades deversões que podem ser compreendidas ou lidas sobre determinado tema ou assunto. Os sons também desempenham um papel fundamental e interdisciplinar nessecontexto, visto que auxiliam no processo de ensino-aprendizagem como: matemáticatrabalando o número de notas; em português os nomes das notas ao demonstrar seussímbolos; e artes uma vez que expressa atinge a sensibilidade das pessoas. A leitura auditiva é importância, pois agrega uma série de elementos queimplicam em particularidades individuais, agradando ou não, segundo suaspreferências, caracterizando uma ação livre de leitura e assimilação de um conteúdo. No entanto, na sala de aula essa estratégia de envolver os alunos para o curiosoe algo que ainda está subjetivo a uma leitura que deveria ser direta, que contribuipara o sucesso em sala e para formação dos educandos, incentivando-os a buscar eformular suas indagações e leituras críticas sobre o mundo que os cerca. Portanto, a literatura, a arte, a matemática e outras disciplinas estãointrinsecamente ligadas às mídias, fazendo dessa ligação algo inovador àsmetodologias docentes. Por isso, sempre deve ser promovida a integração dediferentes comunicações, as quais possibilitam novas maneiras de criação.
  3. 3. REFERÊNCIASANIMAÇÕESAnimação “Kutoja: a última tricotada.”VIDEOSVídeo COIEDA, do artista japonês Takagi Masakatsu.Vídeo do artista brasileiro conhecido na rede como “Mystery GuitarMan”.Entrevista com Lucas Ciavatta: http://www.youtube.com/watch?v=uO8TNrRvNKEExemplo de produção de imagens digitais:http://www.youtube.com/watch?v=cWbcBwYmSOMSITESAcesse o site www.opasso.com.br para conhecer mais do trabalho desse grupo.O Portal do Professor: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/Poema "Mosca", de Cesar Magalhães Borges.Porta Curtas Petrobrás e Curta na EscolaYouTube e Google VídeosOutras páginas na internet que trabalham com produção de mídia digital são:Cineduc; Programa cine-educação; Kinema; Mnemocine; Beatrix; Centro de mídiaindependente.TEXTOSTexto de Silvio Pereira da Costa: "Mídia-Educação no contexto escolar: mapeamentocrítico dos trabalhos realizados nas escolas de ensino fundamental de Florianópolis"Leitura do texto:http://www.anped.org.br/reunioes/31ra/1trabalho/GT16-4061--Int.pdfArtigo de Graça Caldas, "Mídia, escola e leitura crítica do mundo"Fórum relativo a este curso no Portal do Professor

×