Consulta pediatrica 2011

848 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
848
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Consulta pediatrica 2011

  1. 1. 03/08/2011 1 A consulta Pediátrica PAAB IV – 2011.2 Ana Karina da Costa Dantas Sejam Bem Vindos!!!! A Consulta Pediátrica “A consulta pediátrica é a base do exercício da pediatria, ramo da medicina que estuda e procura proteger o indivíduo, para que este possa ter condições plenas de crescer, desenvolver-se de acordo com seu potencial biológico, do nascimento até o final da adolescência, e tornar-se um adulto socialmente adaptado e feliz.” Alcântara P. (A medicina infantil) e Vaughan VC (Nelson textbook of pediatrics) A consulta pediátrica: Períodos etários • Neonato: até 28 dias • Lactente: 29 dias a 2 anos • Pré-escolar: 2 – 5 (7) anos • Escolar: 5 (7) – 10 anos • Adolescente: 10 – 20 anos 4 A consulta pediátrica • Anamnese e Exame físico • A 1ª consulta e subsequentes • Aspectos das consultas: – Antecedentes (gestacionais, familiares e pessoais) – Identificar fatores de risco – Queixa e duração – Orientações preventivas (prevenção acidentes, vacina, alimentação, DNPM) – Dados antropométricos (avaliar evolução) Consulta pediátrica: Anamnese
  2. 2. 03/08/2011 2 A consulta pediátrica: Anamnese • Peculiaridades: – Paciente: Criança! – Atenção a fala dos pais – Compreensão das características e necessidades das crianças – Consulta preventiva e orientações – Relacionamento pediatra-criança-família – O pediatra como educador: respeitar crenças e costumes A consulta pediátrica: Anamnese • Coisas que não têm nos livros... – Acolhimento – Nomes – Escutar – Usar palavras de fácil entendimento – Evitar perguntas direcionadas – Filtrar informações A consulta pediátrica: Intervalo Idade Intervalo 0 a 5 meses Mensal 6 a 11 meses Bimensal 12 a 23 meses Trimensal 2 a 5 anos Semestral 6 a 9 anos Anual Yamanoto RM e Bezerra VLVA in A consulta pediátrica - Tratado de Pediatria (SBP), 2010 A 1ª consulta pediátrica • MS e SBP: antes do 15º dia de vida (5º dia) • Cuidados individualizados • Conhecendo a família... Estabelecendo vínculos! A saúde é inseparável dos contextos emocional, familiar, cultural, econômico e social • Pré natal a situação atual • Aspectos preventivos “O que eu mais queria dessa primeira consulta é que o médico a examinasse bem. Queria ter certeza que estava tudo bem com ela. Essa consulta não pode ser apressada. Acho importante receber orientação sobre a amamentação. A primeira consulta da minha filha foi muito importante para mim, mesmo não sendo mãe de primeira viagem.” Luciana, 36 anos, mãe de Marina. Caderno de Atenção à saúde da criança - MS A 1ª consulta pediátrica: antecedentes • Antecedentes gestacionais: planejada, número de gestações, abortos, pré natal (número consultas, intercorrências - fumo, etilismo, drogas, doenças, exames, sangramentos...) • Tipo de parto: normal ou operatório • Idade gestacional: Termo, pré termo ou pós termo • Peso, comprimento, perímetro cefálico e APGAR, tempo de permanência hospitalar • Tempo de permanência, intercorrências • Antecedentes familiares (consaguinidade, doenças) • Hábitos de vida (tipo de habitação, renda, animais, instalações hidro-elétricas, umidade, poeira)
  3. 3. 03/08/2011 3 Orientações durante a 1ª consulta • Vacinação • Estimular o aleitamento materno • Cuidados gerais sobre cuidados com RN (banho, exposição solar, coto umbilical, sono) • Prevenção de acidentes • Testes de triagem: pezinho, olhinho e orelhinha • Auxiliar na formação e fortalecimento do vínculo família/bebê • Lazer, sono, higiene bucal, • funções eliminatórias • Identificar situações de risco Situações de risco à saúde do RN • Situações de risco para o RN (MS): – Residente em área de risco – Baixo peso ao nascer (< 2500g) – Prematuro (< 37 semanas gestacionais) – Asfixia grave ou APGAR < 7 no 5º minuto – Internações / intercorrências – Mãe adolescente e/ou com baixa escolaridade – Mãe com transtornos psiquiátricos ou depressão pós parto – Óbito em criança < 5anos na família Consultas subseqüentes • Queixa e duração • História da doença atual • Checar: vacina, alimentação, DNPM • Funções eliminatórias • Convívio familiar/extra familiar • Checar cumprimento das orientações dadas previamente • Cobrar resultados de exames/testes • Exame físico (antropometria/alterações) • Registrar em prontuário Consulta Pediátrica: Exame físico A consulta pediátrica: Exame físico • “Aguçado senso de observação” • Afetividade, atenção, simpatia e paciência • Conhecer particularidades de cada faixa etária • Ambiente adequado, aquecimento das mãos, mãe no plano de visão, cuidados ao despir • Conversar com mãe/pai e criança – explicar passos do exame • Sequência do exame: – Não existe regra! A consulta pediátrica: Exame físico • Dados antropométricos – Peso, estatura (comprimento/altura) – Perímetro cefálico – Índice de massa corpórea (IMC) – Anotados e colocados em gráficos! • Exame físico geral • Exame específico (aparelhos e sistemas)
  4. 4. 03/08/2011 4 Exame físico: Dados antropométricos Exame físico: Peso 1º trimestre (0-3 m) 2º trimestre (4-6m) 3º trimestre (7-9m) 4º trimestre (10-12m) 700g/mês 600g/mês 500g/mês 400g/mês 25 a 30g/dia 20g/dia 15g/dia 10g/dia Exame físico: Peso Evolução do Peso Perda de + 10% nos primeiros 10 dias de vida Peso nascimento: 3000 a 3500g 4° ao 6° mês → dobra peso nascimento 1 ano → triplica peso nascimento 2 anos → quadruplica peso nascimento Gráficos OMS Peso/idade Gráficos com distribuiçãoem escore z do peso por idade para o sexo masculino e feminino (do nascimento até os 5 anos) Fonte: Manual de Nutrologia (SBP – 2009) WHO Child Growth Standards, 2006 Exame físico: Estatura Exame físico: Estatura 1º trimestre (0 -3m) 2º trimestre (4 -6m) 2º semestre (7-12m) 3cm/mês 2 cm/mês 1,5cm/mês 9 cm 6 cm ≅ 10 cm 15cm/1º semestre 10cm/2º semestre ↑ 25cm/ano Nascimento: 50cm (♀) e 49cm (♂) 1°ano: 25cm (15cm no 1° semestre) 2°ano: 12 cm/ano 3°ano: 8 cm/ano 3 anos ao início da puberdade: 5-7 cm/ano
  5. 5. 03/08/2011 5 Gráficos OMS Estatura/idade Gráfi o com distribuição em escore z do comprimento/estatura segundo idade para o sexo masculino e feminino (nascimentoaté 5 anos) Fonte: Manual de Nutrologia (SBP – 2009) WHO Child Growth Standards, 2006 Exame físico: Perímetro cefálico 1º trimestre (0 -3m) 2º trimestre (4 -6m) 2º semestre (7-12m) 2cm/mês 1 cm/mês 0,5cm/mês 6 cm 3 cm 3 cm 12 cm/ ano Evolução do PC • Nascimento: 35cm ↑ 12cm no 1º ano 1 a 2 anos: 2cm/ano Aos 5 anos: 51cm Aos 12 anos: 53-54cm (adulto) Exame físico segmentar: geral e específico Guia da Consulta da criança saudável, UFC, 2005 Exame físico do RN: Pele Vérnix Caseoso Exame físico do RN: Pele Milium sebáceo Mancha mongólica
  6. 6. 03/08/2011 6 Exame físico do RN: alguns reflexos Exame físico do RN Exame físico da criança “ O alvo de toda atenção do médico é a saúde do ser humano, em benefício da qual deverá agir com o máximo de zelo e o melhor de sua capacidade profissional” 2°artigo do Código de ética médica Brasileiro Arte, magia, técnica, sensibilidade,Arte, magia, técnica, sensibilidade,Arte, magia, técnica, sensibilidade,Arte, magia, técnica, sensibilidade, SEDUÇÃO!! Aqui se expressam eSEDUÇÃO!! Aqui se expressam eSEDUÇÃO!! Aqui se expressam eSEDUÇÃO!! Aqui se expressam e organizamorganizamorganizamorganizam----se os múltiplos atributos quese os múltiplos atributos quese os múltiplos atributos quese os múltiplos atributos que deve possuir um médico que se preparadeve possuir um médico que se preparadeve possuir um médico que se preparadeve possuir um médico que se prepara para atender crianças!!!para atender crianças!!!para atender crianças!!!para atender crianças!!! Obrigada! akcdantas@hotmail.com

×