Newsletter_JS Maia

410 views

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
410
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Newsletter_JS Maia

  1. 1. Nº1 JUVENTUDE SOCIALISTA DA MAIA Balanço atividades;Recortes de imprensa;Conversas de corredor com José Luís Sá. SECRETARIADO C@ros camaradas, Ana Leite | Coordenadora Este primeiro número da Newsletter da JS Maia pretende, em jeito de balanço, resumir a atividade da nossa estrutura nos Nuno Pais últimos meses. Cristiana Carvalho Pretendemos estar próximos dos jovens da Maia para que juntos João M. Torres possamos construir medidas concretas e exequíveis, capazes de Rui Moreira contribuir para a melhoria da qualidade de vida na nossa terra. Ansiamos um concelho justo e gerador de oportunidades para a Ana Rocha juventude. Francisco Almeida Estaremos empenhados na procura de soluções para as Luís Sousa precupações dos jovens maiatos: este é, sem dúvida, o nosso maior Catarina Carneiro desafio! Ana Leite Coordenadora da JS Maia Adjuntos : Pedro Silva João Monteiro Mónica Assunção js.santarem@gmail.com www.jsmaia.com
  2. 2. 12/2011 - Secretário Geral da JS, Pedro Delgado Alves, RECORTES DE presente na tomada de posse dos órgãos da JS Maia IMPRENSA “Juventude Socialista da Maia lamenta a falta de visão do executivo no que à juventude diz respeito“ In Jornal Maia Hoje | 12/2011 “João Torres, militante da JS Maia, recandidato à Federação Distrital da JS” 12/2011 - Realização da 8.ª Edição da campanha de In Jornal Maia Hoje | 01/2012 convívio e solidariedade social “Um Brinquedo. Um Sorriso” “JS Maia lamenta suspensão da Feira de Oportunidades” In Primeira Mão | 04/2012 “Ao lado da luxuosa Torre do Lidador, há prédios habitados por munícipes que se sentem maltratados e esquecidos pela Câmara Municipal da 03/2012 – Visita ao Bairro do Sobreiro acompanhados Maia. A JS Maia lamenta a falta de visão pela Associação de Moradores da autarquia em várias áreas estruturantes e a falta de liderança, profissionalismo e sensibilidade social do executivo camarário. “ In Primeira Mão | 03/2012
  3. 3. Conversas de corredor… 12/2011 – Painel de discussão da moção à Convenção Distrital - “Mais Próximos de Ti” José Luís Sá Presidente da Associação Nacional de Jovens Autarcas Socialistas (ANJAS) - Atendendo a que o Partido Socialista se prepara paraas eleições autárquicas de 2013, qual o papel que aANJAS poderá desempenhar nesse processo? 01/2012 – Militantes da JS Maia com o recém- reeleito Presidente da Federação Distrital, João Torres.R: A ANJAS terá um papel fundamental neste processo. Éinegável que hoje, mais do que nunca, a participação dajuventude na vida política e autárquica é necessária einevitável. Por essa razão a ANJAS deverá desenvolveruma relação de proximidade com os mais jovens(socialistas ou independentes) para que possam tomardecisões políticas a nível local contribuindo com novasideias e novas energias positivas, tentando também dealguma forma renovar e acabar com alguns “vícios”autárquicos. A ANJAS, para além de colaborar nadefinição da política autárquica da JS, em coordenaçãocom o Secretariado Nacional, deve incidir a sua ação nodesenvolvimento de ações de formação, bem comoprestar o apoio político necessário aos jovens autarcaseleitos nas listas do Partido Socialista.- Falando de autarquias, é inevitável referir a reformaadministrativa atualmente em curso. Qual a tua posição 04/2012 – Participação na Marcha do 25 de Abrilem relação ao assunto e o que te parece que nós, jovenssocialistas, podemos fazer?R: Esta reforma imposta pelo Governo PSD/CDS-PPdesrespeita, totalmente, os interesses das populações edos autarcas que as representam. Por isso, considero quea nossa posição deve ser a de discordar desta reforma talcomo ela nos é apresentada, porque sabemos bem que amesma não tráz benefícios, pelo contrário. Numa alturaem que todos nos sentimos mais desprotegidos éimpensável acentuar a barreira entre o cidadão e osórgãos do poder local. Desde logo porque não estaassegurado o desenvolvimento dos serviços públicos deproximidade,e depois porque não promove a coesãoterritorial e o desenvolvimento local.
  4. 4. NÓS QUEREMOS! E TU? jsmaiamail@gmail.com

×