Trabalho Marketing Religioso

7,314 views

Published on

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
7,314
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
100
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Trabalho Marketing Religioso

  1. 1. ALUNOS:<br />EDNOR GOMES DA SILVA <br />JOSESTER TEIXEIRA DE SOUSA<br />Centro universitário de caratinga – unecmantenedora: fundação educacional de caratinga – funecfaculdades de ciências administrativas de caratinga – faciccurso de administração prof. MSC. Eugênio maria gomes 5° período <br />
  2. 2. MARKETING RELIGIOSO <br />
  3. 3. CURIOSIDADESRANKING DAS RELIGIÕES PELO MUNDO (dados extraídos do Almanaque Abril 2007)<br />
  4. 4. 1º lugar: Cristianismo – 2,135 bilhões de adeptos2º lugar: Islamismo – 1,314 bilhão de seguidores3º lugar: Hinduísmo – 870,1 milhões de praticantes4º lugar: Sem religião – 768,6 milhões5º lugar: Religiões Populares Chinesas (combinação de crenças taoístas, xintoístas e budistas comdivindades locais, comum em províncias do interior da China) – 405 milhões de seguidores6º lugar: Budismo – 378,8 milhões de adeptos7º lugar: Animismo e Xamanismo – 256,3 milhões de praticantes8º lugar: Novas religiões orientais (movimentos sincréticos, neobudistas e neoxintoístas) – 108,1milhões de seguidores9º lugar: Siquismo (oriundo do Hinduísmo) – 25,4 milhões de adeptos10° Judaismo– 15,1 milhões de fiéis<br />
  5. 5. RANKING DAS RELIGIÕES PELO BRASIL <br />1°- CRISTIANISMO: 178.696.735 ADPETOS INCLUINDO CATÓLICOS, PROTESTANTES TRADICIONAIS, PETECOSTAIS, NEOPETENCOSTAIS E SEITAS. <br />2° - ESPIRITISMO: 2.262.401 ADEPTOS <br />3° - UMBANDA: 397.431 ADEPTOS<br />4° - BUDISMO: 214.873 ADPTOS. <br />5° - CAMDOMBLÉ: 127.582 ADEPTOS<br />6° - JUDAÍSMO: 86.825 ADEPTOS<br />7°- ISLAMISMO: 27.239<br />
  6. 6. O QUE É SECULARIDADE? <br />Secularidade (adjetivo de secular) é o estado de estar separado de uma organização religiosa. Por exemplo, andar e banhar-se podem ser consideradas como exemplos de atividades seculares, porque não há nada inerente religioso sobre elas. (Nota, entretanto, comer e se banhar são consideradas como sacramentos por algumas organizações religiosas, e consequentemente são atividades religiosas em seu modo geral.) Fazer uma oração, cultuar, e ir a igreja aos domingos são os exemplos de atividades (não-seculares) religiosas<br />
  7. 7. QUAL A RELIGIÃO OFICIAL DO BRASIL?<br />O Brasil é um estado laico, o que significa que é neutro às questões religiosas não apoiando nem se opondo a nenhuma religião.<br />
  8. 8. INTRODUÇÃO <br />Religião é algo que não dá para ser discutido, pois há muitas religiões espalhadas pelo mundo e cada uma com uma crença diferente, por isso que é um tanto quanto delicado se falar sobre esse assunto, afinal cada pessoa defenderá a sua religião como sendo a certa, mas na verdade não é isso que devemos fazer e sim respeitar a opinião da outra pessoa e apesar das diferenças de uma religião para a outra, todas tem o mesmo objetivo que é trazer as pessoas para perto de Deus, para o caminho do bem. (Disponivelem: http://www.alienado.net/todas-as-religioes-do-mundo/ acessado em 26/08/11)<br />
  9. 9. À medida que uma instituição religiosa cresce, ela tende a se organizar de uma maneira mais complexa, com uma estruturação hierárquica similar de uma empresa ou instituição pública na definição e implementação de um plano de negócio religioso. Há uma relação com os seus fiéis e com os grupos de simpatizantes (público indireto).<br />
  10. 10. HIERARQUIA <br />
  11. 11. CONCEITOS <br />Mesmo não sendo citado nas igrejas e ainda que muitas delas não entendam seu significado, o tema Marketing, não está, como para muitos possa parecer, necessariamente ligado a idéia de um comércio. O Marketing está presente no ambiente religioso, uma vez que “quase todas as religiões preparam palestras, promovem reunião de grupos de interessados, convidam pessoas para encontros; tudo isto consiste em perfeitas estratégias mercadológicas” (LAS CASAS, 1997, p. 26).<br />
  12. 12. O marketing religioso objetiva identificar as necessidades de espírito e de conhecimento dos adeptos de uma determinada religião, oferecendo uma linha de produtos e serviços específicos para determinado segmento religioso e linguagem inerente ao tipo de pregação veiculada .<br />
  13. 13. São inúmeras as ações de Marketing realizadas pelas Igrejas, porém, há exemplos do Marketing, aplicados de forma distorcida sem o objetivo ideal ou com a utilização de recursos que nem sempre poderão ser considerados éticos ou honestos. <br />
  14. 14. No Brasil e exterior, o marketing religioso tornou-se mais forte no dia a dia através das igrejas evangélicas neopentecostais, que cresceram e espalharam as suas pregações através de aquisição de emissoras de rádio, televisão e profissionalização de seus produtos fonográficos e veículos impressos. A igreja Católica no Brasil, para não perder terreno, fortaleceu e renovou as suas editoras e produtoras tradicionais, adquirindo concessão para emissoras de rádio e canais de televisão administrado por comunidades e conselhos formados por leigos e religiosos.<br />
  15. 15. No Novo Testamento o Evangelho de Marcos (cap.1;28), fica demonstrado como a palavra oralmente transmitida é uma eficiente ferramenta, pois foi usada pelos discípulos para a propagação das Boas Novas do Evangelho e dos grandes feitos de Jesus Cristo.<br />“E logo correu a sua fama por toda a província da Galiléia.”<br />
  16. 16. Como pode ser visto as técnicas de Marketing utilizadas pelas Igrejas não são uma novidade, basta uma breve análise nas Escrituras Sagradas, com a visão focada em Marketing, para se observar este fato. Mesmo que, “muitos cristãos têm receio de associar o Marketing à Igreja Católica, pois ainda persiste a idéia de que o Marketing está intimamente ligado à cultura capitalista, sendo, por isso incompatível com a mentalidade do Evangelho” (KATER, 1999).<br />
  17. 17. ÍCONES DO CRISTIANISMO<br />Depois da década de 90, com o sucesso de cantores evangélicos e de padres cantores, as músicas religiosas passaram a ser vendidas com maior inserção comercial em lojas de departamento e especializadas ao lado de cds e dvds de música secular, abrangendo todos os estilos musicais com o intuito evangelizador. Além da música, há o mesmo trabalho presente na literatura evangelizadora e nas demais artes religiosa.<br />
  18. 18. Como as religiões usam o Marketing?<br /><ul><li>Rádio
  19. 19. Tv
  20. 20. Internet
  21. 21. Jornais
  22. 22. Revistas
  23. 23. Folhetos
  24. 24. Missionários
  25. 25. Teaser
  26. 26. Congressos
  27. 27. Conferências
  28. 28. Feiras
  29. 29. Publicidade
  30. 30. Outdoor
  31. 31. Pocket Show
  32. 32. Entre outros </li></li></ul><li>Pocket Show<br />Com<br />Regina Raposo <br />
  33. 33. Produtos e bens que são comercializados <br />Shows, palestras, oficinas, workshops<br />Livros, biblias, cds, dvds, etc. <br />
  34. 34. CONCLUSÃO <br />Percebe-se a importância do mercado religioso e o crescimento que o mesmo vem sofrendo nos últimos anos. Diante dessa possibilidade tão grande de oportunidades, cabe ao Administrador e ao Gestor de Marketing dar mais atenção a vasta possibilidade de poder desenvolver um trabalho digno e excelente à altura das pessoas que tem na religião um ideal e um estilo de vida. <br />
  35. 35. REFERÊNCIAS <br />Marketing religioso fonte: http://casadogalo.com/marketing-religioso-pela-tica-da-igrejahttp://recantodasletras.uol.com.br/ensaios/1710376http://debatadesvendeedivulgue.com/blog/?p=1867disponível em http://www.infoescola.com/comunicacao/marketing-religioso/ acessado em 18/08/11.<br />DIRCE AKEMI ITO (Pré-projeto de pesquisa apresentado para a seleção de do programa de mestrado de administraçao de empresas da puc). ACESSADO EM 18/08//11.<br />JÚNIOR Giovani Salera/Disponivel em http://www.recantodasletras.com.br/ensaios/1710376 acessado em 18/08/11<br />

×