Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Terço São Sebastião

3,094 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Terço São Sebastião

  1. 1. Oração do Terço Festa Litúrgica de São Sebastião Sobreiro, 20 de Janeiro de 2014
  2. 2. JMV Sobreiro – “Raios de Luz” Primeiro Mistério: São Sebastião, testemunho de fé Ao aproximarmo-nos dos festejos deste glorioso Santo, coloquemo-nos diante dele como um exemplo vivíssimo de fé. Ele foi cristão nos tempos do Imperador Diocleciano em Roma. Viveu em tempos de perseguição. Muitos foram presos, degredados e mortos, em Roma, por causa de Jesus Cristo. Naqueles tempos não era fácil ser cristão. São Sebastião era Capitão da Guarda do Imperador. Mesmo conhecendo melhor que todos o risco que ia correr, pediu para ser cristão. Passou pelo catecumenato, foi instruído sobre os compromissos de fé e recebeu, conscientemente, o batismo. Hoje não corremos riscos por sermos cristãos e, como acontecia na época, também hoje muita gente renega a fé do seu batismo. Peçamos a Deus, pela intercessão do glorioso São Sebastião, que nossa fé seja robustecida e que tenhamos coragem de a professar em todas as circunstâncias, renegando-a jamais. Segundo Mistério: São Sebastião, testemunha de caridade Sebastião, feito cristão pelo batismo, começou a ser, em Roma, entre muitos dos seus irmãos na fé, testemunho vivo de caridade. Dizem os historiadores que, como consequência das perseguições, eram muito numerosos os prisioneiros e os que se tornavam pobres porque o governo sequestrava os seus bens. Sebastião deu-se ao intenso exercício da caridade, visitando os encarcerados e confortando-os, encorajandoos e ajudando os que foram atingidos pela pobreza. Muito antes, pois, de dar o testemunho do martírio, Sebastião dava perante todos o testemunho da caridade. Hoje em dia são muitas pessoas marginalizadas e desempregadas. Só a caridade dos cristãos poderá socorrê-los, ampará-los e estimulá-los. São Sebastião apresenta-se, assim como modelo e exemplo que devemos imitar e também como intercessor no céu, por aqueles que sofrem entre nós privações e falta de conforto. Peçamos ao nosso santo consolo para os que sofrem e coragem para sermos, todos, testemunhas da caridade fraterna. Terceiro Mistério: São Sebastião, testemunho de fortaleza São Sebastião, militar de aprimorada formação, tinha carácter forte, varonil. Distinguiase pela coragem e fortaleza de ânimo com que servia à autoridade imperial. Convertendo-se ao cristianismo e sendo baptizado, o Espírito Santo transfigurou pela 20 de Janeiro de 2014
  3. 3. JMV Sobreiro – “Raios de Luz” graça estes dons naturais, que nele resplandeciam. Ele colocou ao serviço do Reino de Deus a sua alma varonil e destemida. O soldado do imperador passou a ser soldado de Cristo. Foi com mesma coragem e fortaleza com que servia antes a seu senhor temporal, que Sebastião, depois, a ele resistiu, quando ameaçado de morte por causa das práticas e convicções religiosas. Desassombrado, sem temor, enfrentou a perseguição e o martírio, e não renegou a fé que professava. No mundo em que vivemos, as nossas convicções religiosas nem sempre permanecem inabaláveis. Diante de mesquinhas ameaças, abandonamos com facilidade as disposições que, outrora, acolhemos. Falta-nos a fortaleza de ânimo. E esta, só o Espírito Santo no-la pode dar, como a deu a São Sebastião. Vendo nele o grande modelo de coragem e destemor, peçamos por sua intercessão este mesmo dom. E proponhamo-nos imitá-lo nos momentos difíceis em que nossa fé for provada. Quarto Mistério: São Sebastião, padroeiro dos injustamente perseguidos São Sebastião compartilhou da injusta perseguição que atingiu a Igreja nos seus primórdios em Roma. Os decretos do Imperador, que mandavam reprimir as práticas cristãs, atingiram milhares de pessoas. Foi uma época de grandes sofrimentos para o povo, na sua maioria humilde, pois eram exatamente os humildes e os pobres que mais generosamente abraçavam a fé. São Sebastião, embora, altamente situado, pois era Capitão da Guarda Imperial, foi também envolvido nas mesmas perseguições, exatamente por ser fiel à voz da consciência. É talvez a mais grave injustiça esta de se insurgir contra a consciência de uma pessoa e prende-la, tortura-la e mata-la por motivos de religião. Ainda hoje no mundo esta forma de injustiça existe. Em muitos lugares, principalmente em países comunistas, os cristãos são perseguidos, presos e impedidos de viver livremente a sua fé. Peçamos, por intercessão de São Sebastião, que cessem as injustiças no mundo e que Deus olhe com benevolência a todos os que são vítimas de tais sofrimentos. 20 de Janeiro de 2014
  4. 4. JMV Sobreiro – “Raios de Luz” Quinto Mistério: São Sebastião padroeiro contra a violência. O mártir São Sebastião não foi somente uma vítima da perseguição romana. E nem foi só simplesmente mártir como milhares de outros cristãos. O suplício que sofreu caracterizou-se pela dupla violência brutal contra sua pessoa. Primeiramente, São Sebastião foi entregue aos algozes para ser morto a flechados. Amarrado a um tronco de árvore, dispararam contra seu corpo numerosas flechas. Deixaram-no a esvair-se em sangue, crentes que já estivesse morto. Uma senhora piedosa encontrou-o na floresta, levou-o para casa e salvou-o. Da segunda vez, porém, foi aprisionado quando apareceu diante do imperador, numa festa pública. E então mataram-no, barbaramente, diante da multidão. Ele foi, assim, duplamente martirizado, e duplamente agredido de modo violento. Pode ser considerado, no céu, o Padroeiro contra a violência. Peçamos ao poderoso São Sebastião, que experimentou duplamente o impacto da violência brutal, que nos assista e nos proteja. Peçamos sobretudo que ele obtenha do céu o perdão e a mudança de coração para os criminosos. 20 de Janeiro de 2014

×