Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
OS SINAIS EXTERIORES DE RIQUEZA E O SEU SIGNIFICADO JURÍDICO E SOCIAL   J.L. Saldanha Sanches  Professor da Faculdade de D...
Do &quot;lançamento, liquidação e cobrança&quot; aos deveres de cooperação do sujeito passivo <ul><li>O lançamento como um...
A privatização da gestão fiscal e o seu significado político: os limites à intromissão pública <ul><li>O planeamento fisca...
A relação jurídico tributária como uma relação de comunicação  <ul><li>A interpretação e a aplicação da lei feita pelo suj...
A função jurídica da declaração do contribuinte <ul><li>Princípio da declaração e princípio da verificação </li></ul><ul><...
Mecanismos de controlo social, mecanismos de controlo fiscal: <ul><li>Os sinais exteriores de riqueza em sentido amplo </l...
A compressão fiscal da esfera de privacidade <ul><li>A tutela jurídica do núcleo essencial da intimidade </li></ul><ul><li...
A inversão do ónus da prova (art. 89º-A da LGT) <ul><li>As manifestações de fortuna como reditómetro </li></ul><ul><li>A a...
A avaliação indiciária (art. 90º da LGT) <ul><li>A demonstração administrativa da não fiabilidade da declaração </li></ul>...
Os pressupostos da avaliação indiciária  <ul><li>A impossibilidade da realização da determinação da avaliação directa (art...
Tributação pelo lucro normal e pelo lucro real  <ul><li>A tributação segundo o lucro normal </li></ul><ul><li>O direito a ...
O lucro normal na Lei Geral Tributária  (art. 87º) <ul><li>Os indicadores técnico-científicos  </li></ul><ul><li>O desvio ...
O ónus da prova no processo fiscal <ul><li>Ónus da prova formal e material </li></ul>
<ul><li>FIM </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>
 
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Os Sinais Exteriores de Riqueza e o Seu Significado Jurídico e Social

2,732 views

Published on

Published in: Business, Economy & Finance
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Os Sinais Exteriores de Riqueza e o Seu Significado Jurídico e Social

  1. 1. OS SINAIS EXTERIORES DE RIQUEZA E O SEU SIGNIFICADO JURÍDICO E SOCIAL J.L. Saldanha Sanches Professor da Faculdade de Direito de Lisboa
  2. 2. Do &quot;lançamento, liquidação e cobrança&quot; aos deveres de cooperação do sujeito passivo <ul><li>O lançamento como uma actividade pública </li></ul><ul><li>O caso da cobrança no IVA como principal exemplo da mutação de conceitos </li></ul><ul><li>A auto-avaliação e a determinação administrativa do imposto </li></ul>
  3. 3. A privatização da gestão fiscal e o seu significado político: os limites à intromissão pública <ul><li>O planeamento fiscal legítimo </li></ul><ul><li>A previsibilidade das obrigações fiscais </li></ul><ul><li>A redução da intromissão pública </li></ul><ul><li>O Estado como garante da justa distribuição dos encargos tributários </li></ul>
  4. 4. A relação jurídico tributária como uma relação de comunicação <ul><li>A interpretação e a aplicação da lei feita pelo sujeito passivo </li></ul><ul><li>A privatização da Administração tributária </li></ul><ul><li>As novas formas de obtenção da segurança jurídica </li></ul>
  5. 5. A função jurídica da declaração do contribuinte <ul><li>Princípio da declaração e princípio da verificação </li></ul><ul><li>A verificação da declaração e a natureza da actividade da Administração </li></ul><ul><li>A deformação burocrática na actividade da Administração </li></ul>
  6. 6. Mecanismos de controlo social, mecanismos de controlo fiscal: <ul><li>Os sinais exteriores de riqueza em sentido amplo </li></ul><ul><li>A transparência na sociedade da informação </li></ul><ul><li>Reacção fiscal e reacção penal </li></ul>
  7. 7. A compressão fiscal da esfera de privacidade <ul><li>A tutela jurídica do núcleo essencial da intimidade </li></ul><ul><li>Património, dados bancários e segredo fiscal </li></ul>
  8. 8. A inversão do ónus da prova (art. 89º-A da LGT) <ul><li>As manifestações de fortuna como reditómetro </li></ul><ul><li>A aquisição de imóveis, automóveis e barcos de recreio </li></ul>
  9. 9. A avaliação indiciária (art. 90º da LGT) <ul><li>A demonstração administrativa da não fiabilidade da declaração </li></ul><ul><li>Os métodos indiciários como uma ultima ratio </li></ul><ul><li>O ónus da prova nos métodos indiciários </li></ul>
  10. 10. Os pressupostos da avaliação indiciária <ul><li>A impossibilidade da realização da determinação da avaliação directa (art. 88º da LGT) </li></ul><ul><li>Os vícios insanáveis da escrita </li></ul><ul><li>A recusa da exibição da contabilidade </li></ul>
  11. 11. Tributação pelo lucro normal e pelo lucro real <ul><li>A tributação segundo o lucro normal </li></ul><ul><li>O direito a ser tributado de acordo com a contabilidade </li></ul><ul><li>A função possível da tributação por índices </li></ul>
  12. 12. O lucro normal na Lei Geral Tributária (art. 87º) <ul><li>Os indicadores técnico-científicos </li></ul><ul><li>O desvio em relação ao lucro médio (art. 87º/d) </li></ul><ul><li>Os poderes da Administração </li></ul>
  13. 13. O ónus da prova no processo fiscal <ul><li>Ónus da prova formal e material </li></ul>
  14. 14. <ul><li>FIM </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>

×