Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Reino protista prof Ivanise Meyer

245 views

Published on

Aula da Prof.ª Ivanise Meyer na Escola Municipal Albert Sabin (2009 a 2015). Ciências Naturais (PEJA II - Bloco I).

Published in: Education
  • Be the first to comment

Reino protista prof Ivanise Meyer

  1. 1. Ciências Naturais Ciências Naturais - ICRM 1
  2. 2. Reino Protista  Protozoários  Protófitos (algas unicelulares e pluricelulares) Ciências Naturais - ICRM 2
  3. 3. Unicelulares  São formados por uma célula. Só podem ser observados com uso de microscópio. Ciências Naturais - ICRM 3
  4. 4. Algas Ciências Naturais - ICRM 4
  5. 5. Algas unicelulares Ciências Naturais - ICRM 5
  6. 6. Algas pluricelulares Ciências Naturais - ICRM 6
  7. 7. Onde vivem  Vivem em ambientes diversos: na água, no solo, e até mesmo no interior do corpo de outros seres vivos. Ciências Naturais - ICRM 7
  8. 8.  Podem ter vida livre ou ser parasitas, isto é, viver no corpo de outro ser vivo. Ciências Naturais - ICRM 8
  9. 9. Protozoários são heterótrofos  Alimentam-se de bactérias, de outros protozoários e de matéria orgânica. Ciências Naturais - ICRM 9
  10. 10. Protófitos são autótrofos  Produzem seu alimento (a glicose) a partir da fotossíntese. diatomácea Ciências Naturais - ICRM 10
  11. 11. Doenças (protozooses)  Alguns protozoários causam doenças como a amebíase, leishmaniose, toxoplasmose, malária, doença de Chagas, giardíase. Ciências Naturais - ICRM 11
  12. 12. Ameba  A contaminação fecal dos alimentos e da água é a principal causa de tal infecção.  Sintomas: a diarreia com cólicas, perda de sangue nas fezes, febre e emagrecimento. Ciências Naturais - ICRM 12
  13. 13. Leishmaniose O inseto Lutzomyia, vetor da leishmaniose. Gênero Leishmania e da família Trypanosomatidae. Ciências Naturais - ICRM 13
  14. 14.  De modo geral, essas enfermidades se dividem em leishmanioses tegumentares, que atacam a pele e as mucosas, e viscerais (ou calazar), que atacam os órgãos internos.  As tegumentares causam lesões na pele (ulcerações) e, em casos mais graves, atacam as mucosas do rosto, como nariz e lábios (leishmaniose mucosa). As leishmanioses viscerais causam febre, emagrecimento, anemia, aumento do fígado e do baço e imunodeficiência (diminuição da capacidade de defesa do organismo contra outros micróbios).  Parasita transmitido pela picada do “mosquito-palha” que se contamina ao picar animais da mata (e mesmo os domésticos que estejam contaminados). Ciências Naturais - ICRM 14
  15. 15. Toxoplasmose  É uma doença causada por um protozoário chamado Toxoplasma gondii. Este protozoário pode infectar qualquer animal de sangue quente como gatos, coelhos, etc. Ciências Naturais - ICRM 15
  16. 16. Ciências Naturais - ICRM 16
  17. 17. Malária  A malária é uma infecção dos glóbulos vermelhos causada pelo Plasmodium.  Transmite-se através da picada do mosquito fêmea infectada (Anopheles), por transfusão de sangue contaminado ou injeção dada com uma agulha previamente utilizada numa pessoa infectada.  Sintomas: febre e calafrios, na chamada “tremedeira”. Em casos graves ocorrem icterícia, insuficiência renal, alterações na coagulação e coma. Ciências Naturais - ICRM 17
  18. 18. Ciências Naturais - ICRM 18
  19. 19.  A malária é a doença infecciosa que mais provoca mortes no mundo.  Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde, ocorrem por ano 400 milhões de novos casos que resultam em 2 milhões de mortes. Sendo endêmica em cerca de 200 países. Ciências Naturais - ICRM 19
  20. 20. Malária no mundo em 2004 Ciências Naturais - ICRM 20
  21. 21. Doença de Chagas  A doença de Chagas é uma doença infecciosa causada por um protozoário parasita chamado Trypanosoma cruzi, nome dado por seu descobridor, o cientista brasileiro Carlos Chagas, em homenagem a outro cientista, também, brasileiro, Oswaldo Cruz. Ciências Naturais - ICRM 21
  22. 22. Ciências Naturais - ICRM 22
  23. 23. Percevejo: o “barbeiro”  A doença de Chagas é, geralmente, transmitida pelo barbeiro. Contudo, em alguns casos raros, a transmissão da moléstia pode ser congênita, por transfusão de sangue, transplante de órgãos, acidentes de laboratórios ou comendo comida contaminada com insetos infectados (caldo de cana, por exemplo). Ciências Naturais - ICRM 23
  24. 24. Sintomas e tratamento  Febre, mal estar, falta de apetite, dor ganglionar, inchaço ocular e aumento do fígado e baço são alguns sintomas que podem aparecer inicialmente (fase aguda). Há casos em que a doença se apresenta de forma assintomática.  Em quadro crônico, o mal de Chagas pode destruir a musculatura dos órgãos atingidos, provocando o aumento destes, de forma irreversível.  O diagnóstico é feito via exame de sangue. O tratamento (eliminação dos parasitas) é satisfatório apenas no estágio inicial da doença (o tripanossoma ainda está no sangue). Na fase crônica, a terapêutica se direciona para o controle de sintomas, evitando maiores complicações. Ciências Naturais - ICRM 24
  25. 25. Curiosidade: o que é isso? Ciências Naturais - ICRM 25
  26. 26. Bioluminescência Noctiluca sp Ciências Naturais - ICRM 26
  27. 27. Ciências Naturais – Prof.ª Ivanise Meyer (2015) 27

×