Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Plantas órgãos vegetais prof Ivanise Meyer

776 views

Published on

Aula da Prof.ª Ivanise Meyer na Escola Municipal Albert Sabin (2009 - 2015). Ciências Naturais (PEJA II - Bloco I)

Published in: Education
  • Be the first to comment

Plantas órgãos vegetais prof Ivanise Meyer

  1. 1. Ciências Naturais 1 Ciências Naturais - ICRM
  2. 2. 2  As células das plantas são complexas, ricas em cloroplastos, nos quais armazenam clorofila e têm paredes rígidas de celulose (um tipo de açúcar). Ciências Naturais - ICRM
  3. 3.  A maioria dos vegetais possui raiz, caule, folha, flor, fruto e semente.  Há vegetais que não possuem uma ou mais partes, como as samambaias, os musgos e as algas. 3 Ciências Naturais - ICRM
  4. 4. 4  Órgãos de nutrição: raiz, caule e folhas.  Órgãos de reprodução: flor, fruto e semente.  Todas as células da planta respiram. Ciências Naturais - ICRM
  5. 5. A importância das árvores 5Ciências Naturais - ICRM
  6. 6. 6 Ciências Naturais - ICRM
  7. 7. 7  Fixar o vegetal ao solo;  Absorver água e sais minerais. Ciências Naturais - ICRM
  8. 8. 8Ciências Naturais - ICRM
  9. 9. 9 Ciências Naturais - ICRM
  10. 10. Raízes subterrâneas  As raízes geralmente se desenvolvem debaixo da terra. 10Ciências Naturais - ICRM
  11. 11. Raízes aéreas  Raízes aéreas (ex.: raízes-escoras que partem do caule e raízes de orquídeas, das palmeiras) 11Ciências Naturais - ICRM
  12. 12. Raízes aquáticas 12Ciências Naturais - ICRM
  13. 13. 13 Ciências Naturais - ICRM
  14. 14. 14  Permitir a circulação da seiva bruta (água + sais minerais) e elaborada (glicose).  Servir de sustentação para folhas, flores e frutos. Ciências Naturais - ICRM
  15. 15. Tipos de caules 15Ciências Naturais - ICRM
  16. 16. Caules aéreos  Exemplos: mangueira, eucalipto, arbustos, palmeiras, coqueiros, bambu, cana-de-açúcar, salsa, agrião, rastejantes (abóbora, melão, etc.), parreira (uva), cacto. 16Ciências Naturais - ICRM
  17. 17. Caules subterrâneos  Exemplos: bananeira, gengibre, espada-de-são-jorge, batata inglesa, cará, inhame, cebola e alho. 17Ciências Naturais - ICRM
  18. 18. 18 Ciências Naturais - ICRM
  19. 19. 19Ciências Naturais - ICRM
  20. 20. A folha geralmente tem a forma de lâmina e apresenta a cor verde, devido à presença de clorofila. 20Ciências Naturais - ICRM
  21. 21. 21  Respiração (trocas gasosas);  Fotossíntese (produção de glicose);  Transpiração (eliminação do vapor de água);  Sudação (eliminação de água). Ciências Naturais - ICRM
  22. 22. 22 Sudação ou gutação  É a eliminação de água em forma de gotículas pelas folhas para eliminar o excesso de água e sais minerais absorvidos pelo solo. Ciências Naturais - ICRM
  23. 23. 23 Fotossíntese e respiração Ciências Naturais - ICRM
  24. 24. 24 A folha é composta de três partes principais:  bainha: fixa a folha ao caule;  limbo: é a lâmina da folha;  pecíolo: liga a bainha ao limbo. Ciências Naturais - ICRM
  25. 25. 25 Ciências Naturais - ICRM
  26. 26. 26 Ciências Naturais - ICRM
  27. 27.  A flor é o aparelho reprodutor das Gimnospermas e Angiospermas.  É através dos órgãos da flor que os vegetais produzem sementes que vão originar novas plantas. 27Ciências Naturais - ICRM
  28. 28. Função da flor  A função da flor é reprodutiva.  A flor é uma estrutura transitória, só aparece na época da reprodução de plantas que produzem flores. 28Ciências Naturais - ICRM
  29. 29.  Depois da fecundação, a flor murcha. Algumas partes podem cair.  O ovário desenvolve-se formando o fruto, dentro do qual fica a semente (óvulo desenvolvido depois da fecundação).  Podem ser várias sementes (= vários óvulos) ou apenas uma (= só um óvulo). 29Ciências Naturais - ICRM
  30. 30. As Gimnospermas têm flores, mas não produzem frutos, as sementes são "nuas". 30Ciências Naturais - ICRM
  31. 31. 31  Cálice: conjunto de sépalas;  Corola: conjunto de pétalas;  Androceu: conjunto de estames;  Gineceu: conjunto de folhas dobradas, unidas entre si. Ciências Naturais - ICRM
  32. 32.  O androceu (aparelho reprodutor masculino) e o gineceu (aparelho reprodutor feminino), são os responsáveis pela fecundação da flor.  Existem flores que apresentam os dois aparelhos reprodutores e são consideradas hermafroditas. 32Ciências Naturais - ICRM
  33. 33. 33Ciências Naturais - ICRM
  34. 34. 34Ciências Naturais - ICRM
  35. 35.  O ovário (que fica na base do gineceu), se desenvolve formando posteriormente o fruto, dentro do qual ficam as sementes. 35 Ciências Naturais - ICRM
  36. 36. Na fecundação há a união da célula reprodutora masculina (que está dentro do grão de pólen) com a célula reprodutora feminina (óvulo). Depois da reprodução, a flor murcha. 36Ciências Naturais - ICRM
  37. 37. Polinização  O vento ou os animais transportam os grãos de pólen do órgão masculino (antera) para o órgão feminino (ovário). O transporte dos grãos de pólen de uma planta para outra é chamado polinização. 37 Ciências Naturais - ICRM
  38. 38. 38Ciências Naturais - ICRM
  39. 39. 39Ciências Naturais - ICRM
  40. 40. Autopolinização 40Ciências Naturais - ICRM
  41. 41. 41 Ciências Naturais - ICRM
  42. 42. Função do fruto  Proteger a semente.  Surge a partir do desenvolvimento do ovário da flor que foi fecundada.  O fruto pode ter uma ou várias sementes, dependendo do número de óvulos na flor. 42 Ciências Naturais - ICRM
  43. 43. Partes do fruto  O fruto é geralmente formado de pericarpo e semente. O pericarpo origina-se do ovário da flor, que se desenvolve após a fecundação. 43 Ciências Naturais - ICRM
  44. 44. 44  EPICARPO: casca  MESOCARPO: parte muitas vezes carnosa e comestível  ENDOCARPO: a camada que envolve a semente, às vezes o endocarpo é bem duro e forma um caroço, como o da manga, pêssego e azeitona). Ciências Naturais - ICRM
  45. 45. Classificação dos frutos 45Ciências Naturais - ICRM
  46. 46. Frutos carnosos  O pericarpo é rico em substâncias nutritivas. Ex.: mamão, tomate, laranja, melancia, goiaba, uva, tâmara, café, limão, laranja, melão, melancia, abóbora, pepino, abacate, pêssego, manga, azeitona, ameixa, cereja, coco. 46 Ciências Naturais - ICRM
  47. 47. Frutos secos  O pericarpo tem aspecto e consistência de madeira. 47 Ciências Naturais - ICRM
  48. 48. Frutos secos  Vagens das leguminosas (flamboyant, feijão, soja, ervilha e etc.).  Os frutos da magnólia, mostarda, couve e papoula quando secos se abrem e liberam suas sementes.  Há aqueles que não abrem quando estão maduros: grãos de milho, arroz, trigo, girassol, a avelã e a noz. 48Ciências Naturais - ICRM
  49. 49. Pseudofrutos (falsos frutos)  Quando a parte carnosa do fruto for originada de outra parte da flor que não seja o ovário, o fruto não é verdadeiro.  Ex.: caju (o fruto é a castanha), maçã, pera e romã. 49 Ciências Naturais - ICRM
  50. 50.  No caso da maçã e da pera, também o ovário forma apenas a parte central da “fruta”, aquela que nós não comemos, ou seja, da maçã normalmente come-se tudo, menos a verdadeira fruta. A parte carnosa que é comida, é formada pelo receptáculo floral, que cresce e acaba por envolver o verdadeiro fruto. 50Ciências Naturais - ICRM
  51. 51. Estrutura da maçã  1 – tronco  2 – sementes  3 – endocarpo  4 – mesocarpo  5 – cálice  6 – polpa  7 – casca 51Ciências Naturais - ICRM
  52. 52. 52Ciências Naturais - ICRM
  53. 53.  Amendoim - As flores do amendoim, após serem fecundadas, alongam seus pedúnculos até enterrar os seus frutos na terra. Para colher os frutos é preciso arrancar a planta inteira e lavar para retirar a terra. 53Ciências Naturais - ICRM
  54. 54. Semente 54Ciências Naturais - ICRM
  55. 55. Função da semente  Abrigar o embrião(a futura planta).  A semente é o óvulo da flor desenvolvido após a fecundação. 55 Ciências Naturais - ICRM
  56. 56.  É o desenvolvimento do embrião.  Condições para que aconteça a germinação: estar madura, inteira, não ser muito velha, possuir reservas de substâncias nutritivas.  Fatores externos (=ambientais) que promovem a germinação: quando a semente absorve umidade, recomeça o seu desenvolvimento. A semente necessita de oxigênio para a sua respiração. A temperatura entre 25 e 30° C favorece a germinação. 56 Ciências Naturais - ICRM
  57. 57. Germinação 57Ciências Naturais - ICRM
  58. 58.  A semente é composta de tegumento (= casca) que cobre a amêndoa. A amêndoa apresenta duas partes: o embrião (forma a nova planta quando a semente germina) e cotilédone (contém substâncias nutritivas que vão alimentar a plantinha nas primeiras fases de desenvolvimento). 58 Ciências Naturais - ICRM
  59. 59.  Também ocorre entre os vegetais a reprodução assexuada, chamada de vegetativa. Pode ser feita com pedaços de galhos (= mudas), folhas (ex.: folha-da-fortuna e a violeta africana), batata- inglesa (caule), raízes (ex.: crisântemo e dália) ou por meio de enxertos (= entre caules).  Esse tipo de reprodução garante que os descendentes serão idênticos à planta matriz. 59 Reprodução assexuada Ciências Naturais - ICRM
  60. 60. 60Ciências Naturais - ICRM
  61. 61. 61Ciências Naturais - ICRM
  62. 62. Partenocarpia (desenvolvimento do fruto sem que haja fecundação)  A banana que usamos em nossa alimentação não tem sementes. É um fruto formado pelo desenvolvimento do ovário sem a prévia fecundação dos óvulos. Os pontinhos pretos dentro dela são óvulos não fecundados, NÃO são sementes.  Ex.: banana e a laranja-da- bahia. 62 Ciências Naturais - ICRM
  63. 63. 63Ciências Naturais – Prof.ª Ivanise Meyer (2015)

×