Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Regulamento 2015

584 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Regulamento 2015

  1. 1. “Os alunos participaram na vertente da escrita, mas com a chegada da expo- sição, todos puderam deslumbrar-se com o fantástico trabalho realizado pelos diferentes ilustradores para dar vida aos textos por eles produzidos.” Cristina Carneiro, Colégio Efanor, Porto “Foi com um enorme prazer que levamos algumas das nossas crianças a este evento e, no final, nos deliciámos com o orgulho que sentiram ao auto- grafar os livros que lhes foram chegando.” Teresa Matos , Centro Social de Santa Clara , Bragança “Nós, escola (alunos, docentes e não docentes) ficámos muito orgulhosos de participar neste projeto e de vermos o trabalho realizado no livro. Muitos parabéns pela vossa iniciativa!” Nídia Viegas, Jardim-Escola João de Deus, Tavira “Os nossos meninos e meninas, com um “pequeno gesto” mostraram quão “grandes são os seus corações”.” Cristina Filipe, Agrupamento de Escolas de Búzio, Vale de Cambra “Aos alunos, professores e a todos os que abraçaram o projeto, parabéns pelo espírito solidário.” Ana Paula Cordeiro, Agrupamento de Escolas Gualdim Pais, Pombal “Quando recebemos a exposição ficámos fascinados com a qualidade das ilustrações, bem como dos livros que traziam as produções dos nossos jovens autores.” Fátima Bonzinho, Agrupamento de Escolas Manuel Ferreira Patrício, Évora O projeto “renova o apelo à imaginação das crianças e dos jovens, através do exercício da leitura e da escrita promovido em ambiente de respeito, solidariedade e partilha.” Manuela Pargana Silva, Rede de Bibliotecas Escolares Tem sido assim… HISTÓRIAS DAAJUDARIS`15 7.ª edição - 2015 “Histórias da Ajudaris”, um projeto para crianças e jovens, visando despertar e fortalecer hábitos de leitura e de escrita, bem como impulsionar os valores da cidadania e da solidariedade. “A solidariedade, a entreajuda e o trabalho, no nosso agrupamento, são incutidos e trabalhados desde muito tenra idade como valores fundamen- tais.” Sónia Cruzeiro, Agrupamento de Escolas Eugénio de Andrade, Porto
  2. 2. CONCEITO REGULAMENTO A Ajudaris é uma associação particular de carácter social (Registo de IPSS 06/09) e humanitário de âmbito nacio- nal, sem fins lucrativos, considerada de utilidade pública desde 2008. Através dos vários projetos de intervenção social que desenvolve, - http:// www.ajudaris.org/ - a Ajudaris procura combater a fome, a pobreza e a exclu- são social através da educação e da capacitação. Um dos projetos mais inovadores e emblemáticos da nossa Instituição é o projeto “Histórias da Ajudaris”, cria- do em 2009. Nestes livros as crianças são as protagonistas e as autoras na partilha de magia e de criatividade com os seus pares e com a sociedade em geral. Colhendo a inspiração em temas como a cidadania, a solidariedade, os valores e os afetos, ingredientes essen- ciais naquela que é a missão da Ajuda- ris, desafiamos estes jovens a cresce- rem como cidadãos mais ativos, cons- cientes e integrados. Este projeto ganha ainda mais sentido quando estes peque- nos grandes autores se apercebem que a partir da reunião das suas obras nasce um grande gesto de solidariedade: aju- dar crianças e famílias a viverem num mundo melhor, através do apoio que a Ajudaris desenvolve junto de comuni- dades desfavorecidas, realidades, mui- tas vezes, mais próximas do que imaginamos. PÚBLICO-ALVO OBJETIVOS  Despertar e fortalecer os hábitos da leitura e da escrita;  Estimular a prática da cidadania e da solidariedade;  Promover a partilha de valores e afetos;  Aproximar os contextos Escola - Família - Comunidade;  Impulsionar um voluntariado qua- lificado na comunidade. O Projeto “Histórias da Ajudaris” des- tina-se a crianças e jovens que frequen- tam o ensino pré-escolar, o 1.º e o 2.º Ciclos do Ensino Básico em Portugal. Tema 2015: Os valores INSCRIÇÃO A inscrição no Projeto é realizada atra- vés do preenchimento de um formulá- rio disponível on-line no site http:// www.ajudaris.org/ e de um protocolo de colaboração. Estes devem ser envia- dos até ao dia 31 de janeiro de 2015. PROCEDIMENTO  As histórias devem ser escritas, coletivamente, pelas crianças em colaboração com os seus educado- res/professores, na sala de aula;  As histórias podem assumir qual- quer género literário;  O critério de construção das histó- rias é definido por cada estabeleci- mento de ensino solidário partici- pante (ex.: histórias volantes);  As histórias terão de ser entregues à Ajudaris até ao dia 30 de Março de 2015, em suporte digital (documento editável) para o seguinte endereço electrónico: historiasdaajudaris@ajudaris.org  A decisão do júri é definitiva e não susceptível de recurso;  As histórias selecionadas serão representadas no livro, bem como em qualquer outra atividade no âmbito deste projeto, sempre em associação com a referência aos autores, estabelecimentos de ensino e agrupamentos de escolas solidá- rios em causa;  Até ao dia 1 de Junho de 2015 (Dia Mundial da Criança) serão divulga- das as histórias selecionadas;  As histórias plagiadas serão, auto- maticamente, excluídas do Projeto;  A Ajudaris reserva-se ao direito de não publicar histórias que não obe- deçam ao regulamento. SELEÇÃO  As histórias serão, posteriormente, selecionadas por um júri de cinco elementos, nomeados pela Ajuda- ris, de acordo com a pontuação obtida, numa escala de 1 a 5, nos seguintes critérios: a. Enquadramento estético da temática escolhida; b. Qualidade da narrativa; c. Imaginação e criativida- de; d. Cumprimento das normas de formatação. FORMATAÇÃO  O corpo do texto não poderá exceder o limite máximo de uma página A4;  N.º máximo de caracteres com inclusão de espaços: 2550;  Margens: 2,5 cm (superior, infe- rior, esquerda e direita);  Tipo de letra: Arial;  Tamanho: 12;  Espaçamento entre linhas de 1,5. DIREITOS DE AUTOR  Todas as histórias, ainda que não selecionadas para publicação, são propriedade da Ajudaris, que reserva para si o direito de repro- dução;  A cedência dos direitos de autor atribuirá à Ajudaris o direito exclusivo de utilizar as obras para a venda solidária;  A Ajudaris goza do direito de edi- tar livremente e sem qualquer res- trições a versão final das histórias e de as reproduzir, sem quaisquer restrições, quanto ao meio e ao número de exemplares, de as tra- duzir para qualquer língua, incluindo Braille, e de as adaptar para outros suportes.

×