Revolução russa slide

59,028 views

Published on

2 Comments
40 Likes
Statistics
Notes
  • Cara Isabel, boa tarde, tudo bem? Gostaria de fazer algumas críticas ao seu trabalho. Eu tenho 14 anos e estou no 9º ano, precisei fazer um trabalho sobre a revolução russa e resolvi me basear em seu trabalho e completar com mais algumas informações, já estava na metade do trabalho quando peguei um livro de história na biblioteca e percebi que a ordem de alguns fatos, e até os fatos, estavam errados. Tive que recomeçar tudinho. Acho que deveria revisar e até mesmo refazer algumas partes. Na minha opinião, seu trabalho estava pobre de conteúdo e mostrava que você não conhecia o assunto muito bem.Também quis mostrar ao meu professor de história que disse que estava praticamente tudo errado e parecia que um aluno de 6º ano tinha feito. Sua desprovida de inteligência humana, fiquei o feriado inteiro fazendo esse trabalho e quando vi estava tudo errado, sugiro que revise todos os seus trabalhos antes de postar e também os já postados, procure dar uma olhada em sites ou livros porque esse último trabalho ficou um lixo. Atenciosamente Capitu Heathcliff
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Como faço o dowload?
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
59,028
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8,796
Actions
Shares
0
Downloads
3,219
Comments
2
Likes
40
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • REVOLUÇÃO RUSSA 1917
  • Revolução russa slide

    1. 1. Rússia pré-Revolucionária No século XIX a Rússia era atrasada em relação às potências européias. A sua economia baseava-se na produção agrícola.Absolutismo Regime CzaristaCriação do PSD Proposta de mudançasGuerra Russo- Domingo Sangrento Japonesa
    2. 2. FIM SÉC XIX - 20 MILHÕES DE QUILÔMETROS QUADRADOS E MAIS DE CEM MILHÕES DE HABITANTES, SENDO SUA PRINCIPALCARACTERÍSTICA O GRANDE ATRASOECONÔMICO EM RELAÇÃO AOS PAÍSES A EUROPA OCIDENTAL. ENQUANTO INGLATERRA, FRANÇA E ALEMANHA PASSAVAM POR UM PROCESSO ACELERADO DE DESENVOLVIMENTO URBANO-INDUSTRIAL, EVOLUÍAM PARA REGIMES CONSTITUCIONAL- PARLAMENTARES E REALIZAVAM UM ENORME AVANÇO TÉCNICO- CIENTÍFICO, A RÚSSIA PERMANECIA NO ATRASO ECONÔMICO, SOCIAL, POLÍTICO E CULTURAL.
    3. 3. DESIGUALDADE SOCIAL: 80% dapopulação vivia no campo, 90% não sabialer e escrever. Os camponesestrabalhavam como se fossem animais decarga e viviam esfarrapados e famintos, opovo era humilhado e maltratado.Os nobres viviam no luxo e riquezavivendo da fartura e do desperdício comfestas, banquetes e roupas luxuosas. País predominantemente agrário esemifeudal, a aristocracia rural e oclero ortodoxo detinham o controle dapropriedade da terra.
    4. 4. Ocidente europeu: regimesliberaisRússia: absolutismo, impérioautocrático, governado peloCzar Nicolau IINicolau recusava conceder aseus súditos um governoconstitucional e parlamentar.Partidos políticos: proibidoscensura à imprensa e qualquerrebeldia contra o governo eraduramente reprimida, podendoo rebelde ser exilado na Sibéria.Os COSSACOS - polícia czarista -reprimia duramente qualquerato contra o governo czarista CZAR NICOLAU IIde Nicolau II.
    5. 5. Inspirados nas idéias socialistas, surgiram no país vários partidos clandestinos de oposição à autocraciaczarista. O principal partido de oposição era o PARTIDOSOCIAL DEMOCRATA, baseado no socialismo marxista (KarlMarx). Em 1903 esse partido dividiu-se em duas facções: osBOLCHEVIQUES e os MENCHEVIQUES. MENCHEVIQUES *Mencheviques: (minoria)- eram liderados por Martov, esses revolucionários defendiam a aliança com a burguesia e a passagem gradual ao socialismo através de um lento processo de reformas políticas. *Bolcheviques:(maioria)- liderados por Lênin, eram revolucionários e Lênin defendiam a instauração do socialismo na Rússia com base numa aliança entre os camponeses e os operários.
    6. 6. Fim do século XIX foi marcadopela expansão colonial eimperialista das grandespotências, com vistas à divisãodo mercado mundial em áreasde influência. Também a Rússiaexpandiu-se, mas em direçãoao Oriente, acabando por sechocar com o imperialismojaponês na Manchúria e naCoréia (região do ExtremoOriente).Essa rivalidade acabou porprovocar em 1904 a eclosão daguerra Russo-Japonesa. OJapão obteve esmagadoravitória sobre a Rússiaaumentando ainda mais asdificuldades do povo russo.
    7. 7. Em janeiro de 1905, em Petrogrado, uma passeatapacífica liderada por um padre, culminou no massacredos manifestantes pelo exército do Czar. Nesseepisódio, conhecido como “Domingo sangrento”, maisde mil pessoas foram massacradas, tornou-se oestopim para o início da revolução, chamadaposteriormente por Lênin de Ensaio Geral. O país foiabalado por uma série de greves e revoltas.
    8. 8. Os SOVIETES (conselhos de operários,camponeses e soldados) encabeçam a luta contrao czarismo.O Czar, pego de surpresa, foi obrigado a fazeralgumas concessões. Em 1906 reuniu-se aDUMA (parlamento russo) controlada pelaburguesia liberal e pelos grandes proprietários,com o objetivo de elaborar umaconstituição para o país. Porém em 1907 oczar Nicolau II, fortalecido com o apoioestrangeiro e pelo retorno das tropas queestavam no Oriente, desencadeou a contra-revolução, dissolvendo os sovietes e prendendo eexilando os membros da oposição. Asconcessões liberais foram suprimidas e a Duma,embora conservada, passou a ter uma existênciameramente simbólica.
    9. 9. 1) Desorganização da economia2) Penúria, fome, racionamento3) Saques, passeatas e protestos contra o CzarOs desastres militares, aliados à crise econômica e financeira que atingiu o país, aceleraram o declínio da autocracia russa. A política de Nicolau II ao querer dar continuidade à guerra acelerou o início da revolução e provocou a QUEDA DO CZARISMO.
    10. 10. MENCHEVIQUES  responsáveis pela Revoluçãode Fevereiro (1917) O QUE FIZERAM → Derrubaram o regime czarista através de uma greve geral e uma insurreição de massas, com operários criando conselhos (os sovietes) junto com os soldados, formados por camponeses mobilizados para a guerra. Contudo, não realizaram a reforma agrária.O QUE NÃO FIZERAM→ Reforma agrária: essencial para opaís, e não tiraram a Rússia da guerra devido às alianças com a social- A multidão comemora a queda do odiado Nicolau II, em fevereiro de democracia 1917. Na bandeira vermelha está européia. escrito: “LIBERDADE PARA A
    11. 11. A REVOLUÇÃO DE OUTUBRO (1917) tomada do poder pelos bolcheviques → poder nasmãos dos trabalhadores.Objetivos: Implantar a pequena propriedade privada e não apropriedade social; O setor social era composto basicamente poroperários urbanos interessados em destruir oczarismo como regime político e as relações feudaisno campo; Construir a socialização da economia; A construção de um Estado socialista.
    12. 12. Quando se iniciou a sessão inaugural de um congresso de sovietes,Lênin subiu a tribuna e falou: “O exercício de todo o poder étransferido aos sovietes de deputados, operários, camponeses esoldados. Passemos agora à construção da nova ordem socialista.”Foi organizado em seguida um novo governo, o CONSELHO DOSCOMISSÁRIOS DO POVO, presidido por Lênin, que decretou areforma agrária e a estatização dos bancos e das fábricas, assimcomo estabeleceu um armistício com a Alemanha.
    13. 13. Logo depois uma guerra civil eclodia no país entre o Exército Branco (formado pelos setores interessados na restauração do Antigo Regime e comandado por militares ligados ao czarismo) e oexército vermelho (organizado por Trótski para lutar pela conservação da nova ordem socialista. Durante a guerracivil contra o Exército Branco foi implantado na Rússia o Comunismo de Guerra. Finalmente em 1921 aguerra civil chegava ao fim com avitória do Exército Vermelho sobre o Branco, um saldo de nove milhões de mortos e o completo cerco da Rússia Soviética pelos países capitalistas
    14. 14. AO FIM DA GUERRA CIVIL O PAÍS ESTAVATODO DEVASTADO E PARA PROMOVER ARECONSTRUÇÃO ECONÔMICA DO PAÍS, LÊNINCONCEBEU A NOVA POLÍTICA ECONÔMICA (NEP),DEFINIDA POR ELE COMO “UM PASSO ATRÁSPARA DAR DOIS PASSOS À FRENTE”. Cartaz de um filme soviético do tempo em que o governo apoiava a arte moderna.
    15. 15. A NEP CONSISTIU NA RESTAURAÇÃOPARCIAL DA ECONOMIA DE MERCADOCOM A ADOÇÃO DE ALGUMAS MEDIDASTÍPICAS DO CAPITALISMO. ASSIM, FORAMSUPRIMIDAS AS REQUISIÇÕES AGRÍCOLAS FORÇADAS, DESNACIONALIZADAS ASFÁBRICAS COM MENOS DE VINTETRABALHADORES, RESTABELECIDA AESCALA DE SALÁRIOS, PERMITIDO OCOMÉRCIO INTERNO E INCENTIVADA AENTRADA DE CAPITAIS EXTERNOS NOPAÍS.
    16. 16. Em 1924 a morte de Lênin desencadeou uma lutapelo poder entre Trótski (comissário do povo para aguerra) e Stálin (secretário Geral do Partido). Trótskidefendia a tese da revolução permanente e Stálindefendia a tese do socialismo num só país. Stálin saiu vitorioso, Trótski foi expulso do partido eexilado. Leon Trótsky foi um intelectual e se opôs a Stálin e a burocratização do Estado socialista. Joseph Stálin, seus inimigos o consideravam traiçoeiro, mas ele teve o apoio popular.
    17. 17. A ascensão de Stálin assinalou o iníciode uma nova política econômica, baseadano abandono da NEP e na adoção dosplanos qüinqüenais que visavam àcriação da indústria pesada e acoletivização da agricultura. O êxitoalcançado com os planos contribuiu paraa vitória da URSS sobre o nazismo naSegunda Guerra Mundial.
    18. 18. 3

    ×