Introdução às Redes Sociais no Turismo

723 views

Published on

Introdução às Redes Sociais no Turismo

  1. 1. PAG. 1INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Origem do Pay-per-Click Em 1998, a empresa GoTo.com foi a primeira a introduzir o pricing Pay-per-Click.
  2. 2. PAG. 2INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO PAG. 2 Introdução às Redes Sociais no Turismo NOVEMBRO.2010
  3. 3. PAG. 3INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO A Web 2.0 Razões do Crescimento Tipologias de Redes Oportunidades para o Negócio Redes Sociais do Turismo O Futuro Inesting
  4. 4. PAG. 4INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO PAG. 4 Origem da Web 2.0
  5. 5. PAG. 5INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Origem Antes das rede sociais já existiam as newsgroups técnicas há muitos anos… Origem da Web 2.0
  6. 6. PAG. 6INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Invenção do Termo O Seminário / Brainstorming entre O’Reilly e a MediaLive International tinha como objectivo voltar a despertar o interesse para o mundo digital depois da queda de internet de 2000. Origem da Web 2.0
  7. 7. PAG. 7INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Definição No artigo “What is web 2.0” , por O’Reilly (2005), o quadro de referencia que ajudou a definir Web 2.0, foi o seguinte: Web 1.0 Web 2.0 DoubleClick --> Google AdSense Ofoto --> Flickr Akamai --> BitTorrent mp3.com --> Napster Britannica Online --> Wikipedia personal websites --> Blogging evite --> upcoming.org and EVDB domain name speculation --> search engine optimization page views --> cost per click screen scraping --> web services publishing --> participation content management systems --> wikis directories (taxonomy) --> tagging ("folksonomy") stickiness --> syndication Origem da Web 2.0
  8. 8. PAG. 8INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Números Chave Origem da Web 2.0
  9. 9. PAG. 9INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO PAG. 9 Razões do Crescimento
  10. 10. PAG. 10INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Natureza Social do Homem “As primeiras uniões entre pessoas, oriundas de uma necessidade natural, são aquelas entre seres incapazes de existir um sem o outro, …..” (Política, I, 1252a e 1252b, 13-4)” Somos todos “animais sociais”, como dizia Aristóteles. Razões do Crescimento
  11. 11. PAG. 11INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Sentimento de Pertença Assim sendo o nosso desejo de pertencer a Tribo é inato. Razões do Crescimento
  12. 12. PAG. 12INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Exemplos de Tribos “Tribo” dos Ex Colegas Razões do Crescimento
  13. 13. PAG. 13INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Exemplos de Tribos “Tribo” dos Clubes de Futebol Razões do Crescimento
  14. 14. PAG. 14INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Exemplos de Tribos “Tribo” dos Yuppies Razões do Crescimento
  15. 15. PAG. 15INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Exemplos de Tribos “Tribo” dos Mafiosos Razões do Crescimento
  16. 16. PAG. 16INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Animais Sociais Digitais A internet permitiu o crescimento exponencial do nosso sentido de pertencer: “somos animais sociais…….digitais….” Razões do Crescimento
  17. 17. PAG. 17INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Tipos de Drivers Elementos que favorecem a produção de conteúdos para a multidão: crowdsourcing. Drivers Tecnológicos Drivers Económicos Drivers Sociais Razões do Crescimento
  18. 18. PAG. 18INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO PAG. 18 Tipologias de Redes
  19. 19. PAG. 19INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Universo Web 2.0 Tipologias de Redes
  20. 20. PAG. 20INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO PAG. 20 Oportunidades para o Negócio
  21. 21. PAG. 21INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Benefícios do Social Media Marketing Principais benefícios do Social Media Marketing: Notoriedade Fidelização Promoção SEO Relações Públicas Guerrilha Digital Market Research Oportunidades para o Negócio
  22. 22. PAG. 22INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Notoriedade Oportunidades para o Negócio
  23. 23. PAG. 23INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Fidelização Oportunidades para o Negócio
  24. 24. PAG. 24INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Promoção Oportunidades para o Negócio
  25. 25. PAG. 25INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Search Engine Optimization (SEO) Oportunidades para o Negócio
  26. 26. PAG. 26INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Search Engine Optimization (SEO) Os Links Externos são percebidos como Votos! Um link de uma página para outra é considerado como um voto de confiança. Páginas que recebem links de qualidade são vistas como credíveis e merecedoras de bons rankings. Oportunidades para o Negócio Analogia com citações científicas: Um artigo científico é tão mais respeitado, quantas mais vezes for citado por outros artigos científicos.
  27. 27. PAG. 27INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Relações Públicas PR online assume assim um significado relevante: Twitter Blog Multimedias Horizontais Para passar o lead, aprofundar o conhecimento, passar a componente emocional, explicar o lado humano Oportunidades para o Negócio
  28. 28. PAG. 28INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Relações Públicas Oportunidades para o Negócio
  29. 29. PAG. 29INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Guerrilha Digital Kotler escreveu na 1ª edição do Marketing Management, que o Marketing é também analisar, decidir e implementar acções de marketing, tal como se fossem tácticas militares. Oportunidades para o Negócio Guerrilha de marketing digital, significa ocupar o ecrã do consumidor, tendo por objectivo impedir a concorrência de aparecer.
  30. 30. PAG. 30INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Guerrilha Digital Oportunidades para o Negócio
  31. 31. PAG. 31INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Market Research Oportunidades para o Negócio As redes sociais providenciam um ambiente para recolha de feedback rápido e genuíno dos consumidores. Essa recolha pode ser sistematizada (questionários ou modelos de avaliação), mas também Voice of Customer informal.
  32. 32. PAG. 32INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Market Research O Twitter já permite prever o futuro? Um estudo da HP Lab de Palo Alto (Março 2010), demonstra que os social media feed podem ser indicadores efectivos da realidade. A quantidade e velocidade de geração dos Tweet sobre um determinado assunto, permite prever o êxito de um filme com um precisão superior ao Hollywood Stock Exchange, utilizando um modelo de regressão linear. Oportunidades para o Negócio
  33. 33. PAG. 33INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Market Research Oportunidades para o Negócio
  34. 34. PAG. 34INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO PAG. 34 Redes Sociais do Turismo
  35. 35. PAG. 35INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Trip Advisor Redes Sociais do Turismo
  36. 36. PAG. 36INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Trip Advisor Fundado em Fevereiro de 2000 Rede social horizontal especializada no sector do turismo Mais de 35 milhões de visitas mensais Mais de 1 milhão de negócios estão representados Redes Sociais do Turismo
  37. 37. PAG. 37INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Localyte Redes Sociais do Turismo
  38. 38. PAG. 38INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Localyte Redes Sociais do Turismo Fundado em Agosto de 2007 Rede social horizontal onde assume o papel de “Cicerone”, guia turística os residentes Os residente em responder a perguntas dos viajantes ganhas pontos e podem promover o próprio business local
  39. 39. PAG. 39INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO WikiTravel Redes Sociais do Turismo
  40. 40. PAG. 40INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO WikiTravel Redes Sociais do Turismo Fundado em Julho 2003 Guia de viagens mundial gratuito Adquirida a 20 de Abril 2006 pela Internet Brand Inc, que gradualmente introduziu publicidade segmentada para sustentar a plataforma que tem o objectivo de ser um guia turístico
  41. 41. PAG. 41INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO World66 Redes Sociais do Turismo
  42. 42. PAG. 42INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO World66 Redes Sociais do Turismo Assenta no pressuposto que os próprios viajantes são a melhor fonte de informação; Portal colaborativo sobre locais a visitar, restaurantes onde comer, hotéis onde ficar.
  43. 43. PAG. 43INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Yahoo Travel Planner Redes Sociais do Turismo
  44. 44. PAG. 44INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Yahoo Travel Planner Redes Sociais do Turismo Permite criar os próprio plano viagens para partilhar com os outros. Guia de viagens com publicidade contextual.
  45. 45. PAG. 45INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO PAG. 45 O Futuro
  46. 46. PAG. 46INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Web 3.0: Internet Semântica O Futuro Trata-se de mudar a web para uma linguagem que os próprios sistemas compreendam e categorizem. Isto permitiria que os próprios sistemas poderiam realizar por nós tarefas time-consuming como pesquisar ofertas, comparar preços e características, decidir a melhor opção e realizar a compra. RDF é o acrónimo de Resources Description Framework e é um dos protocolos em desenvolvimento para viabilizar a internet semântica.
  47. 47. PAG. 47INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Web 3.0: Inteligência Artificial O Futuro Tarefa de extrair um significado a partir da forma como as pessoas interagem na web.
  48. 48. PAG. 48INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Web 3.0: Internet Semântica O Futuro
  49. 49. PAG. 49INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Web 3.0: Personalização O Futuro A web deverá ser contextualizada de acordo com as pessoas que a estão a utilizar.
  50. 50. PAG. 50INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Web 3.0: Personalização O Futuro
  51. 51. PAG. 51INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Web 3.0: Personalização O Futuro
  52. 52. PAG. 52INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Web 3.0: Mobilidade O Futuro Tudo, a qualquer hora, em qualquer lugar.
  53. 53. PAG. 53INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Web 3.0 O Futuro
  54. 54. PAG. 54INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO As transição para a Web 3.0 O Futuro
  55. 55. PAG. 55INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Inesting
  56. 56. PAG. 56INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Áreas de Actuação Inesting
  57. 57. PAG. 57INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Referências Inesting
  58. 58. PAG. 58INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Referências Inesting
  59. 59. PAG. 59INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Referências Inesting
  60. 60. PAG. 60INTRODUÇÃO ÀS REDES SOCIAIS NO TURISMO Contactos PAG. 60 twitter.com/inesting youtube.com/inesting facebook.com/inesting Inesting

×