Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Function as a Service: IT forum expo 2017

99 views

Published on

Cloud computing surgiu com a proposta de facilitar a gestão de recursos computacionais, reduzir seus custos e possibilitar o amplo acesso a novas tecnologias. A idéia era tornar um modelo de computação que exige investimento de capital, num modelo que exige investimento operacional. Mais que isso, num âmbito de desenvolvimento de produto, possibilitar que se gaste mais com o desenvolvimento da logica do produto do que com a implementação do mesmo. De tudo que vem surgindo em Cloud Computing, FaaS é de longe o serviço de núvem que mais se aproxima desse ideal. Além de hardware, qualquer aplicação precisa de uma pilha de software para executar (SO, frameworks, etc). No modelo FaaS, você desenvolve apenas a lógica da sua aplicação em funções, e todo o resto da "pilha" é oferecido de maneira transparente, como parte do serviço. Neste modelo, a cobrança é feita pelo código executado da sua função, ou seja, você é cobrado apenas pela execução da sua sua lógica de negócio. Isso tudo com garantia de disponibilidade e escalabilidade automática. Veja como essa nova proposta promete revolucionar a maneira com que grande parte das aplicações de negócio serão construídas.

Published in: Technology
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Function as a Service: IT forum expo 2017

  1. 1. Quem sou eu? Igor Rosa Macedo, um entusiasta de tecnologia. Acredito na sua utilização como meio de melhorar os processos produtivos e evolutivos de pessoas e empresas. Atuo como consultor de DevOps e ALM ajudando meus clientes a melhorar sua cadeia de entrega de valor. Sou integrante do time de ALM|DevOps Rangers, voluntários que constroem ferramentas e guias para suprir as necessidades da comunidade na plataforma Visual Studio. @igorguga br.linkedin.com/in/igormacedo http://igormacedo.com.br igor.macedo@esx.com.br http://bit.ly/igormacedovideos
  2. 2. Function as a Service (FaaS) Cloud Computing em sua essência
  3. 3. Serverless Computing
  4. 4. Serverless Computing • Backend as a Service (BaaS) • Function as a Service (FaaS)
  5. 5. Serverless Computing Backend as a Service (BaaS) Bot Framework AWS ElastiCache Azure Search “Quando substituo por completo um componente da minha aplicação por um serviço fornecido por um terceiro.”
  6. 6. Function as a Service (FaaS) Serverless Computing “Quando trechos de código da minha aplicação são executados sob demanda, sem eu ter que me preocupar com servidores, disponibilidade, escalabilidade, etc. Tudo isso é feito pelo provedor do serviço .”
  7. 7. Exemplo: Aplicação Clássica
  8. 8. Exemplo: Serverless Application
  9. 9. Function as a Service CobrançaCódigo Eventos Execução
  10. 10. Como é o código de uma função?
  11. 11. Na prática
  12. 12. Na prática
  13. 13. Na prática
  14. 14. Na prática
  15. 15. Cenários de uso Processamento baseado em temporizador
  16. 16. Cenários de uso Processamento de stream em tempo real
  17. 17. Cenários de uso Processamento de eventos da propria nuvem
  18. 18. Cenários de uso APIs e microsserviços
  19. 19. Comparação com outros modelos
  20. 20. Utilização do Servidor https://www.linkedin.com/pulse/function-as-a-service-death-server-daemon-pete-johnson
  21. 21. Principais Benefícios Custo Preço • Total de Requisições no mês (PR) • Uso de recurso no mês Memória – GB-s (PM) CPU* - GHz-s (PC) *Apenas Google cobra pela utilização de CPU **Sem considerar custos com storage e transferência de dados. Sendo, N - quantidade de requisições no mês T - tempo de utilização do recurso no mês Custo Total** = N.PR + T*PM + T*PC
  22. 22. Principais Benefícios https://azure.microsoft.com/pt-br/resources/451-research-economics-serverless-cloud-computing/en-us/ Custo
  23. 23. Principais Benefícios https://azure.microsoft.com/pt-br/resources/451-research-economics-serverless-cloud-computing/en-us/ Custo
  24. 24. Principais Benefícios https://azure.microsoft.com/pt-br/resources/451-research-economics-serverless-cloud-computing/en-us/ Custo
  25. 25. Principais Benefícios • Escala; • Menor complexidade de deployment; • Facilidade para realizar experimentações; (time to market); • Green Computing?? Fácil Gestão Operacional
  26. 26. • Somente Stateless*; • Tempo limite de execução; • Startup latency (Cold start); • Limite de execuções concorrentes; • Testes • Dependência do Provedor; Principais Limitações
  27. 27. Oferta Open SourceCloud Frameworks
  28. 28. Como escolher? • Você já utiliza algum serviço de nuvem? • Que tipo de aplicação você irá implementar? • Qual volume de requisições você espera? • Quais conectores disponíveis pelos provedores? • Qual é know-how do seu time de desenvolvimento?
  29. 29. História
  30. 30. 63% 14% 11% 12% Adoção de Serverless 2016 Não utilizam ainda Utilizam em produção Estão testando em Pilotos Fase inicial de descoberta De 486 líderes de TI entrevistados... Estatísticas 451 Research’s Voice of the Enterprise (VotE): Cloud Transformation
  31. 31. Escalando…
  32. 32. Escalando…
  33. 33. Referências https://martinfowler.com/articles/serverless.html https://azure.microsoft.com/pt-br/resources/451-research-economics-serverless-cloud-computing/en-us/ https://blogs.cisco.com/cloud/function-as-a-service-101-what-is-it https://cloud.google.com/functions/ https://www.ibm.com/cloud-computing/bluemix/openwhisk https://azure.microsoft.com/pt-br/services/functions/ https://aws.amazon.com/pt/lambda/ https://openwhisk.incubator.apache.org/ https://www.openfaas.com/ https://serverless.com/ https://github.com/apex/apex http://kubeless.io/ Artigos Produtos
  34. 34. Obrigado! Igor Macedo igor.macedo@esx.com.br

×